Cachorrinho Seguir historia

kiefan Anna Luisa

LuHan, Jongdae e Minseok queriam muito ganhar um cachorrinho e até mesmo o bebê da casa, Zitao parecia concordar com aquela ideia. Fazendo com que Wu Yifan e Zhang Yixing tivessem uma ótima ideia envolvendo o presente de natal para os quatro.


Fanfiction Sólo para mayores de 18.

#exo
Cuento corto
0
901 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo Único

- Também postada no Spirit.


Capítulo Único


Quando Yixing começou a despertar naquela manhã, logo após ouvir o celular do marido despertando ambos, ele estranhou ao não ouvir nenhum gritinho.


Ninguém subindo na cama, lhe balançando ou já tentando lhe dar algum beijo de bom dia para que acordasse mais rápido.


― Isso está estranho. ― O Zhang estava com o cabelo bagunçado, ainda sentado sob o colchão enquanto o maior ia até o banheiro.


― É sábado, meu bem... O primeiro desde que as férias deles começaram, devem estar dormindo por causa do cansaço. ― Yifan sugeriu.


E assim que o marido foi tomar banho, ele se levantou e foi na direção dos quartos dos meninos.


Chegou ao quarto dos dois mais velhos e lentamente abriu a porta, LuHan e Minseok dormiam juntos na cama do mais alto e abraçados. Yixing colocou mais uma coberta sobre eles já que o inverno estava começando a se tornar rigoroso.


Depois de fechar a porta com cuidado, foi até o quarto onde os dois caçulas estavam. Jongdae resmungava enquanto esfregava o rosto em seu ursinho e dizia baixinho “fofo” fazendo o pai se derreter ao ter a sorte de ver aquilo, já Zitao começava a despertar por causa da fralda suja.


― Oi, bebê. ― Se aproximou e o pegou no colo. ― Shii... ― Disse baixinho quando percebeu que o neném estava pronto para chorar.


Saiu do cômodo e quando chegou no quarto que dividia com o marido, colocou o filho sobre a cama e o trocou ali mesmo já que não queria acordar seu outro bebê.


― Um acordou, então. ― Yifan disse ao sair do banheiro.


― Sim, estão todos dormindo. ― Yixing suspirou e riu quando o esposo brincou com o garotinho, tentando captar sua atenção. ― Mesmo assim, isso é estranho.


― Não se preocupe, meu bem. ― Yifan beijou sua testa.


Depois de algum tempo, eles foram acordar os filhos para que não dormissem demais e perdessem o dia. Todos já estavam de dentes escovados e tomando café, e mesmo assim o Zhang os observava.


― Eu sirvo você, Minnie. ― LuHan disse ao irmão.


― Aqui, Dae. ― Minseok limpou a boca do garoto que ainda mantinha o ursinho em seus braços.


Fofin. ― Jongdae balançava o brinquedinho na frente do irmão caçula e o menino ria enquanto comia os pedaços de fruta que o pai tinha cortado para si.


― Viu como cuidamos uns dos outros, papais? ― Foi o mais velho quem disse. ― Nós somos muito responsáveis e sabemos nos cuidar.


― Certo, mas é claro. ― E enfim, Yixing matou a charada que estava lhe incomodando desde seu despertar.


― Querem nos mostrar que são responsáveis para ter um cachorro. ― Yifan falou pelo companheiro. ― Por isso arrumaram as camas, tomaram banho sozinhos e estão mais independentes que o normal.


― Por favor, papais! ― Minseok disse manhoso, enquanto deitava a cabeça contra a mesa. ― A gente vai cuidar bem, e vamos sempre brincar com ele.


― Vão brigar para ver quem brinca mais, igual brigaram quando Tao chegou. ― Yixing relembrou o episódio em que os irmãos discutiram por motivos bobos querendo ficar mais tempo com o caçulinha da família.


― Não vamos, eu vou deixar ele brincar com o meu ursinho. ― Jongdae disse decidido.


― E você Tao, tem algo a dizer? ― Todos encararam o bebê.


― Tao neném! ― Ele gritou enquanto gargalhava e exibia seu primeiro dentinho.


― É, o Tao vai continuar sendo o neném da casa e nós vamos cuidar dele também. ― LuHan assentia. ― Por favor, papais.


― Por favor! ― Minseok e Jongdae também pedia.


Pô favo! ― Zitao murmurou e sorriu.


― Vamos ver se vão se comportar até o natal, o papai noel é quem vai decidir se merecem um bichinho de estimação. ― Yifan disse por fim e o marido concordou.


~~ Tempo depois ~~


Nesse ano a festa de natal havia sido na casa dos Wu, os irmãos mais velhos se divertiam na companhia do avô que ensinava jogos antigos e contava histórias que deixavam os dois fascinados já Jongdae e Zitao ficavam na companhia da avó, que enchia os meninos de docinhos e guloseimas.


Depois, voltaram tão cansados para casa que rapidamente entraram em um acordo com os pais para irem dormir e somente na manhã seguinte, verem os presentes que tinham recebido dos parentes.


Yifan havia acordado cedo e já tinha saído enquanto Yixing acordava os meninos e os ajudava com seus afazeres diários.


― Ansiosos por causa dos presentes? ― Perguntou enquanto ajeitava o filho no colo e os meninos gritaram animados.


Eles então foram até a árvore de natal e começaram a abrir os embrulhos, vendo os presentes e ficando felizes. Zitao ainda aproveitava o leite de sua mamadeira no colo do pai enquanto via os irmãos gritando animados com o que encontravam.


Não perceberam quando o Wu chegou até a sala com uma caixa em mãos.


― Olá, meus amores. ― Sorriu largo quando os filhos quase correram em sua direção. ― Devem estar estranhando, ainda não terem achado o presente dos papais.


― Ele está aqui. ― Yixing disse quando o marido colocou a caixa no chão.


Os três meninos ficaram se olhando em silêncio, decidindo quem iria se aproximar.


Porém, arregalaram os olhos ao começarem a ouvir barulhos e então a tampa da caixa acabou caindo. Um cachorrinho deixou sua cabeça a mostra e eles gritaram bem mais que animados, fazendo com que Tao também gritasse por causa do susto e o Zhang tentou acalmar o bebê que já voltava a rir sem saber o que tinha acontecido.


― Que lindo!


― Que fofo!


― Ele é tão pequeno!


Os três falavam sem parar, fazendo o casal rir.


― Prometam que vão cuidar dele. ― Yifan pegou o filhotinho no colo. ― Ele também é um bebê, sabem do que ele precisa e ele também gosta de muito carinho, vamos.


Ainda um pouco receosos, os três se aproximaram e começaram a fazer carinho no bichinho que fechava os olhos e continuava comportado sem demonstrar medo.


― Agora, ele é de vocês. ― Yixing continuou a dizer. ― E precisam escolher um nome para ele.


― Fofinho.


― Cachorrinho.


― Taotao! ― O bebê gritou, fazendo eles rirem.


― Não se preocupem, depois vão decidir qual a melhor opção de nome para ele. ― Yifan consolou, já que os meninos ainda não tinham uma boa ideia. ― Agora, aproveitem e brinquem.


― Nunca vi eles tão felizes... ― Yixing disse enquanto largava o caçula no chão e via ele tentando se aproximar dos irmãos, que o chamavam para tocar no cachorrinho.


― Nem eu, e o cachorrinho é tão fofo! ― Yifan sorriu largo.


― Já sei que você também irá adorar brincar com ele. ― O Zhang riu e o marido concordou enquanto o abraçava.

8 de Octubre de 2019 a las 05:13 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Anna Luisa 💕💕 Sou a kiefan do spirit 💕 💕• Ficwriter • 💕 ••EXO-L•• 💕

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~