About Relaxing Seguir historia

kiefan Anna Luisa

LuHan estava ficando estressado por conta das obrigações que começavam a colocar sobre si por ser o líder daquele clã de vampiros e Sehun como seu namorado sabia que devia ajuda-lo mesmo sendo recém transformado, sabia que conseguiria fazer seu amor se acalmar. Fanfic também postada no spirit.


Fanfiction Sólo para mayores de 18.

#exo
Cuento corto
0
1.7mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo Único

- Fanfic também postada no Spirit.


Capítulo Único


LuHan se fosse humano, já teria respirado fundo inúmeras vezes durante aquela reunião, se a paciência não fosse uma de suas virtudes também já teria matado todos aqueles vampiros em questão de segundos.


― Espero que tenham me entendido, pois não irei falar novamente. ― Ele disse após todos se calarem. ― E a reunião está encerrada.


Todos assentiram e se afastaram, depois de alguns minutos ainda sentado apenas observando mesa, ele se levantou e saiu da sala. Seu humor estava terrível e tudo que ele mais desejava erair para sua casa e com sua velocidade não demorou para que ele conseguisse aquilo.


Logo sorriu ao ver como o outro homem estava lá, deitado na cama enquanto mexia em seu celular.


― Voltei. ― Anunciou, mesmo aquilo não sendo necessário.


― Que bom... ― Sehun resmungou.


― Ora, o que foi? ― LuHan se aproximou dele. ― Eu sei que não demorei muito.


― Não é isso, eu queria ter ido com você. ― O mais novo dizia como uma criança mimada.


― Querido, você acabou de ser transformado, não iria conseguir se controlar já que temos alguns humanos como membros. ― LuHan lhe explicou pela quarta vez naquela mesma semana.


― E daí? Você estaria lá para cuidar de mim. ― O Oh quase deu de ombros.


― Eu provavelmente iria matar todos, já que iriam querer a sua cabeça. ― LuHan sentou na cama e soltou um suspirou. ― E também iria sobrar para o líder. ― Se referiu a si mesmo.


― Pegaram pesado com você, hoje? ― Sehun se aproximou e ficou de costas para ele.


― Ultimamente, é o que mais tem acontecido. ― LuHan revirou os olhos. ― Querem que eu arranje soluções ou algo para diminuir a morte dos vampiros causadas pelos lobisomens, mas não tenho culpa se alguns imbecis os provocam longe de nossa casa e ainda acabam mortos.


― O que querem que você faça?


― Que eu vá falar com o líder deles. ― O chinês revelou e o outro arregalou os olhos.


― O que? Mas, ele irá mata-lo!


― Não, eu acho que não. ― LuHan demorou para responder. ― Yifan não tem raiva de mim e os vampiros não o ameaçam diretamente e se o fazem, ele os mata.


― Que ameaçador. ― Sehun murmurou. ― Querem que você seja assim também.


― Como eu sou, não fará mudar a raiva que eles estão começando a sentir pelas minhas decisões. ― O vampiro mais velho, não se importava com aquilo. ― Deveria matar todos, arrancando suas cabeças e reunir novos membros para o conselho. ― Sua voz saiu rouca.


Começava a ficar raivoso.


― Tenha calma, meu amor. ― O Oh o abraçou, e deitou a cabeça contra um de seus ombros. ― É melhor do que eles, então não se irrite e perca seu tempo com aqueles idiotas.


― Você está certo. ― LuHan assentiu e virou o rosto para encara-lo. ― Como sempre está.


― Eu sei, ainda bem que me tem ao seu lado. ― O coreano se gabou.


― Sim, eu tenho sorte de te-lo ao lado por toda a eternidade. ― LuHan sorriu, antes de beija-lo.


Sehun aceitou de bom grado e entrelaçou sua língua contra a dele, enquanto mantinham contato não demorou para que ele acabasse indo para o colo do outro vampiro e ficasse ali de forma confortável.


― Vamos lá, Lu. ― Ele sorriu antes de lhe dar mais um selo. ― Você merece relaxar e sou a melhor pessoa para fazer isso, me deixe ajuda-lo.


― Sou todo seu, meu amor. ― LuHan murmurou se deixando levar pela excitação que crescia entre ambos.


Apesar de não ser humano fazia séculos, o sangue ainda bombeava pelo corpo do chinês e fazia ter a impressão de que seu coração ainda pulsava, e aquele movimento do líquido escarlate conseguia deixar Sehun excitado. Ainda era um vampiro imaturo com poucos meses de transformação.


LuHan ergueu seus braços e deixou que o outro retirasse sua camisa branca, depois começou a ter seu pescoço preenchido por sucções que fazia o volume entre suas pernas aumentar e começar a se tornar incomodo ainda mais quando o Oh começando a rebolar lentamente sobre ele e fazendo uma pressão deliciosa.


As marcas arroxeadas conseguiam desaparecer em segundos, assim como os arranhões que o outro fazia com as unhas e quase tirava sangue de suas costas.


― Está selvagem hoje. ― LuHan sorriu malicioso. ― Eu gosto. ― O beijou mais uma vez e levou uma das mãos até a nuca do maior, para aprofundar o ósculo.


― Que bom. ― Sehun mordeu seu lábio inferior e o empurrou, até que ele ficasse deitado sobre a cama.


Levou suas mãos até as nádegas do outro e tentou aperta-las apesar da calça jeans não lhe ajudar com aquilo, ele sorriu conforme foi sentindo as mãos do namorado passando por seu abdômen e chegando até sua calça, puxou ela para baixo já levando a cueca sem se importar de joga-las em algum canto do quarto.


― Preciso passar um dia todo chupando você, é tão bom. ― Ele foi descendo seu corpo até chegar entre as pernas do chinês e não demorou muito para que levasse a glande do outro até seus lábios.


O chinês abriu a boca e deixou que um longo gemido escapasse assim que foi engolido pela boca voraz do outro vampiro, que o chupava de forma gulosa.


― Isso! ― LuHan murmurava, levantou as mãos até sua cabeça para guia-lo enquanto se deixava de levar por aqueles malditos lábios que o faziam conhecer o céu mesmo sendo uma criatura quase demoníaca vinda do inferno.


Sehun afastou sua boca por alguns instantes, para que pudesseintensificar a masturbação.


― Pare. ― LuHan pediu e gemeu mais alto, já começava a ficar próximo de seu ápice e não queria gozar tão logo no que ele achava ser o início.


E como sempre, claro que o Oh não lhe deu ouvidos imediatamenteapós ouvir seu pedido e continuou com suas mãos arteiras. Foi surpreendido quando LuHan os virou e o empurrou na cama fazendo com que seu corpo fosse afundado contra o colchão.


― Eu não quero gozar ainda. ― O chinês murmurou enquanto rasgava as roupas dele. ― Iria sujar seu rosto.


― Eu gosto quando isso acontece. ― Sehun quase riu debochado, porém mordeu seu lábio inferior quando seu quadril foi puxado para baixo com certa força e abriu suas pernas.


Sentiu a língua do namorado lambendo sua entrada e arfou com aquilo, sentindo uma pontada em seu pênis e quase levou as mãos até o mesmo para que começasse a se masturbar e acabasse com a aquela agonia.


― Lu... ― Deixou escapar quando sentiu o músculo molhado do outro lhe invadir junto de um de seus dedos.


Desde que havia se transformado, não sentia mais dor ou ardência com aquelas coisas, só sua excitação que parecia ter aumentado mais assim como seu desejo.


― Me foda, céus. ― Sehun pediu abrindo mais as pernas e sorrindo ao sentir o outro enfiar mais um dedo e iniciar seus movimentos. ― Eu não preciso mais dessas preparações. ― Fingiu relembra-lo.


― Eu sei que não, mas eu amo ver você se contorcendo só por causa dos meus dedos. ― LuHan beijou as coxas dele e lambeu seus testículos. ― Ou quando você goza só com eles em seu interior, não preciso de mais nada para fazê-lo ter um bom orgasmo.


― Hannie. ― Sehun gemeu enquanto rebolava. ― Eu preciso de você.


― Você já me tem, meu amor. ― O vampiro mais velho riu, passando a dar leves mordidas sobre as coxas do outro.


― Eu preciso do seu pau me fodendo, por favor, me faça gozar assim. ― Sehun dizia afobado, já cansado de esperar para ser preenchido pelo que tanto queria.


O Oh foi virado de costas e segurou com força contra um dos lençóis, ansioso pelo que viria a seguir. Não demorou para que LuHan finalmente lhe desse o que ele tanto queria naquele momento, sentiu o outro lhe invadir com força e de modo fundo fazendo que com que gemesse e quase sorrisse.


― Isso. ― Sehun fechou os olhos por um momento, enquanto o outro movimentava-se contra ele e empurrava seu corpo para frente, saindo quase todo de seu interior para então estoca-lo.


― É nessa posição que você gosta, não é, meu amor? ― LuHan beijou seu pescoço.


― Sim. ― O Oh voltou a mordeu seus lábios, sentindo uma das mãos do mais velho contra seu quadril, conseguindo puxa-lo para trás.


Com os corpos quentes e suados pelos que faziam, se respirassem estariam completamente ofegantes e já exaustos. Sehun sabia que não aguentaria muito tempo e qualquer pensamento sobre retardar seu orgasmo se foi quando sentiu os caninos do chinês passando por seu pele e então, enfim mordendo seu ombro.


O Oh gozou sem precisar se masturbar e gemeu baixinho quando sentiu o outro chegando ao orgasmo e invadindo seu interior com o líquido espesso.


― Você é incrível, baby. ― LuHan murmurou contra um dos ouvidos dele e levou uma das mãos até o membro do outro, sentindo-o ainda duro e começando a masturba-lo. ― Sabe mesmo como me fazer relaxar.


E o vampiro mais novo apenas gemeu, feliz por fazer seu namorado ficar mais calmo graças a uma boa transa.

3 de Septiembre de 2019 a las 06:43 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Anna Luisa 💕💕 Sou a kiefan do spirit 💕 💕• Ficwriter • 💕 ••EXO-L•• 💕

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~