Cuento corto
0
651 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Eu amo a minha filha

- Venha pai, o sol está se pondo! - Disse minha filha aos berros, enquanto eu caminhava com certa dificuldade em sua direção.

Ali está ela, os cabelos balançando contra o vento e os últimos raios de sol batendo em seu rosto. Minha filha era tudo pra mim, minha companheira, confidente, conselheira, melhor amiga; até parece que tínhamos a mesma idade, no entanto, a diferença era grande, afinal éramos pai e filha.

Minha menina nasceu prematura, numa gestação que duraram sete meses, infelizmente a mãe, o grande amor da minha vida, morreu durante o parto. Os primeiros meses foram complicados. Tive que abandonar meu emprego só para me dedicar única e exclusivamente para a minha filha. E não me arrependo. Até parece que tudo aquilo aconteceu de propósito, coisas do destino. Lembro-me do dia em que ela segurou pela primeira vez a minha mão. Ela estava dentro da incubadora lutando pela própria vida, o corpinho frágil cheio de fios, a respiração fraca, mas a mãozinha minúscula conseguiu agarrar a minha mão enorme como quem quisesse dizer, eu tô aqui, não vou te deixar. E foi assim e é assim até hoje. Desde o dia em que minha filha saiu do hospital passamos a viver um ao lado do outro, um ajudando o outro. Por fim posso dizer com toda certeza desse mundo, eu amo a minha filha.

4 de Agosto de 2019 a las 16:43 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Fernando Camargo Escrevo desde os oito anos de idade, culpa da professora de português. De tanto gostar de fazer isso (escrever), resolvi estudar jornalismo. Formado, atualmente eu passo meus dias a criar personagens e novas histórias.

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~