Cuento corto
0
1408 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Destino

Destino, destino, querido destino, como vc me presenteia com a presença da bela entre as belas? A Beleza imensurável na qual com sua voz quebrou meu silencio, me fez permitir ouvir uma, duas ou três vezes esse som que toca até o mais gélido coração.
Coração na qual deixou de tentar amar a dois ou mais anos, pois ele foi desafortunado pelo destino ingrato e insensato... O destino cria barreiras que não nos permite alcançar quem desejamos, não saberei com que outrora é o seu perfume ou seu sorriso e porque não sentir o toque de suas mãos com minhas mãos e me arrisco a dizer que um abraço bem apertado leva qualquer um a desejar quebrar as barreiras e amarras que o destino impõem em nossas vidas e experimentar o gostinho de uma nova história de amor com meios lícitos e honestos, sem rótulos ou brigas irrelevante, pois o amor quando é verdadeiro nem o destino consegue separar. - Clayton

29 de Julio de 2019 a las 21:19 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Clayton Silva Sou aquele que com palavras cheias e com açoes correspondentes as mesmas.

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~