Exercícios Seguir historia

luraywriter Luray Armstrong

De todos, aquele era seu exercício preferido também. Afinal, qual a melhor forma de demonstrar a paixão da juventude? escrita em 10/2017


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 18.

#yaoi #naruto #fluffy #gaalee
Cuento corto
2
3.1mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo único

Lee suava muito naquela posição, era um de seus exercícios preferidos e um dos mais desgastantes. Muito perto do chão, ele se apoiava nos cotovelos e na ponta dos pés, com a coluna reta.

Já fazia dois minutos que ele estava naquela posição quando Gaara chegou. O ruivo se sentou na poltrona da sala e ficou observando-o com os cotovelos no joelho. Sabia que ele queria falar algo e também sabia que ele não iria desembuchar tão facilmente, então esperou os três minutos restantes se passaram e se sentou de frente para ele.

- O que foi, Gaa-chan?

- Lee, eu sei que você tem que treinar para a competição, mas eu queria… bem… eu queria…

Ele hesitou. Lee sabia que ele não ia dizer como se sentia, já estava corado e não olhava em seus olhos, então ele resolveu facilitar para ele; levantou e o puxou para sentar consigo no chão.

- Eu sei que não estou te dando atenção o suficiente, me desculpe. Eu te amo muito, ok? - Lee disse, sorrindo e se sentindo realmente culpado.

Ele finalmente estava realizando seu sonho de participar do campeonato mundial de muay thai e tinha que se esforçar continuamente. Infelizmente, nesses meses de treinamento constante ele não pôde dar a atenção que seu namorado merecia, já que a única folga que tinha era nos fins de semana e Gaara fazia plantão no hospital nesse período. Ser oncologista não era fácil.

Lee tinha realmente que treinar agora, mas dava pra resolver isso.

- O que acha de se exercitar comigo agora? - Lee perguntou.

- Exercício?

- Sim. Você é médico, sabe que é importante. Vamos, por favooooooor. - Lee implorou.

- Tudo bem.

Lee sorriu por finalmente conseguir convencê-lo. Resolveu alongar novamente. Gaara estava com roupas caseiras confortáveis então estava tudo bem.

Começou elevando o braço para cima, o direito, inclinando o corpo para a esquerda, indicando a Gaara que deveria imitá-lo. Se esforçou para não rir enquanto Gaara parecia ter apenas levantando o braço, mas sabia que ele simplesmente não conseguia inclinar o corpo. Ele não tinha flexibilidade alguma. Quando ele se inclinou para o outro lado, trocando o braço, o ruivo conseguiu se inclinar só um pouco. Desta vez, riu.

Depois de terminado o tempo ele se levantou, ajeitando a postura e se inclinou para a frente, tocando o chão com os dedos e com as pernas bem retas. Gaara ficou com os dedos bem longe do chão. Riu novamente.

Mais alguns alongamentos e então ele se sentou no chão, pedindo pro amante se sentar à sua frente, prendeu seus pés e os dele numa posição estranha e explicou a ele como seria o exercício. Eram séries de abdominais, em que eles deviam levantar a parte superior do corpo até sentar.

Lee começou e o tempo para Gaara sentar-se de verdade foi o tempo de Lee terminar a primeira série de 10. O ruivo ficou parado observando enquanto Lee subia e descia. Ele chegava tão perto.

Tão perto.

Tão perto.

Com aqueles lábios rosadinhos tão claros e a pele morena suada.

Ele deitou de novo. Lee o chamara para fazer exército, não qualquer outra coisa. Mas sentia tanta falta do corpo dele contra o seu.

Ele sentou. E quando Lee subiu seu corpo de novo ele o beijou. Era um selinho firme, o ruivo com a mão na nuca do moreno, prendendo-o. Lançou sua língua contra a boca dele, o empurrando para ficar por cima dele e tirando sua camisa.

Ele era tão gostoso, simplesmente tão gostoso. Mordeu o lábio inferior do moreno, descendo os beijos por seu pescoço, sentindo o gosto salgado da pele suada. Suas mãos passeavam pelo abdômen forte, malhado, experimentando os músculos contra seus dedos, apertando a cintura e descendo até o cós da bermuda, retirando-a com pressa junto com a cueca dele.

Lee encarou Gaara surpreso. Ele estava bastante distraído com os beijos e os toques e, de assustador. Ele lambeu sua glande com suavidade e Lee fechou os olhos. Okay, Gaara estava realmente carente, porque ele não era de tomar iniciativa, ficava sempre tímido, mesmo que repente, estava pelado no chão da sala, com Gaara entre suas pernas acariciando seu pênis lentamente. Lento demais.

Suspirava e gemia baixinho, porque Gaara tinha um talento com as mãos e a boca que era já namorassem há sete anos. O seu jeito envergonhado era muito fofo, mas o moreno adorava quando ele tomava a iniciativa dessa forma.

O ruivo engoliu toda a ereção do amante, acolhendo-o em sua garganta, sentindo a carne dura contra a língua. Estava necessitado de sentí-lo, de todas as formas possíveis. Queria-o, desejava-o em seu âmago, com todo seu ser. Sentia falta do corpo dele contra o seu, tocá-lo e ser tocado e não esperaria mais nenhum segundo para tê-lo da forma que queria várias e várias vezes.

Lee afastou o ruivo de sua pélvis e o beijou, língua contra lingua numa dança sensual. Retirou as roupas do mais alto, até que ele ficasse completamente nu e o puxou em seus braços até que ele ficasse, literalmente, sentado em seu rosto.

- Lee, eu…

Não precisava vê-lo para saber que ele estava corado.

- Sshh, eu sei que você gosta.

Separou as bandas da bunda dele, acariciando a entrada rosada com suavidade com o dedo e logo colocando sua língua contra ela. Adorava a sensação de Gaara rebolando contra sua língua, puxando seu cabelo quando deslizava a língua pelo períneo e chupava as bolas, voltando para seu ânus e o penetrando com a língua enquanto ele arfava e gemia seu nome. Lee agarrava a carne macia da bunda dele com gosto, marcando a pele pálida com seus apertos firmes. Penetrou dois dedos na cavidade quente, chupando os testiculos dele devagar, e ele arranhava seu abdômen, meio desesperado pelo prazer.

Gaara se sentia tão exposto naquela posição, mas era apenas tão bom, tão gostoso, estar por cima e controlar os movimentos de seu amado, independente de ser o ativo ou passivo. Lee deslizava a língua por seu pênis e chupava suas bolas ao mesmo tempo em que os dedos dele massageavam sua próstata, então ele realmente não conseguia parar de se contrair e gemer alto, maltratando o abdômen do moreno com arranhões fortes. De repente, ele se levantou, sentando na barriga de Lee e depois descendo mais, até empinar-se bem em cima do pênis do seu amado, sentando devagar nele, até ser completamente preenchido.

Lee colocou suas mãos no quadril de Gaara, para ajudá-lo a se movimentar. O ruivo subia e descia forte em seu membro e ele simplesmente não conseguia não gemer o nome de seu amante ao sentir-se ser esmagado na cavidade apertada.

Rápido, forte, com desejo, seus corpos iam de encontro um ao outro, naquele encontro apaixonado de peles suadas e sons de puro prazer, até atingir o clímax, num orgasmo gritado, que os arrebatou para um outro mundo em segundos.

Gaara deitou parcialmente no peito do mais velho, juntando forças para chamá-lo para um banho - para um segundo round no banheiro, é claro.

- Amor. - o ruivo chamou.

Lee murmurou alguma coisa que supostamente era um estímulo para que o ruivo continuasse.

- Eu gosto muito mais desse exercício do que qualquer outro. - Gaara sussurrou, corado, mas descendo a mão até o membro do namorado, para deixá-lo rígido novamente.

Lee riu. Seu pequeno moranguinho (apelido o qual o moreno dera ao ruivo- que o mais alto fingia odiar) era sempre muito fogoso.

Não reclamava.

De todos, aquele era seu exercício preferido também.

Afinal, qual a melhor forma de demonstrar a paixão da juventude do que fazendo amor?

8 de Julio de 2019 a las 13:24 0 Reporte Insertar 1
Fin

Conoce al autor

Luray Armstrong Perfil também disponível no Wattpad. Facebook: Luray Armstrong . SNS ❤ TODOKIRIBAKUDEKU ❤ KageHina ❤ Solangelo/Pernico ❤ Sheith ❤

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~