Temperos da Paixao Seguir historia

lux-noctis Lux Noctis

As idas ao mercado nunca mais seriam as mesmas, e disso ele soube a partir do momento que viu aquele homem de tamanha classe escolhendo temperos e mais temperos. [Todoroki x Bakugou]


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 18.

#boyslove #bnha #universoalternativo #todorokishoto #BakugouKatsuki
0
804 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 10 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Prólogo

O carrinho do mercado tinha dos mais variados itens, desde leite e seus derivados aos mais exóticos temperos. Aqueles aos quais Katsuki nunca daria uma chance de tocar em seu prato, ou lábios. Exóticos demais para que se aventurasse à experimentá-los, sem antes uma recomendação fortíssima de alguém que já conhecia seu paladar fresco de quem quase nada comia.

Mas era curioso observar aquele homem enigmático escolhendo os temperos com cautela, chegando até mesmo a pegar alguns em folha, amassando uma ou outra, levando-as ao nariz para que averiguasse se estavam boas, ao menos Bakugou achava que era isso.

Estava ali, com sua cestinha de compras na mão e uma latinha de patê na outra, havia perdido até mesmo o foco em ver a validade do produto enquanto assistia aquele curioso comprador. Era a quarta vez que o via ali, no mercado que ele mesmo frequentava por ser o mais próximo ao seu apartamento singelo, mas próprio!

Seguiu-o, fora mais forte que ele, deixando de lado seu patê, mas ainda agarrado à cestinha, caso pego poderia usar a desculpa que estava apenas naquele corredor para escolher itens para comprar. Claro, não acharia nada ali, em meio à trufas! Quem usava isso pra cozinhar? Pra ele isso era o nome de um daqueles doces, não? Trufa de chocolate.

Notou as mãos esguias de dedos compridos escolherem as trufas, colocá-las num saquinho de papel e então pesá-las na balança própria para tal. Notou a delicadeza e destreza com a qual ele dobrava a pontinha do saquinho de papel pardo, para então colocá-lo no carrinho, na parte superior onde haviam outros temperos. Era bonito como tudo naquele homem parecia organizado, nada fora dos trilhos, até mesmo o cabelo bicolor parecia perfeito, nenhum fio branco próximo ao vermelho, tal como de outro modo. Katsuki por sua vez tinha os seus para o alto, como se levasse um choque da vida a cada vez que acordasse, e acredite, nada fazia aqueles fios loiros e rebeldes tomarem jeito. Ele tentou, até desistir.

— Boa tarde. — a voz era baixa, um timbre que fazia arrepiar os malditos pelos do corpo e trazia aquele comichão à nuca de Bakugou enquanto ele olhava o homem encará-lo com atenção e um sorriso contornando os lábios finos.

— É. — talvez e só talvez tenha lhe fugido as palavras, mas era mero detalhe, um que ele faria questão de esquecer.

— Procurando algum tempero especial para seu cheetos de requeijão? — perguntou enquanto olhava a cestinha de compras de Bakugou, ostentando ainda o sorriso triunfante nos lábios. Alguém com aqueles compras jamais se perderia no setor de importados.

— Não me alimento disso. — usou de maior entonação na palavra, precisava dar a volta por cima, sair dali com estilo e não sem tato como o amigo de infância sempre era. Estava andando demais com Deku, as consequências estavam visíveis! E patéticas!

— Claro, claro. — O homem de cabelo bicolor afastou-se alguns passos, rumando a direção oposta à Katsuki. — Mas se quer mesmo um tempero para isso, a lixeira é o que melhor combina.

Ora que abusado!

Katsuki virou-se para respondê-lo, mas já estava sozinho naquele corredor de importados, agarrado à cestinha enquanto fazia a maior careta que podia, desgostoso ao extremo com a implicância com aquilo que comia. Oras, ele não era um burguesinho safado que compraria um trufa… precisou olhá-la de perto e ver o valor daquilo. Ele não pagaria um rim por uma porcaria que nem sabia o sabor!

Bufando, e seguindo para o caixa, teve a certeza que aquele homem nada mais era que um mimado e metido. Por sorte só o via ali, no mercado vez ou outra. Só não sabia que a partir daquele dia o veria mais vezes, como se o maldito batesse cartão sempre que ele mesmo ia ao mercado em busca de… sim, cheetos. Às vezes ele inovava, levava macarrão instantâneo sabor queijo.

27 de Mayo de 2019 a las 13:39 0 Reporte Insertar 119
Continuará… Nuevo capítulo Cada 10 días.

Conoce al autor

Lux Noctis A verdade é que não há absolutamente nada de especial aqui.

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~