Desafetos Seguir historia

natchimendes Natanael L. Chimendes

Série de 6 poemas sobre afetos & desafetos. Um ensaio baseado nos meus relacionamentos e experiências amorosas.


Poesía Romance Todo público.

#poetry #amor #poesia #poemas #258 #theauthorscup #ThePoetLeader #Lúdico #Manhã
2
843 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Nunca


Nunca pensei o suficiente em você

para calcular se você pensava em nós

e veio num relance inesperado

um sonho degenerado

para tombarmos como dominós,

na insanidade da nossas mentes

sem explicação

alcançamos um amor automático

e adivinhe o que houve depois?

apenas lábios apáticos

livres do desejo

e longe do disfarce que criamos

achando que seria moderado,

foi o contrário.


Nunca te amei o suficiente

para calcular se você nos amava

pois quando estou pra baixo, me levanto

quando tomo um gole de álcool

me rebaixo,

me degrado,

engolindo o "suficiente"

na esperança de digerir

o cruel ingrediente

que nos separou.

Eu não preciso das palavras

pra ferir novamente

o que já cicatrizou.


Não diga 'nunca'

se não for o suficiente

ou se for apenas para cacular

o quanto você 'nunca' me amou

pois quando festejo,

festejo intensamente

e quando minto

minto profundamente

apenas para fugir

do que me prende

encarcerado no meu próprio horror.


Não diga 'nunca'

se eu não puder viver sem o 'sempre'

perdido nos corredores

sem explicar o que não entende

para só assim olhar no seu coração

e tomar as dores

de um pecado inexistente

e não me apequene

apenas pra sobreviver

no meio de tanta adoração

pois quem foge do compromisso

merece o amar incompetente.


Foram tantas desafeições

dentro de espeluncas

com silêncios desconfortáveis

Tantas mentiras

calculadas por maldade

que vestiram a sobriedade

e me fizeram sentir

o peso da realidade

de que nada foi confiável

Nós perdemos a chance

de amar com lealdade

pra dizer com honestidade:

Antes tarde do que nunca.


17 de Mayo de 2019 a las 22:16 3 Reporte Insertar 0
Leer el siguiente capítulo Amargura

Comenta algo

Publica!
Ana Carletti Ana Carletti
Sem palavras!
Raül Gay Pau Raül Gay Pau
Aplausos.
18 de Mayo de 2019 a las 13:09

~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 5 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión