Amor à segunda vista - Naruhina Seguir historia

millesousaa_ Jamille Sousa

Hinata e Naruto cresceram juntos como melhores amigos. Até que, de repente, ao atingirem a adolescência, ambos percebem que já não são mais crianças. Então, por consequência da neve que cai sem trégua lá fora, Naruto se vê obrigado a passar vários dias na presença da amiga. A partir daí, as sensações começam a aflorar e os sentimentos além da amizade se sobressaem. Será que os dois conseguirão se adaptar a essa nova fase e; mais do que tudo, serão capazes de enfrentar os obstáculos que surgirão?


Fanfiction Todo público.

#hinata #anime #fanfic #258 #naruhina #naruto
1
529 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Todos los lunes
tiempo de lectura
AA Compartir

Silêncios que se declaram

- Hime, pega uma toalha pra mim!

Droga.

Mais uma vez esqueci a porcaria da toalha. Hinata vai me matar se tiver que vir trazê-la de novo, ela já me avisou centenas de vezes que não é minha empregada. Por que eu não consigo me lembrar de pegar a bendita toalha antes de entrar no banho? Essa pergunta vai me assolar eternamente, sem dúvidas.

De qualquer forma, meus pais não estão em casa agora, ou seja, Hinata precisa quebrar essa pra mim mais uma vez. Afinal, não é para isso que servem os amigos? E isso nós somos de sobra, nossos pais são conhecidos de longa data. Por consequência, Hinata e eu nos conhecemos desde que nos entendemos por gente. Eu não me lembro de um momento na minha vida, no qual ela não esteve presente. Ou vice versa, por isso mesmo, não há mal algum que ela me traga, outra vez, uma toalha.

Eu já estou enrugando embaixo desse chuveiro, meus dedos estão esbranquiçados de tanto que demorei aqui.

- Hina? - chamo mais uma vez, na esperança de que ela venha ao meu socorro.

Mais cinco minutos e nada, se eu não sair logo, quando a conta de luz chegar meu pai vai me matar! Minato já disse mil vezes que não sou um peixe para demorar tanto no banho assim. Que seja, já que ela não me atende eu vou buscar.

Desligo o chuveiro e checo as roupas que estava vestindo antes, estão ensopadas. Claro, eu sempre as largo no chão antes de entrar no chuveiro e agora? Espero mais um pouco ou vou buscar? Mais alguns minutos e Hina não aparece, já estou congelando de frio.

Então é isso, vou ir pegar eu mesmo. Só que não tenho nada para vestir, bom, e daí? Hinata deve estar lá em cima estudando, como sempre. Dá tempo de correr até a lavanderia e pegar uma toalha seca. Tendo isso em mente, abro a porta do banheiro e, ainda pingando, corro para conseguir finalmente me enxugar.

Como já previa, não tem ninguém no andar de baixo. Então, quando já estou devidamente seco, vou indo para a cozinha, enquanto enrolo a peça na minha cintura.

- Na-naruto!

- Hina.

- O que está fazendo aqui? Cadê suas roupas? - Hinata questiona tampando os olhos, percebo que suas bochechas estão extremamente vermelhas.

- Esqueci a toalha e vim buscar. - respondo enquanto seco os cabelos com um lavabo.

- Não podia pedir pra mim, como sempre faz?

Hinata ainda não me olha diretamente.

- Eu gritei e você nem ouviu. - me defendo, seguindo em direção ao meu quarto.

- Naruto, tenha modos. Você não pode andar pela casa sem roupas, não comigo aqui! - ouço ela murmurar e dou risada sem entender o motivo de tanto espanto.

- Ué, esqueceu que a gente tomava banho juntos quando éramos crianças? Você já viu tudo, Hina.

- Não somos mais crianças, Naruto. Você já tem dezesseis e eu quinze!

- E o que mudou? - indago ainda sem entender.

- Hãn, tudo, Naruto. Vá se vestir!

- Eu hein, pra mim você ainda é a mesma Hinata que tomava banho comigo antigamente. Não mudou nada. - resmungo subindo para o quarto.

Algum tempo depois, quando já estou devidamente vestido. Desço para encontrá-la na sala, ela me olha e fica corada instantaneamente.

- Ainda estudando, sua nerd? Vamos fazer outra coisa. - proponho me sentando ao seu lado.

- O que você quer fazer? Hinata devolve, ainda sem olhar diretamente nos meus olhos. - Quer assistir algum anime?

Hinata finalmente me encara; no entanto, desvia o olhar logo em seguida.

- Pode ser, qual? Já maratonamos quase todos que começamos.

- Podemos achar outro, mas antes você precisa secar esse cabelo. Vai acabar ficando resfriado assim, está muito frio. - ela se levanta e vai até à mochila.

Alguns minutos mais e Hinata aparece com um secador de cabelos minúsculo que ela leva para todo o canto, depois de ligar na tomada Hina se senta atrás de mim.

- Fique quieto, vou secar seus cabelos.

Eu nem tenho tempo de responder, pois logo o barulho invade meus ouvidos. Contudo, eu adoro quando Hina faz isso, suas mãos são tão delicadas e pequenas. Me sinto extremamente confortável enquanto ela as desliza pelos meus cabelos. Sinto uma sensação tão boa, a vontade que tenho é de adormecer imediatamente.

- Assim eu vou dormir. - falo cheio de manha, ainda sentindo o vapor do secador esquentar minha cabeça e meu corpo.

Enquanto isso, os dedos da Hina mais parecem acariciar meus cabelos do que qualquer outra coisa. Ela é tão delicada em tudo o que faz.

- Manhoso, você faz isso de propósito, não é? Só para eu secar seu cabelo. - retruca ela, dando um leve puxão em alguns dos meus fios.

- Aí. - resmungo alisando o cocuruto. - Não seja chata, Hina. Essa é a melhor parte do banho, aliás, eu só lavo o cabelo quando você está aqui. - brinco, sentindo um tapa de leve na minha cabeça.

- Já sequei, sai daqui. - ela ri, sentando ao meu lado novamente.

- Você não me deixa fazer o mesmo, então eu aproveito.

- Eu não, gosto muito do meu cabelo e da minha cabeça. Não quero que você a queime todinha!

- Exagerada, eu posso fazer melhor do que você. Tô certo! - afirmo indo procurar algo para assistirmos.

- Naruto, que horas seus pais chegam? Daqui a pouco preciso ir embora, antes que a neve aumente. - Hinata olha pela janela da sala e solta um suspiro. - Não deveria ter vindo hoje, achei que não iria nevar tanto.

- Relaxa, Hina. Qualquer coisa você dorme aqui, não é como se já não tivesse feito isso antes.

- Eu sei, tudo bem. Vou pegar algo para comermos.

Hina se levanta e vai à cozinha, até o jeito de andar dela é gracioso, Hinata é tão fofa, mas porque estou reparando nela, afinal?

- Pronto, o que vamos assistir? - ela coloca vários potes de pudim de leite na mesinha de centro e se joga ao meu lado.

Nesse momento, o perfume dos cabelos escuros dela invadem meu nariz e eu fecho os olhos por um momento. Quando Hinata ficou tão cheirosa assim? Não importa, não é mesmo?

- Você gosta demais de pudim. - murmuro para tentar mudar a rota dos meus pensamentos.

- E você de lámen. - ela retruca sorrindo.

Apesar do aquecedor da casa, ainda sinto um pouco de frio, por esse motivo. Corro até o quarto rapidinho e volto com uma manta bem grossa.

Nós dois nos encaixamos embaixo do cobertor e ficamos assistindo um episódio atrás do outro de Avatar. Hinata já comeu três potes de pudim e está indo para o quarto, para onde vai tanta comida?

- Nossa, não acredito nisso! - ela exclama com o aquele timbre de voz extremamente angelical.

Parece estar muito concentrada no anime.

Já eu, por outro lado, não consigo tirar meus olhos dela, acabei apagando as luzes para assistirmos, agora só o reflexo da televisão nos ilumina. Consequentemente, o brilho reflete no rosto da Hina, deixando seus olhosde lua ainda mais brilhantes. O contraste da pele alva com o cabelo escuro é uma combinação tão perfeita que faz meu estômago revirar.

- Presta atenção, Naruto. - Hinata ralha comigo e não consigo evitar um sorriso. - Estou tentando... - sussurro sem entender.

Estou tentando.

Mais algum tempo e sinto ela se encostando em mim, como sempre faz. Parece um gatinho se esgueirando, aproveito a deixa e levanto o braço esquerdo, para Hinata poder se encaixar em mim e recostar a cabeça no meu peito, então ficamos assim, só nós dois. Como tem sido desde que me lembro.

- Está confortável? - pergunto, acariciando o braço dela.

- Está sim. Você é um ótimo travesseiro. - ela me olha e sorri.

Os olhos dela são realmente lindos, ela toda é linda para falar a verdade. O que tem de errado comigo?

- Então vamos assistir. - mudo de assunto olhando para a televisão.

Depois de mais alguns episódios, eu reparo lá fora, realmente a neve aumentou muito. Não sei como meus pais chegarão em casa, muito menos como Hina poderá ir embora. O que eu faço?

- Hina. - chamo, notando que ela adormeceu nos meus braços.

Dorminhoca.

Quando dou por mim, me pego alisando seu rosto e tirando alguns fios de cabelos que caíram sobre ele, depois encosto os lábios de leve em sua testa. Assim não corro o risco de acordá-la, então fico apenas olhando para ela.

- Na-naruto. - ela murmura ainda com os olhos fechados. - Você é meu melhor amigo.

- Você também é Hina. - retribuo.

Sem conseguir evitar que um sorriso bobo apareça em meus lábios.

9 de Mayo de 2019 a las 13:20 1 Reporte Insertar 2
Leer el siguiente capítulo Deixe a neve cair

Comenta algo

Publica!
Maria santos Maria santos
Oh que fofo. NaruHina.
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 1 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión