Z Henkan Seguir historia

anne-s Anne .S

2025, Tókio é quase erradicada quando pessoas e animais começam a se transformarem e ter como busca por alimento principal "carne", a mutação acaba se espalhando para alguns países, que consequentemente fecham as linhas aérias e estações, levando as pessoas ter que viver por si só ou buscar apoio em grupos de combate aos que acabaram denominando de Zumbis. No meio disso tudo, duas famílias acabam sendo a chave para acabar com tudo, mais será que eles conseguiram? Família, amor, amizade, confiança tudo será posto à prova e eles querendo ou não terão que passar, se quiserem sair todos à salvos.


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 18.

#Shingeki-no-kyogin #Sword-Art-Online #kabuto #sobrevivencia #zumbi #akatsuki-no-yona #ação #obito #kakashi #orochimaru #crossover #boruto #sarada #suikarin #naruhina #itachi #sasusaku #experimento
0
3.8k VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 30 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Prólogo

07:30


Tokyo, Osaka



-Papai, mamãe- uma garotinha de 6 anos tenta acordar os pais mais é repreendida por sua irmã.
-Sayra, deixe eles... Mamãe ficou até tarde no plantão. - A mais velha tenta explicar.
-Poxa eu quero ir logo pro passeio...
-Sarada, Sayra?- o pai acorda e ver suas filhas cochichando na beira da cama e levanta apenas o tronco do corpo.- Vocês levantaram cedo, desçam e já vou fazer o café d vocês.
-Sim papai. - elas lhe obedece e saem do quarto.

Ele volta a deitar, olha pro teto pra em seguida observar sua esposa dormindo calmamente e provavelmente esgotada, só então ele decide se levantar, faz uma higiene rápida no banheiro e desce.

-O que vocês querem hoje? - pergunta indo em direção aos armários
-Eu quero... Cereal!!-Sayra responde.
- Apenas um misto papai. -Responde Sarada, recebendo um Ok do pai.


Enquanto eles estão distraídos conversando à mesa e comendo uma figura de cabelos rosados e olhos verdes aparece sobreo balcão da cozinha.

-Bom dia mamãe.
-Bom dia querida, dormiu bem?
-Bom dia meninas- ela dá um beijo sobre a cabeça de cada uma- Bom dia querido, sim dormi. - Da um beijo na bochecha dele- Nossa já são 08:30, o que vamos fazer hoje, final de semana, poderíamos visitar os avós de vocês né?
-Sim, vamos na casa do pais do papai, já que eles moram mais afastados da de nos dormir lá. - Propõem Sarada.
-Pode ser- o pai confirma, achando a ideia boa-terminem ai, depois Sarada ajude sua irmão fazer um mala pequena de roupas- ela assente, enquanto ele liga a tv.
-Sasuke, algum problema? - sua esposa o questiona achando estranho as atitudes do esposo, já que o mesmo parece estar distraído.
-Estou bem, só.... Só estou com um pressentimento ruim-assim que ele fala ele ver passar na tv prédios pegando fogo e pessoas correndo pela rua, tiro e explosões. - Que merda... Acho que já já o departamento me liga. Vou me arrumar.
-Sasuke, tem algo errado. - Ela fala vendo a Tv assustada.
-O que...- ao se virar Sasuke tem a visão tanto da esposa quanto da janela aberta-Sakura se abaixa!!!- Ele corre passando por ela e fechando a janela bem na hora. - O que é isso? Olha vendo o terreno com três de seus vizinhos totalmente deformados. - Sakura tranque as portas, eu vou afastar os moveis pra nos proteger.
-Papai!!! Tem algo errado!!!- Sarada aparece no pé da escada, e ver seus pais mexendo nos móveis- P..pa..pai, a senhora...e..senhor, e..ela, eu... tava... nas...
-Sarada acalme se sim? -Sakura chega perto dela e à ajuda a respirar.- Agora sim fale.
- Eu estava no banheiro pegando algumas coisas e ouvi bem rápido um miado de dor e quando eu fui ver o que era e vi pela janela o Senhor e a senhora Yong comendo o gato.-Sakura e Sasuke se olham e lembram do que viram na cozinha.
-Querida, fiquem com sua mãe, ok, Sakura eu vou pegar minha arma , toma coloque suprimentos na bolsa, temos que sair daqui.- Sakura faz que sim, vai até a cozinha com as garotas e começa a organizar as coisas, enquanto Sasuke estar no andar de cima e aproveita pra arrumar uma bolsa pequena com mudas de roupas de cada um.


Quando enfim ele terminaram, foram até a garagem e colocaram todas as coisas necessárias dentro do bagageiro, gritos, batidas, e tiros eram ouvidos do lado de fora da casa, o casal tentava a todo momento acalmar as crianças, até que Sasuke teve uma ideia, ele foi em seu armário de ferramentas e pegou dois fones e colocou no ouvido de Sarada e Sayra.

-Melhor?- elas fizeram que sim, Sakura aproveitou e pegou facão, machado, qualquer coisa que servisse pra machucar o que quer que fosse aquelas coisas que eles viram e Sasuke pegou um revolver Desert.40 e uma sub metralhadora MP7.-Vamos entrem no carro e coloquem o cinto, Sakura ligue para os nossos pais- ele obedece e eles abrem a garagem, assim que as porta se levantam várias pessoas deformadas e até cachorros tem suas atenções tomadas pelo barulho do motor do carros e correm em direção à eles- Sarada, Sayra fechem os olhos.

Os multados começam a bater no carro tentando entrar, mais não obtêm sucesso, já que o carro do moreno é blindado, devido o mesmo ser Delegado, e necessita tomar medidas de proteções.

- Mamãe!?- Sasuke fica atento ao ouvi sua esposa conseguir falar com a mãe dela. - Onde vocês estão? Vocês estão bem...Certo espere aí, nós iremos lhe pegar... Sim, sim, se cuidem, já já chegamos ai ok?... Tchau.
- Eles estão bem? - Sasuke pergunta para esposa e ela confirma- onde eles estão?
- No porão da casa. Ahhhh, Cuidado!!- Sasuke freia bruscamente ao atingir uma pessoa, que apareceu do nada- Meu Deus, o que são essas coisas?
- Não sei, mas com certeza eles querem nos comer... Vamos.


Cerca de 15min. Depois eles chegam na casa dos Harunos, Sakura tem o controle do portão da garagem e consegui abrir, ele sobe dando passagem para que o carro do moreno fique ao lado do carro dos sogros.

- Fiquem aqui- Ele fala destravando a sua submetralhadora e coloca o revólver no suporte que estar junto ao cinto da calça- Não saiam em hipótese alguma, se em sete minutos eu não ter voltado vocês saem daqui Sakura?... Sakura?
-S..sim...tabom... Por favor... tome cuidado...
-Eu terei... prometo...- ele põe a mão por cima da dela dando um leve aperto e sai do carro, fechando-o em seguida.


Sasuke on


Assim que sai do carro, abri a porta que dá acesso a sala de visitas e estava tudo revirado, o porão fica perto da cozinha, ou seja, terei que passar pelo meio da casa pra chegar lá. Peguei minha arma e armei minha guarda e agucei meus ouvidos para qualquer rangido.

Sai da Sala de visita e passei pela parte central da casa, olhei a escada ao lado que dava acesso aos quartos e no andar de cima pode ouvir que tinha monstros lá, isso, monstros, atravessei o cômodo com cautela até chegar na sala de jantar e ouvi mastigados ferozes, se eu fiquei nervoso? Claro que fiquei, aliás se eu fazer barulho aqui, o que quer que seja que esteja no andar de cima, eles desceram.

Respirei fundo e o avistei comendo o Dud, cachorro de estimação dos meus sogros, a criatura olhei bem para criatura pelo canto da porta, e o reconheci, engoli o choro.


"Não, não, por favor"


Implorei pra que não fosse quem eu pensava, pois já havia perdido meu tio e agora ela, as pessoas que mais apoiaram meu relacionamento com Sakura, vi a criatura se levantar e me olhar, com pele pulsando em veias negras, igualmente os olhos, unhas grandes e o cabelo sobre o rosto.

- Tia, sou eu Sasuke...- tentei falar mais ela correu em minha direção pra me atacar. -Tia...- E eu tive que atirar e consequentemente pisadas foram ouvidas no anda de cima, imediatamente corri para cozinha e passei pela porta que dava acesso ao porão e lá estavam eles senhor Kisashi e senhora Mebuki, que correu para me abraçar.

-Sasuke, foi ela, certo? - apenas me limitei em esconder o rosto em seu ombro sentindo seu abraço- Tudo bem, agora Mito pode ver seu tio Madara e descansar, certo? Me diga, onde está, Sakura?.

-Na garagem com as meninas, é... vamos, teremos que ser rápidos, o tiro chamou a atenção dos outros e não sei quantos são. - Eles confirmam e saímos cautelosos passamos pela cozinha e nada, mais na sala tinham três, dessa vez um estava com rosto maior que o corpo, o outros com um braço normal diferente do outro que deu uma alargada, que chegava até os joelhos dele, o terceiro estava com as espinhas das costas perfurando de dentro pra fora, como se fossem cristas de iguanas. Olhei para meus sogros e ambos estavam horrorizados com aquilo.

-Teremos que ser rápidos, eu os distrairei enquanto vocês correm pra garagem e se trancam no carro até eu chegar- eles confirmam e eu apareço na sala chamando a atenção dos três pra mim- Vão!!- os três vem até mim e eu atiro precisamente na cabeça de dois, mais não esperava que o de braços de longos usaria o mesmo pra me atingir, acabei sendo empurrado e senti minhas costas atingir o estante de livros.

-Argh.- levantei e atire novamente, mais errei, atirei de novo e obtive sucesso, olhei pra trás ao ouvir a porta de vidro da cozinha ser quebrada, corri rapidamente para garagem e enfim por enquanto à salvo. Respirei aliviado, olho para o banco passageiro e pareciam todos estão bem menos Sayra- Sakura, dê uma olhada na Sayra, ela está suando.

-Merda, ela está com febre, deve ser do estresse do estamos passando- Sakura remexe na bolsa e pega um remédio- Aqui, de a sua irmã Sarada, a febre já abaixará. - Sakura se acomoda novamente do banco ligando o botão para que o portão abrisse.

-Certo vamos lá.


Saskuke off


Eles seguem viajem e no caminho Sakura conta que Itachi e Izume pegaram dona Mikoto e senhor Fugako e os esperariam na casa de Obito e Rin, pois lá era uma mansão pesadamente protegida já que Obito é ex agente secreto.

A viajem duraria cerca de 30min. O que os levou a ver mais e mais aberrações, o horror em seus olhos demostrava o medo recorrente da situação, com questionamentos sobre seus futuros.

"O que será de nós?"

"Como escaparemos disso?"

"Conseguiremos viver por muito tempo?"





Continua.....

Previa:

A famíliachegará ao local marcado. Mais enfrentaram um problema que mudará a vida de duas pessoas drasticamente.

30 de Abril de 2019 a las 10:18 0 Reporte Insertar 119
Leer el siguiente capítulo DOR

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 4 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión