The Time is Not a Virtue Seguir historia

misterlolla Lolla S.

Foi algo terrível. inacreditável. Komori havia morrido? Eles a enterraram, carregaram seu corpo, a viram jogada repleta de sangue, o corpo e a cama ensanguentada, o pescoço rasgado e a faca ao seu lado. Mas... De quem era a criança? A garota de quatro anos estava lá, dizendo que era filha de um deles, de um Sakamaki.


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 18. © Todos os direitos reservados

#bruxas #horror #revelação #vingança #fantasia #magia #lobos #adulto #harem #hentai #suspense #drama #anime #mangá #vampiro #terror #fanfic #tragédia #romance #amor #diabolik-lovers
0
1707 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Todos los sábados
tiempo de lectura
AA Compartir

Prólogo

Meu coração batia freneticamente como todas as outras noites, essa seria apenas mais um noite sem dormir... Apenas oferecendo meu sangue para que aqueles sanguessugas se acalmassem. Como se isso fosse algo possível para mim ou para eles.


Isso nunca acabaria, principalmente para aquele "ruivo" desgraçadamente arrogante. Nenhum dos outros eram iguais à ele, ele parecia como uma mistura de família inteira, parecia até que suas madrastas faziam parte do espírito dele. Era insaciável, não se cansava, queria apenas sangue e sexo. Laito não era assim, mesmo sendo pervertido... Seu gêmeo conseguia ganhar. Arrogância nenhuma no mundo conseguia chegar perto da arrogância dele.


Eu não aguentava mais, aquilo nunca acabaria, nunca. Estações se passavam, e eu só descobria ao olhar o calendário que estava na biblioteca de Reiji, um lugar que eu passava uma vez à cada mês do ano. O tempo corria, como se estivesse em um tipo de competição anual, na qual se recusava a perder. Eu não tinha mais vida. Não, eu não estava viva... Estava morta, e aquele lugar era o inferno.


Presa por mais quatro anos depois dos acontecimentos seguidos na família de vampiros... Conheci os Sakamaki's; minha vida acabou. Conheci os Mukami's; foi quando eu descobri o inferno. Conheci os Tsukinami's; aprendi a dizer sim a dor. Conheci o Kino; bati de frente com o próprio Diabo. Minha própria tabela da dor foi feita entre irmãos, meio irmãos, antepassados, e príncipe.


Por quê estou dizendo tudo isso? Para te explicar que mesmo toda idiota, acaba descobrindo a verdade e como lidar com ela. Eu mudei meu comportamento com eles, aprendi a mexer com fera, eu não era mais besta. Se eu me deitava com um deles, era porque eu aceitava aquilo. Se eu não dormira com ninguém, eu não dormira. Eu aprendi a dizer não. Eu aprendi que se eu não aceitava, eles não conseguiam teleportar para dentro de meu quarto, por quê? Porquê vampiros tem um ponto fraco, e ele se acha 'coração frio'. Mesmo não sentindo ou tendo um batimento cardíaco, eles guardam um pequeno e bruto coração que pode ser esquentado, na verdade, eu nunca quis tentar esquentar um coração de algum deles. Contendo o MEU coração quente e intacto, era bom demais. Eu poderia meu machucar mais, e não acabaria viva.

Como se eu não tivesse me matado depois.


Agora... Estou em Paris com minha princesa de cinco anos de idade. Com aqueles enormes olhos perguntativos que faziam todos se perderam de paixão. Ela era uma doce menina, nem parecia ser filha de um daqueles reis do submundo.


Seus cabelos eram lisos com pequenos cachos no fim de seu cabelo que terminava na linha da bacia, ou melhor, no quadril de minha filha. Tinha as mãos frágeis, assim com seu pequeno corpinho não formado, de uma criança que acabou de deixar de amamentar. Mesmo assim, continha uma grande força nos punhos.


Tinha muitos traços daquelas pessoas, ou melhor, daqueles seres. Não dava pra negar que vinha daquele lugar, mesmo não vivendo com eles, ela se parecia com os Sakamakis.


Nara, era uma doce menininha inocente... Não consegui ver ela convivendo com eles, mesmo sendo da família. Se ela tinha direito, ela tinha. Se eu queria esse direito, não eu não queria. Eu não quero ver ela morando com aqueles crápulas... Mas será necessário, ela, eles, todos ali. Precisam saber como é a vida.


Precisam saber a amar e a odiar muitas coisas da vida, isso será necessário.


Até porque, ela não morrerá lá dentro, pois além de ser uma Sakamaki, ela é uma vampira!



25 de Abril de 2019 a las 09:54 0 Reporte Insertar 119
Leer el siguiente capítulo Capítulo 1: Yui Komori

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 11 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión