Escamas Seguir historia

luna_the_killer Luna the

Cafira sempre gostou de ver a luz do sol batendo nas águas do oceano onde sempre viveu e se tinha algo que aquela pequena sereia queria mais que tudo na sua vida era ver como era a superfície, porém o medo dos humanos a impedia. Até que uma tempestade muito forte a arrastar para a praia. Alice a filha de um pescador que ao completar 21 anos saiu de sua pequena cidade litorânea em busca de realizar o seu maior sonho, se tornar atriz, mas por infelicidade do destino acabou se tornando uma stripper conhecida como: Little bitch


LGBT+ Sólo para mayores de 18.

#lesbica #258 #sereia
0
2044 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Todos los lunes
tiempo de lectura
AA Compartir

Prologo



O dia estava uma merda, não que aquilo fosse novidade na vida de Alice porém aquele dia em especifico estava um saco! O seu chefe havia sido botado para fora de casa a pontapés depois que ela descobriu que ele era dono de uma boate de Stripper o que resultou no mesmo dobrar a jornada de TODO MUNDO! Sem receber hora extra claro... E tudo isso para poder comprar um lugar novo para morar! Naquele dia não havia somente dançado, Alice serviu bebidas de todos os tipos para todos os públicos, as que mais saiam eram as com  ingredientes afrodisíacos. 

Faltava cerca de três horas para o fim do seu expediente quando começou uma briga daquelas entre dois caras, por uma das garçonetes, as coisas estavam bem feias ali. O cara mais baixo estava tendo a sua cabeça espancada com uma cadeira violentamente quando o Sr. Poonks chegou para apartar aquela briga sobre a ameça de chamar a policia... Nada muito interessante aconteceu depois disso fazendo o fim do seu turno parecer eterno, que saco!

Quando saiu da boate percebeu que estava nevando muito, como quando acordou aparentemente o inverno seria rigoroso esse ano e o seu aquecedor havia quebrado pela manhã, as coisas seriam bem difíceis, inferno! O metrô estava tão cheio que parecia que todos os corpos ali estavam tentando se fundir em uma massa confusa de partes.

Quando chegou naquele cubículo ridículo que Alice morava a sindica veio,  com os seus saltos brancos sujos de graxa e o seu vestido tubinho dois números menores que o necessário, lhe entregar uma carta do seu pai.

" Alice...

Estou muito doente e não sei se aguento ficar mais sozinho nessa casa.

Se não for te atrapalhar eu gostaria que você viesse ver esse velho pela ultima vez...

Com amor Papai" 

Não quero que o velhote morra sem que eu tenha a chance de me despedir dele, ele fez tanto por mim e eu abandonei o meu pai sem pensar duas vezes mesmo sabendo que ele estava doente... Eu sou uma desgraçada! Eu larguei tudo, pela porra de um sonho que nunca vai se realizar e só me arrastou para o fundo do poço. Por que eu sou assim? Eu sempre acabo com tudo... Sempre fodo a porra toda eu sou a merda de uma inútil!

Mais eu tenho que ver ele, eu devo isso ao meu pai depois dos desgostos que eu fiz ele passar... Eu não mereço alguém como ele na minha vida, tudo isso que está acontecendo é culpa da minha burrice. Eu devia ter escutado ele.

"Alice não vá pra cidade grande fia, as pessoas de lá são cruéis e eu quero que você não tenha que passar por certas situações que acontecem na cidade..."

"EU QUERO QUE VOCÊ SE FODA COM ESSE  CARRINHO DE MERDA! EU VOU PRA CIDADE SIM E VOU FICAR MUITO FAMOSA E VOCÊ VAI ENGOLIR AS SUAS PALAVRAS!"

"Eu espero que esteja certa minha filha..."

Eu sou uma desgraçada que não merece o amor de ninguém!

26 de Febrero de 2019 a las 00:04 0 Reporte Insertar 0
Leer el siguiente capítulo 01

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 1 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión

Historias relacionadas