Something Bad (Fanfic HP) Seguir historia

theblossomgirl The BlossomGirl

Hannah Nighy nunca teve uma vida excepcional. Ao menos, não que soubesse. Notas excelentes, podendo ser considerando o bom-exemplo da Sonserina, que nunca quebrava uma regra sequer, a pessoa que fazia alguns se perguntarem se o Chapéu Seletor não havia errado. Criada pela irmã mais velha desde que se entende por gente, Hannah nunca soube muito sobre o passado. E, agora que dizem que o temido Lorde das Trevas está de volta, é notável que, talvez, o melhor fosse deixar tudo de sua família escondido.


Fanfiction Libros Sólo para mayores de 18.

#romance #mistério #saga #fanfic #personagem-original #harry-potter
1
4224 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 15 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Uma Única Exceção

Hannah observava o trem passar com rapidez enquanto caía uma garoa leve no lado de fora. Adorava ver a chuva caindo, ainda mais quando estava quentinha observando tudo. O contraste das coisas a deixava levemente mais calma. 

Odiava o dia 1 de setembro, que era justamente aquele. Odiava ver todos felizes por voltarem a Hogwarts enquanto sentia que estava indo para uma prisão. Embora toda aquela magia fosse encantadora, sentia uma repulsa por grande parte dos alunos.

Grande parte dos seus colegas de casa só lembravam de sua existência quando precisavam, seja num dever ou coisa parecida. Nenhum deles se importava.

Claro, com uma única exceção: Daphne Greengrass.

Daphne era popular, todos pareciam amá-la, e talvez fosse por isso que muitos também a conheciam, já que as duas são grandes amigas, unidas desde que se conheceram, com 11 anos. Porém, a Greengrass era popular e tinha diversos amigos, enquanto Hannah tinha apenas uma: Ela.

Por isso estava sozinha, esperando o momento em que Daphne fosse acha-la ali, sozinha, e perguntar porque não estava com ela e seus outros amigos, como se não soubesse bem o motivo. 

Olhou para fora, tentando acalmar-se. Sentia angustiada só de lembrar das discussões que já tivera com sua amiga, odiava aqueles nem tão raros momentos. Os gostos opostos traziam coisas ruins entre elas. Daphne era popular na casa das cobras, já Hannah... Era a pessoa que ninguém sabia o motivo de estar ali, embora soubesse que o chapéu estava certo em coloca-la na casa das cobras.

Pensou em sua irmã mais velha, que já havia se formado no ano anterior, Rebbeca Nighy, ou Becky para os mais íntimos. Desde que havia se formado, Becky passava mais tempo procurando emprego do que qualquer outra coisa. Não queria trabalhar no ministério, como a maioria dos bruxos, então estava tentando uma vaga em alguma loja do Beco Diagonal. Seus pais gostariam que ela tentasse pelo menos ser Medibruxa, mas a aptidão da garota não era aquela, assim como a de Hannah.

Quando ouviu um barulho na porta, Hannah deu um pequeno pulo no banco, se assustando. Ao reconhecer os olhos azuis e o sorriso levemente debochado de Daphne, a morena relaxou-se, soltando a respiração que mal percebeu que estava prendendo.

一 Calma, senhorita Nighy. Sou apenas eu. 

Hannah assentiu com a cabeça, tentando disfarçar como ouvir o seu sobrenome na voz da Greengrass a deixava excitada. Daphne sabia muito bem disso. Aliás, sabia de mais coisas. 

一 Conseguiu descobrir alguma coisa sobre aquele bando de cadelas no cio? 一 Perguntou, lembrando-se do motivo de Daphne ter saído da cabine que dividiam.

Daphne revirou os olhos. Odiava quando Hannah falava daquela forma, sabia muito bem o motivo disso e considerava um motivo ridículo, mas nada do que falava mudava a forma de pensar da amiga.

一 Sério? Você não consegue deixar de odiá-las por, sei lá, cinco minutos?

一 Já que você perguntou... Sim, quando eu estou dormindo.

一 Ah, aí você fica focando no corpinho completamente nu do Nott?

Hannah olhou para Daphne, irritada. Certo, ela provavelmente não estava certa em agir daquela forma com garotas que não conhecia só por ciúmes, mas não era necessário colocar Nott naquilo.

一 Fico, ele aparentemente é bom de cama. 一 Respondeu, tentando provocar Daphne. 

Quando viu que a Greengrass olhou pelo canto do olho, não conseguiu conter o sorriso, vendo que havia funcionado.

一 Ah, vai lá com ele então. Ele e mais as centenas que também andam atrás dele.

Hannah não respondeu. Sabia que Nott era desejado por várias garotas, das quatro casas, mas não conseguia segurar a queda que tinha por ele. Jurava que tinha chance, só se aproximar dele. E esse ano, daria um jeito de conseguir.

一 Ciúmes? 一 Perguntou. Quando Daphne olhou irritada para ela, continuou. 一 Que hipocrisia...

一 Nighy, recomendaria você calar a boca.

一 Vem calar. 一 Desafiou, esperando que Daphne se aproximasse.

Porém, ela apenas revirou os olhos e olhou para a janela. Hannah crispou os lábios e acabou desviando o olhar, vendo as árvores passarem rapidamente enquanto o trem corria para chegar até seu destino.

Um lado seu esperava que Daphne fizesse o que ela havia cogitado, porém era claro que isso não iria acontecer. Não era o jeito Greengrass de agir, deveria ter aprendido isso desde que havia a conhecido, o que já fazia muito tempo.

一 Bem, respondendo a sua pergunta anterior... O ministério mandou uma professora de Defesa Contra a Arte das Trevas. Uma funcionária deles, pelo que entendi, porque Dumbledore não achou ninguém que quisesse dar aulas aqui... 

一 Depois do ano passado, era normal que eles fossem tentar entrar aqui para supervisionar tudo, não? 一 Hannah perguntou.

A verdade era que tudo que sabia sobre o mundo mágico fora sua família que ensinou, e mesmo que seus pais trabalhassem lá, ela não entendia muita coisa. Sua irmã, que era a que explicava melhor, não entendia nada sobre.

一 Sim. 一 Daphne confirmou, voltando seu olhar para Hannah. 一 Eles não querem que a escola fique dizendo que Você-Sabe-Quem retornou, ficam dizendo que o Potter é louco.

一 Mas ele está certo, não está? Quer dizer... Tudo que está acontecendo ultimamente... As coisas estão mudando. 

一 Infelizmente, estão. Mas não sei se ele está falando a verdade... Ainda assim, acho que a única coisa que não poderíamos chama-lo é de louco. 

Hannah deu de ombros. Diferente da maioria dos Sonserinos, não tinha nada contra Harry Potter. Se seus pais tivessem sido assassinados, também iria ser contra quem matou.

Hannah era órfã desde pequena. Sua tia cuidou dela e de sua irmã até poucos meses atrás, quando falecera também. Desde então ficou aos cuidados de Rebecca, que já era maior de idade. Não era a mesma coisa, embora Becky a amasse.

A verdade é que era bem constrangedor ter que ouvir Becky e seu namorado, Jacob Davies, durante a noite. 

Curiosamente, Jacob também tinha uma irmã da idade de Hannah, Tracey Davies, uma garota que despertava um lado ruim em Nighy, tudo por, como citado anteriormente, ciúmes. 

Parou de pensar nisso quando ouviu a porta da cabine ser aberta. Se surpreendeu ao ver Draco Malfoy, o grandessíssimo exibido da Sonserina, olhar para ela, ignorando Greengrass. Era bem raro aquilo acontecer.

一 Nighy, temos que ir.

Hannah franziu o cenho. Ir? Pra onde?

一 Você não foi escolhida como monitora? 一 Draco questionou.

一 Ah... 一 Havia esquecido totalmente daquele detalhe. 一 Certo, vamos.

Dois alunos pertencentes ao 5 ano de cada casa eram escolhidos como monitores, continuando até o sétimo ano, quando se formam. Hannah havia sido escolhida, assim como Rebecca era monitora chefe da Corvinal no ano anterior.

Se despediu de Daphne com um aceno rápido e seguiu Malfoy em silêncio, pelo menos até ele comentar alguma coisa.

一 Como alguém esquece de sua mais nova conquista escolar? São tantas que você perde a conta?

一 Não, não é isso... 一 Respondeu. 一 Eu só... Acabei esquecendo. Não é algo que eu considero realmente importante.

Malfoy não falou mais nada, o que de certa forma achou um alívio. Sempre considerou-o como um inútil mesquinho com um problema sério de egocentrismo, não conseguia pensar em nada bom para ele, até porque assim era seu modo de agir. 

Quando entraram, perceberam que foram os últimos a chegar. Ronald Weasley e Hermione Granger foram escolhidos como os monitores da Grifinória, casa rival da Sonserina, Uma das gêmeas Patil era da Corvinal junto com um garoto desconhecido, assim como os da Lufa-lufa.

一 Uau, que mediocridade... 一 Malfoy comentou, em voz alta, assim que colocou os olhos em Hermione.

Hannah ficou calada, embora não concordasse muito com a opinião de Draco sobre nascidos-trouxas, também não gostava da Granger. Metida demais, segundo ela.

O monitor-chefe deu uma pequena bronca em Malfoy, que simplesmente fingiu ouvir enquanto olhava para o lado. Quando acabou aquela parte, ouviram as instruções do que deveriam fazer.

Agora no trem, passar pelos corredores.

一 Eu e a Nighy vamos juntos. 一 Draco falou na mesma hora, fazendo Hannah estranhar o motivo daquilo.

一 É... Quando foi que eu concordei com isso? 一 Perguntou, em tom de desafio.

一 E quer discordar? 一 Draco perguntou, já demonstrando o quão descontente havia ficado.

一 Já que perguntou, sim. 一 Respondeu. 一 Weasley, por que não faz comigo? Você parece ser mais legal!

Não gostava muito de Hogwarts, achava até um pouco sufocante, mas já havia achado coisas ótimas para fazer naquele ano.

10 de Diciembre de 2018 a las 15:10 0 Reporte Insertar 0
Leer el siguiente capítulo Não Batem em Nada

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 1 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión