Only Exception Seguir historia

rakblack Rak Black

Ding Zeren não sabia lidar com sentimentos e tinha planos para ignorar a presença do amor, até que Li Quanzhe apareceu para acabar com seus planos.


Fanfiction Bandas/Cantantes Todo público.

#fluffy #yaoi #romance #Ding-Zeren #Li-Quanzhe #nex7
Cuento corto
0
4.2mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Only Exception

NOTAS INICIAIS

SongFic criada para o desafio do Espaço Criativo ^^ Eu recebi a música Only Exception - Paramore. 
Deem amor para os meus filhotes do NEX7!! Eles merecem porque são nenéns talentosos! 

Espero que gostem ^^


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



As pessoas sempre tiveram uma ideia errada sobre mim. Sempre me viram como um garoto fofo e feliz. Alegre e amistoso. Grudento e romântico. Mas aquilo tudo não passava de fachada.

Eu não conseguia me sentir á vontade com sentimentos. Com toques, sim, mas com sentimentos? Eles me assustavam de uma forma que eu não sabia nem explicar para os outros e eu só conseguia transmitir emoções de verdade quando estava dançando.

Eu vivia escutando que aquilo era uma fase, um trauma passageiro por conta da separação dos meus pais, que eu era muito novo para dizer que não acreditava no amor e que não queria amar. E talvez aquelas palavras até fossem verdades, mas eu não conseguia acreditar verdadeiramente nelas. Não até aquele momento.

- Esse é o novo colega de vocês. Eu espero que possam recebê-lo bem e fazê-lo se sentir á vontade. – a CEO da empresa em que eu era um treinee sorria ao apresentar o novo integrante do nosso grupo e, pela primeira vez, eu senti meu coração bater forte. – Vou deixá-los se conhecendo, tudo bem? Podem tirar o restante do dia para saírem juntos.

Ela não se demorou ali e logo éramos apenas os seis em frente ao garoto com sorriso nervoso e olhar perdido.

- Olá, eu sou Li Quanzhe. Por favor, cuidem bem de mim. – ele era fofo e aquilo me fazia querer abraçar e proteger ele do mundo. Algo me fazia sentir coisas que eu nunca tinha sentido antes. E foi esse algo que me fez ser o primeiro a falar depois dele, mesmo que eu não fosse o líder.

- Eu sou Ding Zeren... Seja bem-vindo. – e ver aquelas bochechas cheinhas corando fez meu coração ficar quentinho.

 

When I was younger
I saw my daddy cry
And curse at the wind
He broke his own heart
And I watched
As he tried to reassemble it

And my momma swore
That she would never let herself forget
And that was the day that I promised
I'd never sing of love
If it does not exist, but darlin'

 

- Não é o fim do mundo! É só uma música. – depois de algum tempo Quanzhe já estava mais acostumado com todos e familiarizado com nossas manias e estranhezas.

Ele sabia que Justin odiava acordar cedo, que Wenjun faria qualquer coisa que Zhengting pedisse, que ChengCheng não conseguia dizer “não” para uma expressão fofa e que eu não cantava músicas românticas. Ou melhor, que eu tentava ao máximo não fazer, já que, como trainee, eu não tinha exatamente muita escolha.

Não era como se eu odiasse músicas que falassem sobre amor, mas apenas não acreditava que elas fossem verdadeiras, assim como ainda era reticente sobre o próprio sentimento a qual elas se aplicavam e evitava ser falso. Falso com meus fãs e falso comigo mesmo.

Mas Quanzhe estava tão animado. Ele queria cantar aquela música desde que ela tinha sido lançada, mas não sentia confiança em fazer isso sozinho. Ele tinha um certo receio do público, já que muitas fãs do Justin acreditavam que Quanzhe estava tentando roubar o lugar do mais novo no quesito fofura. Mal sabiam elas que nenhum dos dois gostava de ser fofo. Justin era obrigado a ser, por ter o posto de mais novo e Quanzhe o era naturalmente, mesmo que tentasse se afastar daquilo o máximo possível.

Mas voltando ao impasse...

- E eu acho que você não quer cantar porque é comigo. Você não gosta de mim. Você cantou daquela outra vez com o Wenjun. - e foi ali que ele me ganhou. Sua expressão triste e desolada foi demais para o meu alto-controle e eu acabei concordando. – Yes! Você é o melhor! – e, antes que eu pudesse ter qualquer reação, ele pulou sobre mim e me deu um beijo no rosto, saindo correndo em seguida.

Foi então que me dei conta que Quanzhe tinha jogado sujo. Eu e Wenjun tínhamos cantado uma música calma, mas não romântica, e ele sabia daquilo, já que tinha ajudado o Wenjun a ensaiar a parte dele.

E, mesmo sabendo que tinha sido ludibriado, não consegui ficar bravo ou correr para desfazer o combinado.

Não custava nada fazer aquele agrado para o garoto, certo? Não era como se fosse fazer para mais alguém que não fosse ele.

 

You are, the only exception
You are, the only exception
You are, the only exception
You are, the only exception

 

- O vídeo ficou muito bonito, Zeren. – Zhengting era o nosso líder e agia como uma mãe na maior parte do tempo, por isso percebia muito bem quando algo não estava certo. E foi por isso que ele me impediu de sair do quarto naquele dia e trancou a porta atrás de si antes de me confrontar. – Eu posso saber por que está agindo feito um idiota?

- O que quer dizer? Eu não fiz nada. - Mas eu sabia que tinha feito.

- Não fez? Ótimo. Se acha de verdade que não tem nada a ver com o Quanzhe chorando ontem achando que você odeia ele, então eu vou te deixar ir ensaiar sem problema nenhum. – eu abri minha boca, em choque. – Ah, você não sabia? Talvez seja porque tem ignorado o menino desde que aquelas histórias e imagens começaram a surgir na internet.

Sim. A culpa era mesmo das fanfics e fanarts que as fãs decidiram fazer da gente. Ao menos parte da culpa era. Por causa daquilo eu consegui perceber que Quanzhe sentia algo além de amizade e que eu também não ficava muito atrás. Eu percebi que por ele eu agia de forma que eu não agia com mais ninguém e ele sempre me tratava diferente também. Era confortável pensar em algo que nos envolvesse e eu até comecei a cogitar me deixar levar por esses sentimentos, mas minha mania de racionalizar tudo me fez abortar a ideia e magoar Quanzhe depois que o nosso vídeo finalmente estava no ar e nossos ensaios voltaram a ser focados apenas no grupo.

Eu o estava evitando. Eu o estava ignorando. Eu estava sendo o maior babaca.

Meus pensamentos eram apenas sobre como Quanzhe era muito novo e como eu era uma pessoa quebrada demais para ele. Como algo assim poderia dar certo no final das contas? Seria loucura me deixar levar e acabar machucando ele e transformando-o em alguém como eu.

Afinal, o amor nunca durava, mas o nosso grupo sim e eu não queria que ficasse um clima esquisito entre nós depois que tudo chegasse ao fim.

Expressei meus pensamentos para Zhengting e percebi o quanto ele se esforçou para não me bater por ouvir tudo aquilo. Ele apenas respirou fundo e me puxou para um abraço, dando tapinhas nas minhas costas com um pouco mais de força do que o necessário.

- Ninguém sabe se vocês vão ficar juntos ou terminar em um mês. Mas também não sabemos se vamos acordar daqui uma semana e mesmo assim nada nos impede de levantarmos e lutarmos pelos nossos sonhos. – ele se afastou e bagunçou meus cabelos. - Ninguém sabe sobre o futuro, Zeren, então só nos resta viver o agora e não nos deixar levar pelos medos. – ele encolheu os ombros e sorriu. – É você quem deve analisar se ele vale o risco de sair dessa sua bolha. – ele abriu a porta, mas antes de sair me olhou de uma forma falsamente fofa que me fazia tremer. – Mas, independente do que escolher, se fizer ele chorar de novo, você apanha.

E, por mais medo que eu pudesse ter daquela ameaça, me prendi mais ás palavras do meu líder.

Se Li Quanzhe valia o risco de tentar?

Ele valia muito mais do que aquilo.

 

Maybe I know, somewhere
Deep in my soul
That love never lasts
And we've got to find other ways
To make it alone
But keep a straight face

And I've always lived like this
Keeping a comfortable, distance
And up until now
I had sworn to myself that I'm content
With loneliness

Because none of it was ever worth the risk

But, you are, the only exception
You are, the only exception
You are, the only exception
You are, the only exception

 

- Eu não sabia que você escutava músicas tão dramáticas. – consegui encontrá-lo sozinho apenas horas depois, enfiado em uma sala de ensaio vocal, sozinho.

- E eu não sabia que você ainda lembrava da minha existência. – a resposta magoada me deixou com um pé atrás para continuar. Mas o que veio a seguir fez eu me aproximar e sentar ao lado do garoto – Desculpa...

- Por que está se desculpando?

- Você parou de falar comigo porque as pessoas descobriram como eu me sinto ao seu respeito e... E porque eu fiz você cantar aquela música idiota mesmo você dizendo milhares de vezes que não gosta dessas coisas e que não é uma pessoa de sentimentos ou relacionamentos. Mas eu juro que não vou fazer mais. E que vou fingir que não sinto nada. Vou deixar meus sentimentos quietinhos e...

Eu poderia ser um idiota que tentava ignorar os sentimentos de todas as formas possíveis, mas existiam coisas que não podiam ser ignoradas. E Li Quanzhe com as bochechas coradas, olhos brilhantes e falando rápido por estar nervoso, era uma delas.

Eu sabia que as chances de me arrepender depois eram grandes, mas apenas deixei tudo aquilo de lado em minha mente e me inclinei, calando-o com um selinho. E aquele contato pareceu calar meus pensamentos também, porque eu não me importava mais se duraria para sempre ou apenas aquele instante, desde que eu sempre tivesse comigo a prova de que aquilo não era apenas um sonho.

- Eu não gosto de músicas que falem de amor e não sou bom em expressar sentimentos, mas... Eu gosto de você e eu estou começando a acreditar que isso pode dar certo, já que você gosta de mim também. Você não se encaixa nas regras que eu criei pra minha vida.

- Então eu sou tipo uma exceção pra você? – ele perguntou, tombando a cabeça para o lado, em confusão.

- A única. – sussurrei antes de voltar a selar nossos lábios.

E eu sabia que ainda teria que trabalhar muito naquela coisa de aprender a amar, mas eu estava indo bem.

Se os sorrisos do Quanzhe significavam alguma coisa, eu estava indo muito bem.

 

I've got a tight grip on reality
But I can't let go of what's in front of me here
I know your leaving in the morning, when you wake up
Leave me with some kind of proof it's not a dream, oh

You are, the only exception
You are, the only exception
You are, the only exception
You are, the only exception

You are, the only exception
You are, the only exception
You are, the only exception
You are, the only exception

And I'm on my way to believing
Oh, and I'm on my way to believing.


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


NOTAS FINAIS


Gostaram? Não? Me deixem saber ^^ 
Eu amei escrever essa fanfic *-* Por mais que tenha saído ás pressas kkkkkkkk 
Bjs e até a próxima ^^

6 de Diciembre de 2018 a las 02:15 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Rak Black Potterhead. Kpopper. Apaixonada por cpop e rap chinês. Aprendendo Mandarim. Sonhando em sumir no mundo. Ouvir música, ler e escrever são as coisas que me movem.

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~