Proteja-me Seguir historia

moonworm Yasmin Zer

O perfume caro tinha um cheiro nada agradável. Cheiro esse que perseguia a vida de Hsi Yu Hao, conhecido por ser o garoto problema expulso de sua antiga escola. O garoto rebelde. — Proteja-me. Eu preciso de sua proteção.


Drama Sólo para mayores de 18.

#moonworm #suspense #drama #romance #boys-love #bl
1
4541 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 15 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Prólogo

O ano é 1999, véspera de Ano Novo. O aeroporto estava uma loucura de pessoas transitando para lá e para cá com suas malas enormes, chegando e saindo a todo momento. Estavam ansiosos não só pela pela chegada do novo ano, mas também como de uma nova década e um novo milênio. Faltavam poucas horas para o tão esperado 2000.

Era uma data de comemorações onde familiares se reencontram e os amigos passam um tempo juntos. Festividade para deixar o que não fez no passado, no passado. Afinal, um novo ano estava para iniciar e novos acontecimentos positivos para acontecerem.

Seria um milênio de novas descobertas científicas? Teriam finalmente os sonhados carros voadores? A viagem espacial já havia acontecido, com os Russos sendo os primeiros a irem ao espaço e os estadunidenses, os primeiros a chegarem à lua. Estavam perto de realizarem o que foi dito em De volta para o futuro? Fazer realmente acontecer?

É o mesmo discurso todos os anos. As pessoas parecem se esquecer que fizeram as mesmas promessas no começo daquele ano que está para acabar, e que farão as mesmas daqui a algumas horas.

Os péssimos hábitos de deixarem as coisas para outra hora, continuam.

Nesse amontoado de pessoas, havia um garotinho de quase um ano sentado nas pernas da mãe, dormindo em um dos vários bancos do aeroporto a espera de um homem que ao menos conhecia. Seu pai.

Fora acordado pela mulher quando o homem estranho se aproximou. Era alto, forte e com algumas tatuagens. Apesar de ser apenas um bebê, Yu Hao sentiu calafrios ao ter o homem o segurando em seus braços.

Ele tinha um sorriso estranho em seus lábios e a inocência de uma criança não conseguiria captar o verdadeiro significado por trás de um sorriso — aparentemente — inocente. Um rosto bonito e com poucas marcas de expressão que eram misturadas a algumas cicatrizes, deixavam o estranho homem ainda mais peculiar.

Seu pai cheirava a um caro perfume chamado problemas, que de cheiroso, tinha nada.


16 de Noviembre de 2018 a las 01:06 0 Reporte Insertar 0
Leer el siguiente capítulo Capítulo 1

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 1 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión