Disneyverse Seguir historia

vinnyti Vinnycius Carvalho

Estamos em 2025, o ano do lançamento da versão beta do jogo de realidade virtual da Disney, Alex é um dos cinco sortudos a garantir o jogo, mas será que esse é apenas um jogo com histórias diferenciadas, ou ele tem ele esconde um segredo crucial? Sinta, viva, explore, faça seu mundo em Disneyverse! ------------------------------------------------------------------------------------ Minha Beta : @Virginia Ulbarene


Fantasía No para niños menores de 13.

#conto-de-fadas #drama #futuro #realide-virutal #381 #adolescentes #mistério #romance #disney
0
4542 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 15 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo 1- Bem-vindo ao Disneyverse!

ANO 2025

 

. . . . [ 10% ]

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . [ 50% ]

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . [ 100% ]

 

INICIANDO SIMULAÇÃO


— Mickey?!

— Haha, é isso aí — respondeu o rato — Acho que você não se lembra de nada não é? — Antes que o ser pudesse responder, o rato o interrompeu — Mas não se preocupe é uma das minhas obrigações, siga-me.

O ser seguiu o rato por entre o limbo, ele só conseguia enxergar vultos e escuridão, continuaram andando até chegar à frente de uma luz branca em formato de porta.

— Bem aqui é o final dessa linha, ao passar pela luz você começará outra, eu até poderia te explicar o que vai acontecer, mas aí não teria graça alguma, então só te digo: boa sorte. — Ele sorriu e começou a andar de volta para onde eles estavam antes.

O ser ficou parado, — não porque sentia medo, já que este não tinha sensações, estava processando se era seguro continuar, mas não tinha nada a perder. Devagar, até mais que uma lesma, ele caminhou até a luz e tudo ficou preto, — que contraditório, não?


[DIGITE SEU NOME: ]

Alicia

[ DIGITE SEU APELIDO: ]

Allie

[ QUEM  VOCÊ É? ]

Chapeuzinho Vermelho

 

[⚠️ ERRO NO SERVIDOR: 9]

[TENTANDO CONECTAR AO SERVIDOR…]

[TENTE NOVAMENTE MAIS TARDE. ]

 

— Merda! — Berrou Alex.

— Olha a boca menino, tá achando que isso aqui é a casa da mãe Joana? (Gritou uma voz feminina em resposta, tossindo em seguida, deveria estar com algum problema na garganta, já que sua voz saiu rouca).

— Mãe você sabe que seu nome é Joana, né? — gritou ele em resposta para a mulher (que agora sabemos ser sua mãe). Ela não respondeu e ele deu de ombros.

Alex se jogou na cama suspirando, o jogo que ele comprou com todas as suas economias, era uma porcaria. Os gráficos eram reais, a sensação e o cheiro também, mas do que adianta tudo isso se o jogo não passa da iniciação? Ele já estava cansado de tanto ver aquele Mickey de 1928, toda vez mostrando o caminho para ele, mas ele nunca conseguia chegar ao seu real destino e também sentia raiva de ter demorado a comprar o jogo, já que agora tinha sobrado apenas uma personagem, e justamente aquela que ele não gostava: a tal da Chapeuzinho Vermelho. Ele tateou a mão pelo chão e pegou a caixa do jogo, nela se lia:


DISNEYVERSE

Sinta, viva, explore, faça seu mundo em Disneyverse!


Mentira”, pensou Alex, “São apenas palavras sem fundamento, no papel parece que o jogo vai ser uma grande maravilha, mas na prática, não funciona nem 20 minutos”, o garoto rolou na cama e suspirou, “É mais uma besteira que eu fiz, além de pagar dois mil euros no jogo eu comprei na fase alfa, a fase que é mais cheia de bugs, não era de se esperar menos.”

Foi acordado de seus pensamentos por uma batida na porta seguida por alguém a abrindo. Ele já sabia quem era, por isso em instantes ele pegou a caixa e escondeu debaixo da cama junto com os acessórios do jogo. Alex tentava fingir que estava tudo normal, mas claramente sua mãe, percebeu que havia algo errado.

— O que foi? O que você está escondendo? — A mulher perguntou, o encarando.

— Nada, apenas... estou curtindo o momento? – respondeu Alex de um jeito desconfortável.

— Ai meu Deus, você entrou para estatísticas... Se tornou um daqueles jovens que usa drogas! Ah, eu sabia que aquele Billy não era uma boa pessoa! — Ela respirou fundo e depois bufou, como se estivesse segurando para não chorar. — Tá, eu até posso aceitar que você use maconha, mas não vai ser burro nem vagabundo! Então pode ir levantando esse traseiro e indo se arrumar para escola. — Sem esperar uma resposta a mãe saiu, depois que ela bateu a porta deu para ouvir um choramingo abafado.

Droga, além de esconder dela que eu comprei o jogo escondido, agora ela acha que eu sou maconheiro, bem pelo menos ela não ficou tão brava assim, quando descobrir o tanto que gastei num jogo, ai sim eu estarei frito”, Alex decidiu levantar da cama, isso era pensamento para outra hora, agora ele queria ir para escola. A razão é que apenas queria se gabar para os seus amigos, já que ele é um dos únicos cincos a ter o jogo “Disneyverse”.

E então começou a rotina que todos já conhecem, isto é, se todos que estão lendo isso tenham pelo menos mais de dois anos ou já tenham ido pelo menos uma vez à escola.

Alex tomou banho, saiu para pegar o ônibus, escovou os dentes, vestiu o uniforme e comeu, — não necessariamente nessa ordem, vinte cinco minutos depois ele já estava entrando na escola para encontrar sua turma.

A escola era pequena, mas ideal para o porte de alunos que a frequentam, não haviam muitos estudantes por sala, provavelmente no máximo 25 em cada uma das sete, o local também possuía um pequeno laboratório de informática e uma precária biblioteca, mas pelo menos os professores eram bons e empenhados, — ao menos a maioria deles.

Os amigos de Alex já estavam reunidos no pátio, ou a “turma” como eles se autonomeavam, eles eram os nerds da escola, — eu vi essa sua cara ai, hein, clichês são bons sim.

Tinha o Billy, que a pouco foi citado, que possuía um estilo despojado, fala lenta, dreads e por uma incrível coincidência, a matéria em que ele se dava melhor era biologia física e química; logo após temos o Rick, é alto, tímido, tem uma voz suave, que dependendo da situação pode deixar qualquer um arrepiado, além de ter um estilo old school, as matérias em que se sai melhor são artes, historia e sociologia; e por último, mas não por isso menos importante, longe disso, temos a Helena, ou Léa, como ela gosta de ser chamada, é uma garota muito variável, sempre se reinventando e mudando seus gostos, as matérias em que ela se dava mais eram português, filosofia e geografia. Todos sabem que Léa e Alex tem uma queda um pelo outro, apenas os dois que não tinham percebido isso. Alex dominava as matérias de matemática, educação física e inglês, juntos eles se tornam os alunos imbatíveis, os únicos na história da escola que possuem 10 em todas as matérias em todos os anos.

— Então… Hoje é sexta e como sempre contamos alguma novidade da semana, quem quer começar? — disse Alex.

No mesmo instante Billy levantou a mão animado.

— Mês passado comecei meus estudos usando meus conhecimentos de biologia, química e ciências, e parece que está indo bem, se esse experimento realmente der certo, posso conseguir achar o tratamento ou talvez até a cura para os tipos de cânceres que até agora eram considerados não tratáveis.

Todos olharam para ele impressionados, eles até se sentiram mal, pois o que iriam falar eram coisas fúteis, mas depois deram de ombros, porque geralmente era assim, um sempre tinha uma notícias grandes e os outros algo do tipo: “Ah essa semana comprei um par de tênis novos”.

— Ah eu por outro lado, apenas abri uma loja online, vendendo minhas obras e até abrindo encomendas — disse Rick — não é grande coisa, mas pelo menos já estou ajudando com as despesas lá de casa.

Todos deram um tapinha nas costas dele e lhe deram os parabéns, não era novidade que a família de Rick não nadava em dinheiro, às vezes seus amigos até o ajudavam, e saber que agora ele poderia ter a chance de não passar mais por isso, deixava todos felizes.

— A minha novidade deve ser a mais fraca dessa semana, ontem de madrugada, eu acabei a vigésima temporada de Sobrenatural, é acho que só… é uma pena que vocês pararam de assistir na décima sexta, está realmente muito boa. — A garota se pronunciou olhando para seus sapatos.

Helena era uma das maiores fãs de Sobrenatural, nem um de seus amigos via mais graça na série, mas a menina, tinha o famoso bordão: “Se não for pra falar de Sobrenatural e das minha séries, eu nem vou”.

Agora era a vez de Alex falar, o mesmo já estava com um sorriso maroto no rosto, mesmo com a grande notícia do Billy, ele pensava que sua notícia iria deixar seus amigos mais animados, até porque, para certos gamers o que é a cura do câncer contra a oportunidade de jogar o maior jogo da década em primeira mão.

— A minha notícia também não é assim lá grande coisa, eu sou só um dos cinco que vai jogar o Disneyverse em primeira mão — Falou num tom debochado — Eu gastei uma pequena grande quantia, mas valeu a pena — não valeu não.

Todos olharam para ele impressionados, não só por ele ser um dos cincos, mas também por ele ser louco de gastar tanto em um jogo, mesmo sabendo que nem todos ao seu redor tem dinheiro pra gastar atoa.

— Uau, você deve ter sido a única pessoa física a ter comprado o jogo, meus parabéns, eu acho — riu de leve a Léa.

— Mas então quem foi seu personagem? A Mulan? O Capitão? A Chapeuzinho? O Woody? Ou o Jon? — perguntou o Rick animado.

— Por azar a Chapeuzinho, mas quem sabe eu acabe gostando dela… — Respondeu Alex meio frustrado, até agora não tinha descido a ideia de ele ter que fazer a história da Chapeuzinho Vermelho.

— Ah, eu até que gosto dela... Mas comparado com a possibilidade de ser o Capitão América ou o Jon Snow, consigo entender sua frustração. — disse Rick

— Vai, conta logo Alex, como é o jogo? — Perguntou Billy curioso.

— Você quer dizer, como não é o jogo.. — Alex riu — Quer dizer, já tentei várias vezes, mas ainda não consegui entrar realmente, entretanto a tela de início é muito boa, então com certeza o jogo deve ser incrível, só que está cheio de bugs.

— Cara, quando sua mãe descobrir ela vai te matar - disse Billy e todos riram, em meio as risadas o sinal, indicando que deveriam voltar para suas classes, tocou.

Enquanto eles vão para sala e tentam aprender e colocar o papo em dia, vamos recapitular alguns dos fatos que aconteceram para a criação do jogo:

Em 2019 a Disney lançou um serviço de streaming tentando derrubar seus rivais, e por incrível, não demorou muito para isso ocorrer.  No começo de 2021, a Disney se tornou a empresa de maior renome em quase todos os segmentos.

No segundo semestre de 2021, ela era a empresa com mais ramificações, todas as empresas famosas tinham entre 60% e 80% de seus direitos comprados pela Disney.

No começo de 2022 já era normal você abrir seu Disney Cartoon e ver desenhos como Kung Fu panda, Toy Story, Os Incríveis e entre outros, ou pegar o controle e digitar 257, para ir para o canal Disney Séries, onde em sua grade eram exibidas séries desde Princess Live Action á reprises da 8ª temporada de Game Of Thrones.

E foi finalmente em Abril de 2022 que a Disney saiu em público para fazer a divulgação do seu jogo em Realidade aumentada previsto para sair em meados de 2025. E o anúncio foi algo relativamente parecido com isso:

Como já sabemos não é de hoje que histórias como Sword Art Online ou Jogador Número Um fazem sucesso, então nós juntos com o chefe Mickey pensamos “Hmm, E que tal um mundo virtual da Disney”, faz sentido, já que somos portadoras de tantas histórias, por que não transformá-las em um jogo, já pensou você é o Kratos e sua missão é salvar a Fiona de Loki, ou podemos chamá-lo de Atreus? Ops, spoiler. Em Disneyverse as opções serão quase infinitas, então em 2025 sinta, viva, explore, faça seu mundo em Disneyverse! Obrigado a todos e até 2025”.

No dia 17 de Abril de 2025, há um mês, ou exatamente há 45 dias, foi lançado o Disneyverse em sua fase alfa. O site abriu exatamente às 00:01 e somente os cinco primeiros compradores receberam o jogo, e por sorte nosso protagonista, Alex, conseguiu ser um dos felizardos, os outros foram organizações que tentam fazer a quase impossível tarefa de ultrapassar a Disney como maior empresa, e nada melhor para isso do que o próprio jogo da empresa, com algum de seus segredos mais escondidos.

Bem, ninguém, além de mim, sabe os reais planos das organizações, além de ultrapassar a Disney, teorias da conspiração dizem que essas instituições querem dominar o mundo.

Nessa versão alfa foram disponibilizadas 5 histórias, uma para cada jogador. Se o comprador pegar a história 1, o comprador B não poderia tê-la, somente as restantes de 2 á 5. Cada história tem seu tipo, que são: Contos de Fadas [Chapeuzinho vermelho];

Princesas [Mulan];

Heróis [Capitão América];

Animações [Woody];

Séries [Jon Snow].

Bem, chega de dados e vamos voltar ao nosso protagonista.

— Hoje é sexta e segunda não teremos aula, que tal darmos uma volta no parque, talvez encontrar a Sandy novamente — disse Billy, corando ao falar o nome da garota.

— Olha só, o Billy está apaixonado por alguém… Até poderia te ajudar, mas vocês sabem, eu tenho o Disneyverse — disse Alex rindo orgulhoso, Billy e Rick reviraram os olhos em resposta.

 

— Você pode até ter esse joguinho ai, mas se lembre que a gente tem um compromisso amanhã — Léa o avisou, no mesmo instante seu celular vibrou e ela deu uma olhada e saiu correndo — Droga, é minha mãe, não se atrase, ou eu te mato! — gritou enquanto corria.

— E eu, tenho minha loja, mas se um tiver um tempo eu vou lá te dar uma ajudinha — Rick sorriu e deu um tapinha nas costas do Billy.

Eles continuaram falando um pouco sobre as matérias que tiveram hoje, depois eles se despediram e cada um seguiu seu caminho, claro que Alex foi o único que saiu correndo, já que ele tem um motivo “importante” para chegar cedo em casa.

BANG! Esse é o som que se faz quando Alex bate a porta de sua casa, por pouco não a quebrou, sua mãe que estava na cozinha terminando de aprontar a comida ,quase caí para trás de susto.

— Ui, minha nossa! — gritou ela colocando a mão no peito, por reflexo ela pegou seu chinelo e jogou em seu filho, e como uma sniper, ela o acertou e fazendo com que ele quase caísse — Eu machuquei minhas costa! Não estou mais aguentando, se seu pai tivesse aqui… Você agiria diferente — fez-se um clima tenso na local e ela voltou para cozinha.

Alex ficou pálido na hora.

— D-desculpe. — Foi o que ele conseguiu sibilar antes de voltar a subir as escadas.

Ele entrou em seu quarto e trancou a porta, a vontade de chorar era forte, mas ele não poderia perder o controle agora, voltar a fazer terapia não era uma opção. O garoto inspirou profundamente e depois suspirou calmamente, foi até o banheiro e lavou seu rosto, voltou para o quarto e pegou a caixa do jogo, estava na hora de jogar.

. . . . [ 10% ]

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . [ 50% ]

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . [ 100% ]

 

INICIANDO SIMULAÇÃO


— Mickey?!

— Haha, é isso aí — respondeu o rato — Acho que você não se lembra de nada não é? — Antes que o ser pudesse responder, o rato o interrompeu — Mas não se preocupe é uma das minhas obrigações, siga-me.

O ser seguiu o rato por entre o limbo, ele só conseguia enxergar vultos e escuridão, continuaram andando até chegar à frente de uma luz branca em formato de porta.

— Bem aqui é o final dessa linha, ao passar pela luz você começará outra, eu até poderia te explicar o que vai acontecer, mas aí não teria graça alguma, então só te digo: boa sorte. — Ele sorriu e começou a andar de volta para onde eles estavam antes.

O ser ficou parado, — não porque sentia medo, já que este não tinha sensações, estava processando se era seguro continuar, mas não tinha nada a perder. Devagar, até mais que uma lesma, ele caminhou até a luz e tudo ficou preto, — que contraditório, não?

[DIGITE SEU  NOME: ]

Alicia

[ DIGITE SEU APELIDO: ]

Allie

[ QUEM  VOCÊ É? ]

Chapeuzinho Vermelho


Novamente lentidão eterna, enquanto o jogo carregava seu computador começou a tocar, e uma janela se abriu, era uma chamada de vídeo, mas quem poderia ser? Alex tirou o capacete e foi para frente do monitor.

— Quem é? — perguntou Alex intrigado, no vídeo aparecia apenas uma nebulosa, demorou alguns segundos até surgir um “rosto” em frente a imagem.

— Olá Alex, pode me chamar de M.M, só estou fazendo essa ligação para avisar que você corre perigo. — Falou o homem com máscara de rato e a janela com o vídeo se fechou.


SEJA BEM-VINDO (A) À FASE ALFA DO DISNEYVERSE!


Finalmente” pensou ele, mas agora não era o jogo sua maior preocupação.

 

15 de Noviembre de 2018 a las 20:49 0 Reporte Insertar 0
Continuará… Nuevo capítulo Cada 15 días.

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~