Overdose Seguir historia

stefen-moonwalker1536698162 Stefen Moonwalker

Estamos presos a algemas feitas por nossos vícios, medos e valores. Somos prisioneiros e vivemos como réus, recebendo penas por atos que as vezes não cometemos. Vivemos em uma overdose social, somos drogados pelo amor e quando despertamos da dose, percebemos o estrago que ele fez em nosso coração. Mas o amor é realmente algo ruim, ou é a grande salvação do mundo? Navegando em um mar de dúvidas, escrevi esses poemas, tentando explicar esse sentimento que gera tantos outros. O ódio, a saudade, a tristeza, a depressão, todas essas substâncias compõem a droga chamada amor. Vivendo em uma sociedade que se mostra nossa inimiga, temos que superar barreiras como o preconceito, racismo, homofobia, feminicídio e corrupção. Para enfrentarmos tudo isso, necessitamos do uso dessa droga, mesmo temendo as consequências que trará, pelo seu uso excessivo. Mas qual será a dose certa para não sermos vítimas de uma overdose de amar? Será que realmente conseguiremos conquistar o equilíbrio de nossos sentimentos?


Poesía Romance Todo público.

#depressão #jovens #novela #paixão #amor #poesia
0
4508 VISITAS
En progreso
tiempo de lectura
AA Compartir

Sonho na montanha

Dói as vezes ter que ver as pessoas se odiando, os animais morrendo, o desmatamento aumentando e a pobreza se expandindo. Cada ser quer se tornar um rei para não ser um plebeu, pois se iludem com a possibilidade de dominar o mundo e comprar as pessoas.

Cansado de tudo isso, construí um sonho louco em minha cabeça, talvez se morasse em uma montanha, sozinho, viveria em paz, sem problemas… foi pensando neste sonho maluco que escrevi esse poema.

Sonho na montanha

 

Tenho um sonho de morar numa montanha

pra um dia olhar tudo pelo topo.

Vou ver meu mundo se destruindo

e os homens continuando tolos.

 

A guerra vai continuar se expandindo

e as famílias se dilacerando.

Faço um café e se sento em uma pedra

rindo de um rei que acaba de perder seu trono.

 

Perdi tudo que conquistei

joguei a culpa em tudo que apareceu em minha frente,

chutei as pernas de quem me ajudou

mesmo sabendo que isso não era coerente.

 

Apertei o gatilho e matei irmãos

beijei todas as mulheres de minha cidade.

Trai amigos de longa data

colocando em risco a minha dignidade.

 

Antes de se tornar uma vítima desta sociedade

juntei dinheiro e construí uma casa simples aqui no alto

hoje vivo sozinho e em paz

longe de brigas e assaltos

 

Tenho como refúgio algumas bebidas

e finjo não ligar para a solidão.

Ao deitar, rezo agradecendo por tudo,

principalmente pela paz que se encontra em meu coração.

 

Mesmo longe de tudo

percebi que não estava feliz,

mas neste mundo em que os mais fortes esmagam os outros,

descobri que sou apenas um aprendiz.

 

Não posso descer lá em baixo

pois serei devorado pelos lobos.

São lobos engravatados,

roubando os direitos do povo.

 

Prefiro continuar sendo este covarde

e não desço de minha montanha,

sem ao menos ter a conquistado

vou sonhando em meu quarto, comendo lasanha.

9 de Noviembre de 2018 a las 12:06 0 Reporte Insertar 1
Leer el siguiente capítulo Coração solteiro

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 8 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión

Historias relacionadas