Peixe, bola, gato Seguir historia

kim_laka Lais Rodrigues

[KAISOO] [ABO] [+18] [PWP] -Hyung... -chamou, se arrepiando ao sentir beijos em seu pescoço - Não acha melhor pararmos? Daqui a pouco o sinal vai tocar - o moreno avisou -Temos uns 40 minutos ainda, dá tempo de um agradinho - respondeu de forma maliciosa História também postada no Wattpad e Spirit


Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 18.

#crossdresser #sexpublic #sookai #abo #kyungsoo #kai #kaisoo #exo #colegial
Cuento corto
8
4.8mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo Único

Era sexta, último período de aula de educação física e Jongin, não tendo ânimo para ficar 1 hora fazendo exercícios desgastantes, cabulava aula andando distraído pelo corredor do terceiro andar onde sabia que pouquíssimas pessoas iriam lá pra atrapalhar, quando sentiu-se ser puxado bruscamente para dentro de uma sala vazia. Mal deu tempo de saber quem lhe puxou quando seu rosto foi agarrado por mãos macias e foi beijado. Quando saiu do estado de surpresa, apenas colocou as mãos na cintura do indivíduo, reconhecendo quem era pelo cheirinho doce de frutas vermelhas característico do ômega.

-Soo... - o Kim perguntou quando se separaram, constrangido e ofegante - Por que fez isso?

- Você sumiu essa semana, quando chegava perto, você dava uma desculpa e vazava. - falou brincando com os cabelo da nuca do mais alto, fazendo um carinho ali - Por que está me evitando? - estreitou os olhos, julgando-o

-E-eu te evitando? Claro que não, de onde tirou isso? - tentou mentir, soltando uma risadinha sem graça

A verdade era que sim, estava evitando o baixinho. E por um motivo bem tosco e infantil

Ciúmes, o nome

Flashback on

Na segunda, era hora do intervalo e estava no jardim embaixo de uma árvore conversando com seu amigo Taemin, quando mais a frente, não muito longe dali, vê Kyungsoo sentado em um banco com um alfa do terceiro ano. Não era certo, mas estava muito curioso sobre o que eles estavam falando, afinal pelo o que sabia o alfa não era próximo do baixinho. Apurou sua audição, tentando escutar o que diziam

-Eu tô muito nervoso, não sei como começar isso, então lá vai - o alfa falou risonho, pegando na mão do ômega - Só queria dizer que eu sou completamente louco por você desde o dia que nos conhecemos. Mesmo eu achando um puta clichê, sinto que foi amor à primeira vista. Ou melhor, amor à primeiro chute, por causa da voadora que você me deu. - os dois riram - Mesmo ficando indignado e com raiva na hora, depois só consegui pensar em como aquele ômega com a força de um alfa é o mais lindo que já vi em toda minha vida. Além é claro de outras características que fui percebendo quando nos conhecemos melhor, como sua simpatia e fofura sem igual, sem falar da minha imensa admiração por você não se deixar abaixar a cabeça para o que acham que um ômega deve seguir. Sei que você é muita areia pro meu caminhãozinho, não tenho muitas esperanças que você aceite meus sentimentos, mas só quis deixar você ciente do quanto eu te amo, mesmo eu sendo um merda no quesito discurso. - levou a mão do ômega até os lábios dando um casto beijo, depois virou-a, deixando uma rosa. O ômega corou e soltou um sorriso orgulhoso

Não estava com estômago pra ver aquilo e saiu irado, deixando o amigo sem entender.

Flashback off

Aí você pergunta: "Por que ele não foi lá saber o que estava acontecendo? Marcar território e tals?"

Acontece que eles não tinham nada sério a ponto de o moreno ir tirar satisfações. E isso o entristecia. No começo era pra ser só um casinho sem compromisso, mas com o tempo foi se encantando com o ômega de olhos grandes e acabou se apaixonando. Agora tem que viver com a paranóia de que a qualquer momento pode ser trocado por alguém melhor, o que não é difícil em sua opinião. Como Kyungsoo foi se interessar por alguém tão... Sem sal? Era só um nerd antissocial que não tinha nenhum atributo diferente ou que se destacava por algo, com exceção da dança, que era sua maior paixão, porém sempre era discriminado por gostar de algo que, segundo a sociedade, é para ômegas. Diferente do baixinho, que por onde passa exalava confiança e poder, não distinguia pessoas por classes, sempre sendo alguém gentil, além é claro de ser a pessoa mais inteligente no ranking do colégio. Diante de tudo isso, achava que quando o ômega chamou pra ficarem pela primeira vez, ele estava sob efeito de drogas porque não é possível.

Voltando para a situação atual, o Kim só faltava sair correndo do olhar julgador do outro. Na maioria das vezes, era um fofura aquele olhos grandes, igual de uma corujinha, mas agora só queria se jogar no chão, implorando por desculpas e pedir para que não o olhasse mais assim

-Acho que quando você não respondia minhas mensagens ou atendia minhas ligações e também quando se trancou no banheiro quando eu passava pelo corredor? Mas não sei, pode ter sido só impressão minha, né? - falou com ironia, enquanto o moreno se encolhia de vergonha - O que aconteceu pra você ficar assim comigo? Eu fiz algo? Me diz, por favor, não quero ficar sem falar contigo - suplicou

O alfa não aguentou a expressão triste do ômega e bufou

-Eu tava com ciúmes, tá? Ouvi aquele alfa mais velho se declarando pra você no jardim e você ficando todo sem graça e cheio dos sorrisinhos pra ele - falou baixinho, com um bico emburrado e os braços cruzados, o rosto virado para o lado para que o outro não visse sua face vermelha.

Um silêncio tomou o ambiente por segundos, sendo quebrado pela risada alta do ômega. Kyungsoo gargalhava tanto que ficou sem ar e teve que se apoiar na parede pra conseguir se recompor. O Kim só fechou a expressão, ficando indignado com o deboche do ômega e tentou ir embora, mas foi impedido pelo mesmo se colocando em frente a porta, empatando a passagem

-Desculpa, mas é que é muito engraçado -falou quando quando se recuperou, ainda com a sombra de um sorriso nos lábios

-O que? - perguntou irritado, batendo o pé no chão

-Você. Pode parecer mais acusador o que eu vou dizer, mas não é nada do que está pensando. O Kris só estava pedindo minha ajuda de como se declarar para um amigo em comum nosso, o Zitao. Aí eu pedi pra que ele me falasse como ele faria na declaração

O moreno só conseguia se sentir envergonhado por desconfiar do ômega, mas não tinha culpa se era inseguro.

-Ah, que coisa, não? - soltou um risinho, coçando a nuca, sem graça

-Todo ciumento aí, sendo que não tem motivos. E mesmo que fosse uma declaração, eu não tinha que te dar satisfações, afinal você não é meu namorado - falou, fazendo o alfa se sentir mal pela realidade dita tão friamente pelo ômega e abaixou a cabeça, impedindo de ver o sorrisinho no rosto do outro. Estava quase chorando, quando Kyungsoo continuou - Por isso, pra que situações como essa não se repita, eu quero oficializar nossa relação

- O que? - Jongin levantou a cabeça rápido, não acreditando no que ouviu

-Você é surdo? Eu tô querendo saber se você quer namorar comigo - perguntou de forma impaciente, virando o corpo para o outro lado, impedindo o moreno de ver seu rosto ruborizado

-Ahn... Sim, quero muito - aceitou meio incrédulo, não acreditando que isso estava acontecendo

-Ótimo. Sabia que aceitaria então me adiantei. - meteu a mão no bolso do casaco retirando uma pulseira de prata com metade de um coração desenhado. Pegou o braço do moreno, deixando estendido no ar e colocou a pulseira, fechando-a. Subiu a manga do próprio casaco, revelando uma igual e chegou mais perto para juntá-las, formando o coração completo - Minha cara metade - falou brincando

-Espera... Não deveria ser eu a fazer o pedido? E por que uma pulseira? Não é mais comum o anel? E como sabia que eu ia aceitar? - perguntou confuso, colocando as mãos na cintura do mais velho

-Primeiro, você é lerdo demais, não percebia as indiretas que eu dava pra querer algo mais sério. Segundo, você é desastrado e esquecido, iria perder o anel em menos de uma semana. Terceiro, eu já sabia que você era caidinho por mim e estava só esperando o pedido, porém mais uma vez, você é muito lerdo - finalizou com um peteleco na testa do mais alto, que fez uma careta fofa

-É, você tem razão, talvez tenha sido melhor você ter cuidado de tudo - admitiu com um sorriso

-Querido, eu sempre tenho razão - fez uma cara de deboche - Mas e aí? Você vai beijar seu namorado ou eu vou ter que cuidar disso também? - sussurrou com os braços envolta do pescoço do mais alto, aproximando as bocas

-Deixa que eu me encarrego agora - respondeu com os lábios grudados nos do mais velho, logo tomando a boca de coração em um beijo que transmitia todo o carinho que sentia

Kyungsoo se derretia com o toque do alfa, sentia-se tão amado nos braços de Jongin, sabia que era ali o seu lar. Agarrou-se mais ao alfa, como se o mesmo fosse escapar, aprofundando mais o beijo, tornando-o intenso. Jongin ficava embriagado com os beijos do ômega, desligando-se da realidade e indo pra um mundo onde só tinha a sensação dos lábios de Kyungsoo nos seus. Retribuiu com toda a ânsia de seu ser, chupando a língua do outro, fazendo-o soltar um gemidinho manhoso. Foi empurrado para se sentar na cadeira do professor que tinha ali, sentindo Kyungsoo ocupar seu colo com as pernas de cada lado. Era uma posição perigosa, visto que o mais velho começou a rebolar aquela bunda divina no membro abaixo de si.

Ômega poderiam usar tanto roupas femininas quanto masculinas e para o desespero de Jongin, Kyungsoo naquele dia usava o uniforme feminino, que consistia na camisa branca de botões, um casaco azul com o emblema do colégio, uma saia plissada da mesma cor que o casaco e meias 3/4 brancas. Tinha a impressão também de ter visto a saia mais curta que o apropriado, e não duvidava que Kyungsoo a subiu de propósito pra lhe seduzir.

-Hyung... -chamou, se arrepiando ao sentir beijos em seu pescoço - Não acha melhor pararmos? Daqui a pouco o sinal vai tocar - o moreno avisou, não seguindo o próprio aviso ao descer as mãos para as bandas fartas, massageando e apertando o lugar

-Temos uns 40 minutos ainda, dá tempo de um agradinho - respondeu de forma maliciosa, saindo do colo e se pondo ajoelhado entre as pernas do mais novo.

Abriu a calça, descendo junto com a boxer vermelha, praticamente salivando ao ver aquele membro enorme e duro saltar perto de seu rosto. O cheiro másculo do alfa era mais forte ali, lhe deixando com mais tesão ainda. Pegou-o, causando um suspiro no alfa, e fez movimentos de vai e vem. Deu um lambida na glande, logo a capturando na boca e dando uma chupada, que fez o moreno gemer. Aos poucos, foi tentando colocar tudo na boca e quando conseguiu parou um tempo, sentindo o pulsar em sua garganta. Tirou-o por completo dando lambidas e chupadas por toda a extensão, enquanto massageava as bolas com a mão direita e a outra se apoiava na coxa do moreno. Voltou para a glande, rodeando-a com a língua bem na fenda, sentindo mais porra escorrer. Começou movimentos de vai e vem com a boca, sempre mantendo o contato visual com o outro.

Jongin soltava gemidos roucos, se sentindo no paraíso com aquela boca pecaminosa e a visão que estava tendo só fazia piorar sua sanidade mental. Kyungsoo tinha os grandes olhos vidrados em si em uma expressão falsamente inocente e a boca em formato de coração sendo preenchida perfeitamente com seu pau.

Porra, tinha que confessar que seu namorado é muito gostoso.

O ômega tirou lentamente o membro da boca e o encostou em sua bochecha, deixando um rastro de pré-gozo e possibilitou o moreno sentir a maciez da pele

-Nini... -chamou manhoso - Fode minha boca, por favor... Quero engasgar com o seu pau - pediu, levando a mão do moreno para seus cabelos pra que pudesse controlar os movimentos

Será que Kyungsoo não tinha pena de si? Fica falando coisas eróticas com essa carinha. Mas já que ele queria ter a boca fodida, era isso que vai ter.

Rosnou e pegou os cabelos com brutalidade, fazendo o outro soltar um gemido, e esfregou seu pau no rosto do mesmo. Kyungsoo escorreu de tanto tesão, adorava quando seu alfa lhe tratava com brutalidade, como se fosse uma vadia sem valor

-Abre a boca - ordenou Jongin

O baixinho não perdeu tempo e a abriu para acomodar o membro que foi metido com força até sua garganta, fazendo-a arder. O moreno começou com movimentos lentos, logo acelerando fodendo a boca do outro sem piedade. O ômega apertava as coxas uma na outra, tentando conter a excitação antes que gozasse sem o mínimo toque, apenas com o pau do Kim na boca. Soltava gemidos que causava vibrações no membro do mais novo, fazendo com que o alfa jogasse a cabeça pra trás

-Ahh, Soo... Essa boquinha é tão gostosa - elogiou, tirando o membro da boca do ômega para ver o estrago que causou

Kyungsoo estava com a respiracão ofegante, o rosto corado pela excitação, as bochechas molhadas pelas lágrimas derramadas pelo esforço e uma delas com pré-gozo de quando passou o pau ali, mas a cereja do bolo era a linda boca que estava vermelhinha e inchada, com porra e saliva escorrendo pelo queixo. Mal deu tempo para o outro se recuperar e já adentrou a boca novamente com brutalidade, fazendo o outro se engasgar por não estar preparado. Jongin até poderia se sentir culpado, mas sabia que era isso que o ômega abusado gostava.

-Está tão lindo com a boca envolta do meu pau... Acho que vou gozar - avisou fazendo o ômega engolir toda a extensão, deixando-o imóvel enquanto sentia o orgasmo lhe atingir

Kyungsoo achou que poderia se segurar, porém seu plano foi falho quando teve sua garganta entalada, sentindo a porra quentinha descer por ela. Gozou, melando sua calcinha e deixando uma mancha na parte da frente de sua saia. Conseguia sentir também sua lubrificação vazar, deixando suas coxas e bunda pegajosas. Foi liberto do aperto do moreno e pode se afastar para se recuperar de tudo isso. Estava destruído, porém satisfeito.

Mal podia esperar pra quando fosse pego verdadeiramente de jeito e pudesse se empalar naquele pau delicioso.

Olhou para o namorado, vendo como Jongin ficava sexy com aquela expressão de pós-orgasmo e achava que se não estivesse acabado de gozar com certeza ficaria duro denovo. Foi puxado com delicadeza para o colo do moreno, que já tinha subido a calça

-Você está bem? Te machuquei? - perguntou preocupado

-Está sim, e não me machucou. Eu adorei sua perca de controle, quero ver mais desse seu lado - falou malicioso, fazendo o outro ficar vermelho de vergonha - Já em compensação, minhas roupas de baixo estão destruídas e eu tô todo melado - disse fazendo uma careta engraçada, não percebendo como a frase mexeu com Jongin

Imaginava como a entrada do ômega deveria estar lubrificada, pronta pra receber seu pau. Suspirou tentando não ter pensamentos pervertidos

-O sinal vai tocar então vamos ao banheiro pra eu me limpar e continuamos com isso na minha casa. Meus pais estão viajando e vamos poder ficar sozinhos - continuou, saindo do colo do moreno, tirando seu casaco e amarrando na cintura pra dar uma disfarçada nas manchas

-Espera, continuar? - perguntou confuso

-Claro, ficamos uma semana separados, tô doido pra sentir seu pau bem fundo em mim - deu uma piscadinha com um sorriso malicioso e saiu da sala, rebolando e deixando o alfa chocado com sinais de excitação

"Eu ainda vou enlouquecer com esse ômega", pensou Jongin, saindo da sala e seguindo a direção que o outro foi.

27 de Octubre de 2018 a las 00:07 0 Reporte Insertar 2
Fin

Conoce al autor

Lais Rodrigues #Cadelinha de Kaisoo #Only Exo-l #ABO e BDSM, minhas fraquezas #Se shippa hetéro, vaza daqui

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~