Desejo Seguir historia

metafora- Metafora

Meu âmago ardia, mesmo que soubesse o quão errado aquilo era. E após aquela fatídica noite restou-me apenas culpa: por não sentir remorso. Por continuar a deseja-lo.


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 18.

#proibido #sakusasu #sakura-haruno #sasuke-uchiha #drama #desejo #sexo #naruto #sasusaku
1
4590 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 10 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Por enquanto, desejo.

Estava certa em minha decisão. Mas, por que não conseguia me sentir satisfeita em partir?

Minhas entranhas reviravam a medida que o zíper da ultima mala emperrava, dificultando meu trabalho em fecha-la.

Não pensei muito ao enviar meu formulário. Não havia o que pensar na verdade, eu estava totalmente errada. Precisava manter-me longe: porque no fundo reconhecia meu incontrolável desejo.

"Sasuke, andava cambaleante pelo corredor após um dia inteiro de churrasco e bebedeira em nosso quintal. O observei boa parte do dia para saber que estava corrompido pelo álcool.

Seu nome dançou sobre meus lábios em um sussurro mudo. Eu estava na porta do meu quarto, e após escorar o corpo na parede ouvi um suspiro vindo dele. - Precisa de ajuda?

Ele negou com o olhar perdido no teto escuro.

Não fora premeditado: por mais que eu resistisse e soubesse o quão errado era, algo me puxava em sua direção. Mais forte que eu. Aflorando em mim coisas jamais sentidas.

O beijei com lascívia sentindo resistência por parte dele, que empurrava-me pelos ombros. Contudo, qualquer resistência desapareceu no momento em que aproximei meu quadril do seu, esfregando-me despudoradamente nele.


Surpreso, talvez pelo ato repentino, entreabriu os lábios, oferendo-me brecha maravilhosa para enterrar minha língua em sua boca. Suas mãos me apertando contra seu corpo forte. Aos poucos me correspondendo.

Elevei uma de minhas pernas a procura de maior atrito, pendendo-a próximo a cintura dele. Esquentando sob o toque de suas mãos, que deixavam um rastro de fogo desde minhas coxas até as nádegas, apalpando-as fortemente. E se beneficiando da posição, roçou sua ereção em meu âmago fazendo-me suspirar alto entre o beijo, o sentindo cada vez mais duro. Tornando-se mais luxuriante. Desejando-o cada vez mais. Culpa não existia naquele momento. Meu corpo implorava: mate meu desejo.

Repentinamente Sasuke rompera o beijo com brutidão. - Isso não voltará a acontecer. - Declarou em um rosnado furioso."

Sentia-me péssima após o ocorrido -porque a culpa não me consumia. Em meu peito aquilo ardia como nunca, eu sabia do que se tratava.

- Pronta minha flor? - Minha mãe questionou-me. Concordei em um meneio puxando a enorme mala, sem pronunciar nenhuma palavra. Não conseguia olhar em seus olhos.

Fomos rapidamente para o carro. O Uchiha não estava em casa, havia se despeço de mim de forma distante, durante o café da manhã.

Ao olhar minha casa de dentro do veículo, desejei superar. Eu estava fugindo. Afinal ainda que ignorada por ele, fingir que nada havia acontecido era impossível.

Fugindo somente porque:é isso que você faz quando se apaixona pelo marido da sua mãe.

E ela não merece isso.

26 de Octubre de 2018 a las 14:47 0 Reporte Insertar 1
Continuará… Nuevo capítulo Cada 10 días.

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~