Pândega Do Porco Seguir historia

enrico_batisteti Enrico Batisteti

Lívia, Enrico e Heloísa são grandes amigos, um dia depois de uma tediante prova de matemática os três acham uma estranha capsula com três pingentes dentro.


Aventura No para niños menores de 13.

#aventura #374 #amizade
0
4760 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Todos los domingos
tiempo de lectura
AA Compartir

Capitulo 1

Todos vocês certamente já leram uma história de super herói onde o personagem ou é picado por um aracnídeo e pega somente atributos bons como força e cura para miopia ou uma história onde o personagem tem uma mansão e gosta de morcegos. Mas muito possivelmente nunca leram uma história como essa que estão prestes a ler, a não ser é claro que na sua infância você tenha assistido pelo menos o primeiro episodio de Ben 10.  

Enrico, Lívia e Heloísa se conhecem a três anos, e a dois anos se tornaram melhores amigos, entre seus passatempos estavam assistir filmes tristes (por mais que esse gosto fosse mais de Lívia e Heloísa), comer sorvete, escrever coisas secretas em um caderno com um olho na capa e é claro passar vergonha sempre que possível. Enrico sempre gostou de café (muito café), de gatos que aliás ele tinha três, de literatura e de desenhar, ele possui uma pele extremamente clara, cabelos castanho claro e usa um par de óculos com armação preta e brilhantes olhos verdes. Lívia gostava de passar trotes, de filmes tristes, de ajudar as pessoas e é claro assistir Marsha e o Urso toda tarde com sua irmã de 2 anos, pulseiras hippie, olhos castanhos e cabelos escuros faziam parte de seu perfil. Heloísa sempre teve uma grande paixão por seriados de medicina, macarrão de pote e de stalkear pessoas, principalmente pessoas do colegial, Helo dispõe de um cabelo comprido cor de mel, profundos olhos castanhos e um relógio rosa que não tinha pilha mas ela achava bonito então continuava a usar no dia dia.

Depois de um final de semana resumido em uma maratona de filmes, sorvete e trotes o trio se encontrava na escola onde cursavam o oitavo ano letivo e conversavam sobre a prova que teriam a poucos minutos.

''Ta qual a formula da circunferência ?'' perguntou Enrico.

''O diâmetro dividido por 2'' respondeu Lívia sem muita certeza.

''Errou, a resposta certa é pi vezes o diâmetro ou dois pi vezes o raio ao quadrado'' disse Enrico corrigindo a amiga.

''Lívia!! olha'' disse Helo, apontando para a branca parede da sala de aula e para alguns alunos que nessa história são conhecidos como figurantes literários, e quando Lívia olhou para o local onde sua amiga apontou foi surpreendida com um tapa na nuca.

''Aiii'' gritou Lívia sem se surpreender com o ato já que normalmente para ajudar Lívia a se concentrar Enrico e Heloísa apontavam para um lugar e quando Lívia olhasse para a direção um dos amigos lhe dava um tapa de leve na nuca para que ela prestasse atenção.

''Como você sempre cai nessa ?'' comentou Enrico enquanto foleava seu caderno de anotações.

''Eu esqueço que vocês são do mal. '' respondeu Lívia num tom irônico.

''Você sabe que a gente te ama. '' respondeu Heloísa ao afronto de Lívia.

''Duas naja. '' retrucou Lívia.

''Lívia repete, qual a formula da circunferência ?'' Isso pelo menos era oque Enrico iria dizer caso não fosse interrompido pelo sinal da escola, o que indicava que a prova de matemática estava prestes a começar.

''Aff '' disseram os três amigos quase ao mesmo tempo.

''Ta gente lembra se for de assinalar e não souberem coloca B, é sempre B '' comentou Heloísa num tom apressado.

Todos da sala foram para suas respectivas cadeiras, Enrico sentava em frente a porta, Lívia em frente o professor e Heloísa sentava na penúltima cadeira da fileira da parede esquerda. Depois de um tempo a professora de matemática Shirley Charlene entrou na sala e aplicou a prova, Shirley era o tipo de mulher que gostava de tomar chá de rosas e comer salmão cru junto com sua lagarta de estimação, e por mais que a professora não fosse tão velha os óculos de vovó e o suéter bege não ajudavam a rejuvenescer sua aparência, ela era uma boa professora, até que explicava a matéria muito bem, porém quase sempre parava sua aula para contar emocionantes histórias sobre sua lagarta oque tornava suas aulas extremamente entediantes. 

Bom o tempo passou e depois de varias formulas complicadas, de passar as respostas a caneta, olhar para os lados procurando a resposta nas paredes ou na testa de outros alunos e assinalar 3 vezes a alternativa B o trio avia acabado a prova, primeiro Heloísa, depois Enrico e por ultimo Lívia. O trio estava em um dos pátios da escola que ficava de frente para a rua já que iriam embora depois da prova pois a coordenadora havia avisado que quem quisesse ir embora depois da prova poderia ir sem problemas, até que :

''EI, vocês três! '' disse uma voz rouca e seca.

Os três amigos que conversavam sobre a prova olharam assustados para a fonte da tal voz e logo perceberam que a voz pertencia a uma das funcionarias da escola, Rute Maria de Neusa, ou mais conhecida entre os alunos como Tia Rute, de longe ela era a mais chata e mandona tia da escola.

'' Vocês sabem muito bem que não podem pisar na grama! Saiam daí! ''

''Claro tia '' respondeu Enrico sendo claramente irônico. Porem como não tinham muitas opções acabaram indo para uma área do patio onde o chão era concreto e não grama. O patio tinha uma área coberta com um teto de vidro sustentada por duas vigas de ferro, e sobre o teto de vidro avia uma placa com o nome da escola, Escola Parassintética Preparatória, e ao  lado das vigas havia duas lixeiras e quatro bancos de concreto e em um dos bancos Enrico, Lívia e Heloísa estavam sentados continuando o assunto que conversavam antes de serrem interrompidos.

''Tá, do que a gente tava falando mesmo ?'' Disse Heloísa.

''Do exercício 5 eu acho, quanto deu a conta de vocês ?''  Respondeu Enrico.

''O meu deu 150. '' disse Lívia respondendo a pergunta do amigo.

''O meu também. '' retrucou Enrico.

''Vish, o meu deu 2000 hahaha '' Disse Heloísa num tom cômico e ao mesmo tempo um pouco preocupada por sua resposta não estar igual a de seus melhores amigos porém ela ainda tinha esperança de talvez ter acertado.

''A Helo você pode ter acertado, entre nós você é melhor em matemática e eu copiei do Enrico então ainda pode estar errado'' Disse Lívia.

''É verdade, eu nem sabia oque eu tava fazendo nesse exercício. '' complementou Enrico. 

''Obrigado gente. '' disse Helo agradecendo os amigos.

''O gente vocês podem ir na minha casa hoje ou amanhã ? Preciso de ajuda na matéria de história. '' disse Lívia deixando o assunto da questão 5 para trás.

''Eu posso amanhã. '' Respondeu Enrico. '' Vou ver se da tempo de fazer um resumo da revolução de 1830. ''

''Obrigada Enrico, nem sei oque eu faria sem você e seus resumos. '' Agradeceu Lívia e nesse momento ela lembrou um dos motivos por que Enrico era seu melhor amigo, ele sempre estava la para ajudá-la, ele estava la quando seu cachorro Tchê morreu, ele estava la quando Lívia quase repetiu no 7 ano e estava la quando ela forçou ele a assistir Titanic e Amigas para sempre uma vez que Heloísa tinha viajado pra Varpa.

'' Eu iria mas eu tenho aula de piano '' disse Heloísa quebrando os pensamentos de sua amiga.

Devo avisar vocês leitores que é nesse momento em que a história passa de ser uma história sobre 3 amigos que vão mal em uma prova de matemática e se torna algo mais fora do comum. Nesse momento Enrico iria dizer algo sobre a questão número 6 da prova, porém assim como foi interrompido pelo sinal da escola minutos antes da prova ele foi interrompido pela imagem de algo caindo do céu e deixando um rastro branco por onde passava como uma estrela cadente passando pelo horizonte, e não só ele viu, mas também suas duas melhores amigas Lívia e Heloísa, e os três também perceberam que seja la oque era aquilo teria caído em uma área da escola que ficava atrás da quadra do colégio, e nessa área ficava o parquinho e a horta das crianças mais novas que também estudavam na Escola Parassintética Preparatória, então os três se entreolharam e como se tivessem lido a mente um do outro os três seguiram para tal área e lá notaram que havia uma pequena cratera entre o escorregador e alguns alfaces que algumas criancinhas que fedem a cachorro molhado haviam plantado, nessa cratera havia uma cápsula cinza mais ou menos do tamanho de um melão feita aparentemente de algo parecido com o metal e nela havia um botão. Lívia ao ver a cápsula e ver o botão quase sem pensar se aproximou do objeto enquanto seus amigos observavam a ação da amiga com olhares curiosos, como Lívia tinha uma curiosidade maior que a comum acabou apertando o tal botão e nisso a tal cápsula se abriu revelando em seu interior três suportes, e em cada suporte havia uma espécie de pingente, cada um com aproximadamente 2,5 centímetros, cada um de uma cor, um vermelho, outro amarelo e por último um azul, a característica em comum era um símbolo que parecia com um nariz de porco, sim por mais que fosse estranho o símbolo era um nariz de porco, um circulo achatado com dois pontos dentro, e junto a esses três pingente um pedaço de uma espécie de papel com algo escrito, porém antes que um dos três amigos pudessem ler o que estava escrito no tipo papel foram interrompidos por uma certa voz rouca e seca.

''EI, vocês três! '' E sim se vocês imaginam que essa voz pertença a Rute Maria de Neusa, ou simplesmente tia Rute posso dizer que vocês estão completamente corretos. 


15 de Octubre de 2018 a las 04:12 0 Reporte Insertar 0
Continuará… Nuevo capítulo Todos los domingos.

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~