.tteonajimayo Seguir historia

nguyen Jinro '

Hoseok se via devastado com a falta de Jimin, mesmo que fosse sua culpa, o Park ter partido. ❛ jihope ~ broken!au ~ play!my❜


Fanfiction Bandas/Cantantes No para niños menores de 13.

#sad #bts #jhope #jimin #jihope #broken #playmy #blockb
Cuento corto
0
4642 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

;estação de ônibus

[Hoseok]

“Não estou confiante.

Será que eu poderei,
Apagar você?”

A verdade, era que eu me sentia um grande idiota.

Melancólico, passei as mãos pelo rosto, tentando repudiar as lágrimas que inundavam minha face, enquanto fingia não saber o porquê.

E, apesar de saber, insisti em não querer me lembrar você.

Não está sendo fácil me esquecer, me desapegar, nem lidar com a falta que ti me faz. Eu deveria apenas limpar tudo do meu consciente, porém, eu consegui entender. Não poderia te deletar como fazia antigamente.

Era fácil ignorar.

“Cada palavra que disse,
Me afastou e machuquei você
E fingi que nada estava errado.

Eu escutava seus gritos, os berros do outro lado da porta, mas os fones de ouvido conseguiam abafar sua doce voz, que eu relutava tanto em ouvir. E, mesmo que eu estivesse ocupado, não custava ter lhe acariciado com os braços, e ter lhe escutado.

Sinto tanta a sua falta, Jimin-ah.

E sinto ainda mais, por estar arrependido pelas maneiras más as quais te tratei.

Você merecia mais, e agora vejo, que também não seria capaz de lhe proporcionar todo o universo a qual você é merecedor.

Mas ainda sim, eu não quero deixar que você se vá.

“A cada suspiro que soltei, eu ouvi seu nome
Eu tento apressar minhas lágrimas, mas esse término é tão lento...
Desejar sua felicidade sem mim me deixa tão triste”

Jimin-ah, faz pouco tempo, mas eu já me sinto mal sem ter você.

Eu fui rude, eu fui grosseiro, eu te deixei escapar das minhas mãos, eu te permiti ir, quando eu poderia ter te segurado, ter te amado muito mais.

Jimin-ah, eu sou um idiota.

Consegui estragar sua vida, com apenas promessas falsas de que te amaria. Mas era a minha intenção fazê-lo, contudo, fora tarde demais quando percebi que você já estava tão longe de mim...

Ainda não consegui jogar o seu bilhete de adeus, fora.

“Quando penso nos tempos
Que eu costumava te abraçar apertado e sussurrar.”

Quando eu passei a te ler com os olhos, eu não consegui ver toda a dor que se acumulava entre tuas linhas. E eu sinto tanto, por não ter te relido até entender o que é que você tinha a me dizer.

Como eu pude te deixar sufocar?

Eu te amo Jimin-ah, e apesar de você já não me escutar, eu não consigo lidar com todo esse meu sofrer, sem você.

“Eu pensei que as borboletas estavam escondidas em algum lugar
Eu pensei que minhas emoções ficaram aborrecidas...”

Sinto-me em um corredor de frases que eu não terei mais a oportunidade de dizer. A cada nova porta que eu abro, a cada imagem sua que eu vejo sorrindo, a cada sentimento que eu poderia ter lhe dito...

Jimin-ah, eu me odeio tanto.

Mas por favor, não me odeie também!

Não fora intenção lhe roubar o sonho de estudar, nem o motivo de te ver chorar. Eu queria o seu bem, mesmo que já não o estivesse fazendo há tempos.

“Do jeito que você expressou
Pensei que era demais
Mas agora sinto falta disso.”

Eu não queria te ver voltar para lá.

Eu não queria ter de encarar que o motivo da sua desgraça, fora eu.

Eu não queria ter de conviver com esse mal, que me assola todos os dias, me lembrando o quão imbecil eu estava sendo.

E não importa, o quanto eu me machuque com esses nossos momentos, eles não parecem serem o suficiente para me fazer sofrer. Não interessa quantas lágrimas eu derramar, não importa quanta dor eu sentir, não serei capaz de me perdoar.

Mas por favor, pequeno, me perdoe.

“Mas quando eu olho para trás
Foi um mal-entendido.”

A maior das minhas graças, fora ter te liberado, lhe dado de volta as asas para voar, mas para mim, essa foi a minha maior desgraça.

E agora, eu estou olhando para aquela estação de ônibus, a qual você havia chegado há tempos atrás, com um sorriso no rosto, uma vida para viver, e a mala em mãos.

E ainda é na mesma estação, pela qual você me deixou.

Jimin-ah, por favor, me ouça soluçar...

Não se vá, eh, oh.

Não se vá.

[...]


23 de Julio de 2018 a las 21:56 0 Reporte Insertar 1
Fin

Conoce al autor

Jinro ' .life is colorful.

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~