Somente meu escravo, Park! Seguir historia

nochuen nochuen

Park Jimin é um ômega hibrido de gato, que tem 17 anos e tem como donos a família Jeon, o mesmo foi arrancado de sua mãe e de seu pai, que foram levados e tirados de si na sua frente. A família Jeon é a mais rica de Seul pelo simples fato do Sr.Jeon ser o empresário mais famoso, o mesmo tem um filho de 19 anos que mais futuramente sera seu sucessor, Jeon Jungkook. Jeon Jungkook cresceu sendo incentivado a odiar os ABO e a principalmente odiar seu escravo, coisa que seus amigos não incentivam e odeiam que isso seja feito, mas as coisas podem mudar, quando a abolição for pedida.



Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 18.

#bts #jikook #kookmin #abo
17
5744 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Todos los domingos
tiempo de lectura
AA Compartir

Eu realmente não entendo Jeon Jungkook.


Eu e Omma estávamos preparando biscoitinhos para quando Appa chegasse, Jimin estava feliz, fazer biscoitinhos com a Omma é tão divertido!


Colocamos os biscoitinhos na mesa, quando o Appa chega, ele não parecia muito feliz.


— Soo! Corra e leve Jimin! Eles estão vindo! Nos descobriram! — Appa gritou entrando na cozinha com um semblante desesperado.


— Omma o que...— Minha Omma me pega no colo, já chorando, e vai me carregando ate a porta dos fundos.


Jimin escutou um barulho forte, instantaneamente Jimin colocou as mãos em seus ouvidinhos, doía, os ouvidinhos do Jimin são muito sensíveis.


Minha omma abriu a porta, então Jimin só viu dois homens que seguraram a Omma e tiraram Jimin dos braços dela, que foi segurada por mais dois homens igual ao appa, que tentava fugir.


— Solta ele! Por favor, o deixe em paz! Por favor...— Omma chorava igual appa, que tentava sair do braços dos homens maus.


— Fique calma, ele terá seu fim, aberração!


— Jimin!! — A Omma de Jimin grita, e Jimin começa a chorar tentando ir ate a Omma.


— Omma! Appa!! — Jimin grita sendo carregado ate um carro, onde Jimin foi preso.


[...]


Acordo em um pulo com o despertador tocando, sonhei novamente com isso, quando fui separado de minha Omma, queria tanto vê-la, sinto sua falta, mesmo que isso já faz dez anos, tenho certeza que ela ainda esta por ai.


Saio de meus pensamentos, tinha que acordar, estava frio, mas aberrações como eu — como todos se referem a mim — tem que acordar cedo e fazer os trabalhos domésticos.


Me levantei, estava realmente muito frio, dormir em um porão no inverno realmente não é muito agradável, ainda mais quando nem cobertas você tem direito, mas já estou "acostumado", digamos assim, afinal já fazem onze anos que durmo aqui. Mas o frio ainda é um problema, sou um ômega e por ser dessa classe o frio me afeta mais que o normal.


Vou ate o pequeno e destruído banheiro que havia ali e faço as minhas higienes de sempre, posso ser um escravo, mas sempre me disseram para ficar bem arrumado para não denegrir a imagem do meu dono.


Agora você vai me falar: "Você parece tão bem, parece que esta acostumado com tudo, que é realmente um escravo que abaixa a cabeça para todos", bom, realmente estou acostumado, mas ainda quero minha liberdade, quero conhecer alguém, quero viver. Se eu me revoltasse, provavelmente morreria, seria na hora, ou uma morte lenta e dolorosa, não quero me arriscar.


Subi as escadas e comecei a fazer o café da manhã, como sempre faço, mas logo minhas orelhas de gato se levantam ao perceber outra pessoa ali, minha calda começou a se movimentar inquieta, eu sabia bem quem estava ali, aquele cheiro era muito bem conhecido por mim.


— Olha só...já esta preparando o café? — Engulo seco assentindo sem olhar para ele, e sinto o mesmo se aproximar e me puxar com brutalidade pelo braço, fazendo-me o encarar e o olhar assustado. — Olhe para mim quando eu estiver falando com você, aberração! — Esbraveja segurando em meu queixo, me fazendo encarar aquelas orbes negras, sinto meus olhos marejarem, Jungkook nem sempre fora assim, ele gostava de mim, eu acho..


[Flashback on]


— Vem Jimin! — O pequeno garoto me chama, fico acanhado, Jimin não pode se relacionar com ele, já fui avisado pelo meu dono.


— Kookie...Jimin não pode...Jimin não quer apanhar de novo. — Jimin diz com os olhinhos marejados, Jimin quer ir com Kookie, mas tem medo.


— Vamos Minnie, ele não vai te fazer mal! Eu não vou deixar ! — Vem ate Jimin e segura em seu ombro sorrindo. — Eu prometo! — Sorri e então cedi as manhas de Kookie, vamos ate o parquinho no grande quintal de sua mansão e nos deitamos na grama esverdeada, começando a olhar o céu.


— Kookie. — Chamo o garoto que se vira para me encarar. — Você acha q-que o Jimin é uma na aberração? — Pergunto e ele dá um pequeno sorriso para Jimin levando suas mãos ate suas bochechas e fazendo leves carinhos.


— É claro que não! Eu te amo, Jiminie! — Confessa Kookie, fazendo Jimin corar por tal "confissão".


— Kookie ama Jimin? — Pergunto e Kookie assente. — Jimin também ama o Kookie! — Kookie dá uma risadinha e se aproxima beijando Jimin.


[Flashback off]


Eu sei que é "errado" ama-lo, ate porque eramos crianças e depois desse dia nos afastamos, pelo simples fato de Jeon ter se mudado, por alguns anos, para algum lugar desconhecido por mim. Jungkook depois que voltou daquela "viagem", começou a me olhar com desprezo e nojo, e isso me magoou, me mágoa ate hoje, eu realmente o amo, idiota, né? Também acho, mas o amor nem sempre é correspondido ou certo.

Sou acordado de meus devaneios ao ser chacoalhado pelo rapaz a minha frente, minha


— No que tanto pensa? — Pergunta irônico me soltando, consequentemente me empurrando ao mesmo, fazendo minhas costas se chocarem com o balcão frio atrás de mim. — Pare de pensar e faça o que tenha de fazer, ou já sabe o que acontece! — Engulo seco, apanhar não é uma coisa agradável.


Apanho se eu desobedecer alguém da família, e não é pouco, podem ter certeza.


Jungkook sai da cozinha e eu suspiro, aonde foi parar aquele garoto que apoiava a minha raça? Aquele doce garoto?

Ignoro tais pensamentos, isto já me causou muitas noite mal dormidas, odiava ama-lo tanto! Mas estou disposto a mudar tudo isso, não quero e não vou mais sentir nada por Jeon Jungkook!


[...]


Jungkook já havia ido para a sua faculdade, que eu saiba de administração, enquanto Sr.Jeon e Sra.Jeon foram para empresa, eu finalmente estava sozinho.


É tão bom ficar sozinho sem ninguém mandando ou ameaçando você, é relaxante.


Imagino se eu tivesse uma casa, faculdade, e etc...as vezes queria somente ter nascido um humano normal, mas não me culpo por isso, me orgulho de quem sou acima de tudo o que acontece.


Eu limpava a casa com um pequeno rádio ligado, escutava as notícias por ele, já que não tinha permissão de usar a grande e exagerada televisão, mas aquilo já era bastante para me entreter. Eu estava varrendo, ate ouvir uma coisa interessante, então paro e fico com minhas orelhinhas negras atentas no rádio para escutar melhor, parecia estar falando de política. Não que política me interessasse, mas queria ficar por dentro de tudo o que acontecia.


Ouvintes, acabo de receber uma notícia em primeira mão, Min Chan-mae foi eleito a novo presidente da Coreia!


Abro um sorriso involuntário, não conhecia esse Min Chan-mae, mas parecia que iria trazer coisas boas para o país, digamos que é uma intuição.


Estamos aqui com ele, quer dizer alguma coisa Sr.Min?


— Uhum é claro, bom, queria deixar avisado, a escravidão da raça ABO será abolida, não quero conflitos quanto a isso e tenho certeza que eles não machucariam ninguém, então acabarei com isso de uma vez por todas! Então se preparem, porque o tráfico e a posse será proibido! Uma boa tarde a todos.


Arregalo os olhos, isso seria possível? Isso realmente é verdade? P-Poderei ser livre? Essa com certeza foi uma notícia em primeira mão inesperada, minha autoestima ate subiu!


Sorri largo, logo continuando o que eu fazia, não podia deixar tudo ali por fazer, eu com certeza apanharia.


Assim que terminei tudo o que eu tinha de fazer, me permiti sentar no sofá, eu estava feliz, muito feliz, é claro que isso não sera do dia para noite, tenho plena consciência desse fato ou talvez isso nem aconteça, mas prefiro ser positivo.


Para você deve estar sendo rápido demais, mas é porque você não sabe o que é ficar quase onze anos sendo um escravo e apanhando por não fazer suas tarefas direito, ficar com marcas roxas pelo corpo inteiro, quase morrer. O que fazem conosco não é bem amigável como puderam perceber.


Saio de meus devaneios, pelas minhas orelhas se posicionarem para trás escutando logo a porta da frente se abrir brutalmente e revelar um Jungkook visivelmente irritado, que jogou sua bolsa com força no chão, me assustando e fazendo-me levantar rapidamente, o que deve ter acontecido? Bom eu não tenho a coragem de perguntar, somente estava ali parado observando tudo, pelo que parece ele maú sentiu minha presença, tentei ate sair devagarinho para outro cômodo, mas...


— Jimin! — Paro ao escutar sua voz autoritária me chamando, engulo seco e me viro lentamente, não sabia o que esperar, dele poderia esperar o pior. — Venha ate aqui! — Manda e eu vou ate ele meio receoso, não poderia desobedece-lo, sabia o que iria acontecer se o fizesse.


— Fale, Sr.Jeon — Digo olhando para meus pés, estava com medo, medo de quem eu amo e me trata pior que lixo, parece que estou com sérios problemas quanto a isso.


— Não quero que saía mais de casa a partir de agora, para mais nada. — Fala e eu elevo meu olhar rapidamente, óbvio que eu não saía toda hora, mas as vezes que saía era para fazer as tarefas, como compras, mas sempre com um rastreador igualzinho a um animal.
Mas isso já era demais, tinha que tomar algum ar, não posso ficar assim, em cativeiro, poder ate posso, já que quem manda é ele.


— Mas Sr.Jeon eu...- Tento me pronunciar quanto a isso, mas sou impedido pelo rapaz a minha frente.


— Sem mas!! — Grita irritado. — Quero que obedeça, me entendeu? Se eu souber que saiu, ira ter consequências, Park! — Assinto, minhas orelhas se abaixaram e minha cauda ficou entre minhas pernas, meus olhos ficaram marejados, Jungkook ate parecia um alfa de minha raça, aquela sua voz irritada me incomodava.


Sentia-me algo, uma coisa, mas era o que eu era aos olhos de Jungkook, um simples objeto descartável. O brilho no olhar de Jungkook sumiu de uns anos para cá, não só o brilho em seu olhar, mas a forma de ver o mundo.


— E outra coisa, meu appa e minha Omma irão se mudar para Busan, por conta do trabalho, então ficaremos somente eu e você, quero que siga minhas regras. — Continuou com seu tom autoritário, parecia mais calmo, assinto, não vai ser uma coisa muito agradável, e sei que ele pretende me torturar das piores maneiras possíveis me tratar como seu brinquedo.


Quantas vezes já não vi Jungkook trazendo várias mulheres e transando com elas, parecia que fazia de propósito, queria que ouvisse elas gemerem seu nome, ele quer me ver sofrer porque sabe que eu o amo, que eu alimentei uma ilusão, uma coisa que nunca ira acontecer, eu sinto ódio dele, mas ao mesmo tempo o amo, é tão confuso e tão....idiota.


— Agora desça, quero ficar sozinho. — Ele se senta no sofá, assinto fazendo o que ele manda, serão longos meses, dias ou anos convivendo com ele.


Mas a única coisa que quero é que isso acabe e eu possa ser livre, e a única coisa que quero entender é...Porque você é assim, Jungkook?


Porque quer me ver sofrer? Porque sou seu escravo? Ou porque sente prazer de me ver sofrer? Eu realmente não te entendo! Porque você é tão misterioso quanto ao que sente?


Continua?? 

16 de Julio de 2018 a las 00:37 4 Reporte Insertar 5
Continuará… Nuevo capítulo Todos los domingos.

Conoce al autor

nochuen ɪ ᥣᴏᥳᥱ ꒰ჩi꧑꒱ ᥳᥱrƴ ꧑ᥙᥴჩ ᥲɳɗ ɪ wiᥣᥣ ƥrᴏ∤ᥱᥴ∤ ჩi꧑ ₍🎡₎ 내 사랑﹏˚.༄⁩ ᥱupჩoria.mp3 ♯˗

Comenta algo

Publica!
Namjoonie 🌻💜 Namjoonie 🌻💜
Moça manda o link dessa fanfic no Spirit por favor
Park Ninna Park Ninna
muito bom continua
3 de Agosto de 2018 a las 16:17
Hanna Misker Hanna Misker
Oi, amei. Criei uma conta agora mesmo apenas para poder acompanhar sua história.. Você poderia postar no social spirit? É mais fácil 💛
17 de Julio de 2018 a las 20:16

  • nochuen nochuen
    Oii, anjo! Ela já está no Spirit, meu perfil é "Nochu_Luna", pode conferir essas e mais histórias minhas lá! Muito obrigado por comentar aqui<3 17 de Julio de 2018 a las 20:21
~

Historias relacionadas