Eu vou te amar o ano inteiro Seguir historia

honeyosam honeyosam x

E todo ano era assim, Byun fazia suas malas e se despedia de um Jongdae que, nos primeiros anos, ficava pra lá de puto com a situação — mas Baek o havia avisado desde o dia em que trocaram anéis de compromisso. BaekChen | BaekSoo | Comédia | Relacionamento Aberto | XiuChen


Fanfiction Bandas/Cantantes No para niños menores de 13.

#minseok #jongdae #d-o #kyungsoo #baekhyun #xiuchen #Relacionamento-Aberto #Kim-Minseok #Kim-Jongdae #Drabble-De-Carnaval #do-kyungsoo #chenbaek #byun-baekhyun #baeksoo #baekchen
6
4842 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Todos los sábados
tiempo de lectura
AA Compartir

... menos fevereiro

  E todo ano era assim, Byun fazia suas malas e se despedia de um Jongdae que, nos primeiros anos, ficava pra lá de puto com a situação — mas Baek o havia avisado desde o dia em que trocaram anéis de compromisso. Afinal, onde já se viu sumir assim e só voltar depois de uma semana? E pior! Completamente bêbado, destruído e com cara de quem dormiu na farra?

 Pois é, Baekhyun bem que disse “Irei te amar o ano inteiro, menos fevereiro, porque meu carnaval é de lei e ai de quem tentar me impedir!”. E o pobre Kim sabia que não adiantava, aquele ali não mudava nem com reza braba. A primeira conversa que tiveram sobre isso não foi nem um pouco acalorada — na verdade, saiu bem mais amena do que o mais velho imaginava.

 — Hm... amor, precisamos conversar uma coisinha. — Byun começou. Ele e “ChennieChennie” eram amigos de longa data muito antes de namorarem e sabiam bem das peculiaridades um do outro.

   — Fala, querido — Respondeu sem sequer desviar os olhos de seu programa favorito que ali passava.

  — O carnaval tá chegando e você sabe que eu amo o carnaval, certo? — “Hm” foi a maior reação que o garoto recebeu de seu dongsaeng — Então... o que você acha de me liberar em fevereiro? Só uma semaninha, eu juro. E você também está livre, sabe? Eu não vo-

 — Tudo bem, amor. Era isso? — Byun foi cortado e encarou seu namorado, confuso e atônito. Ele realmente havia cedido tão facilmente? Algo de errado não está certo...

 — T-tem certeza? T-t-tipo, não vai ficar com raiva nem nada?

 — Claro que tenho, Baekkie. Você é carnavalesco inveterado, acha que eu não sei? Você ia mesmo se eu não deixasse. — Dae ri, finalmente dirigindo sua total atenção ao seu hyung. — Fora que eu não vejo mal algum em abrir o relacionamento só por uma semaninha, afinal, eu também estou livre, certo?

 “Que mal tem”, foi o que o mais novo pensou, e nunca havia ganhado sorriso tão largo e verdadeiro quanto aquele que surgiu nos lábios de seu namorado farreiro que o abraçou forte e beijou seu rosto várias vezes seguidas, repetindo um “eu te amo” atrapalhado.

 — Ai, tá bom, chega, Byun! Deixa eu assistir!

 Baekhyun nunca pensou que seria tão fácil assim. Mas não foi. No mês seguinte, ele viu a cara mais irritada de sua vida enquanto fazia as malas para passar uma semana na gandaia e sem dever satisfações a ninguém. Chen estava PUTO!, com letras maiúsculas e exclamação mesmo.

 — Byun Baekhyun, eu não acredito que você vai me largar aqui sozinho por uma semana pra farrear por aí! Eu te odeio, sabia? — Os braços cruzados e a cara emburrada demonstravam o estado de espírito do mais novo.

 — Mas amooor, você disse que tava tudo bem. Você também tá liberado, lembra? Eu nem vou ficar com raiva se você der uns pegas no maldito do Minseok que é “super seu amiguinho”, mas que dá em cima de você na cara dura que eu sei.

 — E AINDA INSINUA QUE EU TENHO ALGO COM O MEU MELHOR AMIGO? VOCÊ REALMENTE DISSE ISSO, BYUN BAEKHYUN? NÃO TEM AMOR À VIDA?

 — Calma, meu amor! Eu não disse isso! Disse que o seu amigo parece gostar de você e que não me importo se vocês, eventualmente, se pegarem no carnaval, afinal, é festa.

 E Dae, que não era bobo nem nada, logo entendeu que seu exemplar namorado pretendia passar o rodo no carnaval.

 — Baekhyun... aish, você não tem jeito mesmo, não é?

 — Relaxa, meu amor. Eu amo você. Eu vou voltar, não se preocupa. Divirta-se, é carnaval!

 O sorriso descarado na cara do mais velho era o que acabava com o Kim e ele não pôde deixar de rir e concordar.

 — Tá, vai lá! Divirta-se você também. Ah, e nem vem me contar suas aventuras carnavalescas depois, ein? Eu não quero saber!

 E lá se foi Baekhyun pular seu carnaval, desligou o celular e não deu sinal de vida naquela semana. Ao menos, não para Jongdae. E quando Byun voltou, Kim soube, mesmo sem querer, da farra que havia sido o carnaval para o seu namorado, mas nem esquentou, pois tudo pode nessa época tão festiva.

 A exceção virou tradição. E o que no começo foi uma dor de cabeça para Chen, agora era lei entre os dois. O carnaval era sagrado e não havia nada que pudesse mudar aquilo.

 Ambos se amariam o ano inteiro... menos fevereiro.

29 de Junio de 2018 a las 03:16 0 Reporte Insertar 2
Leer el siguiente capítulo Extra – Beijos que fortalecem a amizade

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 2 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión

Historias relacionadas