Estamos teniendo algunos problemas de lentitud en nuestra web. Nos disculpamos y te agradecemos por la paciencia mientras seguimos trabajando para restablecer la velocidad.
arymura Arymura

Fic inspirada na musica "Canta per me" de Yuki Kajiura.


Cuento Todo público.

#songfic
Cuento corto
2
5.5mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Canta Per Me

Querida Geovana,


Prometi que assim que eu chegasse ao Brasil te escreveria uma carta; precisei quebrar a promessa, desculpe-me.


Estamos perdidos em uma tempestade, distante de qualquer pequena porção de terra firme, esperando o pior acontecer. Talvez, você nunca receba minha mensagem, a água salgada não perdoa nem mesmo as palavras de um apaixonado. Quando tudo chegar ao fim, só sobrará um papel borrado que se desmanchará entre os destroços da embarcação. Irreconhecível, como uma história perdida no tempo, daquelas que lemos nos romances, que acreditávamos ser somente possível na cabeça de seus escritores.


Porém, o que eu quero lhe dizer é que, mesmo atordoado com o som dos ventos, e das súplicas dos meus companheiros, mantenho-me calmo ao lembrar-me de tua voz cantando para mim. Cantando ao me ver partir; o adeus. O que era para ser breve tornou-se eterno, assim como meu amor por ti.


Espero que esteja cantando agora, calmamente, em tua casa, com a cítara tocando aquele que será meu hino de morte, facilitando minha partida em direção a luz dos raios, que parecem cair me procurando para levar-me aos céus.


Eu sonhava em morrer ao seu lado, depois de uma vida cheia de alegrias, com nossos filhos criados. Mas agora só me resta desejar que você seja feliz e que concretize tudo que sonhamos juntos, antes da minha partida.


Geovana, creio que não tenho mais tempo para escrever. O frio está congelando minhas mãos e a água já invadiu boa parte do navio. A hora do meu descanso chegou.


Não chore por mim, cante. Sempre que cantar a Canção do Adeus, eu estarei com você.


Sempre te amarei,


Mateo.



Canta per me ne addio
Cante para mim, o adeus

Quel dolce suono

Aquele doce som

De' passati giorni

De dias passados

Mi sempre rammenta

Ele sempre me lembra

La vita dell'amore

A vida de amor,

Dilette del cor mio

O amado de meu coração,

O felice, tu anima mia

Ó feliz [felicidade], você [faz] a minha alma

Canta addagio...

Cante lentamente...

Tempra la cetra e canta

Afine sua cítara e cante

Il inno di morte

O hino da morte

A noi si schiude il ciel

O céu se abre para nós

Volano al raggio

E nós voamos em direção a luz [dos raios]

La vita dell'amore

A vida de amor,

Dilette del cor mio

O amado de meu coração,

O felice, tu anima mia

Ó feliz [felicidade], você [faz] a minha alma

Canta addio...

Cante adeus...

2 de Junio de 2018 a las 16:26 2 Reporte Insertar Seguir historia
1
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
Verônica Ashcar Verônica Ashcar
Ohhh que bonito, eu adoro esse tipo de histórias de amor trágico... Mateo amou Geovana até mesmo no fim de sua vida, e Geovana nunca saberá o que aconteceu naquele dia em que Mateo morreu, que seu último pensamento era a moça... História linda e bem escrita, parabéns! ♥️
June 03, 2018, 13:51

  • Arymura Arymura
    Muito obrigada por comentar. Eu também adoro tragédias, dão um aperto no coração mas vale a pena né? bjs e obrigada por ler. June 04, 2018, 21:15
~

Más historias

MABUS MABUS
MOT MOT
Tiempo, besos, amor y hormigas. Tiempo, besos, amor ...