yoonseok_never Yoon Seok

É um dia frio, como qualquer dia chuvoso. O silêncio reina na casa. É um dia calmo e relaxante, ninguém imagina o que se passa dentro daquela casa. O frio ficou quente. Quente como uma manhã de verão.


Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 18.

#yaoi #junghoseok #minyoongi #shounen-ai #yoonseok #sope #inverno
Cuento corto
7
4.9mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

OirfEtneuq

É um dia frio, como qualquer dia chuvoso.

É um dia calmo e relaxante, ninguém imagina o que se passa dentro daquela casa.

O silêncio reina na casa.

Um momento de pura tranquilidade.

Poder descansa sem qualquer problema, mas é estranho.

Porque a casa nunca é silenciosa dessa maneira.

— Hobi? — chama o esverdeado.

E o silêncio é a unica coisa que ganha de resposta.

— Hoseok?

E novamente nada.

O baixinho dá de ombros e continua deitado no sofá com seu livro de terror.

Os minutos se passaram e cada palavra que seus olhos passavam deixava mais curioso.

O que será que aconteceria com a garotinha que resolveu entrar no porão.

— Com certeza é morte na certa. — murmura para si com um leve sorriso nos lábios.

Ao virar a página e seguir leitura até a outra, sua convicção de morte foi descartada.

— Droga?! Ela foi possuída... — reclama com um leve biquinho nos lábios por não ter acertado.

Yoongi suspirou insatisfeito por sua certeza ser uma mentira.

Estica o braço esquerdo para pegar o celular, desbloqueia a tela e toma um pequeno susto quando vê a hora.

— Já são Onze e meia?! — arregala os pequenos olhinhos surpreso. — Nossa!

Devolve o celular para a mesinha perto do sofá e pega o marcador do Batman.

Coloca na página em que estava lendo e fecha o livro.





O pequeno Min seguiu para a cozinha para fazer o almoço.

Para o almoço terá *Bibimbap para alegria de Hoseok e *Bulgogi para o Min que ama carne.

Até esse momento o barulho da grelha e panela fazia companhia para o baixinho.

O que era bem estranho ao ver dele, a essa hora já teria uma pessoinha fazendo barulho.

Muito barulho mesmo.

Bom enquanto nada faz barulho ou agitação na casa, o baixinho se dedicaria em fazer o almoço.

Depois de tudo pronto ele poderia o motivo desse silêncio todo





Almoço pronto.

Mesa arrumada para um belo almoço.

Agora o baixinho poderia descobrir o por que do silêncio.

O pequeno Min subiu os degraus calmamente.

Seguiu andando pelo corredor até o quarto do casal.

Ao adentrar encontrou um moreno todo jogado na cama.





Hoseok estava de barriga para cima e de olhos fechados.

Sem camisa e com uma calça de dormir confortável.

O edredom estava meio caído no final da cama, uma pequena parte ainda cobria a cama e a outra parte - maior.

Fazia companhia ao nosso tapete.

Os pés descalços e de vez ou outra mexia de uma maneira leve.

Um suspiro escapou de seus lábios finos e um baixo resmungo:

— Frio...





O baixinho não conseguiu não sorrir com aquele resmungo.

Se abaixou e pegou o edredom abandonado no final da cama.

Em passos leves e silenciosos, chegou perto do moreno e o cobriu calmamente.

Ouvindo um suspiro de alivio, se sentou na beirada da mesma e ficou o observando.





O Min se sentia sortudo por ter um presente como aquele na sua casa.

Na sua cama e vida.

Os fios negros levemente bagunçados pelo travesseiro negro.

Os lábios finos e rosados entreabertos deixando um leve ronco escapar.

Na opinião do baixinho parecia um ronronar de um gatinho.

Esse pensamento fez o esverdeado sorrir mais uma vez.

Levou sua mão pálida até a bochecha bronzeada e acariciou de leve,

Seus pequenos olhinhos agaram por todo o rosto do moreno adormecido.

Pele levemente fria e levemente dourada, o nariz empinado e os lábios rosados;

Lábios esses que o levavam a loucura e se derreter com um simples roçar em sua boca.

Min não aguentou só admirar, precisava senti-los novamente.

Nem que para isso fosse de leve,

A cada segundo o rosto do esverdeado se aproximava do rosto de Hoseok.

Lábios rosados a milímetros de distância um do outro,

E então estão juntos, em um leve encostar transmitindo o carinho e o amor sentido por aquele ser adormecido em sua cama.





Hoseok desperta e vê o rosto do seu pequeno a centímetros do seu rosto.

Ele não esconder o pequeno sorriso que aparece em seus lábios e que se alargar ao vê as bochechas gordinhas rubras do baixinho.

O moreno se sentia bem com os carinhos e gestos tímidos do seu Min.

Isso o acalentava de uma maneira que a vontade que o assolava era de pegar o baixinho e colocá-lo dentro de um potinho.

— Bom dia amor!

— Dia Hobi-ah.

— Eu adorei. — diz sorrindo mais ainda e puxa o Min para se deitar com ele.

Isso provoca uma sobrancelha erguida do esverdeado.

— O meu amado me acordou com um doce beijo, eu gostei — aperta o corpo quentinho do baixinho no seu que ainda esta um pouco frio.

Min esconde seu rosto na curva do pescoço do moreno envergonhado.

— E ainda me pergunta como pude me apaixonar por você.

— Para mim continua sendo um mistério...

— E como foi se apaixonar por mim?

— Foi meio engraçado! — ri baixinho arrastando a ponta do nariz no pescoço cheiroso do moreno.

— Por que? — questiona curioso e levemente arrepiado pelo toque singelo em seu pescoço.

— Porque para mim você era um louco que me confundiu com outra pessoa.

— Louco?

— Sim!

— Ora! Min Yoongi você me acha louco ou achava? — pergunta ao puxar o corpo para cima de si.

— Ainda acho.

— ... Estou chocado com o senhor. — o moreno ficava se fazendo de ofendido

— Só disse a verdade.

— Ah é mesmo?

— Sim, quem hoje em dia vai falar para um estranho que o destino nos fez se encontrar na biblioteca e por isso te convido a um encontro no parque?

— Então...— Hoseok abriu a boca e fechou varias vezes envergonhado. — Eu só estava tentando ser criativo com o meu crush!

— Ta bom então... — Yoongi deixou um leve riso escapar de seus lábios ao ver o rubor nas bochechas de Hoseok.

— Se eu sou louco, você também é sabia? — falou todo convencido de si.

— Por que? — o olhou curioso

— Porque você aceitou sair comigo. — sorriu ladino com o bico que se formou nos lábios cheinhos do baixinho.

— Nada haver?!

— Tudo haver!





Risos seriam ouvidos se mais alguém estivesse na casa.

Caricias eram trocadas;

De uma maneira tão singela e carinhosa.

O abraço recebido pelo moreno, o esquentava completamente do frio.

Olhares intensos e brilhosos.

E a chuva sendo a observadora desse momento simplório.





— O almoço já esta pronto. — murmura mexendo nos fios negros.

— Hm... e o que temos? — questiona curioso em saber qual maravilha foi feita pelas mãozinhas palidas

— Bibimbap e Bulgogi.

— Que delicia, até me deu fome.

— Vamos descer então?

— Depois...

— Mas você disse que sentia fome.

— Sim, mas de outra coisa.

Um aperto na cintura.

Um gemido abafado por lábios finos e dominadores nos lábios vermelhos e cheinhos.





Seus corpos agora são movidos apenas pelo prazer e satisfação.

Em uma dança envolvente.

Um vai e vem que os fazem querer mais, muito mais.

Intensa! Excitante!

Suas mãos deslizam pelas peles úmidas de suor.

Suspiros!

Resmungos!

Gemidos...

Tortura?

Sim, para melhorar ainda esse momento.

O ritmo desacelera.

— Implore!

O esverdeado ergue abre os olhos levemente e fita os olhos castanhos luxuriosos acima de si.

— Por favor... Seok!

Hoseok se abaixa e beija os lábios inchados e rosados.

Levando Yoongi ao êxtase de sensações misturados com um sentimento.

AMOR

— Por favor... Ah!

Aos pouco o ritmo volta ao de antes.

Rápido e leve. Lento e forte.

Uma lamuria de prazer.

Os fios esverdeados colados na esta pálida suada e entregues no travesseiro negro.

Fios negros como a noite entrelaçados em pequenos dedos pálidos.

Yoongi geme. Hoseok geme.

Hoseok achou o ponto especial.

O quarto é preenchido por sons dos dois

Pedidos, sussurros, suplicas!

UM GRITO!

E o paraíso os recebe de braços abertos e aconchegante.

Os lençóis são manchados com o líquido dos dois, como seus corpos





O frio ficou quente.

Quente como uma manhã de verão.

Continuou sendo um dia frio, mas o quente calor do corpo um do outro.

Garantiu que esse frio ficasse lá fora.

E sobre o almoço...

Ah esse se tornou o lanche da tarde dos dois.

31 de Mayo de 2018 a las 14:34 0 Reporte Insertar Seguir historia
1
Fin

Conoce al autor

Yoon Seok ❀¸。ʏᴏᴏɴsᴇᴏᴋ ʜᴀʀᴅ sʜɪᴘᴘᴇʀ¸。❀ 彡 ʏooňɢı!ɞoţţom sզuѧԀ 彡 һosєoҡ!ţop squad ♡ ¡หd¡ε кσяεคห ♡ ❖ ℓєiτσrα❀¸。{ⒻⒶⓃⓉⒶⓈⓂⒶ}❀¸。αρσsєηтα∂α ❖ ɑɱɑ ɛรcʀɛver ɳɑร ɦѳʀɑร ѵɑgɑ

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

Más historias

BURNING BURNING
Nadie elige de quien enamorarse +18 Nadie elige de quien...
Hold My Heart Hold My Heart