Marry Me? Seguir historia

jk_thbts Jk_ThBTs TaeKook

Uma noite especial para duas pessoas que se amam, Jungkook e Taehyung. Jungkook tem um pedido especial a fazer para Taehyung. O que será esse pedido especial?


Fanfiction Sólo para mayores de 18.

##Vkook #Taekook #Kooktae
Cuento corto
22
6.3mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

O pedido

Jungkook On

Hoje é uma data especial, pois hoje irei pedir o Taehyung em casamento, eu já tinha combinado com os meninos, enquanto eu, Nanjoom e Hoseok arrumamos o local do pedido, Jimin distraía o Tae​.

Já era oito horas e já estava tudo pronto, quando mandei uma mensagem para o Jimin avisando que poderia trazer o TaeTae, ele me informou que em meia hora estaria chegando.

Corri para o banheiro para poder tomar um banho e esperar ele. Pouco após meia hora escuto a porta ser destrancada e logo em seguida escuto a voz que tanto amo.

  • - Kookei, amor, está em casa? - perguntou

  • - Sim, estou aqui na cozinha - respondi já um pouco nervoso.

Quando ele chegou me olhou de cima a baixo, percebi pela sua feição que tinha acertado na minha roupa, eu usava uma calça jeans colada, na cor preta, com uma camiseta da mesma cor é por cima um blazer também preto.

  • - O que você está aprontando? - Me perguntou se aproximando.

  • - Estou somente nos proporcionando uma noite romântica - terminei de falar e dei o meu melhor sorriso.

Ele acabou com a distância entre nós e juntou nossos lábios em um simples selinho.

  • - Okay, vamos nos sentar - falei assim que nós separamos.

Ele se sentou, e depois eu me sentei na sua frente, pronto para começar a servir o jantar. Enquanto comíamos conversamos como foi o nosso dia, eu claro não contei sobre a que realmente significativa aquele jantar. Estava chegando a hora, eu comecei a ficar nervoso, quando estávamos terminando de comer eu me levantei e fui em sua direção falando.

  • - Esse jantar hoje não é simplesmente porque eu queria uma noite romântica, essa noite significa muito pra mim e espero que para você também - falei e dei um suspiro

  • - O que…- ele ia perguntar mas o cortei.

  • - Você lembra que no dia que nos conhecemos não era o melhor dia para nós dois, mas foi por causa daquelas perdas que começamos uma linda amizade é posteriormente essa avalanche de sentimentos que sentimos - suspirei e continuei a falar - o que eu quero dizer é que desde esse dia eu te amei e te amo até hoje - ele estava com os olhos marejados de lágrimas e já começando a chorar - o que eu quero dizer é que estou pronto para dar mais um passo nessa nossa jornada e quero saber se você também está? - perguntei me ajoelhando a sua frente com a tão conhecida caixinha onde estavam as alianças.

  • - O...o q- que você quer dizer? - Ele me perguntou já gaguejando

  • - O que eu quero dizer, melhor perguntar é se você, Kim Taehyung, aceita se casar comigo? - perguntei por fim. Ele ficou quieto por cerca de cinco minutos, eu já estava ficando preocupado- Amor? - chamei, e parece que ele acordou do transe que se encontrava.

  • - S-sim, claro que aceito - terminou de falar chorando ainda mais. Simplesmente um sonho.


Taehyung On

O dia estava entediante, Jimin não me deixava ir para casa, eu estava cansado queria minha cama e meu Kookei, mas ele não me deixava ir embora.

  • - Jimin deixa eu ir? - Pedi e fiz meu Aegyo mas fofo.

  • - Não adianta fazer essa carinha, você sabe que eu sou imune a ela, só o Jungkook que cai nessa - fala e eu mostro a língua pra ele - anda vamos ainda temos muitas lojas pra ver- diz me puxando pra sei lá onde.

Já fazia um tempão que estávamos andando naquele shopping, já tinha perdido a noção de quantos horas eram, quando percebo ele olhar alguma coisa no celular e sorrir parecendo um bobo. Se levantou e disse que precisava ir embora.

  • - Vamos Tae te deixo na sua casa- disse.

  • - Graças ao bom G-Dragon- falei baixo.

O caminho até em casa foi bem calmo, cheguei chamando pelo Jugkookei, uma vez que a casa estava silenciosa demais, ele me respondeu da sala de jantar e fui em sua direção. Quando o vi simplesmente esqueci como se respirava ele estava lindo, naquela roupa.

  • - O que você está aprontando? - perguntei me aproximando.

  • - Estou somente nos proporcionando uma noite romântica - terminou de falar e eu sorri em sua direção e selei nossos lábios.

Depois que nos separamos ele me chamou para sentar na mesa e assim o fiz, ele se sentou na minha frente e começou a servir o jantar, que por sinal estava muito bom, então presumi que não foi ele quem fez, mas não comentei nada, já que ele queria uma noite romântica, iríamos ter essa noite.

Quando já estávamos terminando, ele se levantou e veio na minha direção falando.

  • - Esse jantar hoje não é simplesmente porque eu queria uma noite romântica, essa noite significa muito para mim e espero que para você também - falou e deu um suspiro

  • - O que…- ia perguntar mas ele me cortou e continuou falando.

  • - Você lembra que no dia que nos conhecemos não era o melhor dia para nós dois, mas foi por causa daquelas perdas que começamos uma linda amizade e posteriormente essa avalanche de sentimentos que sentimos - ele suspirou e continuou a falar - o que eu quero dizer é que desde esse dia eu te amei e te amo até hoje- eu estava com os olhos marejados e já começando a chorar - o que eu quero dizer é que estou pronto para dar mais um passo nessa nossa jornada e quero saber se você também está? - perguntou se ajoelhando a minha frente com a tão conhecida caixinha onde estavam as alianças.

  • - O...o q- que você quer dizer? - perguntei já gaguejando

  • - O que eu quero dizer, melhor perguntar é se você, Kim Taehyung, aceita se casar comigo? Perguntou por fim. Nessa hora eu realmente parei de respirar era isso mesmo que estava ouvindo ele quer se casar comigo, meus santo G-Dragon. Acho que fique tempo demais pensando, pois só voltei a realidade com ele me chamando

- Amor? - chamou ele foi então que eu vi que ele estava esperando minha resposta.

  • - S-sim, claro que aceito- falei chorando ainda mais. Se for um sonho por favor não me acorde.

Depois que eu dei a resposta ele colocou a aliança no meu dedo e eu no dedo dele, as alianças eram lindas, eram pratas​ foscas com uma linha prateada, quase nas bordas anel, pude perceber que a minha possui um pequeno diamante no meio da linha.

Ele se aproximou de mim e selou nossos lábios, em um beijo simples, o que não durou muito, logo ele pediu passagem com a língua, o que prontamente foi atendido, assim dando passagem para que ele invadisse minha boca. Quando nossas línguas se encontraram, foi como se estivéssemos nos beijando pela primeira vez, foi mágico, o gosto de chocolate, da sobremesa que estávamos comendo, misturado com o sabor original de sua boca era simplesmente maravilhoso, nossas línguas começaram uma briga frenética por espaço e ele começou a me guiar pela casa indo em direção ao quarto, mas sem parar de me beijar. O ar começou a ficar escasso, com isso interrompemos o ósculo e Jungkook foi deslizando sua boca pelo meus pescoço, dando leves mordidas e sugando a pele, que com certeza ficaria marcas.

Ele voltou a me beijar e enfiou a mão por dentro da minha camiseta, o que acabou me arrancando suspiros, ele me colocou na cama com cuidado e se afastou para tirar sua roupa, começou pelo blazer, depois foi tirando a camiseta e por fim tirou a calça, ficando só de cueca na minha frente, e por tudo que é mais sagrado, que homem lindo. Jungkook possui um corpo que parece ter sido esculpido pelos próprios deuses, pois o corpo dele era perfeito, confesso que às vezes tenho inveja do seu corpo, pois diferente do meu ele possui músculos definidos, já eu não tenho os músculos definidos.

-Gosta do que vê? - Ele me pergunta, é só aí percebo que fiquei tempo demais o observando.

- Sim, amo - respondi ao mesmo.

Ele veio para cima de mim me beijando novamente e ao mesmo tempo tirando minha camisa, enquanto fazia uma trilha de beijos pelo meu abdômen, e com a mão livre, já que a outra estava maltratando meu mamilo, ele puxou minha calça de uma vez levando com ela minha cueca, me deixando completamente nu a sua frente e a mercê dos seus olhos famintos. Após terminar de tirar minha roupa ele voltou a me beijar intensamente. Troquei de posições ficando por cima dele, deixei seus lábios e fui deixando beijos por toda a extensão do seu pescoço, onde tratei de deixar bem marcado para mostrar que ele já tinha dono e como recompensa ele deixava escapar alguns gemidos.

Fui descendo os beijos pelo seu peitoral, barriga até chegar em seu baixo ventre onde deixei mais beijos. Fui em direção ao seu membro que ainda estava coberto pela cueca e passei minha mão por cima, vendo ele suspirar pesado. Fui com minha mão em direção ao cós da cueca e a puxei revelando seu membro, já duro. Só para provocar passei a língua da base até a glande, rodeando com a língua a fenda que já expelia o pré-gozo, repeti o processo mais duas vezes até eu ouvir ele falar.

  • - Não me provoca baby - ele disse com a voz extremamente sexy.

  • - Mas eu não estou fazendo nada - disse fazendo a minha melhor cara de inocente.

  • - Justamente, agora seja um bom menino e me chupa logo - ele disse por fim. Dei mais uma lambida no membro dele e quando cheguei na cabeça coloquei todo o seu membro na minha boca e comecei a chupar, dando o meu melhor.

  • - Isso… Deus que boca - ele dizia em meio ao gemidos, o que me incentivava a continuar com a sucção e engolir todo o seu membro, às vezes chegando até a minha garganta o que fazia ele gemer mais.

  • - Humm… - minha boca já estava começando a doer quando ele puxou meu cabelo é eu entendi o recado ele estava prestes a gozar. Jungkook me puxou pra cima e me beijou, trocando as posições e me deixando por baixo.

Ele me deu três dedos para chupar, enquanto deixa beijos molhados pelo meu corpo, começando pelo pescoço, passando pelo meu peito, e depois chegando no meu pênis. Diferente de mim ele não ficou me torturando, ele enfiou todo o meu membro de uma vez na sua boca e começou a chupar me levando ao céu. Jungkook tirou os dedos da minha boca e encaminhou para minha entrada, onde ele circulou a mesma antes de enfiar o primeiro dígito, o que não incomodou muito, enquanto ele me chupava ele enfiava e tirava o dedo, pouco tempo depois ele enfiou mais dois dedos de uma vez, o que me fez resmungar, pois doeu.

Enquanto ele enfiava os dígitos em mim, na tentativa de me preparar para o que vinha depois. Eu estava prestes a gozar quando de repente ele parou tudo o que estava fazendo e eu soltei um resmungo.

- Calma agora vem a melhor parte - disse ele, se posicionado em meio as minhas pernas e deu uma pincelada com o seu membro na minha entrada. Quando eu iria reclamar o mesmo enfiou de uma vez seu membro na minha entrada me fazendo soltar um gritinho de dor e ao mesmo tempo de prazer.

- Ahh…- soltei assim que ele colocou sem membro dentro de mim.

Ele esperou eu me acostumar com o seu membro dentro de mim e enquanto isso ele me beijava, apaixonadamente e bem mais calmo que das outras vezes, na tentativa de me fazer esquecer da dor. Depois de uns minutos parado eu me acostumei com ele, sendo assim, dei uma rebolada sinalizando que ele já poderia se mexer.

Jungkook começou com estocadas lentas e conforme os gemidos foram aumentando ele foi acelerando os movimentos e me estocando cada vez mais fundo e forte, até que ele consegui atingir minha próstata o que me fez ir a loucura.

  • - Ahh… a- acerta aí de novo - e como lhe foi pedido ele começou acertar somente naquele ponto, me levando ao céu.

Eu já estava quase chegando ao meu limite, não ia aguentar por muito tempo, ainda mais com ele massacrando minha próstata daquele jeito. Ele voltou a me beijar abafando nossos gemidos. Ele deu mais algumas estocadas em mim, quando finalmente atinge meu ápice e gozei gemendo alto.

  • - Ahhh…- com isso acabei contraindo minha entrada, fazendo assim com o que Jungkook chegasse ao seu ápice, com um gemido rouco e baixo próximo ao meu ouvido.

  • - Ahh sim… humm…- ele gemeu.

Ele se jogou do meu lado e nos viramos um de frente para o outro tentando normalizar nossa respiração, assim que consegui recuperar a fôlego deixei um beijo em seus lábios, bem mais calmo que os outros, e disse baixinho, mas o suficiente para que ele pudesse ouvir.

  • - Eu te amo - disse com uma sorriso nos lábios.

  • - Eu também te amo, meu amor- ele me disse vindo me beijar novamente. Nós separamos e ele olhou pra mim com o sorriso mais safado no rosto e disse.

  • - Pronto para o segundo round - eu ri da sua frase e lhe puxei para outro beijo.

É hoje a noite vai ser longa

16 de Marzo de 2018 a las 22:41 0 Reporte Insertar 2
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~