Amor eterno Seguir historia

lanita Lanita Naruhina

A minha vida depois da adolescência foi de mal a pior, eu me casei com um homem que me mal tratava e me batia, eu tinha uma filha pra cuidar e não tinha ninguém pra me apoiar além de uma velha amiga da adolescência. Eu trabalhava na minha empresa "Hyuuga's electronic", eu estava na minha sala esperando o próximo candidato a vaga de emprego para ser meu assistente. Ele bate na porta e então eu vejo, eu vejo novamente o dono daqueles lindos pares olhos tão azuis quanto safiras e tão profundos quanto o oceano. Eu pensei que aquele amor que eu sentia por ele avia acabado depois que eu me casei com o Toneri mais me enganei, até hoje eu o amo. Talvez o amor que eu sentisse por ele não fosse passageiro nem no passado e nem hoje, talvez fosse eterno.


Fanfiction Sólo para mayores de 18.

#Relacionamento abusivo #Morte #Filha #Estupro #Tragédia #Drama #Romance #Amor #Hinata #Hinanaru #Naruhina #Naruto
9
7349 VISITAS
En progreso
tiempo de lectura
AA Compartir

Eu o perdi...

Amor eterno

Cap 1_ Eu o perdi...

Eu acabava de acorda com alguns raios de sol batendo em meu rosto. Abro meus olhos meio contrariada e olho a minha cortina que estava meio aberta, eu bufei irritada.

Eu queria dormi mais, mas depois de abrir os meus olhos eu só iria consegui dormi a noite, eu odeio isso. Eu raramente consigo dormi de dia.

Fui ate a janela e abrir a cortina completamente, ali eu vi um dia lindo. O sol estava radiante, o céu com nuvens pequenas e já tinha pessoas andando pela praia que era onde eu morava perto. Suspirei cansada, sentia inveja dessas pessoas quê conseguiam acorda cedo e ainda dar uma corridinha logo de manhã cedo, eu odeio acorda cedo pra mim é uma das piores coisas. Eu ajeitei minha postura quê estava corcunda e tentei me animar ao máximo, hoje eu com todo o colégio teríamos uma grande festa de final de ano em uma balada bem famosa e lá estaria ele. O meu amor de infância: Naruto Uzumaki Namikaze.

Ate hoje quando eu me lembro do pedido de namoro dele eu me encanto, foi tudo tão lindo. Eu namoro ele desde dos meus quinze anos, eu quase que desmaie quando ele fez o pedido. Teve flores, em um lugar romântico e eu tive o meu primeiro beijo, resumindo: Foi simplesmente perfeito!

A nossa primeira vez, eu agradeci tanto a Deus por ter colocado o Naruto na minha vida. Ele é um garoto muito divertido, carinhoso e muito romântico. Um namorado ótimo, não vou dizer que é perfeito pois todos tem os seus defeitos, inclusive ele, mas é um ótimo namorado.

Eu dei um suspiro apaixonado com aqueles pensamentos, mas resolvi ir resolvi tomar um banho gelado pra ver se assim eu acordava 100%.

Tirei todo o meu pijama, liguei o chuveiro e me joguei embaixo do mesmo, eu dei um pequeno gritinho pela água que estava bem gelada. Não demorei muito ali e vesti uma vestidinho bem simples e iria vestir ele ate de noite que a Tenten chegasse, ela é minha amiga desde dos meus quinze anos.

Eu desci as escadas e fui pra sala de jantar, eu me surpreendi quando eu vi o meu ali. Ele sempre trabalhava bastante e nunca tinha tempo pra ficar em casa, quando a Hanabi desceu as escadas ouvindo música e dançando que abriu os olhos e viu o meu pai ela sorriu pra ele.

_Bom dia papai! - disse ainda dançando, aquela dancinha dela era ridícula.

_Bom dia meus amores. - disse meu pai com o olhar vidrado no tablet.

Meu pai era um homem muito trabalhador, mas bem gentil. Um bom homem e um bom pai.

Nos sentamos na mesa e o café da manhã foi divertido como todos os outros.

Terminei o café bem rápido. Cheguei no quarto e me joguei na cama, hoje era um dia de festa, era o fim do ano e a última vez que veria todo mundo da sala e eu estava um pouco triste, era a última vez que eu iria ver todos da sala.

Fui para o computador, fui mexer no facebook e meio que de imediato eu recebi uma mensagem do Naruto.

Naruto Uzumaki: Oi, tudo bem Hina?

Hina Hyuuga: Oi Naruto, tudo ótimo comigo, mas por que me chamou? Você nunca me chama pra conversa no Facebook ou no Whatsapp pra jogar assunto fora.

Naruto Uzumaki: Você realmente me conhece bem.

Hina Hyuuga: Me fala, o quê você quer conversa? Estou com toda minha atenção nessa conversa.

Naruto Uzumaki: Eu te chamei, mas ainda sim é um motivo bobo.

Hina Hyuuga: Namorados e amigos são pra isso. Ouvi o que em a dizer não importa o quão idiota o assunto seja.

Naruto Uzumaki: Tá bom, tá bom. Dei sorte de conseguir uma namorada quê prefere ouvir do que falar, porque eu já falo demais, se eu tivesse uma namorada faladeira que nem eu não sei iria da muito certo.

Hina Hyuuga: Eu concordo, kkkkkk. Mas, me fala o motivo de ter vindo me chamar, eu estou curiosa.

Naruto Uzumaki: Eu estou com um mal pressentimento sobre essa festa alguma coisa me diz quê vai acontecer algo de ruim com você. Viu? Bobagem, nada demais.

Hina Hyuuga: Naruto eu também já tive maus pressentimentos e você mesmo assim me ouviu, namorados são pra isso já disse. Eu não me importo em ouvir você ou der ler suas mensagens e nada vai acontecer comigo Naruto, eu sou cuidadosa.

Naruto Uzumaki: Obrigado Hina, você com certeza é a melhor namorada quê qualquer homem iria querer. Vou tentar afastar essas coisas da minha mente, deve ser coisa minha.

Hina Hyuuga: De nada Naruto, espero que vá a festa. Adoraria te ver lá.

Naruto Uzumaki: Acho que eu vou, não se preocupe.

Hina Hyuuga: Ótimo, ate de noite.

Naruto Uzumaki: Ate de noite, Hina. Beijos.

Naruto Uzumaki esta offline

Hina Hyuuga esta offline

Sai do Facebook agora me sentindo meio preocupada, o Naruto já teve esse mau pressentimento no ano passado com os pais, a mão ficou paraplégica e o pai morreu. Ele chorou tanto naquele dia, eu mal o reconheci, ele estava tão mal e desanimado, ficou daquele jeito por dois meses.

Eu espero que dessa vez seja só uma coisa boba mesmo porque agora eu estou preocupada, não comigo e sim com o Naruto. Se algo acontecer comigo eu sei quê ele vai se culpar, igual como se culpou quando aquilo aconteceu com os seus pais.

Eu resolvi fazer igual ao Naruto. Tirar aqueles pensamentos da minha cabeça. Devia ser só algo bobo, eu não iria ficar em casa na última festa da escola, a Tenten teve tanto trabalho pra me convencer a ir. Eu iria distrair a minha mente ate a hora da festa, talvez mexer no computador ajude a me animar um pouco.

As dez horas a Tenten chegou aqui pra se arrumar na minha casa e pra me arrumar, ela me achava meio cafona e queria ter certeza que eu não iria usar nenhum dos meus vestidos de "vovó".

_ Oi Hina, cheguei pra te tirar desse mundinho de vovó e te colocar em um mundo adolescente.

A Tenten usava as clássicas roupas em tons de pretos e cinzas. Usava uma blusa transparente preta que deixava aparecer o sutiã da mesma cor, usava uma calça jeans rasgada em vários lugares e usava uma bota coturno preta. Ela usava um piercing no nariz, uma clássica rebelde, mas ela tinha motivos. O padrasto dela a estuprava e a mãe dela sabia de tudo e deixava, hoje felizmente ela mora com a tia e é feliz, mas ela nunca mais voltou a ser aquela Tenten alegre que ela dizia ser pena que só a conheci depois de tudo quê já avia acontecido, queria ter a apoiado e a ajudado naquele momento mais eu gosto dessa Tenten que eu conheci na escola com quinze anos.

Eu vi o meu pai descendo as escadas e eu logo vi um pequeno sorriso em seu rosto.

_ Oi Tenten.

_ Eu só vim arrumar ela pra festa vovô.

Meu pai riu. Ele não disse nada, somente foi ate a cozinha.

_ Tá. Vamos logo subir, sei que vou demorar para te convencer a escolher uma das minhas roupas.

Ela me puxou pelo braço ate o meu quarto e me jogou dentro dele, fechou a porta, a tranco e juntou as duas mãos como se estivesse agradecendo a Deus.

_ Você é exagerada Teté.

_ Nunca mais me chame assim. - ela pegou uma almofada e jogou na minha cara - Esse apelido que você me inventou é vergonhoso.

_ Poxa é assim que fala? - eu fingir está chateada - Eu te chamo assim porque eu te amo muiiito, eu fiz esse apelido com carinho sua ingrata.

_ Sorte sua que o nome "Hinata" não tem como inventar um apelido vergonhoso, mas... Eu ainda posso te chamar de peituda.

Eu peguei a almofada que ela avia jogado em mim e joguei nela, agente fazia esses apelidos como uma brincadeira. Ninguém nunca ficava chateada com nenhum apelido que uma dava pra outra.

_ Bom vamos parar com a brincadeira e começar logo a se arrumar, sei que vou demorar muito para te fazer usar uma das minhas roupas.

_ Não exagera.

_ Vai tomar banho enquanto eu escolho uma roupa pra mim e pra você.

_ Ver se não escolhe algo muito... Vulgar.

_ Tudo bem... - bufou - Eu vou tentar achar em alguma das minhas roupas lindas e maravilhosas algo que sirva para você vovozinha.

Eu ri juntamente com ela e entrei no banheiro. Resolvi não demora muito no banho, se agente chegasse lá 11:01 a Tenten iria me matar, ela queria chegar pontualmente as onze nem antes e nem depois. Eu estou achando que ela marcou com alguém de se encontrar lá e não quer se atrasar.

_ Pronto Tenten eu...

Quando eu sai do banheiro que olhei pra cama eu quase cai pra trás, quê parte do: "Não muito vulgar" ela não entendeu?

_ Tenten que roupas são essas? O Naruto se me vê nessas roupas vai pensar que eu virei uma piriguete.

_ Essas são as opções pra você, a minha está ali. - apontou para o sofá.

Ela iria usar um vestido que eu conhecia muito bem, ela tinha gastado a mesada inteira pra comprar aquele vestido. Ela curto, atrás era transparente e tinha o decote em formato "v" e ainda iria usar uma bota estilos de rock preto rebites com fivelas de couro. Bem o estilo dela.

_ Você vai ficar linda mais eu não vou usar esse tipo de roupa, sabe que eu não nasci para ser vulgar.

_ Tá bom então vovozinha, - parou de se maquiar e foi mexer na mochila onde avia trazido as roupas - que tal esse?

Era vestido preto com saia rodada em cetim e paêtes, lindo e nem era vulgar.

_ Você não é muito desse estilo, ele é bem diferente. Tem certeza quê não roubou ele de algum canto do meu guarda-roupas?

_ Não boba, - ela jogou pra mim - era da minha mãe. - ela suspirou triste, mass logo se recompôs - Tenho certeza quê você vai ficar lindo nele, talvez ate tire a imundice quw a minha mãe deixou nele, era dela na adolescência .

_ É lindo Teté.

Ela revirou os olhos rindo.

_ Já deu pra ver que vai me chamar assim ate ficar uma verdadeira vovozinha e esquecer desse apelido.

_ Isso mesmo, mas vamos nós arrumar agora?

_ Vamos.

A Tenten me ajudou a fazer a maquiagem e o meu cabelo resolvemos deixa-lo solto, eu estava linda e a Tenten também.

Descemos as escadas e a Hanabi quê estava lá embaixo sentada no sofá quando nós viu sorriu admirada.

_ Vocês estão lindas!

_ Obrigada, mas eu já sabia. - disse a Tenten.

_ Você é convencida viu? - disse a Hanabi com uma sobrancelha levantada.

_ Eu sou honesta, tem uma grande diferença.

_ Não vão brigar agora né? Obrigada pelo elogio Nabi agora agente já vai.

_ Boa festa, só tenho as minhas dúvidas se você vai voltar. Talvez resolva dormi na casa do Naruto ou alguma coisa do tipo... - disse com um sorriso malicioso.

_ Eu não vou comentar nada, o motorista da Tenten já deve está cansado de nós esperar.

Dei um beijo na testa da Hanbai e eu e a Tenten descemos no elevador pro primeiro andar do meu prédio. Fomos para o carro e lá eu fiquei nervosa imediatamente, lembrei da minha conversa de mais cedo com o Naruto e não tinha como não fica nervosa, ele estava certo sobre os pais e se estivesse sobre mim também? Será quê eu deveria ficar? Não, é a última vez que eu verei todos os meus colegas, eu não preciso ficar ate as quatro, só ate a meia noite acho que já é o suficiente. É. Não irei ficar nem um minuto a mais do que isso. Uma hora é o suficiente.

Quando chegamos na frente da balada tinha várias pessoas entrando, alguns rosto eu conhecia e outros não, mas não liguei muito pra esse fato eu e a Tenten entramos a Tenten foi logo dançar como no meio da multidão.

"Animada como sempre."

Eu não estava muito a fim de dançar então me sentei no bar. não iria beber só ficar ali sentada e esperar completar uma hora para eu ir embora dali.

Tinha um cara completamente bêbado ao meu lado, me afastei um pouco só por um pouco de medo.

_ Está com medo dessa cara ai? - um homem perguntou com deboche.

_ Eu te conheço?

_ Acho quê não, vamos nós apresentar então. Me chamo Kiba e tenho 19 anos.

"Ele com certeza não é da turma a ou c do colégio ou então repetiu muitas vezes."

_ Porque eu deveria me apresentar a um estranho?

_ Porque não tem mais ninguém pra conversa.

Eu hesitei por um tempo, mas resolvi pelo menos conversa um pouco com ele. Desde que eu não falasse nada de muito pessoal, acho que ficaria tudo bem.

_ Está certo. Tudo bem, me chamo Hinata e tenho 16 anos.

_ Meio nova não?

_ Vou fazer dezessete esse ano ainda.

_ Ainda te acho meio nova, mas muito linda.

_ Eu tenho namorado.

Resolvi falar antes que ele começasse a dar em cima de mim. Era uma namorada fiel, não tinha olhos para nenhum homem além do Naruto.

_ Ele estar aqui?

_ Em algum lugar provavelmente, eu vou embora com ele.

_ Entendi, uma pena. Ele deu sorte então, arranjou uma namorada fiel. Eu acho - ele murmurou a última parte, mas ainda sim consegui ouvir.

_ Sim, eu sou fiel.

Ele pediu uma bebida e eu olhei pra ele atentamente dessa vez. Ele não era feio, moreno, musculoso, cabelos castanhos bagunçados que dava um leve ar de moleque.

_ Quer uma bebida?

_ Eu não sei, não sou forte nesse lance de bebidas.

_ Eu pago.

Pensei um pouco. Não o conhecia, sei que existe pessoas ruins nesse mundo, mas talvez ele não seja uma dessas várias pessoas, talvez só seja uma pessoa que quer conversa um pouco.

_ Tudo bem então... Acho que não tem problema.

Aquele lugar cheio estava me dando agonia, eu odiava lugares apertados e cheios de gente. Deveria ter ficado em casa mesmo.

_ Você parece incomodada, porque não vamos lá pra fora?

_ Boa ideia, odeio lugares assim.

_ Vai indo, eu pegar a sua bebida e já vou.

Eu me levantei e quase que eu sou esmagada no meio daquela multidão, não sei pra quê fui escutar a Tenten.

Me encostei na parede da balada e respirei profundamente. Aquele lugar estava me fazendo passar mal com tanta gente amontada em um só lugar sem nenhum tipo de ventilação. O Kiba chegou e sorriu pra mim, me deu a bebida e sorri para ele coo agradecimento.

_ Obrigada, você foi gentil em pagar essa bebida.

_ Não foi nada, foi um prazer.

Eu senti um tom estranho na palavra "prazer" mais não liguei, deve ser coisa minha. Bebi a bebida de uma só vez e dei o copo pra ele.

_ Quer andar um pouco? - ele perguntou.

_ Pra mim está ótimo, a última coisa que eu quero e voltar pra aquele tumulto. Aquele lugar estava me fazendo passar mal.

_ Tudo bem, vamos andar pra lá. - apontou pra frente.

_ Pra mim está ótimo.

Começamos a andar e alguns minutos depois eu comecei a me senti estranha.

_ Hinata, você tá bem?

_ Sei lá, estou me sentindo estranha.

_ Bom saber.

_ Como assim?

_ Nada, vou esperar um pouco mais. Não é o momento ainda.

Eu não entendi mais me deu um vontade de voltar pra balada, eu não queria mais continuar ali com ele.

_ Kiba podemos voltar?

_ Volta pra onde?

_ Pra balada.

_ Não, eu vou me diverti hoje Hinata.

_ Como assim?

_ Amanhã você vai saber. - ele me deu um sorriso malicioso.

Eu me assustei e tentei me afastar e comecei a me senti mal, como se estivesse meus olhos pesando.

_ Pode tentar, não vou fazer nada. Está na cara que o "remedinho" já está fazendo efeito.

Eu nem prestei atenção no que ele disse, meus olhos estavam pesando muito. Era como se eles quisesse fechar contra a minha vontade.

Então em poucos segundos tudo ficou escuro.

Acordei sentindo uma leve dor de cabeça, me sentei e abrir meus olhos com um pouco de dificuldade. Os abri e estranhei o lugar que estava, ali não era a minha casa ou a do Naruto, o que aconteceu? Só me lembro de ter ido a festa e conversado com um homem, um tal de Kiba que eu conversei.

Eu percebi que estava nua e me assustei, meu vestido estava jogado no chão completamente rasgado. Eu vi um papel ali do meu lado o peguei e li.

A noite foi ótima, obrigada. E bom dia "cinderela"

Ele me drogou com o "boa noite cinderela". Eu sabia quê deveria ter ficado em casa, burra! Eu me lembrei que avia levado uma bolsa junto, a procurei e a achei perto do vestido, olhei dentro e estava o meu celular, o liguei e me espantei com o tanto de mensagens e ligações que tinha.

Eu tinha 66 ligações perdidas contadas ao total, meu pai, a Hanabi, a Tenten e o Naruto aviam me ligado. 76 mensagens no whatsapp, do Naruto, da Tenten e da Hanabi.

Eu fui ver as mensagens do Naruto e me espantei com a conversa, o homem avia conseguido descobrir e minha senha e ter entrado e não era o meu nome era a minha... Impressão digital, eu estava dopada mesmo.

Hinata cadê você? Eu e a Tenten estamos te procurando e você não está em lugar nenhum. (Naruto 1:02)

Hinata me responde! Essa sua mania de deixar o seu celular desligado me deixa louco! (Naruto 1:29)

E foi ali que aquele homem entrou, ele acabou com o meu namoro.

Ela não pode te responder agora idiota. (Hinata 1:35)

Quem tá falando? (Naruto 1:36)

Quem mais? O namorado da Hinata. (Hinata 1:36)

Essa brincadeira não tem graça Hinata, onde você tá?! Eu tó preocupado! (Naruto 1:37)

Eu já disse, ela não pode te responder. Ela está dormindo, a noite foi muito cansativa. (Hinata 1:37)

Me prove que você não é só um homem que roubo o celular dela. (Naruto 1:37)

Tá bem. (Hinata 1:38)

Ali ele tirou uma fota minha nua, eu comecei a chorar lendo o resto. O Naruto me odiava.

Viu? Eu não menti. (Hinata 1:39)

Ele ficou alguns minutos sem responde, como se estivesse processando a informação.

Fala pra ela quando acorda quê pode ficar só com você, porque eu não quero uma garota como ela. Espero que sejam felizes! (Naruto 1:43)

Ele avia me bloqueado, ele avia terminado comigo. Porquê ele fez tudo aquilo comigo? O quê esse homem tinha contra mim? Eu nem o conhecia. Eu comecei a chorar, eu acabei de perde o homem que eu mais amo por um descuido. Por causa de eu ter ido na onda de um estuprador.

Olhei as mensagens da Tenten, pulei todas e olhei as finais.

Hina o Naruto acabou de me dizer quê você estava o traindo, me mostrou uma foto sua pelada em uma cama... Eu não entendi nada eu só sei que algo aconteceu a não foi isso. Eu te conheço, você me disse que o ama desde dos doze anos, você sempre me dizia que o namoro estava perfeito, se for o quê eu tó pensando é bem provável quê nem leia essa mensagem. Me responde o mais rápido que pude e se estiver com o telefone por favor. (Teté 7:12)

Oi Tenten, por favor me ajuda. Eu juro quê eu não trair o Naruto, eu fui drogada com o boa noite Cinderela. Por favor me ajuda. (Hinata 7:56)

Segundos depois ela me respondeu.

Hina pra quê foi aceitar bebidas de estranho criatura? Esqueceu que tem diabos espalhados por ai é? (Teté 7:56)

Ele parecia legal. (Hinata 7:56)

Mais esses são os piores, eles fingem ser legais, te dão uma bebida, tu dorme e pá. Eles te estupram e roubam, fico surpresa de ainda está com o seu telefone. (Teté 7:57)

Preferiria ter perdido o celular e ter ficado com um namorado. (Hinata 7:57)

Se acalma Hina. Talvez se você se explicar ele te perdoe. (Teté 7:58)

Não Tenten, ele tá muito bravo. Ate me bloqueou aqui no whatsapp. (Hinata 7:58)

Hina vem pra minha casa e agente conversa melhor. (Teté 7:58)

Não posso, o homem rasgou o meu vestido por inteiro. (Hinata 7:58)

Vagabundo! Me diz onde você tá quê eu vou ai pra te dar roupas e você ir pra casa. Seu velho tá puto, ele ate chamou a policia. (Teté 7:59)

Eu abri a porta devagar e vi um grande corredor e ai então a ficha caiu, estava em um motel. Não devia ser longe da balada onde estava ontem.

Eu estou em um motel, tem algum perto da balada? (Hinata 7:59)

Tem sim, vou pra ir agora mais antes vou avisar ao seu pai que te encontrei. Qual quarto você tá? (Teté 8:01)

12. (Hinata 8:01)

Teté está offline

Eu desliguei o telefone e me sentei na cama só esperando a Tenten, eu estava desesperada. Não sabia o quê fazer, eu avia terminado o meu namoro, eu avia sido estuprada por pura burrice, meu pai vai me matar literalmente quando eu for pra casa e souber o motivo de eu ter sumido e eu sou uma burra.

Eu fiquei ali aproximadamente 30 minutos ate que ouço alguém bater na porta, estava com um pouco de medo de ser aquele homem mais não acho que ele voltaria. Eu abrir e me alegrei quando eu vi a Tenten, eu não ligava dela me ver nua, eu já vi ela, ela já me viu.

_ Me conta detalhe por detalhe, porque vim pra cá sem o seu velho foi difícil. Ele queria vim de todo jeito. Toma, - me deu uma mochila - eu passei na sua casa e peguei as suas roupas mesmo.

Eu primeiramente me vesti e depois contei tudo ate onde lembrava. Mais eu só me lembrei ate ele ter me pedido pra sair da balada e andarmos.

_ Hina você se lembra do rosto desse cretino? Agente vai denunciar ele agora, você poderia ter morrido.

_ Eu resolvo isso depois, eu quero conversa com o Naruto. Ele acabou com o meu namoro só por pura diversão.

_ Tudo bem, agente vai pra casa dele tá?

Eu estava nervosa, eu conhecia o Naruto estressado e ele podia ser ate agressivo as vezes, mas isso acontece só quando ele está com homens, mas ele pensa quê eu sou uma vagabunda. Não sei se ele vai ter muita pena.

Quando chegamos eu toquei a campainha e uma empregada abriu, ela me olhou com desprezo, com nojo. Ela era bem amiga da dona Kushina, deve ter ouvido tudo ou a mesma contou a ela.

_ Tem coragem de aparacer aqui depois de tudo o quê fez?

_ Por favor deixa eu conversa com o Naruto.

_ Com licença, espero que nunca mais volte, não é mais bem vinda aqui.

_ Quem é... - o Naruto parou de falar quando ele olhou pra mim - Ainda teve coragem de aparecer aqui? Vai embora Hinata.

_ Naruto deixa eu me explicar.

_ Explicar o quê? Explicar que tem um namorado? Hinata sou ingênuo e ate mesmo lerdo para as coisas, mas não sou burro.

_ Me dá uma chance pra eu me explicar. Deixa eu dizer o meu lado.

_ Dizer o seu lado do quê? O quanto ele é melhor na cama do que eu? Porque se for não precisa.

_ Naruto por favor deixa eu falar.

_ Não Hinata eu cansei, todos me fizeram de trouxa a vida inteira. Cansei, me deixa em paz e vai ficar com o seu namorado.

_ Naruto vamos conversa por favor.

_ Não tem nada o quê conversa Hinata. Vai embora. - ele se virou pra subir a escada.

_ EU TE AMO NARUTO!

_ Você me ama? O amor era tanto que resolveu dividir com outros né? Vai viver a sua vida e deixa em viver a minha em paz.

_ Naruto... - ele me cortou.

_ Eu pensei que você fosse diferente, mas me enganei. Vai embora da minha casa e não volte nunca mais, é a última vez quê eu quero ver o seu rosto.

Eu senti como se ele estivesse enfiado uma faca no meu coração, parecia quê ele avia quebrado tudo. Aquelas palavras doeram.

Ele desceu e fechou a porta na minha cara, eu chorei e a Tenten me abraçou.

_ E-e-e-eu de-deveria ter m-m-m-m-morrido, e-e-eu m-m-me s-s-sinto assim agora, c-c-como s-s-se es-estivesse morta. E-e-e-u sinto como se e-e-ele t-t-ivesse me q-q-quebrado, as palavras dele m-machucaram, doeram mais do que tudo.

Aos poucos fui tentando curar aquela cicatriz, fui ficando ocupada demais com a faculdade de administração. Meu pai me perdoo, mass disse que teria que me esforça na faculdade.

Duas semanas depois descobrir que estava grávida, o bebê não era do Naruto, ele sempre usava camisinha e eu tomava remédios pra não engravidar, mas naquele dia eu não usei nada, o homem pelo visto nem se deu o trabalho de usar e eu não tomei os remédios. Foi assim quê a minha vida desandou, foi assim quê meu coração foi despedaçado, foi assim quê eu perdi o meu primeiro e único amor. Eu o perdi...

16 de Marzo de 2018 a las 22:30 0 Reporte Insertar 2
Leer el siguiente capítulo Minha vida

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 3 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión