Cuento corto
1
6793 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo Único.

Caminhávamos de volta para casa, em silêncio.

Desde que eu comecei a me encontrar com Miyokichi, Shin parecia distante. Até mesmo seu estilo de rakugo me parecia ter ganho um ar mais melancólico.

Tentei puxar todos os assuntos possíveis. Falei do tempo, impliquei com sua vestimenta, pedi algumas dicas para o meu rakugo, e mesmo assim, de nada adiantou; ele continuava a me dar respostas secas.

Mas eu o conhecia como ninguém, e sabia de sua maior fraqueza; mulheres.

— Ei Shin-san, sabe o que os sábios dizem sobre o mau humor? - perguntei com um tom de voz meio doce para a minha personalidade fria.

— Não estou de mau humor e…

— Falta de s-e-x-o…! - pronunciei letra por letra para que aquela palavrinha mágica fizesse algum efeito; o que pareceu dar certo.

Vi ele parar de repente deixando o cigarro cair da boca devida a surpresa com o fato de eu ter iniciado um assunto daqueles.

— Entendo! - ele ficou sério novamente para logo depois me lançar um sorrisinho irritante e debochado. – Bon, então isso significa que você… é virgem?

Não resisti a tentação de lhe acertar a cabeça com toda a minha força, fazendo-o urrar de dor. Mas, pelo menos, ele voltou a rir e ficar irritante como sempre foi.

O problema é que ele pareceu gostar da ideia.

— Bon-chan, então que tal a gente tomar um remedinho para todo esse mal humor, ein?

— Não temos dinheiro sobrando para esbórnia com mulheres, e além do mais, já estamos em casa.

Abri a porta e me virei na intenção de deixá-lo entrar também, mas me deparei outra vez com o olhar sério de Shin.

Então lá estávamos nós novamente, a estaca zero; o mau humor.

— Oe Shin, pare com isso! Já disse que não temos dinheiro para o seu remedinho!

Nesse momento vi que na verdade ele não estava realmente de mau humor; só sério. Ele me empurrou para dentro fechando a porta atrás de si.

— Então… - ele se aproximou perigosamente – me arranje uma receita caseira.

Pode até ter sido impressão minha, mas estranhamente, comecei a me sentir bem mais feliz.

12 de Marzo de 2018 a las 01:49 0 Reporte Insertar 1
Fin

Conoce al autor

Takkano 30 anos, paulista, escorpiana!

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~