Sweet Love Seguir historia

nocas I. Marques

ONESHOT ITANARU [2013] Um irmãozinho tolo que só se preocupava com aparências, acabando por fazer da sua vida um inferno. Um loiro que adorava fazer visitas de madrugada. Um moreno que amava raposinhas travessas. Uma mistura de sentimentos rodeavam a vida destes três. [Fic postada no Nyah, Spirit e Wattpad]


Fanfiction Sólo para mayores de 18. © As personagens encontradas nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores.

#Naruto #Itachi #Yaoi #Anime #Lemon #BL #Comédia #ItaNaru #UchihaItachi #UzumakiNaruto #Onehsot
11
6994 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo único

Notas do Autor

Bom, primeiro que tudo peço desculpa pela sinopse horrível. Garanto que a oneshot é melhor. Eu realmente odeio fazer sinopses..
ATENÇÂO: Sou portuguesa, logo podem achar estranho a escrita. Qualquer dúvida, perguntem por favor!
Boa leitura, minna-san!

--------------------------------

Abriu a porta de casa, fechando-a logo em seguida, ouvindo-se apenas o seu ranger naquele ambiente silencioso. Poisou as chaves do carro sob o móvel do corredor e soltou um suspiro cansado. Afrouxou o nó da gravata, tirando o paletó em seguida e atirando-o para cima do sofá de couro preto. Sentou-se numa das poltronas de maneira descontraída, devido ao esgotamento evidente. Estava completamente exausto.


Descansou a cabeça sobre o encosto da confortável poltrona e desabotoou a camisa branca, deixando o seu tronco bem definido visível. A pele alva estava quente, devido ao smoking que fora obrigado a usar num dia de pleno verão, só para ir àquele jantar de família. Jantares esses que odiava ir, já que naquela casa todos eram guiados pelo patriarca, como se não soubessem viver sem as ordens daquele homem.


Itachi não era assim. Era um homem independente, e não se importava com o que o seu pai, Uchiha Fugaku, pensasse acerca de si. Sabia que o mais velho sempre se gabava por ter um filho génio, e que, por esse motivo, queria que ele o obedecesse para ser um homem digno e competente de gerir o negócio da família. Estava bem enganado. Itachi nunca quis saber dos negócios, muito menos das ordens do pai. Gostava de ser alguém que tomava as próprias decisões, conforme o que desejava e que achasse ser o melhor para a sua vida. Mesmo que cometesse erros, ele aprenderia com eles. Só assim conseguiria amadurecer da maneira correta. Por si mesmo. Decidiria o rumo da sua vida e não era Uchiha Fugaku que o iria impedir.


Suspirou. Devido a este seu ideal de liberdade, Fugaku enfureceu-se, passando todas as ações da empresa ao filho mais novo, Sasuke. Por um fio que não deserdou Itachi da família, apenas por insistência da sua mãe, mikoto. Ele estava nem aí para o que herdava do pai. Ele tinha a sua própria vida, o seu próprio emprego, que por sinal tinha um bom salário, e a sua própria casa… por isso não precisava do dinheiro do pai.


Ao contrário do seu irmãozinho tolo, que fazia tudo o que o pai lhe mandava. Estava desapontado e triste com o rumo que a vida de Sasuke estava a tomar… o mais novo fazia de tudo para agradar o patriarca. Tudo. Até casar com quem o pai escolhesse. Mesmo que odiasse a mulher, Haruno Sakura, Sasuke iria se casar com ela só para que o pai ficasse orgulhoso dele. Só para mostrar que era superior a Itachi. Porquê fazer da sua vida um inferno? Ainda mais por motivos absurdos como estes? Ele nunca iria entender o irmão.


Aquele jantar fora realmente angustiante. Sorrisos falsos, alegrias falsas… Tudo o que Itachi mais odiava era falsidades. Daí ter saído mais cedo daquele ambiente funesto.


Triiiiiim


Ouviu o som da campainha e deu um pequeno sorriso. Já sabia quem era. Só ele para depois de tudo, ainda o ir visitar àquelas horas. Não que ele não gostasse, muito pelo contrário, mas ele já sabia o que ia acontecer, e isso tornava-se um pouco doloroso, por mais que Itachi não demonstrasse.


Levantou-se lentamente e foi abrir a porta, dando de caras com um loiro de braços cruzados, amuado.


- Então… a que devo a honra da tua visita, Naruto-kun?- Sorriu provocador.


O loiro virou o rosto para Itachi, com um brilho raivoso nos belos olhos azuis, e falou de maneira enraivecida:


- Porque saíste mais cedo do jantar?! Deixaste-me lá sozinho no meio daquela gente rica e esnobe! E tive de ficar a assistir o bastardo do Sasuke a cometer o maior erro da sua vida!


O Uchiha suspirou.


- Naruto-kun, entra… vais acordar toda a gente do prédio.- Sorriu, ao ver a cara emburrada do loiro que tanto adorava.


O outro entrou, virando-se rapidamente para Itachi à espera de uma resposta. O moreno fechou a porta, passou pelo loiro, ignorando-o, e foi para a sala, sentando-se no sofá.


- Ei, Ita-!- Começou novamente Naruto, sendo interrompido pelo Uchiha.


- Vem cá, Naruto-kun.- Bateu no assento do sofá, à espera que o outro fosse se sentar a seu lado.


O loiro, contrariado, foi até Itachi, deitando a cabeça no colo do moreno, finalmente descontraindo um pouco.


- Não sou nenhum cachorrinho.- Resmungou, fazendo um biquinho, que na opinião de Itachi era adorável.


- Hai hai.- O moreno olhou para o teto, começando a fazer carinho nos cabelos sedosos do outro. O loiro fechou os olhos, para aproveitar melhor o momento. O Uchiha sabia o quando Naruto adorava aquilo.- Saí mais cedo porque não aguentava aquele ambiente, estava a tornar-se demasiado… insuportável.- Respondeu por fim.


O loiro abriu os olhos para fitar o rosto bonito do outro, reparando nas profundas olheiras que este tinha. Devia ser do trabalho excessivo, pois o Uchiha não parava um segundo em casa. Apesar disso, Itachi era um homem extremamente belo. Até o seu andar era sensual. O loiro riu com o pensamento, fazendo Itachi voltar a atenção para ele.


- Sabes…- Começou o loiro, entrelaçando os dedos nos suaves fios negros e compridos do outro.- Podias ter-me dito que ias embora e eu ia logo contigo também. Não aguentei estar ali, Tachi…- confessou Naruto, com um sorriso fraco, entristecido.


O moreno sentiu o seu peito apertar. Ele sabia que Sasuke amava o loiro, apenas não admitia por puro orgulho. Tinha decidido estragar a sua vida para viver de falsas aparências. Seguir as ordens do pai era mais importante que fazer da sua vida algo significativo, algo que o fizesse totalmente feliz. Daí ter negado o amor pelo Uzumaki e ter pedido a Haruno em casamente só para ter a estúpida bênção do pai. O seu irmãozinho tolo e Naruto sempre tiveram uma ligação forte, algo difícil de explicar. Por momentos pensou que o loiro fosse apaixonado por Sasuke também e, que devido a este último acontecimento, Naruto tivesse recorrido a Itachi por desespero. O loiro sentia sim, um grande sentimento pelo melhor amigo, mas apenas isso, garantiu o mais novo. O Uzumaki tinha-se confessado há um ano a Itachi, surpreendendo-o completamente.


O que o moreno não achou é que o loiro se apegasse demasiado. Pensava que era apenas algo temporário, ou até uma substituição. Mas não. Ambos acabaram por desenvolver uma atração realmente perigosa. Até demais.


Suspirou e respondeu:


- Não sei porque aceitas-te o convite para ir ao jantar, Naruto-kun. Já sabias que iria ser assim… podias ter negado.- Respondeu Itachi, com um peso na voz.


O loiro sorriu, nostálgico.


- Eles são os meus melhores amigos… não podia faltar, certo? Apesar de achar que ambos vão ser demasiado infelizes, eu não posso fazer nada. São meus melhores amigos, mas no entanto… eu realmente não posso fazer nada! Irrita-me vê-los a destruir as suas vidas assim…- Suspirou.- Eu não quero falar disso agora.- Fez um biquinho infantil e continuou.- Tachi…- Chamou manhoso.


- Hum.- Respondeu simplesmente o moreno. Naruto realmente não sabia dos sentimentos de Sasuke. E se fosse por Itachi, nunca iria chegar a saber.


- Fazes um Rámen para mim?- Perguntou, com os olhinhos brilhantes. Itachi suspirou.


- A esta hora? Já são duas da manhã, raposinha.- Disse o moreno, sorrindo carinhosamente.


- Não gosto quando me chamas isso, Itachi!- Emburrou-se Naruto.


- Oh, mas tu és demasiado travesso.- Riu.- Raposinha fica perfeito em ti.- Provocou, fazendo festinhas na bochecha do loiro.


- Humpf. Tu tratas-me como uma criança, Tachi…- Choramingou.


- Tu és uma criança, Naruto-kun. Sempre o serás para mim.- Sorriu sincero.


O loiro corou. Levantou-se subitamente e foi a correr para a cozinha, chamando o nome de Itachi quando lá chegou. O moreno deu-se por vencido, e seguiu o outro.


- É… não poderei descansar esta noite.- Pensou, suspirando com um sorriso doce no rosto.


Entrou na cozinha e sentou-se à mesa, olhando para o loiro que estava de costas para ele em frente à bancada, preparando o seu tão delicioso Rámen.


- Não querias que eu preparasse isso que chamas de comida?- Provocou Itachi.


O loiro rangeu os dentes.


- Não fales assim do meu precioso Rámen, Itachi! Para mim, é a coisa mais deliciosa do Mundo!- Exclamou, extremamente feliz.


- Oh… tens a certeza que é a única coisa?- Sorriu provocador. Era inevitável que não lhe viessem pensamentos pouco inocentes à cabeça.


- Cala a boca, seu shotacon pervertido.- Resmungou, fazendo Itachi rir.


- Shotacon? Sou apenas seis anos mais velho que tu, raposinha.- Riu, fazendo o loiro rir também. Itachi levantou-se, indo na direção de Naruto e abraçando-o carinhosamente por trás, encaixando a cabeça na curva do pescoço do loiro. Começou a dar suaves beijos naquela pele bronzeada e quente.


- Hum… isso faz cócegas, Tachi.- Respondeu manhoso, fazendo o moreno abafar um pequeno riso no seu pescoço.- Tachi… eu vou ficar aqui esta noite.- Disse.


- Eu sei, Naruto-kun… eu sei.- Sussurrou o Uchiha.


O moreno colou o seu peito às costas do loiro, deslizando as suas mãos pelos ombros e toda a extensão dos braços bronzeados, fazendo Naruto arrepiar e suspirar fortemente. Roçou o seu nariz no pescoço do amante, inalando o doce aroma da pele bronzeada, para depois beijá-la.


As suas mãos repousaram em cima das de Naruto, que com o contacto tão próximo, parara de mexer na comida para o sentir melhor.


- Tachi... estás a atrapalhar-me assim.- Resmungou, fazendo um biquinho nos lábios rosados.


Itachi riu, tendo o seu riso abafado pelo pescoço do loiro novamente. Segurou as mãos do outro e direcionou-as, junto com as suas, para a tigela onde Naruto estava a misturar os alimentos para preparar o seu Rámen.


Ambos mexiam os alimentos e os quadris juntos. A cena dos dois começava a ter um clima de sensualidade.


Quando tudo ficou pronto, puseram a água a aquecer, juntamente com os mantimentos necessários. Itachi pegou a tablete de chocolate que tinha sob a bancada e partiu um quadrado, afastando-se em seguida e encostou-se na mesa da cozinha.


- Queres, Naruto-kun?- Provocou.


O loiro sorriu travesso e aproximou-se do Uchiha, esticando o seu corpo para pegar o pequeno quadrado de chocolate, causando um atrito bom entre os corpos.


- Tachi... - Chamou manhosamente Naruto, com os olhos a brilhar como um gatinho dengoso.


O outro riu novamente. Meteu o chocolate na boca, fazendo com que este fosse derretendo. O loiro percebendo a intenção do amante, aproximou o seu rosto do dele, ficando em biquinhos de pés, espalmando as suas mãos no peito largo do moreno para apoiar-se. Itachi sorriu e enlaçou um braço na cintura do pequeno, enquanto enroscava a outra mão na cabeleira loira.


Assim que os seus lábios se juntaram, as pernas de ambos fraquejaram com o prazer que sentiam só por aquele contato.


Itachi pressionou os lábios, dando um demorado selinho, mordendo levemente o lábio inferior de Naruto, escutando-o ofegar baixinho e abrir lentamente os lábios enquanto enlaçava os seus braços em torno de seu pescoço.


O moreno deslizou a sua língua para dentro da boca do menor e quando se tocaram, um tremor percorreu o corpo de ambos.


O beijo já se tornava mais forte, profundo… e sobretudo doce. O moreno movimentava os lábios habilmente, sendo correspondido à altura pelo loiro. As suas mãos deslizavam freneticamente por todo o corpo de Naruto.


Escorregou as duas mãos pelas pernas do amante, puxando-as para cima, fazendo-o enlaçá-las em roda da sua cintura. Prendeu o loiro a si com um braço e, com o outro, empurrou tudo o que estivesse em cima da mesa para o chão, deixando-a livre para pôr Naruto deitado sobre ela.


Ambos já tinham a respiração alterada e ofegavam baixinho.


O moreno não demorou para subir em cima do móvel, posicionando-se ajoelhado entre as pernas do menor, abaixando a cabeça para encostar as suas testas num gesto carinhoso.


Juntou os lábios de ambos novamente em um beijo forte e intenso, tentando repassar todos os sentimentos que sentia dentro do seu peito. Itachi fechou os olhos para apreciar melhor o momento. Não precisava de os ter abertos, conhecia o corpo do outro melhor que o seu até. Tinha memorizado cada canto daquela pele bronzeada.


Separou as suas bocas, aproveitando para se levantar e retirar todas as suas roupas e as de Naruto. Voltou-se a deitar totalmente nu sobre o corpo do menor, que ao sentir o peso sobre si, abriu um largo sorriso.


Beijaram-se novamente, fazendo as cabeças movimentarem-se de maneira a tornar os beijos mais prazerosos. No fim do beijo, Itachi desceu os seus lábios pelo pescoço do loiro, deixando uma trilha de saliva e marcas dos chupões que dava como se quisesse marcar Naruto como apenas seu.


A sua mão acariciava a perna flexionada do mais novo, enquanto a outra se entrelaçava na dele.


Gemidos começavam a ser ouvidos pela boca do loiro.


Terminando os beijos, Itachi começou a apertar as carnes de Naruto entre as suas mãos, fazendo-o gemer descontroladamente.


Desceu as suas mãos até às suas nádegas, apertando-as fortemente, deixando as marcas dos seus dedos naquela região. Sentia o seu membro pulsar, por já não aguentar mais e, pelo volume do loiro, este também já havia chegado ao seu limite.


Apertou o sexo do loiro e escutou-o gemer mais alto ainda. Sorrindo malicioso ao vê-lo contorcer-se de prazer em baixo de si, massageou mais aquela região.


- Flexiona as pernas, raposinha. - Itachi pediu sensualmente no ouvido do loiro, que com o prazer que sentia, aceitou sem pensar duas vezes.


O moreno segurava a perna do loiro estendida, enquanto escorregava a sua língua quente em baixo da sua coxa, lambendo e dando pequenas mordidas na região. A sua outra mão apertava as nádegas do loirinho, tateando-as até achar àquele lugar que tanto desejava.


Os seus longos dedos acariciavam a entrada do outro, que pulsava de ansiedade e prazer. Itachi raspava as suas unhas e pressionava a ponta de seu dedo indicador no ânus do loiro, dando a impressão que fosse introduzi-lo, fazendo Naruto arquear as costas e gemer alto de prazer.


Abrindo mais as pernas do loiro para deixá-lo ainda mais exposto para si, Itachi envolveu o sexo do mais novo entre as suas mãos, sorrindo ao ver a cara vermelha deste.


Parou de masturbar o outro e colocou a cabecinha do sexo na sua boca, lambendo-a de início para logo começar com uma forte sucção. Lambeu bastante para depois o colocar inteiro na sua boca, subindo e descendo vorazmente levando o loiro ao delírio. Chupava-o com gosto, fazendo Naruto contorcer-se e se tentar agarrar a algo na mesa.


Sentindo que o loiro já tremia, tirou o membro da sua boca. O moreno afastou as nádegas do pequeno para ter melhor acesso à sua entrada.


Itachi fazia movimentos circulares com a sua língua na entrada de Naruto, deixando-a bem humedecida. Lambia de maneira a que o loiro gemesse o mais alto possível.


Naruto arqueou as costas e deixou um grito de prazer escapar de sua boca ao sentir-se invadido pela língua do moreno, que entrava e saia deixando assim o lugar lubrificado.


Notando que o loiro já estava bastante preparado, o moreno afastou a sua cabeça das suas intimidades e olhou fixamente para os olhos de Naruto, esperando que este dissesse que já se sentia preparado.


Sem que nenhuma palavra precisasse ser dita, Itachi entendeu que o loiro queria tanto quanto ele, então ajeitou as pernas de Naruto nos seus ombros e segurando o seu sexo, introduziu-se lentamente no loiro, deixando que gemidos escapassem da sua boca ao sentir o seu pénis sendo massageado pela entrada do menor.


Esperou pouco tempo até que Naruto estivesse acostumado. Começou com os movimentos lentos de vai e vem. Saía quase todo para se enterrar novamente, acertando assim a próstata do mais novo.


Itachi gemia baixinho com o prazer delirante que sentia ao ter aqueles momentos com o seu pequeno.


Naruto ergueu os braços em busca de maior contato com o moreno, que assim que entendeu o que o loiro queria, escorregou as pernas bronzeadas que estavam nos seu ombros para a sua cintura, tento mais liberdade para se deitar por cima do corpo bronzeado.


O loiro envolveu fortemente o pescoço de Itachi, gemendo alto perto dos seus ouvidos.


Assim que os corpos já estavam colados, o Uchiha selou os seus lábios aos do pequeno em um beijo intenso, mas amoroso, enquanto se arremetia continuamente para dentro deste, preenchendo a cozinha com os gemidos e grunhidos de prazer de ambos, abafados pelos lábios juntos.


O suor tomava conta dos corpos de ambos. Itachi enterrava-se cada vez mais fundo em Naruto. O seu ritmo era frenético, fazendo o loiro tremer e agarrar-se mais a si, cravando as suas unhas nas suas costas.


Com uma estocada mais forte, o loiro soltou um grito alto de satisfação e despejou o resultado de seu prazer entre os seus abdómenes. Ao sentir o sémen de Naruto na sua barriga e o loiro amolecer nos seus braços e sua entrada apertar o seu falo dentro de si, Itachi não aguentou e derramou o seu sémen dentro do mais novo, deixando o seu corpo exausto desabar em cima dele.


Arfavam devido ao cansaço, os seus peitos subiam e desciam e, assim que a respiração aos poucos voltou ao normal, Itachi retirou-se de dentro de Naruto, deitando-se na mesa e puxou o loiro exausto para cima de si, acariciando as madeixas loiras.


O moreno reparou que o seu pequeno parecia um pouco… envergonhado?


- Ei…- Chamou Itachi, com a voz rouca.- Constrangido?- Riu carinhosamente.


- Tachi…- Começou o loiro.- Tu… lá…


- Hum?- Itachi olhou para Naruto em desentendimento.


- Arg, Itachi… tu lambes-te ! Nunca o tinhas feito, fiquei… surpreendido.- Respondeu envergonhado, sem olhar para o moreno ao seu lado.


O mais velho, como se uma luz aparecesse de repente, começou a rir divertido.


- Estás a falar de eu te ter preparado de maneira diferente? Não foi bom assim, raposinha?- Sorriu provocador.


O loiro enrubesceu-se e virou a cara, emburrado.


- Idiota, não é nada disso… eu apenas…


- Hai hai.- Itachi interrompeu, beijando o topo da cabeleira loira.- A raposinha quer tomar banho agora?


Naruto fez um biquinho e resmungou:


- Eu já te disse para não me tratares como uma criança, Tachi.- Murmurou, cruzando os braços.


- Eu sempre te vou tratar como uma.- Sorriu docemente.- Agora… vens ou não? Preferes que te leve ao colo?- Provocou.


Naruto levantou-se rapidamente.


- Idiota!- Gritou, fazendo Itachi rir mais uma vez.


- Ei… Itachi…- O loiro voltou a falar, de maneira um pouco… temerosa.- Não te cheira a queimado?


O moreno olhou para o amante, como se estivesse a raciocinar.


- Ah… o teu rámen, Naruto-kun.- Disse descontraidamente.


O Uzumaki começou a correr de um lado para o outro desesperado. Quando parou, agarrou-se ao fogão a choramingar.


- Eu não acredito, o meu Rámen!- gritou.


- Ei ei, que tal desligar o fogão primeiro, Naruto-kun? Não queres que haja um incêndio.- Falou, desligando o gás. Agarrou o outro, fazendo-o acalmar por fim.


- Como consegues estar assim, Itachi?! O meu rámen queimou-se completamente!- Lacrimejou.


- Hai hai.- Suspirou, sorrindo.- Ainda estamos nus e totalmente melados. Por isso, pára de correr porque o teu Naruto júnior está a baloiçar demasiado não?- Riu.- Banheiro!


O loiro corou.


- Não digas coisas assim, Itachi!- Esbravejou.


O moreno ignorou-o, puxando um loiro contrariado para o banheiro.


Como eu amo esta raposinha birrenta.”

--------------------------------------------------

Notas Finais

*Medooooo* Gostaram? Sim? Não? ಥ‿ಥ
Mereço reviews?? Até um simples "Gostei" ou "Podia ser melhor", eu aceito. Apenas me apoiem nesta paixão, tá? Onegaizinho?
A opinião sincera de vocês realmente é importante para mim, é com críticas construtivas que a gente vai crescendo (◠‿◠)
Bom, de qualquer jeito, muito obrigada a quem leu e até à próxima! ♥♥
P.S A fic está postada também em:
- Nyah: https://fanfiction.com.br/minha_conta/
- Wattpad: https://www.wattpad.com/user/nOcasGM
- Spirit: https://www.spiritfanfiction.com/perfil/nokinhasyaoi 
(Minhas contas)


3 de Marzo de 2018 a las 22:08 0 Reporte Insertar 5
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

Historias relacionadas