(2018) A linha entre covardia e prudência Seguir historia

alicealamo Alice Alamo

Ok, aquilo era errado, e os dois sabiam muito bem disso, tão bem que Sugawara apostava que metade da excitação que sentia naquele momento era pelo medo de serem pegos. Contudo, Daichi parecia não pensar nisso, e por que pensaria? Daichi era diferente dele, ele não era... covarde.


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 18. © Todos os direitos reservados

#Lemon #Yaoi #Sugawara #Daichi #Daichi/Suga #Haikyuu
Cuento corto
22
7281 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo Único


— Daichi...

Ok, aquilo era errado, e os dois sabiam muito bem disso, tão bem que Sugawara apostava que metade da excitação que sentia naquele momento era pelo medo de serem pegos. Contudo, Daichi parecia não pensar nisso, e por que pensaria? Daichi era diferente dele, ele não era... covarde.

Gemeu novamente quando o capitão da Karasuno puxou seu cabelo para trás com firmeza, a língua percorreu da gola de sua blusa até o queixo, que ele mordeu com certa força.

— Está pensando demais de novo, Suga... — ele o repreendeu.

Balançou a cabeça em silêncio, um pedido mudo de desculpas. Passou os braços pelo rosto dele, sentiu sob os dedos a pele barbeada e, tímido, permitiu que seus dedos se perdessem nos fios escuros do cabelo do namorado. Em resposta, Daichi apertou seu quadril e o puxou para frente, esfregando as ereções e o fazendo gemer baixo, contido, os dentes mordendo os lábios para evitar que fossem descobertos.

Era cedo ainda, seis da manhã, mas, por coincidência que Sugawara sabia não ser assim tão coincidência, Daichi estava na frente da quadra quando ele apareceu para abri-la. O namorado devia tê-lo lido no dia anterior, visto em suas feições a determinação que o medo de perder seu posto para Kageyama tinha despertado. Assim, tinha decidido ir mais cedo treinar, não podia ser deixado para trás logo no último ano do ensino médio enquanto seus amigos continuavam titulares.

Daichi tinha um sorriso carinhoso no rosto quando o viu, ajudou-o a arrumar a rede e as bolas, mas, quando foram se trocar...

Tinha sido sua culpa, fazia tanto tempo que não conseguia ficar a sós com Daichi que seu rosto corou violentamente quando ele retirou a camisa e deixou à vista os músculos definidos pelo treino pesado que ele próprio fazia o time seguir.

Daichi riu, constrangido, ao perceber a situação, mas não perdeu a oportunidade para provocá-lo. No começo, não tinha intenção de ir muito longe, era só para ver Suga gaguejar, como normalmente fazia, e então retornariam ao treino, mas, daquela vez, o namorado não hesitou, a determinação com que tinha acordado naquele dia parecia se estender até mesmo para aquele assunto e, assim, quando o provocou, Sugawara o beijou. As mãos tímidas não souberam onde tocar até que Daichi correspondeu ao beijo e o prensou contra a porta do pequeno cômodo; então, elas foram à cintura exposta, aos ombros largos, à nuca. O

O toque dos lábios era quente, digno da afobação juvenil, mas, além disso, era um claro contraste das personalidades. Daichi beijava com vontade, sem qualquer hesitação, focado apenas no gosto doce que a boca do namorado possuía; já Sugawara se perdia entre a vontade de se entregar por completo e o medo. Amava tanto o outro, os seus toques, seus beijos, era como finalmente se sentir seguro. Com Daichi, sentia ancorado, como se um sólido pilar o sustentasse, mas isso não o impedia de pensar que, uma hora, ele podia desmoronar.

Como sempre, deixou que Daichi o guiasse, sentou-se sobre as coxas dele, e a vergonha o fez rir quando notou a excitação que dominava o corpo. Mordia os lábios com os próprios gemidos o constrangendo, desviava o olhar para que Daichi não o visse daquela forma, mas era como ele já sabia: provocar o namorado nunca era uma boa ideia.

Os beijos se tornavam mais intensos, como se Daichi o desafiasse a se controlar agora, as mãos perdiam o pudor, e... nossa, como ele gostava quando o corpo era pressionado contra o outro, quando Daichi apertava cada parte de sua carne e esfregava as ereções.

Arfou, Daichi lambeu sua boca e riu, as mãos dele entrando ousadamente por baixo de sua camisa, as unhas curtas o arranhando e enviando descargas elétricas por todo o corpo.

Num pequeno ato de coragem, desceu a mão ao próprio membro, apertando para tentar aliviar ou conter o desejo crescente. Percebeu Daichi conferir o horário no celular e gemeu surpreso quando ele puxou para baixo o elástico de seu short e agarrou seu membro.

Apoiou a cabeça no ombro dele, envergonhado demais para o encarar, mas deliciado com os gemidos que o namorado soltava propositalmente em seu ouvido. A voz rouca parecia entrar em seu corpo, arranhar a pele, era excitante, era... era... delicioso a ponto de fazê-lo querer mais, tocar a ereção de Daichi e juntá-la a sua para uma masturbação coletiva.

Daichi o segurou melhor, as duas mãos em suas nádegas, colando os corpos da melhor forma, os rostos agora estavam próximos, as bocas separadas por um espaço tão pequeno que Suagawara sentia-se respirando o ar que Daichi expelia. Os lábios estavam vermelhos, Sugawara amava quando deixava a boca do namorado daquele jeito, era como um convite para que ele continuasse o beijando, mordendo de leve.

Acelerou a masturbação, os membros eretos cresciam em sua mão, a umidade já se fazendo presente. Ouviu Daichi rir baixo e gemeu ao sentir o modo insinuante como os dedos dele passavam pelo vale entre suas nádegas cobertas ainda pelo short.

Seu corpo tremeu, ele vacilou, sentia o clímax perto. Daichi o segurou e o ajudou, tomando para si o dever de terminar a masturbação, ele conhecia Sugawara muito bem para saber que o namorado não conseguiria se concentrar dali em diante.

Olharam-se, o futuro claro nas feições de ambos. Beijaram-se, Daichi recebeu com prazer o gemido contido por seus lábios que Sugawara soltou quando o clímax chegou e permaneceu encarando o namorado enquanto utilizava o prazer alheio para facilitar a própria masturbação.

Os olhos castanhos de Sugawara estavam nublados, desfocados, as bochechas coradas, o rosto um pouco úmido pelo suor. Os lábios vermelhos se destacavam na face branca, e quem quer que entrasse ali naquele momento teria certeza em afirmar que ele tinha acabado de gozar.

— Suga... — gemeu quando o outro lambeu os próprios lábios e se aproximou para arrastá-los contra os seus, as mãos acariciaram o tórax e subiram para os ombros, e foi o aperto que recebeu em seu cabelo junto do aprofundar do beijo que o fez gozar.

Arfantes, com a prova do crime em suas mãos e manchando seus shorts, sorriram.

— Ainda temos trinta minutos para treinar — Daichi sussurrou e beijou a bochecha de Sugawara, rindo da forma manhosa como ele esfregava o rosto contra seu pescoço antes de beijar-lhe a pele.

— Só temos trinta minutos, você quer dizer — repreendeu-o.

— Bem, nesse caso, precisamos correr.

— Sim.

— Suga — Riu quando notou que o outro ainda não tinha se movido. — Você tem que sair do meu colo para isso, amor... ou vamos perder mais trinta minutos.

Sugawara corou e levantou-se rapidamente, praguejando ao observar o próprio short manchado. Quando Daichi sorriu, como se aquilo não fosse um problema, chegou à uma conclusão importante: talvez, ele não fosse covarde, talvez ele só fosse o único prudente ali, já que agora obrigaria Daichi, ah se obrigaria, a correr até a sala do clube para lhe trazer um short limpo e que não os envergonhasse diante do time todo e isso com certeza acabaria com o pouco tempo que ainda tinham para treinar! No dia seguinte, com certeza não deixaria que o namorado o atrapalhasse... ou, pelo menos, levaria um short reserva já na bolsa.

3 de Marzo de 2018 a las 15:35 12 Reporte Insertar 20
Fin

Conoce al autor

Alice Alamo 23 anos, escritora de tudo aquilo em que puder me arriscar <3

Comenta algo

Publica!
Yusui - Yusui -
Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, menina. ISSO TÁ MUITO BOM. Em poucos parágrafos você construiu perfeitamente a imagem do casal e ainda fez um... banquete às fujoshis ahsuahsuashuashauhs. Sinceramente, você escreve de maneira perfeita! É sempre tudo direitinho e incrível. Por favor, continue fazendo isso <3 Espero que você escreva novamente sobre Haikyuu (egoísmo aqui my dear kkk ^^) e muito obrigado por ter escrito isso! Sério mesmo, eu agradeço. Você é uma pessoa maravilhosa! :3 Kissus~
13 de Junio de 2018 a las 19:38
Yusui - Yusui -
Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, menina. ISSO TÁ MUITO BOM. Em poucos parágrafos você construiu perfeitamente a imagem do casal e ainda fez um... banquete às fujoshis ahsuahsuashuashauhs. Sinceramente, você escreve de maneira perfeita! É sempre tudo direitinho e incrível. Por favor, continue fazendo isso <3 Espero que você escreva novamente sobre Haikyuu (egoísmo aqui my dear kkk ^^) e muito obrigado por ter escrito isso! Sério mesmo, eu agradeço. Você é uma pessoa maravilhosa! :3 Kissus~
13 de Junio de 2018 a las 19:38
Yusui - Yusui -
Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, menina. ISSO TÁ MUITO BOM. Em poucos parágrafos você construiu perfeitamente a imagem do casal e ainda fez um... banquete às fujoshis ahsuahsuashuashauhs. Sinceramente, você escreve de maneira perfeita! É sempre tudo direitinho e incrível. Por favor, continue fazendo isso <3 Espero que você escreva novamente sobre Haikyuu (egoísmo aqui my dear kkk ^^) e muito obrigado por ter escrito isso! Sério mesmo, eu agradeço. Você é uma pessoa maravilhosa! :3 Kissus~
13 de Junio de 2018 a las 19:36

  • Alice Alamo Alice Alamo
    Hey!! Desculpe a demora em responder ^^' Ahhhh como é bom saber que você gostou da história!!! Fico muito feliz que tenha gostado da história e da minha escrita! Eu tenho outras de Haikyuu no perfil se quiser e pretendo ficar no fandom <3 Muito obrigada pelo comentário e pelo carinho! Beijoss 22 de Septiembre de 2018 a las 18:39
Yusui - Yusui -
Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, menina. ISSO TÁ MUITO BOM. Em poucos parágrafos você construiu perfeitamente a imagem do casal e ainda fez um... banquete às fujoshis ahsuahsuashuashauhs. Sinceramente, você escreve de maneira perfeita! É sempre tudo direitinho e incrível. Por favor, continue fazendo isso <3 Espero que você escreva novamente sobre Haikyuu (egoísmo aqui my dear kkk ^^) e muito obrigado por ter escrito isso! Sério mesmo, eu agradeço. Você é uma pessoa maravilhosa! :3 Kissus~
13 de Junio de 2018 a las 19:36
Yusui - Yusui -
Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, menina. ISSO TÁ MUITO BOM. Em poucos parágrafos você construiu perfeitamente a imagem do casal e ainda fez um... banquete às fujoshis ahsuahsuashuashauhs. Sinceramente, você escreve de maneira perfeita! É sempre tudo direitinho e incrível. Por favor, continue fazendo isso <3 Espero que você escreva novamente sobre Haikyuu (egoísmo aqui my dear kkk ^^) e muito obrigado por ter escrito isso! Sério mesmo, eu agradeço. Você é uma pessoa maravilhosa! :3 Kissus~
13 de Junio de 2018 a las 19:36
Ariane Munhoz Ariane Munhoz
Aiai, Suga é um nenê que merece todo o amor do mundo! O mesmo pro Dai! Eu acho tão lindo como Suga parece a mama do time e o Dai o papa. É meio que fofinho ver os dois colocando ordem na casa, haha. Adorei o pwp, a forma como fou colocada e a situação com eles já namorando! Acho lindo que se esses vestiários de Haiktuu Haikyuu tivessem ouvidos e boca... aiaiai. Adoro um bom pwp e adoro esse ship! Vamos povoar mais esse fandom, Allie! Beijinhos!
9 de Junio de 2018 a las 20:43

  • Alice Alamo Alice Alamo
    Oii!! Suga é lindo demais!! Eu amo esse personagem e quando ele junto com o Daichi então eu me derreto toda <3 Sim, eles são os pais da Karasuno. Nossa, se os vestiários tivessem ouvidos e bocas, tava todo esse time perdido já hahahahaha! Muito obrigada pelo comentário! Pode deixar que eu to com uns plots para Haikyuu para o futuro <3 beijoss 12 de Junio de 2018 a las 15:29
Taty Price Taty Price
DaiSuga é lindo demais!! E olha esse nome de shipp sugestivo kkkk
8 de Mayo de 2018 a las 14:12

  • Alice Alamo Alice Alamo
    Oii! hahahahaha nunca tinha prestado atenção no nome! Muito obrigada pelo comentário, viu? Beijoss 9 de Mayo de 2018 a las 15:14
Takkano Takkano
Eu voto a favor do short reserva... com certeza!! huahuahuahua!! *_____________________*
25 de Marzo de 2018 a las 19:00

  • Alice Alamo Alice Alamo
    Quem não?? Até porque não custa nada levar um, né? Seria apenas ser precavido hahahaha Muito obrigada pelo comentário! beijoss 25 de Marzo de 2018 a las 20:00
~