tocado no coração Seguir historia

levy_laia laia laia

Karma muda completamente e se torna um monstro depois de magoar uma mulher que se mostra ser uma bruxa. Nagisa é um quase-professor contratado para dar aulas particulares . o que está a desenrolar?


Fanfiction Sólo para mayores de 18.

#BL #sexo #professor e aluno #doenças #maldiçao #yaoi #karma #nagisa shiota #lqbt #ansatsu kyoujitsu
6
6.8mil VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Todos los viernes
tiempo de lectura
AA Compartir

um

todo dia era a mesma coisa.

Faculdade, depois estágio, casa e faculdade de novo. Eu já tava cansado disso, principalmente de não ter dinheiro próprio e ainda depender da minha mãe. Ela é muito gentil comigo, mas eu já tenho 22 anos nas costas e nenhum emprego... isso é horrível. minha mãe não se importa, ela disse que eu pudia ficar com ela pra sempre, que gosta da minha companhia.

No meio da aula da aula recebo uma ligação e todo mundo fica me olhando.

- foi mal gente - dou um sorriso amarelo saindo da sala, e atendo o celular - olá, quem é?

- aqui é do agenda emprego, temos uma vaga de emprego pro senhor.

-a sim, uma ótima notícia - eu estava eufórico e muito animado, finalmente meu próprio dinheiro, mas é claro que eu não poderia demonstrar.

-o senhor passa aqui na agencia e daremos mais detalhes - desligaram sem eu conseguir responder.

Pulei no meio do corredor vazio muito animado, eu anida não acreditava que isso estava acontecendo. Fui entrar na sala mas o professor não deixou, já que eu 'estava eufórico demais pra ficar na aula'. suspirei e saí, indo direto pra agencia de emprego.

Chegando eu não parava de mexer, estava muito ansioso   com a minha imaginação à flor da pele, se daria aulas pra escolas pequenas, ou reforço e todos estavam vendo isso, eu estava pagando um grande mico em público. Quando eu percebi que estava sendo o centro das atenções, fiquei um pouco envergonhado e parei.

Saí da agência com todos os dados do meu mais novo emprego. Seriam aulas particulares, 6 vezes por semana , com uma carga horaria bem longa, o contratante ofereceu a casa pra eu residir, e o melhor de tudo, um salário bem gordo.
Passei onde era meu estagio falando que não poderia continuar porque tinha um emprego de longo período, eles aceitaram numa boa.

Pensando em como eu contaria para minha mãe da mais nova novidade, fui caminhando até chegar em casa

- maaaaaaaaeee - gritei correndo até a cozinha, pois tinha certeza que a acharia lá - mãe! eu consegui um emprego!

- e quando foi que isso aconteceu? não era pra tu ta na aula menino?! quer levar uma paulada?! - disse pegando uma colher de pau e levantando

- não mãe, calma deixa eu explicar - disse choramingando com as mãos cuzadas na frente do rosto

Expliquei tudo que tinham falado pra mim na agencia e seus olhos brilhavam muito e no final, ela chorou muito orgulhosa de mim, nem parecia querer me bater a momentos atrás.

-mas onde é isso ai, filho? - eu parei pra pensar e eu também não sabia. Pesquisei na internet e vi que era em uma outra cidade, fiquei bem triste - nagisa meu filho, ta tudo bem, você me visita quando der - ela sorriu singelamente e voltou a lavar a louça. - além do mais, você precisa a se virar sozinho, não acha?!

Subo pro meu quarto sem a responder, parecia que ela queria distância de mim,, me jogo na cama, bufo e fico pensando se eu realmente deveria aceitar esse emprego. Quando eu estava quase dormindo meu telefone toca, era a primeira vez que tocava duas vezes seguidas em um dia.

-olá, é o Nagisa Shiota? - um homem com voz engraçada fala.

-sim, quem é? - coço meus olhos e tento me concentrar na conversa

- pode me chamar de koro , sou o pai do aluno que vc irá dar aula, então, tudo certo pra amanha?

- amanha? como assim? - sim, agora eu acordei

-ue, fiquei sabendo que aceitou quando pegou os documentos na agencia

- ah...sim, mas eu tenho faculdade amanhã, além do mais não arrumei as coisas ainda.

-senhor nagisa, eu já falei com o departamento, você fará aulas a distancia com um computador de gravação, não se preocupe, sim sim?

- mas senhor... -ele me corta

-amanhã um dos meus carros te buscara as 8 da manhã, esteja pronto, sim sim?! - antes de falar qualquer coisa ele desliga o telefone na minha cara, as pessoas tem ficado cada dia mais grossos.

Eu não sei se estou preparado pra isso, será que realmente eu quero dar aula e essas coisas?

Coloco o celular na cadeira e viro pra dormir, mais um longo dia.

2 de Marzo de 2018 a las 08:42 0 Reporte Insertar 2
Leer el siguiente capítulo dois

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 7 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión