Focus On Me Seguir historia

naeptune 체리 🌸

Era aniversário de Wonho e tudo o que ele mais queria, era poder passar essa data ao lado da namorada. Apesar de imprevistos da sua vida de idol atrapalharem seus planos, o dia não acaba após a meia noite se ele não for dormir, não é mesmo?


Fanfiction Sólo para mayores de 21 (adultos). © All rights reserved.

#Romance #Erótico #Sexo #Aniversário #KPOP #Wonho #Monsta X #Shin Hoseok #Monbebe #Hot #Korea
Cuento corto
11
6842 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo Único

Para algumas pessoas, o próprio aniversário não passa de apenas mais um dia normal como qualquer outro. Mas para Shin Hoseok, a situação era diferente. Não apenas pelo fato de ser um idol de sucesso, mas desde pequeno, esta era uma data especial para ele.

— Amor, está tudo bem. Eu entendo. — você dizia repetidamente para seu namorado, que estava do outro lado do telefone, praticamente aos prantos — Eu tinha preparado algo, mas… Não, tudo bem! Wonho, acalme-se, isso não é o fim do mundo.

— É claro que é, S/N! Eu só comemoro meu aniversário 1 vez por ano e eu queria passar ao menos um pouco desse dia com você! E nem isso vou conseguir...

— Querido, nós podemos nos ver amanhã ou outro dia…

— Não é a mesma coisa. Droga! Eles tinham que agendar esses compromissos logo hoje? — ele reclamava sozinho, frustrado.

— Imprevistos acontecem. — você fala, suspirando. Também estava triste por não poder vê-lo naquele dia. Sentia saudade dele.

— Isso é injusto. Eu deveria ganhar o dia de folga! — ele reclama e você ouve alguém o chamar ao fundo — Aish… Eu preciso ir agora.

— Ok, cuide-se, está bem? Saia para comer algo com os meninos e se anime! É seu aniversário.

— Mas queria você aqui comigo… — ele murmura, dengoso. Você podia imaginar o tamanho do beiço que ele estaria fazendo naquele instante.

— Prometo que compenso você depois com muito amor e aconchego, está bem?

— Ok… — assente, emburrado — Amo você, S/N. Amo muito mesmo.

— Também amo você, meu Hoseok. Agora vai logo, para não levar bronca.

Você desliga e encara o embrulho do presente que havia comprado para ele em cima da sua mesa. Sim, namorar um idol nunca foi fácil e a cada dia longe dele apenas deixava as coisas ainda piores. Apesar disso, Wonho era realmente um namorado maravilhoso. Aquele homem que seus pais entregariam sua mão para casar sem pensar duas vezes. E talvez fosse apenas por causa dele, que você conseguia suportar todos esses obstáculos. Shin Hoseok era capaz de tudo por você, até mesmo mover montanhas se pudesse. E sabendo disso, você queria sempre fazer o mesmo por ele.

— Aish… Eu tinha até mesmo comprado uma lingerie nova para hoje… — você bufa, ainda frustrada por ter os planos cancelados.

— S/N? — você ouve duas batidas na porta do escritório, era seu chefe — Tivemos um problema com a Hye Jin e ela não poderá vir hoje para o turno da noite. E eu tenho uma reunião em Incheon para comparecer em algumas horas, então…

— Está bem, eu fico. — você fala, desanimada.

— Obrigado. Eu lhe dou um dia de folga depois.

Seu chefe sai apressado e você espreguiça-se na cadeira. Sua noite já tinha ido por água abaixo mesmo, não custaria ficar até tarde trabalhando mais um pouco. Ao menos não ficaria depressiva em casa, pensando em seu namorado.

Era quase meia noite, quando Wonho encerrou a agenda do dia com os rapazes.

— Ei, se anime! Vamos sair para comer alguma coisa e comemorar seu aniversário de verdade agora! — Jooheon sugere, tentando animá-lo.

— Meu aniversário acaba em alguns minutos.

— Quem disse isso? — Hyungwon se intromete — Se você não dormir, ainda é seu aniversário.

— Que tipo de regra é essa? — Kihyun ri.

— O que querem comer? — Shownu pergunta, bocejando.

Mesmo cansados, eles ainda tinham energia para se divertir. Mas a mente de Wonho estava longe demais, não conseguia parar de pensar em você. Ele resolve lhe telefonar.

— Amor? Está em casa? — pergunta, ansioso.

— Oi amor. Não… Na verdade, eu estou saindo agora do escritório.

— Agora? Por quê? O que aconteceu?

— Uma funcionária faltou e fiquei para substituir o turno dela.

— Espere aí, eu estou indo te buscar.

Ele desligou e nem mesmo deu chance de você questionar. Correu para pegar seus pertences e ao passar pelos amigos apenas soltou um “tô indo ver a S/N, desculpa gente”. Os garotos apenas riram e soltaram piadinhas como “mete fundo!”, “manda ver Wonho!” e coisas do tipo, que o fizeram rir.

Você desligou as luzes de todo o escritório, trancou tudo e foi esperar por Wonho na frente do prédio. Alguns minutos depois ele chegou, estacionando o carro e descendo apressado. Você ficou surpresa com a atitude dele, afinal, imaginou que ele fosse estar ocupado.

— Oppa, aconteceu algum… — você ia perguntar, mas ele agarra sua cintura com força e a puxa para si, a beijando com urgência. Quando estavam quase sem fôlego, ele corta o beijo e encosta a testa na sua, acariciando seus lábios agora inchados e vermelhos, com o polegar.

— Hyungwon disse que se eu não dormir, ainda será meu aniversário… E tudo que eu mais preciso hoje, agora, é você.

— Acho melhor irmos logo para casa. — vocês trocam um sorriso malicioso e apressam-se para entrar no carro.

Chegando no apartamento, as mãos ansiosas dele começam a passear por seu corpo, lhe apertando. Ele começa a beijar seu pescoço, lhe provocando.

— Não, não, não… Sem provocações ainda! — você o interrompe.

— Waaaeee? — ele questiona, confuso.

— Você tomou banho na empresa, não é?

— Tomei, mas…

— Mas eu não. Então vá preparando a cama e espere eu tomar um banho rápido. Comprei algo especial para vestir hoje também.

— Aish… Você quer acabar comigo, não é? — ele passa as mãos nos cabelos, ansioso.

— É seu aniversário, não é? Tem que ser inesquecível. — você dá um beijo rápido nele e sai em direção ao banheiro, deixando um Shin Hoseok atônito e extremamente excitado no meio da sala.

Seu banho foi rápido, em 20 minutos, você já estava praticamente pronta. Olhou-se uma última vez no espelho para garantir, admirando seu corpo na nova lingerie. “Será que ele vai gostar?” — pensava consigo mesma, um pouco insegura.

Você abre a porta e ao sair, encontra Wonho usando apenas uma boxer preta e uma camisa social aberta. Ele abre um sorriso maravilhoso ao vê-la, era nítido o quanto estava satisfeito com a visão que tinha. A passos largos, ele aproxima-se de você.

Suas mãos grandes deslizam suavemente pelas laterais de seu corpo, causando-lhe um arrepio intenso. Ele aproxima o rosto da curva de seu pescoço e aspira seu perfume, quase embriagando-se com o aroma.

— Tão cheirosa… E sexy…

— Olha quem fala…

As mãos dele descem até sua bunda, apertando-a com vontade e lhe puxando de uma só vez para perto de si. Você arfa com o choque de seus corpos e um gemido involuntário sai de sua boca ao sentir o volume da boxer dele contra sua pele.

— Essa lingerie ficou linda em você, amor… Mas infelizmente, você não vai ficar com ela por muito tempo. — ele morde os lábios e você sente sua intimidade esquentar cada vez mais ao ver aquilo.

— Acho que você está falando demais hoje. — comenta, puxando os cabelos dele e o beijando com desejo.

Hoseok a pega no colo, sem interromper o beijo em momento algum e a leva até a cama, onde a deita gentilmente. Ele começa a beijar seu pescoço, intercalando os beijos com leves mordidas e chupões, que vão descendo pela sua clavícula, peitos, barriga… Até sua intimidade.

— Wonho… Quem tem que ganhar o presente hoje é você… — você fala dengosa, erguendo-se e acariciando o membro dele sobre o tecido da boxer. Ele automaticamente solta um gemido baixo com seu toque, mas tira sua mão de lá e a empurra novamente contra a cama.

— Achei que você fosse meu presente… — ele agarra suas coxas com força, deixando uma trilha de beijos na perna direita, indo novamente até sua intimidade — E sendo meu presente… Acho que posso brincar como quiser, não é?

Ele morde sua calcinha, retirando-a devagar. Era uma completa tortura visual para você. Sentia sua sanidade indo para os ares a cada olhar intenso que Wonho lhe dava, a cada mínimo movimento extremamente sensual e sexy feito por ele. DEUS, COMO ERA POSSÍVEL UM HOMEM DESSES REALMENTE EXISTIR?

Sem pudor algum, ele joga a pequena peça de tecido para longe e sorri com malícia ao admirar sua intimidade completamente exposta e vulnerável a ele. Devagar, ele começa dando alguns selinhos, apenas lhe provocando e a fazendo implorar por mais.

— Oppa… Por favor… — ele ri ao vê-la arranhar os lençóis da cama, em desespero.

— Sabe as regras, não é? — ele passa a língua lentamente de baixo para cima e você quase delira — Não segure esses gemidos, ou vou puni-la depois.

— M-Mas os vizinh… — você tenta argumentar, mas ele abocanha sua intimidade a chupando com vontade, lhe fazendo soltar um gemido alto.

Ah, sim… Wonho poderia ser doce, gentil e até mesmo parecer ingênuo quando você o vê à primeira vista, mas entre quatro paredes, parecia até mesmo outra pessoa. Ele transpirava sensualidade e conseguia levar você às nuvens facilmente.

Numa tentativa falha de conter seus gemidos altos, você mordia o travesseiro, arfando a cada movimento que a língua dele fazia em seu interior. Sabia que ele iria provocá-la ainda mais, como punição por conter sua excitação, mas não poderia deixar que os vizinhos a ouvissem. Já havia levado duas multas do condomínio naquele mês devido às visitas surpresas de Wonho.

— Você realmente vai dificultar, não é? — ele fala, limpando os lábios — Eu quero ouvi-la… Vamos… Geme para mim…

Ele pede, agora, penetrando-a com dois dedos e fazendo movimentos de vai e vem. Você joga sua cabeça para trás, extasiada com os toques dele. Estava tão molhada, tão excitada…

Você levantou-se e o puxou para um beijo, o surpreendendo. Ah, como amava beijá-lo… Aqueles lábios eram tão macios, tão quentes e irresistíveis.

— Minha vez.

E sem deixar que ele dissesse nada, você apenas inverteu as posições, o deitando na cama. Por alguns segundos, você ficou apenas admirando o homem maravilhoso deitado à sua frente. Ele era tão lindo. Cada curva, cada traço… Tudo nele a atraía de uma forma inexplicável. Ele deu um sorriso tímido, um pouco sem jeito pela maneira que você o encarava.

Então delicadamente, você deslizou seus dedos pela boxer dele, o fazendo arfar. Com cuidado, retirou a peça de roupa e ficou ainda mais excitada ao ver o membro dele. Tão duro, tão… Seu. Você o segurou e começou a massagear, fazendo movimentos de para cima e para baixo, cuspindo no mesmo para lubrificá-lo ainda mais. Sem interromper o contato visual com Wonho, você desce seu rosto devagar, dando um sorriso safado e deslizando sua língua por toda a extensão dele. Hoseok soltou um gemido alto, agarrando-se a cabeceira da cama.

— Você… É… Muito má, sabia? — dizia, ofegante.

Sem esperar mais, o abocanhou com vontade, chupando com gosto. Sentia-se incrível ao ver as reações que causava em seu namorado. Agora era a sua vez de o levá-lo a loucura. Você intensificou os movimentos com a boca e com as mãos, massageava as bolas dele. Estava tão quente… Wonho segurou seus cabelos, acalmando o ritmo…

— Eu não aguento mais. Preciso de você, S/N.

Ele a puxa a beijando novamente, deitando-lhe na cama e se posiciona entre suas pernas. Sentir o membro dele roçando contra sua pele apenas a deixava ainda mais ansiosa. Precisava dele. Precisava que ele a tomasse para si naquele instante.

— Wonho. Eu quero você, agora.

Ele sorri ao ouvir sua voz falha implorando e sem esperar mais, a penetra com força. Os dois gemem instantaneamente apenas desfrutando daquela sensação. Aos poucos, ele intensifica os movimentos, estocando cada vez mais rápido e mais forte. Você enlaça a cintura dele com suas pernas, o apertando ainda mais contra si e arranha suas costas, tomada pelo prazer. A melhor sensação do mundo com toda certeza poderia ser caracterizada como ter Wonho dentro de si. Ou talvez ouvir os gemidos dele em seu ouvido. Ah, era tão bom…

Novamente, ele inverte as posições e você fica em seu colo, rebolando oras lentamente, oras mais rápido, conforme sua vontade de provocá-lo. Adorava vê-lo perdendo a cabeça e lhe prensando ainda mais contra seu corpo. Poderiam ficar assim à noite toda.

— Mais rápido, amor… Estou quase… — você geme próxima ao ouvido dele, que prontamente, cede seu pedido e intensifica as estocadas.

— Se eu continuar assim… Não vou conseguir me segurar mais…

Ele lhe abraça com força, enquanto você agarra os cabelos dele e geme sem se importar com mais nada. Uma onda intensa de prazer os envolve, ele afunda o rosto na curva de seu pescoço e geme de forma gutural ao sentir o ápice lhes atingindo ao mesmo tempo.

Vocês deitam na cama, aconchegando-se um ao outro.

— Feliz aniversário. — você fala, sorrindo.

— Com certeza, o melhor aniversário...


{ FIM }

1 de Marzo de 2018 a las 21:43 1 Reporte Insertar 3
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
Alice Alamo Alice Alamo
"Olá! Notei que sua história é uma fanfic e, portanto, está na categoria errada do site. Fanfics devem ser postadas na categoria Fanfiction e os gêneros como romance, poesia, lgbt, etc, devem ser postados nas tags ;) Para alterar, basta ir em Editar configurações da história, ok?"
2 de Marzo de 2018 a las 03:47
~