Neko Seguir historia

ohhtrakinas Sasah Trakinas

Mesmo se quisesse, sua vida nunca voltaria ao normal depois de encontrar uma criança com orelhas e rabo de gato; imperativa...


Fanfiction Todo público.

##shonen-ai ##kuroko no basket ##KNB ##kise ##neko
Cuento corto
10
6770 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

one-shot

No meio do quarto, uma grande cama. Cama esta que estava sendo desfrutada por um corpo grande e pesado. O homem que a ocupava, dormia tranquilamente desfrutando seus sonhos mais profundos e confusos, como qualquer outro. Enquanto babava no travesseiro, olhos amarelos brilhantes o observava, como se fosse o atacar.

E que de fato iria...

De repente, o dono dos olhos brilhantes salta, revelando suas orelhas e rabos de gato.

Uma criança!

-AOMINECCHIIIIIIIII!!!!!

O sono do rapaz foi interrompido por um grito agudo, e atingido por um corpo mais leve e menor que o seu. A criança despenca em cima dele e o assusta, fazendo o acordar com brusquidão, sentindo o coração bater mais rápido, soar frio.

O maior cai no chão.

-Waaaahh, Kise! –Gritou Aomine, com as pernas na cama, mas o resto do corpo no chão. –O que diabos está fazendo!?

A criança de cabelos loiros e orelhas de gato, aparece de cima do colchão e o encara com um belo sorriso.

-Bom dia, Aominecchi!

Realmente, Daiki se perguntava todos os dias se seu coração era capaz de aguentar todos os sustos que levava logo pela amanhã. Faz um mal danado acordar dessa maneira!


[...]




Não se lembra exatamente que dia foi que achou aquela criaturinha, mas lembra que já vai fazer alguns meses, sabe-se lá quantos. Mas Satsuki deve saber melhor.

Aomine Daiki lembrava que achou aquela criança dentro de uma caixa de areia num parquinho, em um dia chuvoso. Estava chovendo bastante e a caixa de areia estava inundada. A criança, com os joelhos dobrados e rosto escondido entre os mesmos, permanecia no meio daquela caixa de areia inundada, sozinho.

O moreno achou estranho e se aproximou da tal criança. Chamou por ela, e ela o olhou, mostrando estar chorando. Seus olhos e bochechas estavam avermelhadas, e seu nariz também, mostrando um início de resfriado.

-Onde estão seus pais? –Perguntou um pouco alto para que o escutasse.

-E-eu não seei~ -Fungou.

Foi abandonado? Nesta chuva? Que crueldade...” –Pensou.

Não podendo deixar aquela pequena criança ali, teve que levá-la para casa. Quando chegou lá, descobriu que ela se chamava Kise, Kise Ryota. E ele era um garotinho muito alegre.

Mas acabou descobrindo mais algumas coisas sobre aquela criança. Depois que tirou a capa de chuva toda encharcada, mostrou que tinha orelhas e rabo de gato.

Aquele garotinho desde o momento que o encontrou só vem o surpreendendo.


xXx


-Então... Era pra ser um experimento científico?

-Não “era”, é! É um experimento cientifico! –Afirmou mais uma vez, o loiro.

Aomine estava tentando entender do por quê aquele garoto tinha orelha e rabo de gato. O moreno estava jogado no sofá, e o garoto estava sentado no chão a sua frente.

-Mas qual era o objetivo de fazer você desse jeito?

-As pessoas que me criaram falavam umas coisas muito confusas, algo como barriga de aluguel, espermatozoide, cromossomos e outras coisas.

Lógico que não entendeu, isso não é coisa pra criança entender!”

-Eles diziam que eu era a criação perfeita... Mas aí teve aquele dia que me abandonaram, não sei porquê... –Disse meio triste.

Daiki não estava com paciência para investigar a fundo sobre a existência daquela criança. Era bem estranho encontrar um “humano” com orelha e rabo de gato. Mas percebia ele, que Kise, apesar de ter esses mínimos detalhes de diferença, continuava sendo uma criança normal. Era brincalhão, agitado e curioso. Também era bastante grudento consigo e irritante.

E dizia que o amava. Direto...

-Criação perfeita, é? –Disse.

-Uhum! –Confirmou balançando a cabeça e dando um sorrisinho.

-Hm...

Graças a isso, o moreno começou a pensar em todas as coisas que Ryouta já fez por ele. O garoto já tentou fazer um almoço! Mas misturou várias coisas com peixe. Aquilo virou uma gororoba nojenta. Lembrou da vez que o mesmo já derramou leite na mesa, e quando Aomine voltou com um pano, Kise já estava limpando... Mas com a cueca dele. E o que dizer da vez que ele tentou lavar a louça sozinho? Metade dos pratos foram quebrados.

Eu quero ser a esposa do Aominecchi!”

-Mas você não é perfeito. –Murmurou.

-AOMINECCHI!


XxX


-A-O-MI-NE-CHIII! –Cantarolou Kise se aproximando da sala, chamando o moreno que estava mais uma vez deitado no sofá assistindo TV.

O sofá era o lugar que sempre Daiki estaria. Era um preguiçoso maldito.

-O que é Ki-PFUUUUUSSHH!!! –Cuspiu todo o café que estava tomando.

Aomine se surpreendeu com que viu. Ryouta estava vestindo uma roupa de Maid com vários laçinhos e babadinhos.

-Gostou? –Girou o corpo com os braços abertos e parou fazendo uma pose.

-O-ONDE ACHOU ISSO?

-A Momoicchi que me deu! Momoicchi passou aqui em casa mais cedo quando Aominecchi estava dormindo. Momoicchi também me deu um vestido e várias outras roupinhas.

O loirinho realmente havia ficado muito fofo com aquela roupa, mas Aomine não falaria aquilo. Jamais.

-Por algum acaso ela sabe que você é um garoto?

-Momoicchi disse que meninos da minha idade são fofos com roupas de meninas. –Disse alegremente. Era tão inocente.

-Ela é psicopata, Kise, nunca confie na Satsuki...

-Hm... Então eu vou tirar? –Perguntou meio cabisbaixo, com as orelhas baixas.

-NÃO, NÃO TIRE! –Falou um pouco alto, desesperado.

Daiki não percebeu, mas seu nariz estava vermelho, prestes á sangrar.

-Continue vestido desse jeito... De preferência para sempre... –Disse de forma firme.

E seu nariz sangrou.


XxX      

1 de Marzo de 2018 a las 12:47 1 Reporte Insertar 3
Fin

Conoce al autor

Sasah Trakinas Alcoólatra triste.

Comenta algo

Publica!
Rosada LoconaDeToddy Rosada LoconaDeToddy
"De preferencia para sempre" Hueheuheuehuehuehuehuehuehue
2 de Marzo de 2018 a las 11:49
~