luasama Luanna Haghatha

Naruto Uzumaki teve seu coração partido em Osaka, cidade onde morava, e para fugir de toda aquela dor voltou para Konoha, que era sua cidade-natal, para morar com o tio e o irmão mais velho. Lá reencontra muitos amigos, dentre eles seu melhor amigo de infância, Sasuke Uchiha quem não via há mais de 10 anos. Sasuke sente a dor do antigo amigo e resolve o alegrar, com o tempo acaba querendo ele mesmo ser um dos motivos para que Naruto fosse feliz ao apaixonar-se pelo Uzumaki. Em claro conflito emocional e psíquico, Naruto tenta reencontrar o gosto pela vida apoiando-se em Sasuke, mas notou que o Uchiha estava muito diferente daquilo que se lembrava, agora era egoísta, rebelde, egocêntrico e incrivelmente sexy...


Fanfiction Sólo para mayores de 18.

#LGBT+ #shounen-ai #SasuNaru #lemon #yaoi
101
10.0mil VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 10 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Voltando pra casa

 O coração dele batia com tanta força que chegava a lhe causar dor, sentia as mãos suarem, as pernas bambas e o estômago revirar, precisou de alguns segundos para assimilar o que ela tinha lhe dito de forma tão simples. Por acaso tinha se esquecido que ele tinha um coração? Até uma semana atrás ela o amava, até uma semana atrás ela dizia que ele era o único em sua vida e agora...

- Por quê? – sussurrou com voz fraca, era tudo o que queria saber, tudo o que precisava saber.

- Eu sinto muito, Naruto-kun, não queria que fosse assim, mas não posso mais levar isso adiante. – as lágrimas desciam pelo rosto dela – Estou apaixonada por ele, não sei como começou, mas...

- E precisava me trair? – a voz dele saiu mais alto do que ele desejava – Eu sempre te amei, te respeitei... Eu faria tudo por você, Hinata! Como pôde me trair com aquele esquisito?!

- Gomèn, Naruto... – a voz dela era um sussurro fraco – Você sabe que meu pai sempre quis que eu ficasse com o Toneri por causa da empresa...

- E você mais uma vez cedeu à vontade do seu pai. – Naruto engoliu o choro preso em sua garganta – Você é tudo o que ele sempre disse, é fraca, impressionável e agora... também é uma vadia. Nunca mais me procure, Hinata, eu odeio você!

Naruto saiu correndo da cafeteria onde a encontrara, pegou o metrô e foi pra casa, ignorou a mãe e subiu para o quarto onde se trancou e finalmente se permitiu chorar. Horas depois a mãe bateu na porta tentando obter informações, ao falhar mandou o pai que também não conseguiu nada.

Os dias foram se passando e Naruto se afundou de vez na depressão, contou para os pais o que estava acontecendo para que eles parassem de incomodar, mas não funcionou, Kushina e Minato se preocuparam com o filho mais novo, tentavam conversar com ele, mas o menino não queria, na verdade não queria mais nada, a dor era imensa e tudo o que seus pais tentavam apenas fazia seu sofrimento aumentar.

Não conseguia acreditar que Hinata o tinha traído, ele sabia que Toneri, um cara estranho que trabalhava na empresa do pai de Hinata, dava em cima dela, sabia também que Hiashi Hyuuga o pai de Hinata aprovava isso por nunca ter gostado de Naruto, mas nunca achou que a puritana Hinata fosse partir seu coração assim.

- Já chega, Naruto! – Kushina soltou em voz alta – Eu não aguento mais te ver assim!

- Me deixa em paz, okaa-san. – gemeu o loiro.

- Não podemos mais aceitar isso, meu filho. – Minato se sentou na cama.

- Nós contamos isso pro Deidara e pro seu tio e eles acharam melhor você ir passar um tempo em Konoha com eles. – Kushina contou – Eu não queria concordar com isso, mas a situação será bem pior quando o ano letivo começar e for obrigado a conviver com aquela garota.

Voltar pra Konoha? Depois de dez anos aquele lugar devia ter mudado muito, mas mesmo assim não era a maior aspiração de Naruto. Mas o que podia fazer? Não conseguia nem pensar em Hinata sem querer chorar, conviver todos os dias com ela seria suicídio! Além do mais, seu irmão e seu tio moravam em Konoha, sentia falta de Deidara que estava no terceiro ano de Arte na Universidade de Konoha, seria uma boa rever seu tio Kakashi também.

- Está bem. – sussurrou – Eu volto pra Konoha.

...

Naruto Uzumaki tinha dezessete anos e estava em seu ultimo ano escolar, nascera em Konoha, mas aos sete anos fora embora com os pais para Osaka onde as oportunidades para a empresa eram maiores. Agora retornava pra pequena cidade apenas para fugir da garota que partira seu coração e destruíra sua alma, sentia-se fraco e covarde, mas era isso que o amor fazia com um homem e por isso o jovem Uzumaki jurou que nunca mais amaria de novo.

...

Naruto acordou quando o avião pousou em Konoha, queria ter visto sua cidade natal de cima, mas seu pânico por altura não lhe permitia. Passou os dedos nos cabelos dourados e colocou uma bala de menta na boca, pegou sua mochila e desceu do avião, pegou o restante de suas malas e colocou-as em um carrinho, saiu andando pelo portão.

-NARUTO!!! – o loiro se virou encontrando seu irmão vindo correndo, Naruto não via seu irmão mais velho há três anos desde que o mesmo tinha entrado na faculdade, estava mais alto, seus cabelos loiros estavam maiores também, Deidara abraçou o irmão mais novo o retirando do chão – Você continua baixo, hm.

- Me larga, idiota! – disse Naruto sorrindo – Que saudade, Deid!

- E do seu tio preferido? Não tem saudade? – Kakashi o loiro não via há muito mais tempo, dez anos no mínimo, não tinha mudado ainda era um homem alto e forte, os cabelos prateados ainda eram irregulares e ainda usava aquela máscara pra esconder o rosto. Naruto o abraçou com força.

- Claro que sim! – disse o loiro.

- Bom, vamos pra casa posso ouvir seu estomago roncar daqui, Otouto. – o mais velho colocou o braço sobre os ombros do menor deixando as bagagens para Kakashi.

...

Naruto dormiu um pouco, gostou da casa do tio, seu quarto era espaçoso e aconchegante. Ao acordar tomou um banho delicioso e demorado saiu do banheiro vestindo uma cueca cinza, Deidara entrou sem bater.

- Deidara! Eu podia ta pelado! – queixou-se.

- Como se fosse a primeira vez que eu vejo o Naruto Júnior. – ele revirou os olhos – Se apronta, quero te levar pra jantar.

- Ainda são 17 horas. – disse o mais novo.

- Você é mais moça que eu, hm. – o loiro colocou as mãos na cintura – E eu vou dirigir.

- Pelo Rikudou, vou de taxi. – disse Naruto – Me manda o endereço.

- Vamos jantar na casa do meu namorado e do namorado do Kakashi. – disse Deidara meio desconcertado.

Quando Deidara se assumiu gay assim como Kakashi foi um tabu não discutido em casa por um tempo, mas depois os pais do loiro acabaram aceitando e apoiando o mais velho, porém Deidara nunca tinha falado sobre isso com Naruto, achava que o loiro mais novo não o aceitaria, mas para Naruto isso era muito normal.

- Manda o endereço do seu namorado por mensagem e eu vou, quero dar uma olhada em Konoha, ver se mudou alguma coisa... – Naruto teve um estalo – Você e o Kakashi oji-san namoram o mesmo cara?

- Claro que não, hm. – o mais velho revirou os olhos – Meu namorado é sobrinho do namorado do Kakashi, eu hein.

Naruto riu do irmão.

...

Fazia calor, era o final do verão logo as férias terminariam e as aulas começariam, Naruto optou por calça jeans escura, all star preto e uma camisa laranja, andou um pouco pelas ruas, tentou se lembrar delas, mas falhou, foi quando chegou a uma loja de conveniência que conhecia, sorriu ao se lembrar das vezes que Minato levava ele e Deidara para comprar doces depois da escola, sua boca se encheu de água ao pensar nos caramelos que tanto amava, mas que não existiam em Osaka.

Adentrou a loja maravilhado com o jeito que tinja se modernizado, estava tão animado que pegou as caramelos e se virou rapidamente se chocando com alguém, suas balas caíram no chão assim como as do cara em quem bateu, envergonhou-se e se abaixou imediatamente para pegar os dois pacotes, reconheceu o outro saco, balas de hortelã e chocolate, eram terríveis e Naruto só conhecia uma pessoa que gostava daquilo.

- Naruto?

O loiro se levantou dando de cara com ele, foi impossível esconder o sorriso, mesmo dez anos depois podia reconhecer aqueles olhos ônix, estava mais velho e tinha os mesmos cabelos espetados, porém agora com a franja cobrindo uma boa parte do rosto, ele deu um meio sorriso.

- Oi, Sasuke. – disse ele ainda sorrindo – Ainda essa coisa horrível?

- Ainda caramelo? – o moreno pegou suas balas – O que está fazendo aqui?

- Doce como sempre. – ironizou o Uzumaki – Também senti sua falta, Teme.

- Você me conhece, Usuratonkachi. – disse ele revirando os olhos.

- Eu moro aqui agora, eu moro com meu tio Kakashi. – disse começando a andar.

- Só você pra sair desse buraco e voltar. – disse Sasuke.

Passaram no caixa e pagaram suas balas, saíram da loja e começaram a andar pela calçada.

- Achei que sairia daqui. – disse o loiro.

- O Itachi ainda é meu responsável, mas quando fizer dezoito saio desse lugar. – disse o moreno – Mas e você, Dobe? Por que voltou?

- Osaka não era mais o meu lugar. – não conseguiu esconder a dor em sua voz. Seu celular vibrou, era a mensagem de Deidara com o endereço, o loiro olhou em volta, parecia perdido – Teme, onde é o ponto de ônibus?

Sasuke olhou o visor do celular do loiro e riu rapidamente.

- É aqui perto, eu conheço. – disse o moreno – Vem comigo.

Começaram a andar, Sasuke ficou em silêncio mastigando suas balas terríveis, Naruto se lembrava muito bem do moreno, o conheceu ainda na escola primária, tinha cinco anos quando esbarrou nele e os dois começaram a se bater, odiaram-se por muito tempo, mas se aproximaram e se tornaram melhores amigos, se despedir dele foi a pior coisa que um garoto de 7 anos podia fazer.

Estava diferente, seu andar tinha uma essência sombria e ele parecia ainda mais sério, o antigo Naruto teria feito alguma coisa, porque aquele Naruto era alegre e acreditava que todos deviam ser também, mas aquele Naruto tinha morrido. No fundo o loiro agradecia por Sasuke ser silencioso e sem senso de humor.

Reconheceu a casa pelo carro de Deidara na frente, era a melhor da rua, dois andares e muitas janelas, provavelmente possuía piscina e área de lazer, achou que Sasuke fosse se despedir, mas o moreno o seguiu até a porta.

- Obrigada, mas não precisava me trazer na porta, Sasuke. – disse Naruto, Sasuke deu um sorriso travesso.

- Eu insisto. – disse ele.

O loiro tocou a campainha e se aprumou, um homem abriu a porta, era jovem devia ter no máximo 22 anos, cabelos negros longos presos em um rabo de cavalo baixo, tinha marcas de expressão no rosto que demarcavam sua beleza, tinha olhos negros como os de Sasuke, na verdade eram muito parecidos.

- Por que simplesmente não abriu a porta? – perguntou o mais velho para Sasuke.

- É a sua casa. – acusou Naruto recendo um sorriso perverso de volta.

- Naruto? – o mais velho sorriu – Entra, por favor.

O loiro entrou encontrando Kakashi e Deidara no sofá, Deidara se levantou e andou até o irmão, parou ao lado do moreno.

- Naruto, esse é o Itachi, meu namorado. – disse ele.

Naruto notou que ambos pareciam um pouco tensos com a situação, achou besteira e logo estendeu a mão para Itachi que a pegou sorrindo.

- Você é mais bonito que o Teme. – brincou e ele riu.

- Concordo, hm. – Deidara riu alto.

Um homem saiu do corredor, também tinha cabelos espetados e olhos negros, sorriu para Naruto e se aproximou.

- Como vai? – perguntou apertando a mão do loiro – Uchiha Obito.

- Uzumaki Naruto. – disse ele – Muito bem, Obrigado. É o namorado do meu tio?

- Bom, um dos namorados pelo menos. – brincou, Kakashi andou até ele e selou seus lábios – Você é único pra mim, baby.

- Ele diz isso pra todos. – disse Obito – Venha, Naruto, a mesa é por aqui.

Sentaram-se a mesa, Naruto ao lado de Sasuke, o jantar estava maravilhoso, a melhor coisa que Naruto comera em dias, a sobremesa foi sorvete e depois sentaram-se na sala, Sasuke ficou o tempo todo no celular e de vez em quando soltava um característico “tsc”.

- Por que não disse que meu irmão namorava com o seu? – perguntou Naruto.

- Você não perguntou. – foi ríspido.

- Como é a escola? – quis saber.

- Ele saberia se fosse pra escola. – disse Itachi olhando o irmão mais novo.

- Não enche, nii-san. – murmurou – É normal, gente chata, matéria chata... o de sempre.

Naruto notou que o moreno não estava muito afim de conversa, perguntou-se o que havia naquele celular que precisava de tanta atenção, eram amigos que não se viam há uma decada e o moreno nem o olhava, entristeceu-se, mas ficou em silêncio.

...

As batidas na porta acordaram Naruto, ele levantou a cabeça um pouco confuso sobre onde estava e até quem era, ao se estabilizar bufou, odiava ser acordado, ainda mais com tanta pressa.

- O café ta na mesa, Otouto, hm! – gritou Deidara ainda batendo na porta – Não quer que eu te traga na cama, quer?

O mais novo revirou os olhos e se levantou, foi ate o banheiro onde fez suas higienes. Desceu sentando-se a mesa.

- Quais são os planos pra hoje? – Kakashi perguntou.

- Ficar em casa. – respondeu.

- Ah, não! Te tirei de Osaka pra te tirar da depressão, hm. – disparou o loiro mais velho – Está na hora de superar, Hinata era bonita, mas não é a única boceta no mundo não.

- É por isso que passo longe me mulher. – soltou Kakashi.

- E se o Itachi te traísse? – Naruto encarou o irmão.

- Eu tiraria um dia para a fossa, depois ficaria bem gostoso e pegaria o primeiro boy na balada, hm. – jogou os cabelos.

A campainha soou e Kakashi foi abrir, poucos minutos depois voltou trazendo Sasuke junto, o moreno estava usando calça jeans preta e camisa azul, estava lindo... espera, o que?

- Ohayou, Sasuke-kun. – disse Deidara – O que faz aqui, tão cedo?

- Vim levar o Naruto pra dar uma volta. – disse ele de forma seca – O que acha, Naruto?

- Obrigado, Sasuke, mas não to animado. – disse Naruto.

- Nada disso, hm. – Deidara interveio – Ele aceita, ta precisando ocupar a cabeça com outras coisas pra esquecer certa peituda. Já pro banho, Naruto.

- Você ouviu, Usuratonkachi. – Sasuke enfiou as mãos nos bolsos.

- Are, Are. – colocou-se de pé – Eu saio com você, Teme.

1 de Marzo de 2018 a las 05:07 5 Reporte Insertar Seguir historia
12
Leer el siguiente capítulo Emo ou gótico suave?

Comenta algo

Publica!
RM Rômulo Matheus
EU MORRI PROCURANDO ESSA FANFIC NO SPIRIT, ELA É A MINHA FANFIC FAVORITA AAAAAAAAAA
November 22, 2019, 09:57
Alice Alamo Alice Alamo
Olá! Notei que sua história é uma fanfic e, portanto, está na categoria errada do site. Fanfics devem ser postadas na categoria Fanfiction e os gêneros como romance, poesia, lgbt, etc, devem ser postados nas tags ;) Para alterar, basta ir em Editar configurações da história, ok?
March 01, 2018, 16:02

Sinon San Sinon San
Sinon - SOCORRO vo infartar ( *-*) San - Ja chamo de bonito no primeiro cap que esso narutinho Sinon - Ja apaixono e nem sabe kkkk San - Por favor continue to super curiosa
March 01, 2018, 06:28

  • Luanna Haghatha Luanna Haghatha
    Já tá querendo e não tá nem ligado hahaha Continue comentando ajuda muito! BJS March 01, 2018, 16:38
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 14 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión

Historias relacionadas