Um Verão Na Quinta Seguir historia

nyuxiee Nyuxiee Manami

Após o o fim do casamento dos seus pais, Sakura nunca mais quis contacto com o seu pai, evitando-o sempre que pudesse quando este a visitava a si e ao seu irmão mais novo, Yuri. Cansada do comportamento da filha, a mãe de Sakura decide deixar os filhos com o pai durante o verão. Esta que só queria se divertir com os amigos fica chateada com a situação. Afinal quem é que gostaria de passar o verão numa quinta? Sakura só não sabia que ia descobrir a beleza do primeiro amor, quando conhece Sasuke. ✶ Fanfic inspirada no livro "A Última Música"


Fanfiction No para niños menores de 13.

#Sasuke #SasuSaku #Sakura
7
6.8k VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 30 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo 1

Um Verão Na Quinta

Fanfic de: ~Nyuxiee

Capítulo 1

Ainda não conseguia acreditar que a sua própria mãe estava a fazer-lhe aquilo. Esta tentava acalmar-se enquanto que olhava pela janela do carro. A viagem de carro seria longa. E ter o seu irmãozinho ao seu lado sempre pronto para irritá-la tornava tudo pior. Não se enganem. Ela amava muito o seu irmão. Mas ele conseguia ser muito chato quando queria. O nome de Yuri havia sido escolhido por ela. Os seus pais não sabiam mas 'Yuri' tinha um significado especial. Significava 'Pequeno Agricultor'. Ela havia escolhido este nome por causa do seu pai que adorava agricultura.

Na altura Sakura era muito ligada ao seu pai. Agora era o contrário. Afastaram-se depois do divórcio. Sakura só tinha doze anos quando eles se separaram. Ela nunca soube o motivo do fim do casamento deles. Só se lembrava de ver o seu pai fazer as malas, despedir-se para depois sair de casa sem nenhuma justificação. Dois meses depois daquilo, ele visitou-os. Mas a pequena não o quis ver. Esta apenas permaneceu aquele dia trancada no quarto. E assim continuou o ciclo, ele visitava-os e ela trancava-se no quarto.

Dois anos depois, após mais uma das suas visitas, Sakura encontrou a sua mãe chorando no quarto. Logo soube o motivo quando Yuri falou de Shizune, a nova namorada do pai. Após aquela notícia, as visitas tornaram-se raras e curtas. Sakura ficou agradecida por isso. Afinal, era aborrecido estar trancada no quarto. Yuri era o único que sentia falta do pai, mas com o novo namorado da mãe, Jiraya este não tinha nem tempo para pensar no progenitor. Sakura e Yuri adoravam Jiraya e o sentimento era recíproco. Faziam tudo juntos. Parecia que Jiraya havia substituído Kakashi. Numa das visitas, Kakashi conheceu Jiraya. E não teve uma boa impressão dele. Não eram ciúmes da ex-esposa ou algo do tipo. Mas sim dos filhos. Eles pareciam muito intímos, até Sakura se mostrou presente quando ele esteve lá em casa.

Eles estavam felizes. Mas após mais um pedido de Kakashi, Tsunade decidiu ter compaixão e deixá-los ficar com ele este verão. E agora com quinze anos, quase dezasseis, Sakura se dirigia à quinta do pai.


"— Eu acho que é uma boa ideia, Sakura. O teu pai sente falta de ti. E sei que lá no fundo, tu também sentes. Estás sempre a evitá-lo quando ele vem nos visitar. Isto não pode continuar assim."


Podia continuar assim, sim. Já não falava com ele há quatro anos, e poderia muito bem continuar assim por muito mais tempo. Ela não precisava dele. Confessa ter sentido falta dele nos primeiros meses, mas as lembranças do que ele havia feito acabavam logo com o sentimento de saudade. Não o conseguia perdoar por ter feito o que fez.


— Sakura anima-te um pouco. Já faz algum tempo que não o vês. — Falou Tsunade enquanto que prestava atenção na estrada.

— Estou ansioso para ver o pai. Estou com muitas saudades dele. — Disse o mais novo enquanto que desligava a consola de jogos.

— Ele também tem saudades tuas. — Respondeu para depois corrigir-se. — Dos dois.

— E tu, Sakura? Também não sentes saudades do pai? — Perguntou Yuri animado.


Sakura não se limitou sequer a responder. Apenas virou a cara para o lado da janela mais uma vez.

Yuri soltou um suspiro com o comportamento da irmã.


— Mãe, ainda vai demorar muito? — Perguntou Yuri impaciente.

— Só mais um pouco, está bem? Estamos quase lá. — Respondeu sorrindo levemente.

— Ela também vai estar lá? — Murmurou baixo.

— O quê, filha? Não consegui te ouvir.

— Eu perguntei se ela vai estar lá? — Repetiu a pergunta.

— Acho que sim. Afinal eles estão juntos.

— Ela quem, mãe? — Perguntou Yuri confuso.

— A namorado do nosso querido pai. — Ironizou Sakura.

— Sakura, deixa-te dessas coisas. Já passou. Promete-me que vais te comportar quando lá chegarmos.

— Mãe! — Reclamou olhando-a com o cenho franzido.

— Sakura.

— Mas ... — Foi interrompida mais uma vez.

— Mas nada, Sakura! Promete-me.

— Está bem. Eu prometo. — Resmungou chateada.

— Obrigada, querida.

— Falta pouco tempo para o teu aniversário Sakura.

— E quantos anos fazes mesmo? — Perguntou esquecido.

— Dezasseis. — Respondeu enquanto que lia as mensagens das amigas desejando-lhe umas boas férias. — Imagino que não vais estar cá para festejar, mãe?

— Achas mesmo isso? É óbvio que eu vou estar contigo no teu aniversário. E o Jiraya também.

— Sakura tens tanta sorte de fazeres anos enquanto que estivermos aqui com o pai. Vais poder festejar com os dois. E com o Jiraya também.

— Sim, muita sorte. — Ironizou mais uma vez.


Eles já haviam passado pelos portões da quinta, então não demoraria muito até pararem. Sakura até conseguia ver a casa do seu pai se aproximar cada vez mais. Ao chegarem mais perto viu duas figuras. Uma delas era o seu pai. E a outra era uma mulher. Provavelmente Shizune. Quando Tsunade estacionou o carro, Yuri abriu a porta do carro e correu para perto do seu pai para depois saltar e abraçá-lo. Kakashi ajoelhou-se para conseguir abraçá-lo melhor.


— Tive muitas saudades tuas, pai.

— Eu também, filho.

— Quem é ela? — Perguntou Yuri olhando para a mulher ao lado deles.


Kakashi levantou-se separando o abraço para depois falar:

— Esta é Shizune. A minha namorada.

— É um prazer conhecê-los.


Sakura havia ficado encostada ao carro ao lado da mãe.


— Mãe, temos pouco tempo. Mas ainda dá para voltarmos para casa. Deixamos Yuri aqui. Ele com certeza não vai se importar.

— Sakura para com isso.


Kakashi aproximou-se delas e cumprimentou Tsunade para depois dirigir toda a sua atenção a Sakura.


— Olá, flor. — Cumprimentou com o apelido carinho que usava quando ela era mais nova.

— Olá. — Murmurou indiferente.


Kakashi abraçou-a hesitante. Sabia que a filha continuava zangada com ele. Então tinha que ter cuidado com a maneira que agia perto dela. Talvez com sorte, ela conseguisse perdoá-lo.

Sakura não o abraçou de volta, mas também não o afastou.


— Espero que não se importem de passar este verão comigo. — Falou Kakashi.

— Claro que não. Vai ser tão divertido. — Respondeu Yuri trocando sorrisos com o pai. — Não é Sakura?

— Sim, divertido. — Murmurou.

28 de Febrero de 2018 a las 17:29 2 Reporte Insertar 0
Continuará… Nuevo capítulo Cada 30 días.

Conoce al autor

Nyuxiee Manami Olá ♥ E sejam bem-vindos ao meu perfil. Sou uma leitora, devoradora e escritora de fanfics SasuSaku :3 Se tiveres uma fic com o meu OTP, podes divulgá-la porque provavelmente estarei no tédio, já que sou uma viciada ashasuahsahs. Dá uma vista de olhos pelas minhas fics, talvez até gostes de uma c: Beijoos >3<

Comenta algo

Publica!
Alice Alamo Alice Alamo
Olá! Notei que sua história é uma fanfic e, portanto, está na categoria errada do site. Fanfics devem ser postadas na categoria Fanfiction e os gêneros como romance, poesia, lgbt, etc, devem ser postados nas tags ;)
1 de Marzo de 2018 a las 09:48

~