Tudo o que eu sempre tive Seguir historia

sakeria Mery Francys

Pois no fim eu descobrir que ela era tudo o que eu sempre tive.


Fanfiction Todo público. © Os personagens pertencem a Masashi Kishimoto 💖. Também todos os créditos da capa a Lena Kamphuis que fez essa maravilhosa edição, e a artista maravilhosa da fanart, Steampunkskulls

#sasusaku #conectados #sentimentosdesasuke #mangácap685
Cuento corto
5
6805 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo único


Eu tinha ouvido a voz de Sakura, soava aflita e preocupada, e apesar de tudo, eu tinha que adimitir que saber que ela ainda se importava comigo, era muito bom.

E então eu os vi, era ela e Obito. Sakura parecia ferida e muito cansada, com certeza seu chacra já se esvaia. Sem pensar duas vezes, me teletransporto e a seguro por trás, eu nem me dei conta direito do que fazia, simplesmente me mexi quando a vi tão fraca, precisando de ajuda, não queria que ela caísse. Era estranho que naquele momento, eu me sentia como quando tínhamos 12 anos, quando em minha luta contra Gaara, mesmo ferido e com muita dor, fiz de tudo para pegá-la antes que ela caísse no chão.

E como antes talvez ela ainda me ame, será? Minhas duvidas se foram, quando nossos olhos se encontraram e ela me olhava como antes, com preocupação e amor, era sempre assim quando nós nos olhávamos, havia sempre sentimentos enterrados que lutavam diariamente para saírem, porém ao invés de sair pela minha boca, as palavras que eu poderia proferir á ela, iam aos meus olhos e eles falavam por si só. E era bem melhor assim, era bem mais simples.

Vi que seu rosto estava pálido e cansado, e em meu interior me senti preocupado, preocupado mesmo que eu continuasse com meu rosto sem emoção.


E sei que quando ela olhou em meus olhos, conseguiu enxergar isso, pois só ela pode ver tudo que se encontra dentro deles, só ela pode ver o que ninguém mais pode e no fundo, Sakura sabia disso.

Ela estava tão fraca, decido então pegá-la em meus braços.

Tão linda.

Seu cabelo agora se encontrava bem maior. Sua beleza tão estonteante. Seus olhos verdes tão cheios de sentimentos, e parte deles eram/são meus.

Meus.

Só meus, sei que isso soa egoísta, e de certo modo eu sou, sou egoísta.

Afinal eu a deixei há anos atrás, mesmo ela tendo me implorado para ficar. Mas se eu não tivesse ido embora, certamente não teria descoberto toda a verdade sobre o meu clã.

Mas o fato é que agora, olhando bem no fundo de seus olhos, eu sinto que posso ser feliz novamente.

Pois no fim somente ela sempre esteve lá para mim, em todos os momentos. Mesmo nos mais terríveis.

“Pois no fim eu descobri que ela era tudo o que eu sempre tive.”

28 de Febrero de 2018 a las 12:37 0 Reporte Insertar 3
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~