Meu namoro não abusivo Seguir historia

larivalk Larivalk .

Bakugou já estava exausto dos problemas em seu relacionamento que todos chamam de abusivo, mesmo sendo uma mentira óbvia, mas todos o culpavam por essa mentira, sendo que nenhum deles sabia que se existisse um relacionamento abusivo, Midoriya Izuku e o vício no jogo online chamado de League Of Legends seriam os culpados.


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 21 (adultos).

#LOL #Boku no Hero Academia (My Hero Academia) #Bnha #Midoriya Izuku #Bakugo Katsuki #BakuDeku #Boku no Hero Academia #My Hero Academia
29
7.1mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

1

Bakugou estalava a língua irritado, já perdera a conta de quantas vezes havia mandando uma mensagem para o namorado querendo sua atenção e o mesmo simplesmente dizia que estava jogando e no momento estava ocupado. Aquilo era completamente ridículo, só que amava tanto aquele maldito esverdeado que simplesmente não terminava.

Então seu celular vibrou fazendo com que ele pegasse o mesmo para ver, estava assistindo um filme que ele sabia que acabaria chorando já que o filme era de cachorro, ele odiava filme de cachorro já que o animal sempre acaba morrendo.

Bucetudo (Deku): Pronto, amor, agora posso conversar. Como foi seu dia?

O loiro estalou a língua novamente começando a digitar, enquanto rosnava ao se lembrar do apelido ridículo que o mesmo colocara em seu contato.

BundaTop(Kacchan): Então agora eu existo, não é, Deku? Seu pedaço de merda que eu devia jogar no esgoto pra viver junto com outras merdas.

Bucetudo(Deku): Não fica assim, eu te avisei que estava jogando, a culpa não é minha que por algum motivo você gosta de atenção quando eu tô ocupado. E você não tá vendo aquele filme na TV do cachorro, não é? Sabe que tu vai chorar no final dele.

BundaTop(Kacchan): Lógico que não, cê devia tá aqui comigo seu filho da puta, a gente é praticamente vizinho e você nunca vem me visitar! Hoje eu ouvi que nossa relação era abusiva… ABUSIVA! Por minha causa, vai se fuder, se for pra ser abusivo é tudo culpa sua.

Bucetudo(Deku): Deve ser esse seu linguajar em público que cria essa imagem… E por quais motivos seria abusivo por minha causa? Não tem sentido nenhum.

BundaTop(Kacchan): Todo mundo fala que essa porra de relação é abusiva, só por você viver cheio de roxo… Ah, se eles soubessem o quanto você geme e grita pedindo aquelas porras. Esses filhos da puta acha que qualquer coisa é abusiva.

Imagem de um Gif aleatório de ódio.

Bucetudo(Deku): Ignora, sabe como as pessoas de hoje em dia não sabem diferenciar um relacionamento normal com um abusivo. E se tu quiser, eu vou aí na sua casa agora… Mesmo já sendo de tarde.

BundaTop(Kacchan): Não quero mais, tu não preferiu aquela merdinha de jogo do que meu corpo nu?! Então vai se fuder, enfia o dedo no cu e se fode pensando que é meu pau. Me esquece, adeus… Vou arrumar outro homem pra namorar, você não me merece Deku… Sou o melhor namorado dessa porra de mundo, você só me destrata, não me dá atenção que eu mereço. Fica aí fazendo jogo psicológico pra eu te amar enquanto você me trata mal, por isso nossa relação é abusiva!!

Bakugou voltou a ver a TV, vendo aquela maldita parte onde o cachorro não queria mais sair do lugar afim de esperar o dono. Ele gemeu irritado com aquilo, céus, como ficava sensível vendo aqueles filmes, ele queria ligar para o namorado e começar a xingar o filme junto com todo o elenco e produção por ter criado algo maligno como aquilo.

Só que ele não ia ligar, ia ficar sofrendo junto ao cachorro do filme, parecia até sua vida ali, ele sendo o cachorro que espera a porra de um carinho do esverdeado que ta cagando pra sua atenção. O Deku que era o ruim de toda aquela coisa que eles chamavam de namoro, as vezes pensava em sumir só pra ver se o mesmo lhe notava.

Quem via pensava que o loiro esquentadinho era o passivo da relação já que era tão dramático e carente, só que ele era o ativo. Nunca foi de fazer isso com os caras que ficava, pois sempre conseguia o que queria na hora que desejava, só que com Izuku as coisas eram diferentes.

Desde que ele começará a jogar aquele tal jogo online que tinha a letra L e ele não sabia como pronunciar de maneira correta, sua vida amorosa tinha mudado, o esverdeado já não lhe dava 24 horas de atenção e lhe paparicava com mimos, Bakugou estava sentindo na pele o que era ser segundo plano e ele estava odiando aquilo.

Sua mãe jogava na sua cara aquilo, lhe dizendo que ele merecia tudo aquilo por tratar os ex ficantes de maneira fria, era um absurdo dizer isso para si, logo ele que era um ótimo namorado. Não era por ficar gritando e ameaçando todos de morte que ele não era um rapaz fofo com seus parceiros. Ele tratava aquele maldito esverdeado feito rei e ainda era tratado daquele jeito insensível.

─ Ah, não… Vai se fuder, tá nevando na caralha da cidade. ─ Bakugou falou encarando a TV de seu quarto e vendo o cachorro no frio. ─ Eu vou morrer, puta que pariu!

Só faltava tocar Lana Del Rey que certamente ele começaria chorar e jogar coisas na frente da tv a amaldiçoando. Escutou a porta do quarto ser aberta, não ligou muito já que estava concentrado de mais na TV e poderia ser apenas sua mãe colocando alguma roupa para guardar.

Foi então que sentiu sua cama se afundar, como se indicasse que mais uma pessoa estava ali, olhou para o lado vendo seu namorado com um sorriso se aproximando e se jogando praticamente em cima de si. Aquilo era um absurdo, desde quando sua mãe deixava o mesmo entrar? Sem ao menos lhe avisar.

─ O que caralhos você ta fazendo aqui? Seu lixo! ─ Disse empurrando o corpo do menor para o lado e olhando para a TV.

─ Você me ignorou nas SMS e eu sabia que você tava vendo essa porra de filme triste de cachorro! ─ O menor falou emburrado, já que seu namorado ficava ainda mais dramático e carente após o filme. ─ Então eu vim lhe fazer companhia.

─ Ah, então agora eu sou mais importante que aquele joguinho do caralho? ─ Respondeu irritado. ─ Agora, então, eu existo, lembrou onde fica minha casa? Lembrou que a gente namora?

─ Você sabe que eu te amo, eu vim até aqui aturar seu drama por cachorros, olha como sou um namorado abusivo de merda! ─ Disse rindo.

─ Nossa relação é abusiva sim! Porque você prefere o jogo a mim e ainda faz pouco caso de minha existência nesse mundo, porra velho o cachorro vai morrer… ELE VAI MORRER, DEKU!!─ O loiro falou olhando para a TV enquanto o esverdeado revirava os olhos.

─ Sim, super abusiva nossa relação, vou até na delegacia fazer um B.O sobre como você não me fode com força quando eu peço, certamente algo abusivo. ─ Disse com uma risada nasal enquanto o namorado estava fazendo um drama pelo final do filme. ─ Pelo menos ele encontrou o dono.

─MANO, ELE MORREU!! VAI SE FUDER, HUMANOS LIXOS… CIDADE LIXO , UNIVERSO LIXO, DONO DA BARRACA DE CACHORRO QUENTE FILHO DE UMA PUTA, VADIA DA ROCINHA!! ─ O loiro gritava, tentando ao máximo não chorar pelo final do filme.

Midoriya então se arrumou na cama, para ficar sentando melhor na mesma e puxou o loiro para seu colo para que pudesse fazer um carinho em seus cabelos, enquanto o mesmo ficava xingando todas as pessoas do mundo que apareciam nos créditos.

Podiam brigar por coisas idiotas, ainda mais quando o assunto era Midoriya jogar League Of Legends, só que o menor amava aquele loiro rabugento como nunca amou ninguém, já estava na hora de tentar convence-lo a jogar aquele jogo divino.

Assim talvez o loiro não iria mais lhe incomodar por ficar tanto tempo jogando em suas partidas, poderia ter um novo duo, não se importaria de ajudar o namorado a subir de elo e crescer. Contanto que ele continuasse a jogar sem ser atrapalhado, ele faria esse pequeno esforço.

Poderia até usar uma de suas contas smurf, já que tinha tantas contas que até se perdia, no fundo ele não fazia aquilo por mal com o namorado. Só que não era culpa sua que League Of Legends tinha entrando primeiro em sua vida do que o pau do loiro.

Midoriya estava decidido de alguma forma fazer o namorado aceitar a jogar lolzinho.

26 de Febrero de 2018 a las 19:56 1 Reporte Insertar 8
Leer el siguiente capítulo 2

Comenta algo

Publica!
Rosada LoconaDeToddy Rosada LoconaDeToddy
Cada fanfic dessas que eu vejo que eu li no spirit a mãozinha do spoiler chega a tremer
26 de Febrero de 2018 a las 18:46
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 3 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión