bucetinhadobyun 𝕤𝕞𝕚𝕝𝕖 𝕠𝕟 𝕞𝕪 𝕗𝕒𝕔𝕖 ⁹⁹

Kai é preso por ter roubado uma viatura na Terra,acaba preso,no meio do caminho acaba por encontrar os seres que só conheceu nos livros:os Jupiterianos.Antes que pudesse fazer algo contra eles é expulso e encontrar D.O,o alienigena que se torna seu amigo e o ajuda com o que precisa.


Fanfiction Bandas/Cantantes Sólo para mayores de 21 (adultos).

#espaço #exo #yaoi #kaisoo
Cuento corto
0
2.9mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Oneshot

A nave do presidio do planeta Marte está pronto para viajar até o planeta Origin,onde todos os presidiarios do universo ficam,a cada dois anos o onibus busca presidiarios novos.É uma nave barulhenta e muito rigorosa,um passo alem do permitido e você recebe um tiro de laser no meio da testa.Hoje é um dos anos em que a nave aparece na terra para buscar os presidiarios,dia 04/11/4092.

-ENTREM LOGO SEUS PEDAÇOS DE Jupiterianos!-dizia o o policial empurrando os presidiarios que estavam em linha reta caminhando até a ponte que levava até a nave,a nave sempre aterrizava na praia,era mais facil de se locomover e não atrapalhava o trafego de ninguem.

-Aish..É sempre assim?-perguntou Kim Jongin,um morador da Terra que vivia na unidade 12 que ficava na Asia,um dos locais mais ricos da Terra e tambem um dos mais disputados por ser o mais seguro.Fora preso após roubar uma viatura policial e fugir com ela até a unidade 1 que ficava na America do Norte,só parou porque o combustivel acabou e caiu em um rio.

-Você é novato não é?Isso é só o começo humano.-respondeu um Fallen,habitantes do planeta mais quente similar ao da Terra chamado K2B4 que ficava a 4 anos luz de distancia da Terra,sempre foram baderneiros e odiavam receber ordens,tem chifres no meio da testa que lembram o de rinocerontes,presas expostas,2 metros de altura,700 quilos e uma pele esverdeada,6 olhos,3 de cada lado e uma cauda curta que lembrava o de um elefante.

-Digamos que eu seja,essa viagem demora muito?

-Mais ou menos,alguns morrem durante a viagem por brigarem com os colegas de cela.-respondeu olhando para o guarda na ponta da fila revistando os detentos.

-Se quiser uma proteção estarei aqui.-disse Jongin com um sorriso de canto.

-Duvido muito que eu precise da sua ajuda,apenas olhe para o meu tamanho humano e olhe para o seu.

-Não subestime alguem pelo tamanho.

Após entrarem na nave foram levados as suas celas,o Fallen e Jongin iriam dividir a cela com um Plutãniano,um habitante de Plutão,eram pequenos e magricelas,tinham a pele acizentada e olhos amarelos como a de um gato e não eram muito sociaveis.Além disso,Fallens e Plutãnianos eram inimigos naturais,há algumas centenas de algos os dois planetas guerriaram tentando dominar o planeta Marte que até então não era povoado por ninguem.

-Não acredito que eles te colocaram na mesma cela que esse Plutaniãno.-disse Jongin cruzando os braços e se encostando na parede.

-Terei o prazer de acabar com ele.-disse o Fallen com um sorriso malicioso.

-Lembro que me contaram uma coisa,os Plutãnianos tem uma velocidade incrivel.-disse Jongin encarando os dois.

-Isso é um mito.-disse o Fallen.-E qual o seu nome mesmo humano?

-Kim Jongin,e de vocês?

-Wannaq.-respondeu o Fallen.

-Yu.-respondeu o Plutãniano que estava encurralado na porta invisivel da cela.

-Mantenha os amigos perto e os inimigos mais perto ainda,alguem me falou isso.-disse Jongin afastando Wannaq de Yu.-Vai que precise da ajuda dele.

-É verdade..-Wannaq encarou Jongin serio pensando no que o mesmo havia falado.

Os tres começaram a conversar sobre suas vidas,Yu havia sido preso por roubar alguns alimentos de uma feirinha,já Wannaq foi preso por matar alguns Fallens durante uma briga.O guarda apareceu em frente a cela e jogou na mesma 3 comprimidos.

-Isso aqui é pra adormecer durante a viagem,seu corpo ira entrar em estado de ibernação.-disse Wannaq entregando os comprimidos aos dois.

Tomaram o comprido e adormeceram no mesmo instante.

2 anos depois..

-ACABEM COM ELES!-gritava um guarda proximo a cela dos tres atirando nos Jupiterianos a sua frente.

-Que gritaria é essa?Quanto tempo eu dormi?Nós chegamos?-perguntou Jongin se levantando e chacoalhando a cabeça tentando despertar.

Yu e Wannaq continuaram dormindo profundamente,não só eles como os outros detentos.

-Aish..O que esta havendo?-saiu da cela que parecia ter desligado as barreiras,antes que pudesse fazer algo foi pego pelos Jupiterianos,eram robos modificados que se rebelaram contra os humanos,tinham a força dos Fallens e a velocidade dos Plutãnianos.-ME LARGUEM!

-Esse aqui parece servir para alguma coisa.-disse o Jupiteriano com sua voz robotica.

Os dois robos o levaram para a nave vizinha,eram piratas espaciais Jupiterianos,Jongin só soube em livros de ficção sobre a existencia deles.Jogaram-no em frente a um robo com roupa de capitão de navio pirata,atras dele estavam os outros robos sem roupa alguma.

-Vejam só...Um humano!-riu o robo,os outros riram tambem.-Ele não tem serventia alguma para nós,é a primeira vez que vejo um humano sendo mandado para a prisão espacial.

Kim Jongin se manteve quieto,ainda estava preso com as algemas feitas de ouro.

-Derretam isso ai nas mãos dele,qual foi o seu crime humano?

-Roubei uma viatura policial.-respondeu secamente.

-Que crime mais bobo,não duraria um dia na prisão,se quiser pode ser o limpador de chão da nossa nave.

-Não me rebaixarei ao seu cargo,Jupiterianos merecem apenas a destruição.-disse Jongin enquanto um dos Jupiterianos derretia sua algema e jogava a mesma longe.

-Tem uma lingua afiada,não gosto de tagarelas.

Kim Jongin tentou atacar o capitão do navio após o mesmo zombar dele por ser um humano,mas acabou sendo pego pela tripulação que o fez andar na prancha até a porta de emergencia da nave.

-Quais são suas ultimas palavras?-perguntou o capitão.

-Jupiterianos são a pior especie existente em todo o universo.-disse ele rindo da expressão de raiva do capitão se jogando para fora logo depois.

Com muito esforço alcançou uma nave que estava passando abaixo e a roubou,felizmente havia oxigenio dentro daquela pequena nave que se parecia e muito com um jatinho.Pilotou até o planeta mais proximo já que a nave estava com pouco combustivel e caiu na atmosfera daquele planeta sem que Jongin pudesse fazer nada.

-Ai minha cabeça..Que raio de lugar é esse?-olhou ao redor e só viu o deserto,não havia nenhum ser vivo naquele local alem dele.-Droga!

Deitou no meio daquela areia vermelha e fechou os olhos,se iria morrer teria de morrer dormindo,já que era a coisa que mais amava fazer.Quando estava quase pegando no sono uma nave aterrissou ao lado dele,Jongin não se deu ao trabalho de abrir os olhos e apenas perguntou quem era.

-Do Kyungsoo.-respondeu agachado ao lado de Jongin analisando o maior.

De dentro da nave sairam dois robos que o colocaram na maca e o levaram para dentro da nave,Do entrou logou depois desligando a lanterna que carregava,tinha a pele acizentada e olhos grandes,olhos e cabelos lisos penteados para cima,não era tão forte quanto Jongin,porém era bastante inteligente.

-Por que me sequestrou?-perguntou Jongin abrindo os olhos e se sentando na cama.

-Não foi sequestro,apenas preciso da sua ajuda para derrotarmos um inimigo em comum.-puxou um tablet da parede cheia de fios e digitou algumas palavras.-Sei o que fez e alterei todas as informações,você esta legalmente morto.

-Então sou um fantasma?-perguntou ele encarando Do serio.

-Pode-se dizer que para qualquer habitante espacial sim.-respondeu rindo baixo.-Deve estar se perguntando o porque de eu ter te resgatado do deserto.

-Talvez.

-Você foi capturado por um povo que destruiu o meu,extinguiu tudo que lá havia e o explodiu logo depois,algo que nunca soube é que somos os pais da sua especie,quando descobrimos a ameaça de extinção mandamos alguns de nossos cientistas para a Terra e criamos a raça "perfeita".-disse ele olhando nos olhos de Jongin que estava incredulo e impressionado.-No inicio parecia que havia dado certo,mas depois de um tempo as coisas começaram a dar errado,adquiriram conhecimento e passaram a buscar cada vez mais respostas,se prendiam facilmente a materiais.-suspirou.-Com o tempo percebemos que mereciam o conhecimento que queriam e lhes ensinamos tudo o que sabe em troca de ouro,em um determinado tempo tivemos de ir embora e voltar para o nosso planeta natal,chegamos dias antes da extinção.-suspirou novamente e piscou demoradamente.-Vimos tudo acontecer e nada pudemos fazer,voltamos para a Terra,cada um foi para um canto e continuamos os vigiando,vez ou outra conversavamos com seus líderes.

-Então quer se vingar?

-Evitar que façam o mesmo com outros.-respondeu um pouco seco,a nave parou abruptamente fazendo com que os dois caissem.

-O QUE FOI ISSO?-gritou Jongin se levantando.

-Se acalme,não deve ter sido nada demais,meus robos são de segunda mão então nem sempre farão as coisas perfeitamente.-disse subindo uma escada que estava ao lado de Jongin,uma mão robotica apareceu no buraco em que Do subiu fazendo um 'ok',Do desceu do buraco e se sentou em um dos ascentos que haviam ali.-Chegamos.

-Onde?

-Primeiro um aviso,FIQUE QUIETO,eles são cegos porém não são surdos e tem um olfato apurado.-disse Do pigarreando.-Segundo,eles comem todo o ser vivo que tiver carne,terceiro chegamos na época de acasalamento da espécie dele e portanto eles estarão todos fora da toca,é isso.

-E por que estamos aqui?

-Pegar o mapa da nave dos Jupiterianos,soube que o criador da nave deixou o mapa em uma das 500 tocas que tem nesse planeta.-respondeu se levantando.

-VOCÊ QUER QUE EU VÁ LÁ PEGAR UM MALDITO MAPA?

-Eu procuro e você tambem enquanto me protege,as armas estão lá em cima no lado esquerdo,estão totalmente carregadas,um dos meus robos ira conosco para estudar um pouco mais a especie.-pegou uma folha que se parecia e muito com a de uma macieira e entregou ao Jongin.-passe isso,se ficarmos com o mesmo cheiro que eles,dificilmente eles irão nos pegar.

Jongin esfregou a folha pelo corpo todo,Do virou o rosto com as bochechas ficando um pouco mais escuras,mostrando que estava com vergonha e passou a outra folha em seu corpo.Sairam da nave e entraram na primeira toca que viram,enquanto o robo ficava do lado de fora estudando aquela especie.Um dos aliens passou correndo no corredor oposto ao deles e felizmente não os descobriu.

-Ele se parece com aquele alien do filme que eu vi na Terra.-sussurrou Jongin.

-É por que ele é aquele alien,só que esse aqui é mais selvagem e não deixa nada escapar.-respondeu Do tambem sussurrando.

Caminharam por um longo tempo até vir o final da toca,lá estava um pergaminho enrolado,Do pegou o mesmo e saiu dali rapidamente arrastando Jongin sem dizer uma única palavra,ao sair da toca viu um dos aliens rodeando o robo que mexia em seu tablet.Do correu até o robo e o arrastou até a nave ainda puxando Jongin,após entrarem se sentou e analisou o pergaminho.

-Eu nunca andei tanto na minha vida.-disse Jongin ofegante.

-Se acostume,nosso mestre Do anda bastante.-disse o robo com traços humanoides sorrindo para Jongin e subindo a escada.

-Nosso mestre?PERAE EU NÃO SOU NADA SEU OK.

-Apartir do momento em que você se tornou um homem morto,não tem direito a nada e portanto eu sou seu mestre.-sorriu de canto ainda analisando o pergaminho.

-Aish...-Jongin cruzou os braços e virou o rosto observando os planetas.

Jongin acabou adormecendo ali mesmo e Do subiu as escadas indo até os robos e lhes entregando o pergaminho.

-Quero que encontrem a melhor rota para chegarmos até a nave deles e procurem qualquer falha ou baixa segurança,me informem depois.

-Sim certo.-responderam os dois juntos.

Do desceu e se sentou observando Jongin dormir,nunca esteve tão perto de um ser humano,nunca fora permitido e hoje teve a oportunidade de ser mestre de um,se aproximou do rapaz acariciando seu rosto e sentindo a textura de sua pele,seus dedos pararam nos labios do rapaz e se afastou quando o mesmo se mexeu."Seres humanos me parecem menos interessantes do que antes,se irritam facilmente e parecem ser mais fortes",pensou Do pegando o tablet e tirando uma foto do Jongin.

5 anos depois

Jongin acorda e observa ao longe uma nave familiar passar,é a nave dos Jupiterianos,Do esta adormecido ao seu lado,cutucou o mestre com o pé o fazendo acordar."Tão fofo",pensou Jongin.

-O que houve?-perguntou Do se sentando no chão e olhando para Jongin.

-Acho que os Jupiterianos chegaram.-respondeu apontando para a nave ao longe que estava proxima a um planeta vermelho.

-Fique aqui,eu irei ver o que estava havendo.-disse Do subindo as escadas e encontrando os robos.-Alguma novidade?

-Captamos os sinais de radio deles e ao que parecem irão destruir a Terra,um plano de vingança ao que parece,destruir o local onde tudo começou.-respondeu um dos robos analisando o pergaminho e entregando ao Do.-Há duas entradas e 1 falha que fica no combustivel da nave,é arriscado porém é o único jeito de fazer a nave parar e possivelmente explodir.

-Quais são as entradas?-perguntou Do memorizando a área onde ficava o combustivel.

-Na parte traseira onde saem as naves menores e no banheiro da nave.-respondeu se virando para Do.

-Certo,quero que atraiam alguns Jupiterianos para o planeta a nossa frente e deixe preparada a roupa espacial.-disse Do correndo até Jongin e o puxando até um banheiro que havia na nave.

-Por que me trouxe aqui?-perguntou Jongin sem entender.

-Espere um pouco,as roupas já estão vindo,esta na hora de destruirmos aqueles desgraçados.-respondeu Do com um tom de raiva na voz.

-Acho melhor você ser o meu GPS enquanto eu sou o assassino,apenas olhe para o seu fisico.-disse Jongin cruzando os braços e encarando o menor.-Pode me chamar de Kai,é o apelido que minha mãe me deu antes de ser mandada pra fabrica de robos.

-E você me chame de D.O e não de mestre,sei que se sente um tanto incomodado com essa palavra.-sorriu de canto.

Os trajes espaciais desceram no elevador,eram colados ao corpo e resistentes ao fogo,o capacete não era tão grande,porem era confortavel,tinha uma cor preta que se camuflava facilmente com as paredes da nave.Vestiram o traje e foram até os robos.

-Tudo pronto?-perguntou D.O.

-Infelizmente eles não quiseram ir para aquele planeta,ao que parece não há nada que os interesse lá.-respondeu um dos robos.

-Eu tenho um plano melhor,matamos todos que vierem a nossa frente e depois destruimos a nave,tem alguma arma de pressão aqui?Causa muitos danos.-disse Kai confiante.

-Parece ser razoavel,vou procurar a arma de pressão,Robby e Taylor cuidem da nave e nos informe pelo radio onde estão os inimigos e as rotas que podemos usar.-disse D.O entrando em uma porta proxima ao banheiro.

D.O acabou demorando,logo Kai foi atras dele para saber o que aconteceu e encontrou o alien caindo ao segurar a arma de pressão que parecia ser muito pesada para ele,sem pensar duas vezes Kai o segurou antes que chegasse ao chão,seus rostos ficaram um tanto proximos fazendo D.O corar completamente.

-Acho melhor EU carregar essas armas tambem.-disse Kai soltando D.O e o ajudando a levantar.-Me espera lá com os robos que eu vou pegar o que vou precisar.

-O-ok.-disse correndo e batendo o capacete na porta,Kai riu e observou o menor de longe ajeitando o capacete e correndo até os robos.Pegou 1 rifle,1 espingarda,1 metralhadora,7 granadas,1 arma de pressão e 1 bastão de choque.

-Estou pronto.-disse saindo e segurando a espingarda.

Sairam pela parte traseira da nave e usaram uma corda para chegar na nave vizinha,os robos já haviam a colocado no banheiro,quando puxassem a corda abriria a portinha permitindo que os dois entrassem.E assim fizeram,quando a portinha abriu,D.O entrou e Kai logo depois,porem era muito pequeno o espaço e os dois ficaram apertados,D.O ficou de costas para o Kai,o menor corou completamente.Kai acabou por ficar animado,pois a roupa era colada e deixava a bunda bem marcada.

-Engraçado...Nunca pensei que seria tão divertido invadir a nave de alguem.-disse ele rindo,seu membro acabou por ficar ereto ao sentir o bumbum do menor encostar em seu membro.-Que bela bundinha Sr.D.O.

-P-precisamos sair daqui o mais rapido possivel,não temos muito tempo.-disse D.O ainda corado tentando sair dali.

-Tudo bem,aproveitaremos então mais tarde.-sorriu maliciosamente,com sua espingarda na mão esquerda atirou na parede a sua frente deixando um buraco enorme ali fazendo o menor cair.-Não sei se vai ser bom concluir essa missão com você me distraindo.

-É-é só não olhar.-se levantou com uma certa dificuldade e esperou o maior passar pelo buraco.

-Deixarei seu buraquinho desse mesmo jeito.-disse Kai apontando para o buraco atras de si rindo da expressão de medo do menor.-Mas vamos logo,onde estamos exatamente?

-No banheiro,você quebrou a parede de um dos boxes.-respondeu D.O caminhando até a porta e olhando pelo buraco da mesma.-Parece que tem uns 2 robos conversando,não chame muita atenção.

-Atraia um deles ou os dois,acabarei com eles silenciosamente.-disse Kai apontando a espingarda para a porta.

-Certo.

D.O deu algumas batidas na porta,Kai o puxou para tras dele e esperou os robos aparecerem,quando os dois apareceram Kai atirou na testa deles,no mesmo instante cairam no chão tremendo.

-Isso vai ser facil.-disse Kai sorrindo de canto.

-Como sabia que era pra atirar na cabeça?

-Pode-se dizer que o cérebro deles fica ali e ela que comanda tudo?Só fiz o obvio.-respondeu caminhando pelo corredor lentamente e se encostando em uma das paredes.-Procure a rota mais proxima pra chegarmos no nosso alvo.

-Onde devemos ir?-perguntou D.O pelo radio.

-Estão vendo a tubulação de ar ai em cima?-perguntou o Robo pelo radio.-D.O olhou para cima e viu a tubulação.

-Sim.

-É só seguir em frente e descer,eles estão em uma reunião na sala de jantar proxima a cozinha.-disse o Robo.

-Certo,obrigado,quantos inimigos vamos enfrentar quando chegarmos la?

-De 100 a 15000.

D.O e Kai se entreolharam serios,não tinham munição para tantos inimigos.

-Boa sorte.-disse o Robo desligando o radio.

-Tem algum plano?Por que arma você não sabe carregar.-perguntou Kai.

Antes que D.O pudesse responder a nave ao que parece bateu em algo,D.O caiu em cima de Kai,felizmente não havia nenhum outro robo ali proximo.

-Taylor,Robby,o que houve?-perguntou D.O ainda em cima do Kai.

-Passou um cometa agora e atingiu em cheio a nave,ela vai se desestabilizar em 3 horas.-respondeu o Robo.

-DROGA!-reclamou D.O.

-Quer ser descoberto?-perguntou Kai olhando nos olhos de D.O e tapando sua boca,o menor negou com a cabeça.-Por favor se controle.-tirou a mão dos labios do menor,se levantou e ajudou o menor a se levantar.-Vamos matar esses desgraçados,eu tenho um plano mas só vou contar quando chegarmos lá.

Kai ajudou o D.O a subir na tubulação de ar e subiu logo depois,chegaram no corredor que ficava em frente a sala de jantar.

-Preciso que você me prometa uma coisa.-disse Kai segurando a mão do menor e olhando em seus olhos,o menor corou.

-Prometer o que?

-Que vai proteger os seres humanos caso eu não consiga sobreviver depois do que eu fizer.

-O-o que vai fazer?

-Explodir tudo aqui,preciso...-antes que pudesse terminar a frase Kai viu pelo canto dos olhos um robo se aproximando,ajudou D.O a subir e acabou ficando para tras.

-EI QUEM É VOCÊ!-gritou o robo ao perceber o Kai ali embaixo,antes que o robo fizesse algo,Kai atirou nele chamando atenção dos outros que estavam na sala de jantar.

D.O ficou ali em cima observando tudo em silencio,sentiu seu coraçãozinho se apertar naquele momento e pensou em como poderia salvar o amigo.

Kai acordou nu e preso pelos pulsos que estavam acima da cabeça em um cano de metal,a sua frente estava o lider dos Jupiterianos e seus marujos.

-Ora ora quem encontramos aqui,pensei que estivesse morto.-disse o lider dos Jupiterianos com um sorriso no rosto segurando no queixo de Kai e o encarando.

-E estou.-respondeu Kai secamente.

-De fato,legalmente você esta morto...Mas sera que fantasmas sentem dor?-sorriu maliciosamente e os marujos começaram a rir.

-Não faço a minima ideia e nem quero saber,desista do seu plano de acabar com a Terra,você é um verdadeiro imbecil que quer acabar com o lugar que lhe deu vida.-disse Kai com os olhos semicerrados.

-Humanos são todos iguais,não entendem o que passamos e nos julgam,nos chamam de ingratos e imbecis.MERECEM UMA LIÇÃO!-disse o lider irritado.Acima do Kai estava D.O observando tudo,"ok eu preciso atrai-los para outro canto,só preciso saber onde estão as granadas",investigou todas as partes da nave até localizar a sala de jantar,lá estavam as armas de Jongin.Desceu,pegou as granadas e as outras armas,jogou a granada no canto daquela sala e sumiu indo até o local onde estava seu amigo.-O QUE FOI ISSO?VÃO INVESTIGAR SEUS IMPRESTAVEIS!

Os Jupiterianos correram para investigar o que havia acontecido,deixando o lider e Kai sozinhos na sala.D.O desceu das tubulações e derrubou o lider,arrancou sua cabeça e a jogo longe.

-Essa é uma situação constrangedora,eu sei,mas poderia por favor me soltar?-pediu Kai com as bochechas levemente coradas.-E obrigado por me salvar.

-Temos menos de 15 minutos pra lançar uma bomba naquele combustivel e fugir.-disse ele subindo em uma cadeira e soltando o amigo.-Onde estão suas roupas?

-Eu não vi onde deixaram.-respondeu massageando os pulsos.

-Tudo bem,eu vou procurar e você cuida deles se conseguir,tudo bem?

-Tudo bem para mim.

D.O correu até a sala de jantar não encontrando os robos,embaixo da mesa estavam o traje espacial do Kai,pegou o traje e subiu na tubulação indo até onde Kai estava,antes que descesse viu os robos atirando na sala onde o Kai estava.

-KAI PEGA A GRANADA.-D.O gritou para o amigo lhe jogando a granada,felizmente o rapaz conseguiu pegar e jogou na direção dos robos.-Precisamos ir agora,não temos mais tempo.-desceu da tubulação e lhe entregou o traje.

Após Kai se vestir,os dois entram na tubulação e caminham até o local por onde entraram,mas não encontram a nave.

-ROBBY E TAYLOR RESPONDAM!-grita D.O desesperadamente.

-Senhor tivemos que nos afastar,não podemos parar ai portanto passaremos e vocês terão de saltar.-respondeu o robo.

-C-certo,que seja apenas nos tirem daqui.

A nave passou e os dois pularam,D.O conseguiu entrar mas Kai ficou segurando na beirada da porta,D.O vendo o amigo quase caindo o puxou para dentro,quando entrou a nave atras deles explodiu e os empurrou para perto do sol.Os robos com muita dificuldade se afastaram e fizeram seu caminho para o planeta vizinho ao que D.O havia nascido,o único que restou naquele sistema estelar.

-Conseguimos...-Disse Kai se deitando no chão após aterrisarem no planeta.

-Sim,nós conseguimos.-sorriu ao dizer aquilo,sentia saudade do povo dele.

-Sua espécie sentiria orgulho de você.-disse Kai se levantando e segurando o ombro do amigo.-Agora que tudo acabou temos tempo para fazer alguma coisa.

-K-Kai você sabe que dois machos não reproduzem.-disse D.O corando e virando o rosto.

-E quem disse que quero reproduzir?-Kai riu e abraçou o menor sussurrando em seu ouvido logo depois.-Fazer sexo nem sempre é pra reproduzir.-sorriu olhando para o menor que retribuiu o sorriso e selaram os labios em seguida.

-E-eu não posso fazer isso...-disse D.O corado e levemente nervoso.

-Sei que você quer,mas se sente inseguro,com medo...-disse Kai com um sorriso fofo segurando o rosto de D.O e acariciando com o polegar.-Porém não precisa ter,só confie em mim e dará tudo certo.

-Já que é assim então,tudo bem.-disse D.O de repente beijando Kai,o moreno não se surpreendeu e retribuiu o beijo.

Em poucos segundos o beijo doce tornou-se quente,e uma das mãos de Kai percorreu por debaixo da vestimenta do alien,arranhando sua pele cinzenta deixando marcas vermelhas.O menor separou o beijo para soltar um leve gemido,essa foi a deixa para o moreno atacar seu pescoço depositando beijos e chupões.Enquanto fazia isso envolveu as pernas do menor em sua cintura o jogando contra uma rocha com certa força,o fazendo soltar um grito de dor,porem o moreno não se importou e continuou o ato.Soltou o menor por alguns minutos apenas para arrancar seu traje espacial e a do menor,o beijou segurando sem sua cintura sentindo já o membro do menor se enrijecer assim como o dele.Desceu os beijos para o pescoço,em seguida para os mamilos,chegou demoradamente na barriga e se ajoelhou chegando no pênis arrancando um leve gemido do menor.Segurou então firmemente o pênis do menor com uma mão e adentrou o membro em sua boca,fazia movimentos de vai e vem arrancando gemidos altos e arrastados do menor,suas bochechas atingiam um tom cinza escuro quase preto.Enquanto o moreno chupava seu membro ele acabou gozando,fazendo com que o moreno engolisse o gozo orgulhoso do menor e se levantasse voltando a beija-lo,fazendo com que ele sentisse seu próprio gosto.Separaram o beijo e então Kai se afastou um pouco virando o menor de costas para ele e empinando a bunda do mesmo, cuspiu em seu pênis e segurou na cintura do menor. Respirou fundo e introduziu seu membro no menor,inicialmente ele reclamou de dor,mas com os movimentos do moreno os gemidos de dor se tornaram de prazer,o maior masturbava o menor enquanto o estocava.Os gemidos de ambos se confundiam com o som de suas peles se chocando e as estocadas do moreno,até que ambos chegaram ao ápice,o menor primeiro e o maior em seguida.Após retirar o membro de dentro do menor ambos se deitaram completamente exautos,o menor abraçou apertando o moreno com brilho no olhar.

-O que achou?-perguntou o moreno acariciando o cabelo do menor.

-Eu amei,podemos fazer isso mais vezes?

-Claro.-riu baixo com a empolgação do menor.-Faremos sempre que quiser,mas deve prometer que será apenas comigo e com mais ninguem.

-Prometo.-disse ele beijando o maior.

24 de Junio de 2020 a las 08:31 0 Reporte Insertar Seguir historia
0
Fin

Conoce al autor

𝕤𝕞𝕚𝕝𝕖 𝕠𝕟 𝕞𝕪 𝕗𝕒𝕔𝕖 ⁹⁹ Gosto de escrever, ouvir música e apreciar fanarts. ♥

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~