0
3.1k VIEWS
In progress
reading time
AA Share

Penumbra

-- Onde está aquela maldita maleta!

Uma voz apressada podia ser ouvida no apartamento 17 de um prédio não tão novo como aparentava, era joseph um viajante de mundos e dimensões onde se aventurava por onde dava e sua mais nova aventura iria começar em alguns minutos desde que ache sua maleta.


-- Bom ela tem que estar por aqui eu a deixei em cima do sofá ontem a noite não é possível que tenha sumido


Ele procurou por todos os lugares da casa e não conseguiu encontrar sua maleta, até que viu a alça da mesma perto da sua cortina.


-- AH ai está você porcaria, demorei quase duas horas te procurando


Sua euforia era tanta que quase caiu em cima do sofá e depois de se se redimir se sua quase queda ele finalmente estava pronto para sua viagem, olhou para o relógio e então disse:


-- Lá vamos nós cara é isso aí


Se concentrou e um portal se abriu em sua frente e tinha a cor azul com aproximadamente 2 metros de altura bem do lado da sua tv, ele se moveu e finalmente entrou no portal que sumiu logo após sua entrada, dentro do portal ele sentia diferentes sensações no início como tontura e dor de cabeça más ele se acostumou e começou a não ter mais esses problemas.


-- vamos ver para onde vou agora, eu já fui para um mundo totalmente de gelo, outro de agua, outro cheio de monstros terríveis, outro com gnomos e esse é o 5° mundo para onde vou, vejamos o que tem aqui


Quando ele disse isso ele cambaleou um pouco antes do portal deixar ele em um mundo bem estranho e é estranho por que se parecia muito com a terra, era muito idêntico más tinha uma diferença se parecia com os anos 50 pois os carros eram bem antigos e era um mundo diferente por que ele podia ver 3 luas no céu vermelho de por do sol, e andou pelas ruas da cidade vendo todo tipo de pessoas onde algumas usavam um bracelete no pulso e roupas típicas dos anos 50, quando ele parou na praça central e se sentou para escrever sobre o mundo onde estava uma garotinha loira parou em sua frente e o encarou com olhos de curiosidade, ela parecia ter 6 anos e usava vestido verde más meio acizentado e foi então que ele percebeu que tinha mais uma diferença entre a terra e esse mundo, tudo aqui parecia cinza e sem cor quase sem vida, más enquanto olhava ao redor a garotinha gritou e apontou para joseph com ódio.


-- Intruso maldito, intruso maldito tem um estranho aqui


Imediatamente todos olharam para ele e o cercaram com facas e armas e ate um cara quase o acertou más ele desviou dele e já estava pronto para lutar, ele ouviu dois se aproximando dele por trás e deu um chute na cara de um deles e segurou o braço do outro o segurando pelo pescoço e o jogando nos outros até que ele invocou outro portal e fugiu as pressas Dalí com todas as suas forças se jogando com tudo no portal ele se viu de novo em seu apartamento onde estava deitado no chão com sua expressão exausta no rosto e olhando para o teto ele suspirou.


-- Fala sério, só tem lugar esquisito por aí, é melhor comer agora


-- Más antes dele ir para a cozinha ouviu batidas na porta e estranhou pois não conhecia ninguém na cidade e em seu trabalho na loja ao lado ele era introvertido não falava com ninguém, andou até a porta e girou a maçaneta, quando ele abriu a porta viu uma arma ser apontada para sua cabeça e varios pociliais entrarem e então ouviu uma voz feminina dizer


-- Fiquem que quieto agora você entendeu ?

-- Más quem são vocês eu não fiz nada

-- nós somos do serviço secreto da cidade de Aurora e estivemos monitorando você a algunalguns dias desde que te vimos na câmera de segurança do shopping onde você sumiu do nada no assalto que teve.


Ele então se lembrou do assalto que presenciou uma quarta feira enquanto comprava um hambúrguer na lanchonete, 6 ladrões invadiram o lugar e com medo ele foi para trás da lanchonete e se teleportou pro apartamento e presenciou o assalto pela tv.

-- Ah agora me lembro eu dei muita risada quando eu vi tudo pela tv


-- Isso mesmo o assalto e eu quase me matei para fazer meu chefe me conceder sua voz de prisão seu imbecil


-- Olha a policialzinha tá me xingando ----- disse joseph com um sorriso irônico e rindo da policial


-- Vamos ver se você ainda vai dar risada na prisão debiloide


Ela mandou então algemarem ele é o levaram na viatura até a delegacia e de dentro da viatura ele apenas comentou


-- Do que vou ser acusado ? de comprar um lanche pra mim hahaha ---- disse ainda rindo


-- eu tenho provas eu vi as gravações da câmera de segurança, eu vi você desaparecer do nada atrás da lanchonete eu não sei como você fez aquilo más eu vou te fazer falar entendeu ?


Ao ouvir isso sua espinha gelou mesmo que ninguém acreditasse nela se tinham gravações e descobrissem seu segredo ele seria usado como cobaia em laboratórios más ele tinha perdido um pouco do medo e apenas falou


-- vamos pra delegacia então senhora eu quero ver até onde você vai --- disse isso com um sorriso malicioso no rosto


-- Melissa tem certeza que tem provas contra ele --- disse seu colega no volante com seu rosto preocupado


-- Tenho e eu vou tirar esse sorrisinho do rosto dele --- disse Melissa com o rosto orgulhoso e o som da viatura era ouvida pelas ruas da cidade e o carro podia ser visto até o por do sol avermelhado revelando as estrelas que iriam aparecer para mostrar seus brilhos.







March 22, 2020, 10:38 p.m. 0 Report Embed Follow story
0
To be continued...

Meet the author

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

More stories