A chuva é a marca do verão, mas começa com a primavera Follow story

sorasaki SoraSaki

A falta de chuva tem castigado a cidade de Musutafu, próxima a Tóquio. Com isso, a pequena garota com poderes semelhantes a um sapo estava cada vez mais emburrada e de mau humor, fugindo de sua calmaria corriqueira. Mas a primavera sempre chega junto as primeiras chuvas e, com ela vem o florescer e o desabrochar de um sorriso e de novas emoções.


Fanfiction Anime/Manga All public.

#friendship #poesia #poema #fluffy #bnha #shoujo-ai #chuva #boku-no-hero #Tsuchako
Short tale
0
3.6k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

A chuva e o sapo


       Asui Tsuyu era de fato um sapo? Mesmo que um sapo fosse, isso quer dizer que todos seus poderes remetem ao animal em questão. Então seus hábitos e jeito de ser seriam o mesmo deste bicho, certo? Sapos são animais terrestres, que no entanto gostam e precisam também do ambiente aquático. Apesar de nem sempre mergulharem de fato, precisam sentir a sensação úmida na pele, e por isso amam quando chove, ou mesmo, estar próximos aos corpos d'água, sabe, os rios e lagos.

    Tsuyu-chan para os mais chegados, ela diria. Estava cansada a tempos. Um mês e meio sem chover na cidade. Ela era um sapo oras! Cadê aquela chuvinha gostosa trazendo a deliciosa umidade, que deixava não só seu humor melhor, mas também sua pele e cabelos.

    As aulas daquele dia já tinham findado e ela voltava para o dormitório do colégio U.A. na companhia de sua querida Uraraka Ochako, uma pessoa muito especial para si dentre seus outros colegas. Já dentro do prédio dos dormitórios, sentadas juntas no sofá daquela espaçosa sala comunal, se encontrava quase toda classe do 1ºA. Tirando Todoroki e Bakugou, que estavam nas aulas extras para poderem refazer a prova e tirarem a licença provisória de herói. Tsuyu conversava com Ochako sobre diversos assuntos e, num de seus raros momentos, desabafava com a amiga sobre seu estranho mau-humor, coisa que não era comum na sempre serena e calma Asui.

    E então, eis que começou a cair os primeiros pingos nas grandes janelas do salão, o sol estava presente junto a algumas nuvens, mas nada indicava aquilo. Não que alguma das pessoas ali tenham visto as formas semelhantes a algodão doce surgindo no céu aos poucos durante o dia; ninguém esperava que a chuva fosse vir tão cedo depois de tanto tempo. Desacreditados era a palavra. Foi tão chocante o momento que ambas olharam para o céu, Tsuyu até parou de falar do quão cansada e enfadada estava daquela secura toda. 

Quando Uraraka olhou para Tsuyu, os olhos desta estavam brilhantes e cheios de emoções, pareciam contemplar a chuva de forma mais especial do que de fato seria para os diversos alunos; que até então não davam a mínima e só notaram a chuva quando os grossos pingos já batiam freneticamente nas janelas. A cena fazendo a pequena Ochako sentir um salto no peito e ser contagiada pelo novo estado de espírito da amiga a sua frente. Sem conseguir se conter, dando um lindo sorriso, pegou na mão de Tsuyu, como outrora a mesma já havia feito em uma ocasião em que precisou de seu apoio, e assim se levantou tentando puxá-la até a área descoberta.

― Vamos tomar banho de chuva Tsuyu-chan! Venha! Podemos até chamar o pessoal da sala para aproveitarmos um pouco esse momento todos juntos.

― Ochako-chan... ― Havia um leve sorriso em seu rosto que logo se abriu mais ao ver a outra menina puxá-la até a saída, já chamando alto todos os colegas que estavam por ali no salão e jogados nos sofás.

Ao ver a repentina animação de sua Ochako, junto àquela chuvinha gostosa, não pode deixar de se levar pelo momento e emoções que eram tantas mais; só depois refletiria no que tudo aquilo significou para si. Mas naquele momento o mais importante era de fato aproveitar a volta majestosa da chuva e, porque não, dizer que se sentia abençoada pela garota que segurava sua mão? Não é que talvez esse fosse o sinal de que a primavera estava pra chegar... Ou seria o verão no caso dos sapos?


°═══°•◉•°═══°•❈•°═══°•◉•°═══°


A terra está leve

As plantas se afundam dentre os rachados

O solo solto é levado pelo vento

Até o ar se torna embaçado pelo pó


Aridez presente, sem vento

A secura presente, sem água

Sem nuvens, cadê a chuva?

Por que não ouço os cantos perto do rio?


Os sapos se escondem

Esperam pela época de cantar e encantar

Esperam pelo líquido da vida

Esperam pelo frescor saudoso do amor


Pingos finos, pingos grossos

Aquilo é uma nuvem? São daquelas grandes e fofas

A torrente vem majestosa se mesclando aos raios de sol

Ao entardecer já se escutam os coaxares, eles cantam


Chegou a dádiva dos céus

Chegou o precioso momento

Chegou a alegria de cantar e se enamorar.

Dec. 27, 2018, 12:01 a.m. 0 Report Embed 0
The End

Meet the author

SoraSaki Taci, a.k.a Sora(空), vulgo SoraSaki • 24y • ♏ • Gosto de ler fanfics de animes e kpop, aceito recomendações com meus OTPs. Wattpad: https://www.wattpad.com/user/SoraSaki_ Spirit: https://www.spiritfanfiction.com/perfil/sorasaki

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~