Um, dois, três. Follow story

ohhtrakinas Sasah Trakinas

"Ele só não é considerado um prostituto porquê não ficava na esquina usando aquelas roupas minúsculas e parando na janela de cada carro, pedindo transa em troca de dinheiro. Mas tirando todas essas características, Kise era mais ou menos isso... " O que acontece quando dois amigos recebem um convite inesperado de um cara atraente como Kise Ryouta?


Fanfiction Anime/Manga For over 21 (adults) only.

#yaoi #threesome #lemon #knb #aomine #kise #kagami #kagakise #aokise
Short tale
12
4.8k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

One-SEXO!

Ele tinha uma certa fama, esse tal de Kise. Muitas pessoas diziam que ele só não é considerado um prostituto porquê não ficava na esquina usando aquelas roupas minúsculas e parando na janela de cada carro, pedindo transa em troca de dinheiro; mas tirando todas essas características, Kise era mais ou menos isso.

Mas apesar de tudo, não é qualquer um que se deita com ele. Não será um mero jovem franzino que deitará na cama com Kise Ryota, não mesmo, isso dependia do loiro! Ryouta era o tipo de pessoa que mandava em seu próprio corpo, deitando-se com quem quiser e com quem bem entender, e pouco se preocupava com os comentários alheios, afinal, “O corpo é de fulano, e ele faz o que quiser”.

–Está olhando demais pra ele... –Diz um moreno, sentado numa mesa com um certo ruivo, bebendo um copo de whisky.

–E daí? –Diz o tal ruivo.

Kagami e Aomine estavam numa casa noturna num sábado a noite. Os dois eram melhores amigos já faziam anos, e hoje em dia eram parceiros de quarto de uma faculdade. Estavam cursando o ultimo ano.

Mesmo eles dormindo no mesmo quarto e afirmando que eram “melhores amigos”, Daiki e Taiga nunca tiveram nenhuma relação além da amizade, isso porquê eles mesmos não se interessavam. Mesmo Kagami sendo gay e Aomine um bissexual; mas isso não quer dizer que em um certo ano, quando os dois ainda eram jovens, na dita adolescência com os hormônios a flor da pele, não trocaram alguns beijos.

Mas isso era passado, e hoje em dia, ambos tentam esquecer essa fase idiota, onde ansiavam em bater punheta á todo momento... Ah, adolescência, condena o passado de qualquer um...

O loiro que estava sentado no balcão, bebendo algumas bebidas alcoólicas, sente ser vigiado e olha para trás, vendo os dois marmanjos sentados na mesa, os reconhecendo como estudantes da mesma faculdade. Kagami acaba percebendo o olhar do loiro e logo dá um aceno, recebendo outro em troca. Aomine olha também, mas não faz nada, apenas vira mais um copo de whisky goela abaixo. O loiro então desce de seu banco, se afastando do balcão e aproximando-se da mesa onde os dois estavam sentados.

–Kagamicchi e Aominecchi, o que fazem aqui!? –Pergunta com um sorriso no rosto.

–E aí, Kise! –Fala Kagami, sorrindo de volta.

–Yo... –Diz Aomine, não se interessando muito.

–A gente está só se distraindo um pouco.

–Ohh, até imagino, os estudos estão puxados, não é? –O loiro se senta na mesa com eles. –Não faz mal ir numa casa noturna e beber um pouco com os amigos só para afastar as preocupações de vez em quando.

–Tem razão. –O ruivo enche mais uma vez seu copo e o bebe sem nenhuma dificuldade.

Os três ficam ali, sentados naquela mesa redonda conversando sobre alguns assuntos da faculdade e se conhecendo melhor, pelo menos para Ryouta, que até então não os conhecia muito. Com a conversa que rolava solta, o loiro acaba percebendo que eles eram bem atraentes e tinham um físico muito bonito, mostrando que eles iam constantemente à academia.

Seria interessante ter eles brincando consigo na cama... Mas, é melhor deixar isso para depois.

Precisava encher a cara primeiro.


xXx


–Aomineeecchii~, me soltaa~

Bastou apenas quarenta minutos para que Kise estivesse completamente bêbado. O loiro estava sendo carregado nos ombros de Aomine e o mesmo estava á caminho do dormitório do loiro junto a Kagami.

–Ele está mesmo bêbado. –Disse o ruivo olhando para o loiro que não falava coisa com coisa.

–Isso passa, amanhã de manhã irá acordar com uma baita dor de cabeça e ficará vomitando pelos cantos, nada que eu e você não conheçamos. –Dizia calmamente, pegando as chaves de Ryouta no bolso de sua calça, abrindo a porta.

–Ahh, verdade, o Kise dorme sozinho, né? –Disse Kagami, entrando no quarto e olhando para os cantos, reparando no dormitório.

–Ele tinha um companheiro, mas o mesmo já se formou.

–Um tal de Kasamatsu?

–Isso... –Aomine joga o loiro na cama sem nenhum cuidado, escutando um resmungo alheio.

–Vamos embora, Kagami. –Daiki estava saindo do quarto, quando Kise se remexe na cama e chama a atenção dos dois.

–Ei, ei, onde estão indo? –Falou embriagado, com as bochechas avermelhadas e olhos entreabertos.

–Embora... –Respondeu o moreno.

–Sério que vão embora agora?

–O que quer que a gente faça? Fizemos o grande favor de trazer você de volta pro seu dormitório, poderíamos ter deixado você lá na casa noturna, sabia!? –Respondeu sem muita paciência.

–Oe, Oe, não seja tão rude. –Kise se levanta um pouco até sentar-se no colchão. –Eu não quero dormir agora...

–Ele não está falando coisa com coisa... –Sussurra Kagami para o Aomine.

–Está bêbado, você quer o que!?

–Vocês são idiotas? –Diz Kise, sem paciência. –Por que a gente não se diverte essa noite?

–Ei... O que quer dizer com isso? –O moreno põe a mão na cintura.

–Ué, você sabe muito bem... –Ryouta agora estava com uma voz sensual.

Aomine e Kagami se entreolham, e depois passam a observar Kise. Não era possível que o loiro estava com esse tipo de ideia...

–Está pensando em realmente fazer isso, Kise? Está querendo fazer com nós dois? –Kagami pergunta, apenas para confirmar mesmo as intenções do loiro.

–Isso mesmo.. –Responde, dando um sorrisinho safado.

–HAHAHA! –Daiki solta uma risada forçada. –Ok, ok, vou indo embora, esse loirinho é louco.

–Ué, Ahomine, você mesmo hoje de manhã estava reclamando que estava na seca já faz um tempo. –Disse o ruivo, com um sorrisinho debochado no rosto.

–Um mês, Bakagami. –Responde Aomine rapidamente com uma voz nervosa. –Se eu pegar esse loirinho eu destruo com ele, não sei se ele me aguenta sozinho, mas ele quer nós dois, olhe nosso tamanho, Bakagami.

–Hunf –O ruivo dá de ombros –Oe, Kise, será que você aguenta a gente? –Acaba resolvendo entrar no joguinho.

–Estão me subestimando... –Diz o loiro, começando a desabotoar sua camisa, deixando seus mamilos expostos.

Kagami e Aomine observam aqueles mamilos e sentem suas bocas salivarem juntamente com seus olhos que se estreitam ao terem a visão de Kise. Ambos pareciam dois felinos observando carne fresca. O loiro sorri de canto, percebendo que essa noite seria divertida e inesquecível.

–A quantos dias está na seca mesmo, Aho? -Pergunta Kagami, não tirando os olhos do corpo de Kise.

–Um mês... –Daiki parecia hipnotizado.

–E eu estou a três semanas...

–Está difícil achar gente boa que nem o Kise...

–Uhum... Na minha ultima transa, eu fiquei com o teu ex.

–Pode ficar, Kuroko é meio sem sal. –Deu de ombro.

–Entre Kuroko, prefiro “essa loira” aí...

O primeiro a partir pra cima de Kise é Aomine. O moreno vai para a cama, atacando a boca do loiro como se fosse devorá-lo. Kise sente-se tonto, Aomine beijava bem pra caralho, e aquela língua era ágil que nem as mãos do dono, que lhe tocava a todo momento. Num reflexo, Ryouta abre os olhos e estica seu braço, e em meio aos gemidos baixinhos que já soltava, chama Kagami para participar.

O ruivo balança a cabeça em negação, dando uma risada sarcástica, não tinha jeito, iria participar...


xXx



Naquele ponto, os três já estavam nus e o loiro mantinha-se sentado no chão enquanto Daiki e Taiga estavam á sua frente. O loiro segurava os pênis dos dois e masturbava cada um ao mesmo tempo, chupando-os quando podia.

–H-hn... Vocês são bem grandinhos... –Disse, quanto lambia o membro de Kagami da base até a cabeça. –São grandes e grossos... Amo isso. –Abocanhou o membro de Aomine, o chupando fundo.

Aomine sentia que iria gozar a qualquer momento, então ele agarra os cabelos loiros de Ryouta e o afasta, pegando-o pelo braço e o jogando na cama. Os dois se sentam sobre os lençóis, Daiki ficando atrás do loiro e Taiga ficando á frente.

–Prepara ele aí, Kagami. Vai precisar... –Diz Aomine, com um sorriso safado no rosto, enquanto beijava e mordia o pescoço de Kise. O menor não parava de gemer enquanto massageava o membro do moreno, sentindo Taiga lhe penetrar um dedo. O ruivo atacava seus mamilos que já estavam durinhos, os puxando com os dentes. Kise jogava a cabeça pra trás, mexendo o quadril.

Era prazer demais para aguentar, não sabia fazer outra coisa a não ser gemer. Kagami coloca mais dois dedos e os mexe dentro do loiro, indo fundo, enquanto chupava seus mamilos. Aomine vira o rosto de Kise, capturando seus lábios num beijo molhado, com línguas se tocando e trocando saliva. Ryouta começa a rebolar nos dedos do ruivo, querendo mais contato.

–E-eu quero vocês... Aaaw~ Eu quero o pau de vocês dois. –Dizia com uma voz manhosa, mordendo o lábio inferior.

–Heh, seu safado, você parece uma putinha, sabia? –Aomine diz com a voz rouca no ouvido do loiro, fazendo o mesmo estremecer.

–Isso, me chama de putinha, Aominecchi, AA-aahh~

–Ei, Kise... –Kagami retira os dedos de dentro do loiro, se posicionando na frente do mesmo, dando sorrisinho logo em seguida. –Quer que a gente te foda? –Disse lambendo os lábios do loiro.

–Q-quero, hnn-

–Então diga... Implore. –Kagami roça sua glande na entrada de Kise, o loiro estremece.

–Me foda... E-eu quero que vocês dois me fodam! H-hn, p-por favor~ Eu não aguento esperar mais... Ahh~

Aomine se deita, deixando Kise em cima dele de barriga pra cima e o penetra de uma só vez, fazendo o loiro arquear as costas e soltar um grito seguido de mais gemidos excitantes, transparecendo mais de prazer do que dor, sentindo o moreno se movimentar dentro de si de forma lenta e gostosa. Kagami se posiciona, ficando agachado de frente pro Kise.

–Heh, parece apertado. –Diz Taiga, pressionando a entrada que já estava sendo ocupada por Aomine.

–A-aahh! –Geme, Ryouta, mais alto, sentindo uma segunda invasão que acaba dando um pouco mais de dor.

–T-tá apertado pra caralho... H-hn! –O ruivo aperta as coxas do loiro.

–Tô nem aí, vou começar a me mexer... –Disse Aomine subindo sua cintura e entrando mais em Kise.

–A-aominecchi, esper-A-aahh~

Aomine e Kagami, com um pouco de dificuldade, começam a se movimentarem, fazendo com que Ryouta apertasse os cabelos de Daiki, enquanto o outro braço apertava o ombro de Taiga.

Ele solva gemidos altos, aquilo estava muito bom, mas ainda sentia um pouco de dor. Alguns segundos depois, os dois rapazes sentem que estava mais fácil para se moverem, então começam a estocar mais rápido. Kagami e Aomine enfiavam-se com força para dentro de Kise, e o loiro gemia com o corpo tremulo por conta da excitação.

–A-ahh, aahh, ngh~ M-mais, mais fundo, m-mais~

–Que delícia, Kise, hn! –Kagami se inclina até morder um dos mamilos de Kise, sem parar de estocar.

Aomine mexia sua cintura com força, enfiando fundo pra dentro de Ryouta, como se estivesse competindo com Taiga pra ver quem era melhor na foda. O moreno passa os braços no corpo do loiro até subir para o rosto, o virando pra mais um beijo possessivo. Daiki acabou descobrindo que a boca de Kise era viciante.

–Hmm, aaah~ N-não aguento... Hn! –O loiro dá os primeiros sinais de que logo iria gozar.

–Não vai, não. –Daiki para bruscamente de se movimentar e levanta o corpo de Kise, Kagami se retira de dentro do loiro e vai um pouco pra trás. O moreno joga Ryouta de quatro na cama.

–Me chupa, Kise. –Disse o ruivo que estava em sua frente, apontando seu pênis na boca do loiro. Sem pensar duas vezes, o loiro pega o falo de Taiga com firmeza e o passa em sua bochecha, esfregando seus lábios inchados na lateral do membro, subindo até a cabeça, o abocanhando com vontade. Kagami solta um urro de prazer ao sentir aquela boca úmida e quente lhe chupar com gula.

Kise não esperava, mas foi penetrado mais uma vez repentinamente. Daiki estava atrás dele, metendo com força, segurando sua cintura e estocando sem piedade, indo fundo.

–Ahhh~ Isso, Aominecchi, I-isso...

–Mexe esse rabo, Kise, rebola pra mim. –Disse Aomine, com um sorriso excitante.

Ryouta, sem parar de chupar Kagami, começa a rebolar no membro de Aomine, que o estocava várias e várias vezes, saindo quase por completo e entrando fundo.

O ruivo segura os cabelos de Ryouta, com força e começa a mexer sua cintura, começando a estocar na boca do loiro. O menor só sabia gemer, gemia igual uma puta. Francamente, ter aqueles dois lhe fodendo, numa transa louca, estava delicioso demais.

–Hmmm, hn~ Ah, o pau do Aominecchi é tão g-grande, aah, é tão bom sentir ele dentro de mim, a-aahh~ K-kagamicchi também é grande, h-hn! –Kise lambe mais uma vez o membro do ruivo. –A-adoro chupar o Kagamicchi~ -Dizia com uma voz manhosa, sentindo seu traseiro ser comido por Daiki, enquanto chupava o pau de Taiga.

Continuaram naquele ritmo durante alguns minutos, até que Kise acabar não agüentando. Quando goza, solta um gemido alto, sujando os lençóis da cama, sentindo suas pernas tremerem e seu interior contrair, apertando ainda mais o pênis de Aomine, que depois de mais algumas estocadas, indo mais fundo, acaba gozando. Sem demorar muito, Kagami também goza, enchendo a boca do loiro, jogando a cabeça pra trás.

Os três estavam cansados demais e sentiam seus músculos doerem de tanto se mexer. Os três se jogam na cama com as respirações descompassadas, e ainda dormentes por causa do orgasmo intenso.

xXx



Ainda permanecia em sua cama quando resolvera se mexer, sentindo que estava apertado ao se movimentar ali. Kise vira o rosto e começa a abrir os olhos lentamente, sentindo a cabeça latejar com força. Ele logo leva sua mão na cabeça na região da dor; a maldita ressaca atacava com tudo. De repente, o loiro leva um pequeno susto quando seu cotovelo encosta em alguma coisa.

Ryouta olha para os lados e vê que estava no meio de dois homens... Homens que perto dele pareciam dois ursos...

-M-mas o que... –Disse com a voz totalmente rouca, com a garganta seca.

Kagami e Aomine dormiam profundamente, babando, inclusive, nos travesseiros, se deixasse dormiriam o dia inteiro.

Kise se levanta um pouco, sentindo sua bunda doer fortemente, dando uma pontada que o faz franzir a testa. Quando ele levanta um pouco os lençóis, vê que ele e os outros dois estavam pelados.

–Ahh, que maravilha, já sei o que aconteceu aqui... –Disse colocando a mão na cabeça de novo, bagunçando os cabelos.

–Eu não deveria ter bebido tanto... –O loiro se joga no colchão de novo, deitando-se entre os dois.

Os dois corpos dorminhocos acabam se mexendo um pouco, virando-se para o loiro, Kagami e Aomine passam seus braços em volta do corpo de Kise e o abraçam. Pareciam dois felinos, pois o loiro jurou escutar ronronarem.

–Hunf... –Ryouta solta uma risada nasal –É uma pena que eu não tenha me lembrado de nada...

Sept. 1, 2018, 3:07 a.m. 0 Report Embed 7
The End

Meet the author

Sasah Trakinas Alcoólatra triste.

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~