aninhahebelde Ana Rajaram

Yuuri e Victor sentem uma saudade imensa um do outro. Afinal, como Yuuri pode aguentar duas semanas longe do seu amor?


Fanfiction Anime/Manga All public.

#yuuri #Victor #victuuri #yurionice
Short tale
1
5.0k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Forever...

 Hasetsu,Japão.

Yuuri sorriu enquanto a imagem de Victor tomava foco na tela do notebook. Estava sentindo-se aliviado por finalmente poder falar com o seu marido.

Yuuri estava no Japão visitando sua família fazia duas semanas, e todos os dias, todas as horas ele sentia falta do platinado. Passava o dia inteiro desejando o momento que eles poderiam se falar através do computador, para que pelo menos matasse um pouco da saudade que tinha dele.

Nesse momento era 22h no Japão, 16h em Moscou-Rússia, onde Victor estava para uma competição de patinação. Apesar de ele e o marido terem se aposentado a dois anos, claro que tinham que estar sempre presentes nos eventos e competições. Yuuri como apoio e inspiração para os demais competidores que também eram seus amigos e Victor principalmente como técnico de Yurio.

Dessa vez, infelizmente, o mais novo não pode acompanhá-lo, já que havia prometido visitar a família a algum tempo. Desde que tinha ido morar em São Petersburgo-Rússia após seu casamento, ele tinha visto cada vez menos sua família. Decidiu mudar isso.

-Yuuuri – Victor deu o seu mais belo sorriso, muito feliz por ver seu moreno.

Yuuri deu uma risadinha, seguido do seu também melhor sorriso.

-Biktoruuuu- falou de forma manhosa pra câmera- Como está?

-Com muita saudades, querido. – Victor fez biquinho enquanto seus olhos enxiam com algumas lágrimas – acho que não sou mais capaz de viver sem você. Quando você volta?

-Estou voltando amanhã à tarde -sorriu Yuri.- Acho que devo conseguir chegar a tempo para competição. E Yurio, como está?

-Bem. Muito bem. Eu diria que está melhor que eu imaginava. – o platinado piscou, com bom humor. – apesar das escapulidas dele de alguns treinos para andar de moto por aí, não tem sido de todo mal, já que Otabek me ajuda a controlá-lo. Veja só, nunca pensei que veria nossa pequena “fada russa” tão apaixonada por alguém. Quem diria, não é?

Yuuri concordou com um movimento de cabeça. Realmente o loiro vinha passando por muitas mudanças ultimamente, e o motivo tinha nome e sobrenome: Otabek Altin, o patinador cazaque. É, essas crianças crescem tão rápido.

-Yuuri – Victor o chamou, sério. Chamando a total atenção do mais novo. – preciso te dizer algo muito sério agora.

-O que houve, Victor? -Yuuri tomou um semblante preocupado- Aconteceu algo grave? Kami-sama... O Makkachin não engoliu algo perigoso de novo, não é? O que aconteceu?

Os olhos de Victor encheram-se de lágrimas novamente.

-Yuuri... -o platinado baixou a cabeça – SE VOCÊ NÃO VOLTAR LOGO EU VOU MORRER! – Gritou ele,num drama exagerado.

Yuuri respirou aliviado.

-Céus! Biktoruuu! Você quase me mata de susto. Achei que era algo grave. – o menor suspira.

- E é muito grave – o maior faz bico- já estou sentindo meu coração parar de bater a cada segundo que eu passo sem você.

Yuuri abriu a boca para rebater, mas foi interrompido antes disso.

-E não ouse dizer que você já volta amanhã, Yuri Katsuki-Nikiforov! Não aguento esperar nem mais um instante!! São 7,481 km de distância!! - gritou, num ar de desespero.

O moreno riu.

- Você um idiota, Victor. -diz, com carinho. Sentia tanta falta dele também. Sentia falta de tomar café juntos, de patinar juntos, de fazer-lhe carinho até que ele caia no sono, de dormir abraçado junto a ele. É, definitivamente também não aguentava mais essa maldita distância.

-Mas eu sou SEU idiota- Victor diz, com um grande sorriso, enquanto Makkachin aparece de surpresa ao seu lado, latindo quase que em confirmação a frase do dono.

Victor aproxima-se ainda mais da câmera e completa, ainda com seu grande sorriso no rosto.

-PARA SEMPRE! – Grita, apontando firmemente para a sua aliança.

Yuuri corou dos pés a cabeça. Colocou as mãos sobre o rosto, constrangido. Ah, como ele amava aquele homem. Victor era tudo pra si. Era seu ídolo, seu amor, fora seu treinador, seu marido,seu amigo, seu amante, seu eterno companheiro.

O mais importante de tudo, é que ele era exatamente isso. Seu.

April 13, 2018, 11:49 p.m. 0 Report Embed 2
The End

Meet the author

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

More stories

THE WITCHER´S CHOICE THE WITCHER´S CHOICE