2minpjct 2Min Pjct

Yoongi, após um dia cheio de turbulências, tem uma grande surpresa regada pelo acaso e pelo destino. Por conta disso, ele descobre que, em apenas um momento, tudo por mudar, como acontece em uma chuva de meteoros.


Fanfiction Bands/Singers Not for children under 13.

#bts #amigo-oculto #sujim #jimin #yoongi #minimini #minmin #sugamin #suji #2min #2minpjct
1
526 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Aquele momento…

Escrito por: @Safira_G / @Safira_G21

Notas Iniciais: Desejo que vocês gostem dessa historia como eu gostei. Eu construí ela para todos os amantes do Yoonmin, e principalmente para a minha pessoa favorita... S2

Designe: snuffyoon / @monpecs

Beta: mimi2320ls/bebeh1320alsey


~~~~


Tudo começou em uma bela manhã que tinha tudo para dar certo, como todas as outras… mas não foi assim que aconteceu.

Para iniciarmos o dia, meu galo não cantou, o que ocasionou desordem na fazenda. Meu pai sempre me disse que, quando o galo não canta, é sinal de mau agouro para donos de terras. E foi assim que o dia mais lindo das terras montanhosas do sul transformou-se no meu inferno pessoal.

Todas as manhãs levanto com o cantar do Bartolino — o meu grande e respeitado galo —, mas, devido ao fato de ele não cantar, eu me levantei atrasado. E uma fazenda tem regras; regras essas que foram ensinadas a mim e meu irmão desde pequenos, e por anos venho as seguindo com grande orgulho.

Somos em dois irmãos e nosso pai. Vivemos uma vida simples na fazenda, na qual temos recursos em abundância para suprir o nosso sustento e dos funcionários que moram nela também.

E se você está se perguntando o que tem na nossa humilde residência… Bom, somos como qualquer outra fazenda. Temos animais, como cavalos, vacas, bois, galinhas, entre outras coisas. Porém, no que a nossa fazenda se destaca são suas plantações de morango, sendo vários hectares que contêm estufas da fruta. Somos um dos maiores produtores de morango em todo nosso estado.

Lembro-me bem de quando eu era criança e gostaria que a fazenda se chamasse moranguinho, mas meu pai disse que a fazenda não poderia ter outro nome que não fosse “Quedas das Estrelas” — que, para meu pai, significava a entrada da nossa mãe em sua vida.

Ele nos conta que ela literalmente caiu em sua vida, que era a estrela mais charmosa e apaixonante que ele havia visto em toda a sua existência e que nada mais o importava.

Após a morte dela, meu pai perdeu um pouco do seu brilho, no entanto, ele sempre esteve lá por nós, nunca deixou faltar nada dentro de casa e nem dentro dos nossos corações. Nem aos 16 anos, quando me assumi gay para ele.

Meu pai nada disse… até a manhã do dia seguinte. Ele estava na cozinha preparando nosso café, o que normalmente era a minha função, já que meu irmão e meu pai gostavam de aproveitar mais alguns minutos na cama.

No entanto, ali estava meu pai com o semblante sério e as sobrancelhas franzidas de concentração no preparo do nosso desjejum. E pela quantidade de comida em cima da mesa, ouso dizer que ele estava ali já fazia algumas horas. Senti meu peito apertar ao perceber que eu era o motivo da sua aflição.

Mas quando ele me viu, seus olhos se encheram de lágrimas e me perguntou se eu tinha certeza da minha sexualidade e se eu entendia o que isso poderia ocasionar em um ambiente tão preconceituoso que ainda era o interior.

Expliquei tudo para ele: a dúvida e o conflito que passei até aquele momento, e o que me levou a contá-los. Era porque poderia haver milhares de amigos ou um irmão maravilhoso, mas nada se comparava ao apoio que eu queria receber dele. Além disso, foi porque, para mim, a única opinião que importava era a da minha família, o meu porto seguro.

Nós nos emocionamos muito e ele prometeu que sempre estaria comigo e que nunca me abandonaria. Meu irmão chegou no momento em que estávamos abraçados, alegando que nós não tínhamos o direito de manter o membro mais bonito fora daquele abraço e, assim, acabamos nos abraçando e chorando que nem crianças perdidas.

Mas como eu estava dizendo, com a fazenda em desordem, sobraram todos os problemas para mim, já que meu pai se aposentou logo depois que meu irmão, Seokjin, resolveu ganhar o mundo como modelo. Eu tenho orgulho de dizer que ele é o homem mais lindo do mundo.

Como meu braço direito — algumas pessoas normalmente o chamam de Jungkook, mas eu particularmente prefiro peste do Egito — estava na cidade tendo um encontro com seu namorado florista, Taehyung, não havia a quem recorrer para cuidar dos meus animais que, por obra do destino, estavam doentes.

No fim, tive que chamar um veterinário. No entanto, depois de conversar com o veterinário de anos de confiança que sempre cuidou dos meus animais, ele me disse que não poderia me ajudar porque estava atendendo um rebanho de gado em outra cidade, e me passou o número do novo veterinário que tinha chegado ao local.

Contudo, por eu cuidar das estufas de morango e das tarefas restantes da fazenda, não houve tempo para ligar rapidamente, apenas perto do crepúsculo que eu consegui ligar. Marquei um horário com a secretária para que, no dia seguinte bem cedo, ele vinhesse à fazenda para poder olhar meus cavalos.

E depois de um dia tão exaustivo, peguei o meu violão, aquele que me acompanhava desde as piores épocas que já vivi e vinha sendo um calmante extremamente funcional atualmente.

Só que um estranho sentimento de que eu não deveria ficar tocando no meu quarto como sempre faço me atingiu, então resolvi ir tocar na varanda de casa — que tem uma vista bem linda, porque o crepúsculo estava inimaginável, tão belo em suas cores fortes e brilhantes.

E foi dedilhando a música “Da primeira vez”, do Bryan Behr e Calum Scott, que o vi.

[...]

Vocês já pararam para pensar que para tudo na vida há um momento? Seja para coisas boas ou ruins. No entanto, eu não estou falando de qualquer momento, eu estou falando do grande e esplêndido “Momento” em que eu vi o que chamamos de imagens dos anjos.

Um rapaz de estatura mediana, roupas brancas, aparência super cansada e um rosto perfeito — na verdade, mesmo de longe, dava para perceber que tinha todo o corpo perfeito, mas seu rosto parecia que fora esculpido pelos anjos. Era claramente o ser mais belo que meus olhos já avistaram.

Vi-o se aproximando lentamente da minha sacada de um jeito tímido e, apesar da aparência cansada, não deixava de parecer cativante. Após termos conversado, descobri que você tinha ido trabalhar por aquelas redondezas, sua camionete tinha estragado e as pessoas que passavam pelo local o aconselharam a ir pedir abrigo na fazenda próxima, que, no caso, era a minha. Eu agradeço até hoje, por essa feliz coincidência.

Dei-lhe abrigo, e até hoje não descobri o porquê. Mas nós conversamos toda a noite, acompanhados do seu chá favorito — o de morango —, que, modéstia à parte, era minha especialidade.

Eu me encantei com você, e isso nunca tinha acontecido. Encantar-me por alguém era no mínimo impossível, e posso afirmar claramente com todas as palavras e certezas do mundo: Park Jimin, foi amor à primeira vista.

No dia seguinte, tratei o Jimin como o príncipe que ele era.

(Lembro-me bem de chamá-lo um dia de príncipe, e você olhou nos fundos dos meus olhos e me disse:

Não sou um príncipe, Yoongi, sou uma fada, a mais cativante e encantadora fada.

Nunca pude dizer o contrário disso, porque estava cem por cento certo.)

Logo depois, fomos arrumar sua carruagem — vulgo, camioneta — e, só naquele momento, com a cabeça dentro do motor, descobri que você era o veterinário da cidade que iria ver meus cavalos. E mais que depressa, para poder passar mais alguns momentos em sua companhia, acompanhei-o de volta à minha humilde residência.

Devo confessar que o julguei um pouquinho, porque ele não tinha aparência de alguém que sabia o que estava fazendo.

No entanto, da forma mais perfeita, você me provou o contrário do que eu estava pensando, fazendo com que eu me apaixonasse mais um pouco por sua pessoa.

E naquele mesmo dia, ofereci estadia para que pudesse conhecer a fazenda, e você me prometeu voltar assim que possível.

E você voltou, mais lindo do que na primeira vez e menos tímido também.

Por vários meses, realmente sonhei com a primeira vez que nos vimos. Até o dia em que aceitou ser meu namorado.

Queria poder dizer que foi o dia mais feliz da minha vida, mas não foi. O dia mais feliz da minha vida continuará sendo eternamente o dia em que o conheci, porque significa que foi onde a minha vida começou a fazer sentido.

Eu sempre me perguntei qual era o motivo da minha existência. Era realmente ser um fazendeiro? Um cantor, um bom filho, um bom amigo ou irmão?

Mas, ao conhecer Park Jimin, eu descobri que minha missão na Terra era te fazer feliz e te amar com tudo de mim. Mostrar-lhe a beleza do interior e lhe causar as sensações mais diversificadas e te fazer sentir tudo o que era se apaixonar por um caipira da roça.

No dia que me pediu em casamento, foi da forma mais inesperada. Você se preparou para uma chuva de meteoros e, quando aconteceu o evento mais raro e magnífico, você me pediu em casamento em plena queda das estrelas, sabendo qual era o significado que elas tinham para mim.

Foi tão inexplicável, mas tão bom, ver todos aqueles arranjos de flores e os comes e bebes que foram preparados por você.

Naquele momento em que os meteoros começaram a cair, olhei para você, Jimin, na esperança de ver sua reação. No entanto, o que ganhei foi vê-lo de joelho dobrado e braço estendido com as nossas alianças em sua mão e seus olhos jorrando emoção; alguns chamam de lágrimas, eu chamo de emoções a flor da pele.

Sentimentos esses que não podem ser contidos e vinham da forma mais pura e singela demonstração de carinho — ou, às vezes, podem expressar outras emoções.

Jimin, você fez a declaração mais inesquecível para alguém tão pouco merecedor do seu amor. E já quero agradecer, por todos os dias você me provar que eu não poderia estar mais errado em relação a não ser merecedor do seu amor, carinho, afeto e companheirismo.

Eu jamais me arrependerei de ter o abrigado naquela noite nem de ser extremamente indelicado no dia seguinte, por querer fazer parte da sua vida dali para frente. Tenho em minha mente cada detalhe daquele dia, nunca esquecerei como eu estava nervoso e qual foi sua reação para o meu atrevimento.

Não é surpresa para mim que eu me recorde de tudo que envolve você.

Lembro-me do primeiro sorriso que você me deu, a primeira vez que segurei sua mão, tudo é muito intenso quando se trata de você. Até mesmo os sentimentos que não são tão bons assim.

Dentro dos momentos ruins, eu nunca me esqueci do desespero que senti quando presenciei as suas primeiras lágrimas e não fazia ideia de qual atitude tomar.

E daquele momento em diante, comecei a pensar em nós dois como um só.

Não tem nada nesse mundo que me faça ir para longe de ti, porque não havia mais tempo ou argumentos que me fizessem esconder meus sentimentos de você ou do mundo. E jamais haverá uma alma viva capaz de me convencer a parar de sentir o que eu sinto quando te olho, quando te tenho em meus braços, quando sinto sua pele sob meus dedos ou o jeito que o seu cheiro se entrelaça ao meu.

Eu o amo tanto que podem se passar anos e esse sentimento não irá diminuir, apenas vou amar cada mania sua que irá adquirir durante nossas vidas, porque estarei sempre esperando por você. Mesmo que o mundo se acabasse agora, vai me restar alguns instantes para lhe dizer que você me faz feliz até sem saber, apenas existindo.

Quero que saiba que ontem, hoje e futuramente, abro mão do mundo por você, porque não há algo neste universo que tenha mais valor do que ter sua presença ao meu lado, e poderá se passar milhões e milhões de eras ou vidas, o resultado sempre será nós dois juntos como um só.

— E foi por esses motivos que eu, Min Yoongi, aceitei me casar com você durante a queda das estrelas, Park Jimin. Porque não há ouro, prata ou qualquer outra coisa no mundo que vai um dia me afastar de você.

Yoongi respirou fundo e olhou para as pessoas que estavam assistindo àquela cerimônia que fazia a junção de duas almas da forma mais bela e pura.

— E gostaria de pedir desculpa a todos pelo meu longo voto de casamento, mas não há forma de dizer o quão grande é meu amor por Park Jimin sem contar nossa trajetória de forma resumida, para que, assim, vocês entendam como nos tornamos um só corpo e uma só alma para todo o sempre, antes mesmo de chegar a esse altar — disse ele, já se debulhando em lágrimas.

Ao olhar para o seu marido, Yoongi pôde perceber que ele não estava diferente do Min.

Então, assim, o juiz de paz continuou com a cerimônia depois dos votos do Yoongi:

— De acordo com a vontade que acabam de declarar perante mim, eu, em nome da lei, declaro firmado o casamento. Podem se beijar — declarou o juiz.

Park Jimin mais do que depressa cumpriu a vontade que estava o corroendo desde do momento que viu seu marido, Yoongi, em pé no altar, enquanto entrava. Ele puxou o Min pelas lapelas do seu terno e o beijou como se precisasse dos seus beijos para viver, sendo correspondido da mesma forma voraz.

E assim, o mais novo casal da fazenda “Quedas das Estrelas” viveram felizes para sempre, sendo acompanhados de seus amigos e família e, é claro, por seus morangos.

~~~~


Notas Finais: Gostaria de agradecer pela oportunidade e pelo apoio que todos me deram para escrever. E dedico essa fic a todos os amantes das estrelas, porque nossa mente estará eternamente sonhando nas alturas.

May 7, 2022, 10:32 p.m. 0 Report Embed Follow story
0
The End

Meet the author

2Min Pjct Projeto de fanfics do shipp Yoonmin (Yoongi & Jimin) do grupo sul coreano BTS. Nos encontre também no Wattpad (https://www.wattpad.com/user/2MinPjct), Spirit (https://www.spiritfanfiction.com/perfil/suji05), ao3 (https://archiveofourown.org/users/2minpjct) e twitter.

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~