C
C Clark Carbonera


Num ponto de ônibus, a vida do Eduardo começou a ficar menos cinza...


Short Story All public. © Todos os direitos reservados.

#-de300palavras #amoraprimeiravista #inkspiredstory
Short tale
10
507 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Capítulo único


Eu te vi no ônibus a caminho de casa e foi amor à primeira vista.

Nós sorrimos um pro outro com olhos envergonhados.

Depois de um certo tempo e alguns pontos, tivemos o primeiro encontro.

Depois o segundo, o terceiro, o quarto...

Em alguns meses já éramos namorados, com famílias conhecidas, com festas e presentes trocados.

E sim, algumas farpas também, pois não conseguimos ser perfeitos diante da vida.

Tivemos dias elásticos como quaisquer outros casais: uns dias próximos, uns dias distantes, mas nunca isolados.

E entre um elástico e outro, trocamos mais do que presentes.

Nossa cerimônia foi a mais linda da cidade, não por causa das flores, dos doces ou da decoração.

Mas porque nosso amor era íntegro, pulsava por entre nós dois.

Depois tivemos nosso primeiro filho e discutimos termos um segundo, mas as contas simplesmente não fechavam.

Sofremos um pouco quando ele cresceu, porque como todos os pais, foi difícil ver a infância se afastando do sorriso inocente.

Você chorou um pouco quando ele foi pra faculdade; eu chorei rios com a cara no travesseiro, escondido, é claro.

Quando ele se mudou e fez sua própria família em outro estado, voltamos a ficar nós dois: o casal apaixonado do ponto de ônibus.

E pro quarto do mimado não ficar vazio, adotamos três gatos: um preto, um branco e outro malhado.

Ficamos grisalhos e com as juntas enferrujadas - envelhecemos com nossos gatos e então...

Então, o ônibus parou no ponto e você desceu.


É, talvez esse futuro nunca tivesse sido meu...

Feb. 18, 2022, midnight 3 Report Embed Follow story
12
The End

Meet the author

C Clark Carbonera “A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar.” Fã de carteirinha de Buffy - The Vampire Slayer.

Comment something

Post!
Giovanni Turim Giovanni Turim
Muito bom.
March 16, 2022, 22:41
Igor Azevedo Igor Azevedo
Olá, Carbonera! Faço parte da Embaixada brasileira do Inkspired e estou aqui para lhe parabenizar pela Verificação da sua história. “Num ponto de ônibus” em um conto fantástico, que me atraiu desde a capa até o título, pois você se pergunta o que está acontecendo nesse tal ponto de ônibus e, o que o leitor descobre ao ler a sua obra é que um amor à primeira vista está nascendo, não somente ele, mas também expectativas estão sendo criadas. Quem nunca criou expectativas à primeira vista? Sou intenso pata fazer coisas como essas, confesso! E isso me chamou atenção, não somente esse ponto, mas pela forma que você escreve (você escreve muito bem) e como você aborda a quebra de expectativa no fim do texto. Sua obra é coesa e coerente, sem erros gramaticais e sem furos, e nos faz refletir sobre como almejamos o amor diariamente, nas pequenas experiências e pequenos atos. Eu torço para que eu encontre muitas histórias suas por aqui, que continue investindo tempo na escrita e nos fazendo deliciar e refletir com contos como esse! Um grande abraço!
February 28, 2022, 00:13

  • C C C Clark Carbonera
    Oi, Igor, tudo bom?? Prazer em te conhecer e já na apresentação peço desculpas pela demora em te retornar... Talvez você não saiba, mas eu adoro esse trabalho que você e outros embaixadores fazem aqui na plataforma: é um apoio que todo aprendiz de escritor precisa, pois vocês apontam as melhorias que nossas histórias merecem com muito calor e coração (isso não é para qualquer um não, ein!), e mesmo se não apresentam erros, só esse comentário fofo é um gás pra gente continuar escrevendo e mantendo a chama acesa ^^ Um abraço pra ti também! o/ April 08, 2022, 21:07
~