kszoliver KSZ Oliver

Paradoxos, um complexo e instigante tema que sempre despertou nossa curiosidade e promete dar nó no nosso cérebro. "O que é, já foi. E o que há de ser, também já foi.” Eclesiástes 3:15 No 6º episódio de “O Paradoxo 99”, após descobrir que, de alguma desconhecida forma ele teoricamente podia ter sido o causador de um fatídico evento no passado, Denny finalmente está em face de voltar decisivamente no Tempo para realizar a profecia da professora Rita. Porém, algo — ou alguém — inesperadamente o havia detido enquanto estava na iminência daquele salto temporal... • Denny conseguirá saltar e realizar aquele intento e, consequentemente, salvar Emmanuelle? Não deixe de acompanhar a 6ª parte da série O Paradoxo 99: “O Paradoxo da Garota da Ponte” KSZ OLIVER TENHA UMA BOA LEITURA! .


Thriller/Mystery Not for children under 13. © Copyright © 2021 K.S.Z Oliver All Rights Reserved

#comtemporaneo #historia #jovem-adulto #paixao-intensa #amor-transcendente #amor-intenso #estudante #realidade-alternativa #mundos-paralelos #viagens-no-tempo #crime #serial-killer #investigação #drama #378 #sobrenatural #misterio #romance
0
3.5k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

PRÓLOGO

Ela corria veloz e desesperadamente na densa mata. Se embrenhava em meio a espinhos e galhos secos que lhe arranhavam a delicada pele. Possuía um corte profundo no calcanhar direito. A ferida sangrou por um tempo, deixando um rastro intermitente de gotas de sangue pelo caminho, até ser estancada pela sujeira. A adrenalina e o instinto de sobrevivência mascaravam a dor.

— Socooorro!... Alguém, por favor, me ajude! — gritou a moça juntando as poucas forças que lhes restavam.

Seu grito de desespero ecoou no que sobrou daquele trecho da Mata Atlântica.

O stress e o ambiente abafado da mata produzia-lhe uma intensa transpiração, aumentando seu cansaço. Seu rosto estava vermelho do sol. Sentia o líquido salgado passando pelas sobrancelhas e lhe entrando nos olhos. Eles ardiam. Ela os fechava rápida e repetidas vezes para amenizar a ardência e enxergar o caminho à frente.

Seu perseguidor, como um típico predador que já teria escolhido sua presa, estava em seu encalço. Parecia determinado em recapturá-la e impedir que ela chegasse à rodovia. Porém, com o ruído dos veículos cada vez mais próximo, ele sentia que a estava perdendo...

Seus lábios estavam desidratados. Sua boca e garganta, secas. Pensou em gritar novamente: mas sabia que não surtiria efeito. Já havia gritado desesperadamente antes, ninguém parecia tê-la escutado. Olhando para trás, achava que se distanciou bastante dele.

“Talvez, se gritasse por ajuda naquele momento, só o atrairia para ela — previu. — Aquele parecia um local isolado. Estava sozinha ali... — Além do mais, sequer possuía forças para falar”, reconheceu.

Mesmo exausta, apertou o passo querendo chegar logo à rodovia. Naquele momento, olhou para trás para checar se ainda mantinha distância dele.

— Hã?! Inesperadamente, ela escutou alguém a chamar pelo nome logo à frente... Seu coração quase parou. Ao virar o pescoço para vê-lo, não conseguiu parar à tempo: Thump!!! Paft! — chocou-se com alguém no caminho.

Após cair sentada, olhava assustada para o rosto dele: "O tinha reconhecido imediatamente...". Com um olhar de espanto e as mãos apoiadas no chão, se movia para trás, quase catatônica…

— “Não, não pode ser! Era ele! Era ele, sim!...” — balbuciou consigo mesma, sem acreditar no que via. — Você?!... — foi tudo que ela conseguiu sussurrar para ele, devido ao duplo choque.



Jan. 20, 2021, 4:41 p.m. 1 Report Embed Follow story
0
Read next chapter ANTERIORMENTE, EM “O PRECEDENTE DA MELL…”

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 25 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!