docedellu DoceDellu

Em uma noite de verão um rapaz esbarra em Richard, nitidamente bêbado, e pede para ficar com o mesmo, o rapaz é resgatado pelos amigos, mas promete que vai conseguir beijar Richard de algum jeito, após isso seus amigos o arrastam para fora da balada e ele desaparece pelo resto das férias. Dick porém não imaginava que iria esbarrar no rapaz varias vezes após esse evento. (Nome da fic inspirado em Habit do Louis Tomlinson) FANFIC POSTADA TAMBÉM NO WATTPAD E NO SPIRIT


Romance Young Adult Romance For over 18 only.

#faculdade #teatro #psicologo #hollywood #lgbt+ #romance #romancelgbt #batman #dickgrayson #jasontodd #dickjay #jaydick
0
2.2k VIEWS
In progress - New chapter Every 30 days
reading time
AA Share

Capítulo Um

Lentamente, era assim que os dias se passavam desde o início das férias de verão, Dick não precisava ir para até o ponto velho de tijolos e esperar meia hora para pegar o ônibus circular e então chegar à faculdade.

No primeiro dia, ele acordou tão desesperado com o despertador que havia esquecido de desligar, mas assim que viu a data no celular jogou o mesmo no meio do colchão e voltou a dormir.

E era assim que passara essas duas semanas, dormindo, comendo, assistindo, dormindo.

Richard estava entediado o máximo, já havia lido todos os livros que tinha em casa, feito todos os trabalhos pendentes, até tentou prosseguir com a família no the sims mas depois de dez horas de jogo seguidas ele desistiu de conseguir uma promoção sem cheats e então em apenas duas horas a família que criara era dona de toda Willow Creek, a cidade que mais gostava de jogar.

Agora o sol entrava pela janela do apartamento que o mesmo vivia, e Dick se encontrava jogado no sofá, tentava zerar algum jogo besta que comprou online no PlayStation. Mas estava tão entediado que nem isso o deixava com empolgação.

Como se ouvisse seus pensamentos - além das lufadas de ar que soltava constantemente - o celular notificou alguma coisa, o rapaz de cabelos pretos pegou sem empolgação alguma e então desbloqueou o aparelho, Wally o estava chamando para irem em algum tipo de balada durante a noite, segundo a mensagem era uma balada top.

Sem empolgação alguma mas também cansado da monotonia que estava, aceitou o convite. Pelo que entendeu um grupinho de amigos da faculdade estariam lá, Dick estava com saudades de seus colegas, ele admitia, mesmo que os odiasse em certo momento - trabalhos em grupo -, Wally não fazia o mesmo curso que o seu, mas se dava melhor com os colegas de Dick do que com os próprios. Seus cursos coincidiam no mesmo bloco quase todos os dias, quarta feira Richard tinha que ir até o bloco F, era o bloco que geralmente os cursos de artes ficavam. Mas a livraria se encontrava no meio do bloco e era em uma sala ao lado - que também dava acesso a biblioteca - que Dick tinha aula nesses dias.

Iriam se encontrar na entrada da balada às 21:00, até às 20:55 Richard continuou jogando, no começo não estava prestando atenção a história, mas depois que perdeu feio uma missão resolveu que seria pra valer e então começou a realmente jogar. Acabou por não ver a hora passar e só saiu do transe quando Wally ligou para ele.

— Como assim você ainda não está pronto ? — O ruivo gritou no celular. Dick afastou o aparelho do ouvido enquanto se trocava. — Você tinha a tarde inteira caramba.

— Eu vou estar aí logo logo, guarde meu lugar na fila. — Falou por fim e desligou a ligação, terminou de arrumar a camisa, ele não fazia ideia de qual tipo de lugar era a balada então apenas colocou uma camisa preta, por cima colocou uma jardineira onde havia pintado estrelinhas de diversos tamanhos com tinta que brilhava no escuro. Vestiu também um Vans florido.

Saiu de casa e correu para o ponto, demorou alguns minutos para chegar ao centro, assim que saiu do ônibus correu o mais rápido que pode e chegou até a balada e procurou pelo amigo na fila, assim que avistou o ruivo foi até ele.

— Achei que não vinha mais. Vamos, já está na nossa vez de entrar. — Wally entregou uma pulseira laranja e Dick a colocou no pulso, os dois passaram pelo segurança e desceram para a parte subterrânea. — Gostei da jardineira.

— Derramei cloro nela um dia, foi o jeito que achei de consertar. — Dick respondeu enquanto observava o lugar, tinha um bar simples, mesas coladas as parede com alguns sofás ao redor, uma pista de dança e uma bancada para o DJ, uma música eletrônica qualquer explodia pelas caixas de som.

Se reuniu em uma mesa com os amigos do curso e Wally. Conversaram e riram a noite toda, várias garrafas de diversas bebidas estavam na mesa, Wally contava uma história engraçada de seu curso.

— Ai, eu fui falar pro senhor " Meu bom senhor, eu preciso que você se troque, é indicado fazer a sessão com roupas confortáveis. Não calça jeans" — Wally contava em meio a risadas altas. — Ele me olhou ofendido e disse " TÁ QUERENDO VER MINHA BUNDA É?".

Todos ali explodiram em risadas altas e Dick seguiu negando com a cabeça enquanto ria, Wally estava terminando a faculdade de fisioterapia, estava na parte do estágio obrigatório, toda vez que se encontravam Wally trazia histórias únicas.

— Vou buscar mais bebidas. — Richard comentou e se levantou, Wally levantou também de prontidão para o acompanhar. Os dois rumaram até o bar.

Every time your lips touch another, I want you to feel me, I want you to feel me — Wally cantarolou a música que tocava agora, os dois esperavam as bebidas no bar. Olhou Richard e apontou para ele e começou a dançar. — Every time you dance with somebody, I want you to feel me, I want you to feel me.

And do your days get a little bit longer? Nights get a little bit colder? — Dick completou apontando para Wally, fazendo os mesmo movimentos que o ruivo. — Heartbeat a little bit louder?

— Days get a little bit longer? — Enquanto Wally cantava Dick completava com feel me, feel me. — Nights get a little bit colder? Heartbeat a little bit louder?

Os dois erraram uma parte da música e se encararam, começaram a rir alto, pegaram as bebidas ainda rindo e se viraram para voltar à mesa.

No meio da pista de dança era uma bagunça, muitos corpos se mexiam frenéticos em suas danças pessoais. Dick, no canto da pista também dançava de seu jeito, Wally estava no meio, perdido de vista e gritando no meio da bagunça.

Enquanto estava com os olhos fechados, Dick sentiu alguém esbarrar em si e então segurou rapidamente o ser. Abriu os olhos e encarou um corpo meio caído, ele poderia estar desmaiado. Porém o rapaz se moveu, ficou em pé lentamente enquanto se segurava em Richard e então também o encarou.

Dick pensou que quando o rapaz abriu a boca sairia dali um pedido de desculpas, algo do gênero, mas o que o garoto falou o surpreendeu.

CARALHO VOCÊ É MUITO LINDO, FICA COMIGO POR FAVOR. — O garoto segurou nos ombros de Dick desesperado, balançou os mesmos, como se a vida dependesse disso.

Richard ficou sem reação, olhou assustado para o rapaz, ele estava completamente bêbado, suor escorria por sua testa e uma expressão de cansaço tomava seu rosto, mas seus olhos estavam vidrados, Dick o afastou com calma e um leve medo, o garoto continuou com as mão nos ombros do outro rapaz.

— Aí está você, parece uma criança pequena, vem, vamos te levar para casa. — Uma garota de cabelos como o cobre puxou o braço do rapaz bêbado com bastante força, fazendo o mesmo se desequilibrar e cair no chão. — Qual é, eu não vou te carregar novamente.

— Com licença, eu acho que ele não está em condições de andar — Dick se meteu e olhou o rapaz que fazia joinha com a mão para o nada.

— Ele já esteve pior acredite. — A ruiva balançou o braço do rapaz e resmungou alto quando ele continuou no chão. — Nunca mais saio com você. — Sem esforço algum ela o pegou no colo e encarou Richard. — Desculpe por qualquer coisa que ele tenha feito.

Você — O rapaz apontou para Dick, ergueu um pouco o tronco e fez uma expressão séria. — Eu ainda vou te beijar.

Tente primeiro lembrar o nome dele. Adeus. — E então a garota se afastou com o rapaz, Dick observou outro garoto se juntar a eles e então dividir o peso do rapaz bêbado. Depois de segundos ambos sumiram do local.

Nov. 5, 2020, 12:08 a.m. 0 Report Embed Follow story
0
Read next chapter Capítulo Dois

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 2 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!