Eu não sou um príncipe Follow blog

dcsales D.C. Sales Um jovem sonhava em se tornar um cavaleiro. Seu mundo desmorona quando descobre que terá que ser o escudeiro do arrogante príncipe o resto de sua vida. Tudo muda quando príncipe e escudeiro embarcam em uma jornada para salvar uma donzela indefesa e o príncipe por acidente cai do cavalo. Com o príncipe morto, ele tem a chance de salvar a princesa e ser feliz para ....sempre?
Non Verified story

#medieval #32816 #aventura #comédia #ironia #dragão #cavaleiro #eraumavez #fantasia #príncipe #príncesa #romance #sátira
AA Share

Capítulo 14 - Que trata dos caminhos tortuosos da princesa Adara


A princesa Adara nos guiou até uma água suja, que cheirava mal, após o barco andar por algum tempo, chegamos ao encanamento que vinha do castelo, o lugar era esse e levava direto ao subsolo do castelo onde o pequeno navio estava atracado. O rio sujo desembocava na água do mar.

O dragão não estava na doca, nos apressamos e desamarramos o navio e preparamos para zarpar.

- Ora! Ora! Vejamos o que temos aqui.

Uma voz saiu da cabine de comando. E se revelou ser o príncipe irmão. E prosseguiu dizendo:

- Minha bela irmã Adara. Não me vai dizer que resolveu dar um passeio.

- Sim, e você não está convidado.

E o embate entre princesa e príncipe, se iniciou. Sob a forte luz da lua, eles resolviam suas diferenças. Quando o príncipe rendeu a irmã, ele olhou para mim sem entender:

- O que é você, um príncipe?

Verne mordeu o príncipe e Adara chutou e eu o empurrei do navio. O navio chegou próximo ao abrigo. Atracaram e buscaram os sobreviventes. Pouco a pouco eles entraram no navio. A lua cheia estava acabando. O dragão dava sinais que iria acordar.

O príncipe molhado e fedorento rendeu Verne e subiu no Ferradura. O cavalo deu cinco passos e derrubou o príncipe rebelde. Até que enfim o Ferradura honrou seus ancestrais, a sua maneira é claro. Mesmo assim, o príncipe conseguiu escapar levando Verne.

A princesa desejava ir atrás do garoto, mas sugeri que ajudássemos todos a entrar no navio, antes que o dragão acordasse do sono. Quando o último sobrevivente entrou no navio. Pedi a princesa entrasse no na cabine do capitão. E a tranquei ali.
A princesa batia no vidro e acredito que tenha escutado quando eu disse:

- Eu vou buscar o Verne. Vão à frente, alcançamos vocês com o barco.

Perguntei se havia alguém a bordo capaz de comandar o navio. Para minha surpresa, um homem sem dentes se aproximou e disse:

- Eu já fui um pirata. Nada me faria mais feliz do que ser o capitão do navio.

- É, vai servir.

Saí do navio, olhando para valente princesa Adara. Desejando que ela encontrasse sua redenção. Ferradura estava me aguardando.

- Não me decepcione agora, Ferradura.

Saímos em disparada para as ruínas do castelo, onde ainda dormia o dragão. A destemida princesa Adara quebrou o vidro da janela da cabine do capitão, tirou suas armaduras e pulou no mar. O príncipe amarrou Verne em uma coluna que ainda se mantinha de pé, e o garoto seria sua próxima refeição.

- Tudo por causa de um olho furado?

Que príncipe mais vingativo!

Era possível ouvir a respiração forte do dragão que logo despertaria, quando finalmente alcancei o príncipe. E o Ferradura me jogou no chão e saiu em disparada. Ainda bem que eu estava bem à frente do príncipe.

- Eu conheço você - ele disse- aquele garoto fraco da escola para cavaleiros, nem conseguiu se formar. Não me diga que se tornou um escudeiro.

- Alguém com muito mais honra que você.

Ferradura foi ao encontro de Adara. Ela nunca havia subido em um cavalo sem sela, mas as circunstâncias exigiram.

É claro que apanhei. Apanhei muito do príncipe mau, mas, consegui dar um soco no nariz que sangrou. Eu não tinha nenhuma chance contra sua espada quando ela me acertou e me segurou na parede. Falando todas as palavras épicas de um combate entre o vilão e o príncipe. Bom, não um príncipe de verdade, nem um cavaleiro. Mas é o que tinha para hoje. Ainda mais quando percebi que a princesa estava tentando chegar próximo e desamarrar o Verne. Enrolei o príncipe o máximo que pude.

A princesa se aproximou de Verne e começou a soltar a corda que o prendia. Mas o menino parecia impaciente:

- Não há tempo! Você precisa controlar o dragão quando ele acordar, esse príncipe franzino não vai durar muito tempo nas mãos do príncipe. Na minha mão direita, está o seu colar.

A princesa sorriu e beijou o garoto na testa:

- Ladrãozinho esperto!!!Quando você crescer, se eu ainda tiver um reino, quero que você seja meu conselheiro real.

Adara se aproximava enquanto a fera começava a abrir os olhos, e tentou tocar a fera que agora tinha olhos ternos como quando era criança. O príncipe irmão tirou a espada de mim e foi em direção a Adara, o dragão bradou a aproximação do príncipe começando a ficar furioso novamente, mas dessa vez com o príncipe malvado derrubando a princesa no chão. Antes que ele a acertasse com sua espada, eu cravei a pequena faca de escória no coração do príncipe. Ele caiu, ofegante e me disse:

- Mas você é apenas um escudeiro.

- Não. Eu sou o filho do ferreiro.

Essa foi minha resposta. Aquela frase de efeito, não a mais bela histórias, o momento somente meu.

A princesa me olhou sem palavras, não acreditando na revelação que o príncipe acabara de fazer.

- Você não é um príncipe?

O que aquelas palavras poderiam dizer? Você não é um príncipe e foi capaz de enfrentar um dragão. Ou: Se você não é um príncipe, então eu nunca vou gostar de você. Seja qual for à verdade, ou nenhuma das anteriores. Mesmo sabendo que a princesa poderia não me aceitar, se descobrisse a verdade.

Sem problemas, uma situação tensa, não é o momento ideal para encontrar um amor duradouro. Descobri que somente os príncipes conseguem ser felizes para sempre. Pelo menos diante dos seus súditos. E em meio aos meus pensamentos, eu ouvi uma voz:

- Ei! Será que dá para alguém me desamarrar aqui? - Perguntou Verne que estava amarrado na coluna.

Ao ajudar a princesa a se levantar, percebi que o dragão olhava fixamente para ela e a cheirava.

- Olá Vega! - Adara abraçou o dragão.

Que nome incomum para um dragão. Na verdade os dragões terem nomes é anormal. Melhor dizendo, encontrar um dragão que é raro. A partir daquele momento, a ilha deixaria de ser o Reino Encantado e passaria a se chamar o reino do Dragão.

O lugar mais seguro para Vega.

May 27, 2019, 1:20 p.m. 0 Report Embed 1

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~