izzy_spanhol Aldheysy Spanhol

[História em andamento] Dundeya sempre foi um reino próspero. A morte do Rei, embora uma tragédia, já era esperada. O povo chora seus votos, mas aguarda a coroação do próximo monarca. Thalia passou os últimos 20 anos preparando-se para subir ao trono, mas sua irmã não acredita que ela esteja preparada. Um golpe é arquitetado, mas a verdadeira ameaça ainda está por vir. Cinco mulheres. Uma coroa. Quem estará acima da fraqueza?


Abenteuer Nicht für Kinder unter 13 Jahren.

#magia #reino #princesa #girlpower #interactive #rainha #312
4 / 30 KAPITEL Interaktive Geschichte
4
615 ABRUFE
Im Fortschritt - Neues Kapitel Jeden Samstag
Lesezeit
AA Teilen

Prólogo

Aliena Leatherlips


Sento-me ao lado de meu pai, que segura a minha mão. Estou em seus aposentos na companhia de minhas irmãs, presenciando os últimos resquícios de vida que deixam seu corpo. Há semanas ele vem sofrendo de algum tipo de doença incurável desconhecida até mesmo pelas mais poderosas feiticeiras. Papai reinou Dundeya por longos cinquenta anos e a coroa já está pesando demais em sua cabeça.

Thalia chora ruidosamente enquanto meu pai derrama algumas lágrimas por conta da dor. Ela é a primeira na linha de sucessão ao trono, mas pouco sabe sobre como uma rainha deve se comportar. Rainhas não devem demonstrar fraqueza e cada lágrima que escapa de seus olhos é uma prova sólida de sua vulnerabilidade.


Thalia não está pronta para governar.


— Não chore minha pequena — pede papai a Thalia com sua voz fraca.


Thalia olha para ele e tenta, em vão, parar o fluxo úmido de seus olhos. Rowena, a um canto do quarto, chora silenciosamente, derramando poucas lágrimas. Já eu não me autorizo a chorar. Por mais que me machuque ver meu pai morrendo, não derramo uma lágrima sequer. Verdadeiras rainhas não demonstram sua fragilidade.


Eu deveria ser a Rainha de Dundeya.


Assim que papai fecha os olhos em definitivo, o anúncio é feito. O Rei está morto! Vida longa à Rainha! Somos obrigadas a sair do quarto para dar prioridade ao médico responsável por verificar a saúde da família real. Ele confirma o que já sabemos, dando início aos procedimentos necessários para a preparação e sepultamento do corpo. Do lado de fora, a plebe já reage à notícia. Os dundeyanos estão divididos a respeito de sua futura rainha. Alguns temem sucumbir a desgraça ao coroar uma rainha que não foi agraciada pelos deuses com nenhum dom, nenhuma afinidade. Outros acreditam que ela será o início de uma nova era em que os deuses distribuíram suas graças independentemente da linhagem ou classe social.

Não demora muito até que nós, devidamente trajados, acompanhemos o majestoso caixão de madeira escura e polida, entalhado com arabescos e enfeites que realçam a importância de nosso pai para o país. O cortejo dá-se pouco tempo depois de sua morte, com todos os nobres curvando-se diante do corpo agora sem vida de meu pai. As preces são cautelosamente proferidas e eu pareço ser a única a manter-me firme e reprimir minhas indesejadas emoções. Lorde Kroon e sua esposa, Sorscha, estão um tanto deslocados com suas roupas alegres e coloridas representando as cores do Verão em meio a cores mais sóbrias dos outros nobres. Uma sombra de pesar cai sobre o rosto sempre alegre de Lorde Kroon quando ele olha para o caixão que abriga seu companheiro de tantos anos. O reinado de meu pai foi próspero e ele foi muito adorado pelo seu povo. Os dias que decorreram a morte do rei de Dundeya foram sombrios por todo o continente

A coroação de Thalia tomará lugar em dois dias. Não posso permitir que ela governe Dundeya. Se não pelo próprio bem dela, então pelo bem do povo. Os Dundeyanos não merecem uma rainha fraca. Eu sou a pessoa mais qualificada para o cargo, mas, por azar do destino, sou a segunda na linha de sucessão e não poderia assumir a coroa enquanto Thalia estiver aqui.

Penso em matá-la. Contudo, mesmo com todos os defeitos que tanto me incomodam e provam sua incapacidade de tornar-se uma imponente soberana, ainda nutro certo afeto por ela. Não sei se poderia suportar a culpa de sua morte. Deve haver outro jeito de tirá-la do meu caminho. Algo eficaz, mas que não manche minhas mãos com o sangue que tão fortemente compartilhamos. Enquanto minhas irmãs lamentam o falecimento do Rei de Dundeya, uma macabra ideia forma-se em minha mente.


Sei exatamente o que devo fazer.

Triff eine Entscheidung unter den folgenden Optionen, um fortzufahren:

18. Februar 2020 23:21:34 1 Bericht Einbetten Follow einer Story
3

Kommentiere etwas

Post!
Amanda Luna De Carvalho Amanda Luna De Carvalho
Olá, tudo bem? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Sinceramente, sua história é simplesmente estupenda e consegui imaginar todas as cenas como se fosse um flash de filme. É como vivenciar estar num mundo de contos de fadas ou fantasia, num lugar diferente e numa época distante. Eu adoro livros com essa temática e me senti como se estivesse inserida dentro do ambiente. A coerência está apropriada. A estrutura está ótima e tudo se entremeia de modo correto. Tudo está extremamente crível e alinhado à realidade do que acontece ali dentro. Tudo que queria repassar para mim, entendi perfeitamente. Os personagens são bem descritos e seus sentimentos são facilmente perceptíveis. Alguns possuem ódio e outros possuem amor, como qualquer pessoa sente dentro de seu coração. A cena da morte do rei e como alguns choravam diante daquela dor, eu pude idealizar como se estivesse presente naquele momento. Até mesmo deu para sentir como a sua outra filha estava raivosa e frustrada de não ser a herdeira do trono num primeiro momento e arquitetava conseguir ter direito à isso. A gramática está boa, mas notei algumas escorregadelas e sugiro algumas alterações. "Há semanas ele vem sofrendo de algum tipo de doença incurável desconhecida até mesmo pelas mais poderosas feiticeiras" — Seria indicado trocar "vem" por vêm", já que estamos lidando com uma frase no plural e seria mais indicado colocar vírgula entre "incurável" e "desconhecida", para não ficar confuso. "Não chore minha pequena" — Seria mais indicado colocar uma vírgula entre "chore" e "pequena", para dar mais clareamento à frase. Esses são meus apontamentos e espero ter sido útil ao comentar isso. Sua história é esmerada e amei ler esses capítulos. Eu fiquei refletindo como o poder pode transformar as pessoas em busca de muito mais alcance. Pessoas mais sensíveis são presas fáceis para esse tipo de gente com sede pelo domínio. Espero que continue escrevendo seus livros e tenha muita sucesso com seus escritos. Até mais!
May 31, 2020, 23:28
~

Hast Du Spaß beim Lesen?

Hey! Es gibt noch 3 Übrige Kapitel dieser Story.
Um weiterzulesen, registriere dich bitte oder logge dich ein. Gratis!