jpsantsil Jp Santsil

Lembrara-se da visão que teve na infância, enquanto brincava de bola com seus coleguinhas na Rua dos Escombros. Essa rua tinha esse nome, pelo fato de ter muitas ruínas de casas velhas e abandonadas, e terrenos baldios.


Kurzgeschichten Alles öffentlich.

#contos
Kurzgeschichte
1
5.2k ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Visão UM

Espiritualmente abalado por preocupações mundanas, tentou relembrar dos velhos e doces momentos de sua inocente adolescência. Não sabia como tudo veio a estar assim, tão frio e cinzento. Naqueles instantes de vida, tudo perderá a cor. Tempos de monotonia entediante. Vivia em constante espera… ansiava pelo sagrado em si. E, almejava a Magia Mística que lhe presenteasse com a mais bela maravilha do SER.

Lembrara-se da visão que teve na infância, enquanto brincava de bola com seus coleguinhas na Rua dos Escombros. Essa rua tinha esse nome, pelo fato de ter muitas ruínas de casas velhas abandonadas e terrenos baldios. Estava a brincar de bola, em que seus coleguinhas adiantaram-se correndo pela frente, ficando ele para trás. Quando avistou, em meio caos acinzentado e cheio de limo dos escombros de um prédio abandonado, dois seres inefáveis, de um azul sublime, com listras e enfeites multicoloridos e encantados. Então, curioso, fora andando por entre os montes de entulho de cimento e vigas de ferro, e, atrás de uma coluna arruinada, se pôs de pé as escondidas perscrutando o que esses dois seres encantados faziam.

Nisso! Ficou surpreendido ao ouvir um dos seres dizer ao outro:

— Sabe! O menino atrás da coluna… — ao ser chamado atenção, a outra criatura encantada virou o rosto para pilastra danificada, enquanto o mesmo continuou a dizer — …ele é especial.

16. Februar 2020 18:41:12 2 Bericht Einbetten Follow einer Story
2
Das Ende

Über den Autor

Jp Santsil Nasceu em Salvador, capital do Estado da Bahia, tendo se dedicado mais da metade de sua vida a projetos de ativismo social, educacional, cultural e ecológico com crianças e jovens em estado de risco e extrema pobreza nas favelas e comunidades carentes do Brasil e Ecuador. Atualmente vive e é cidadão do Estado de Israel, oriente médio asiático, onde se dedica a projetos ecologicamente sustentáveis. ​

Kommentiere etwas

Post!
Eduardo Miranda Eduardo Miranda
Olá Jp Santsil, tudo bem? Faço parte do sistema de verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Seu Conto apesar de sucinto consegue chamar a atenção nos detalhes e após ler, ainda fiquei por alguns momentos pensando no que li. A descrição do local me transportou para uma cena propícia do que viria pela frente, entrei na história. Até agora estou pensando no personagem principal, no porquê de seu abalo espiritual; este detalhe pode ser um gancho para uma sequência e isso me alegra. O que é bom tem que ter continuidade, após terminar a leitura senti que o texto se encaixa perfeitamente em um prólogo. O texto foi bem redigido, alguns pontos a acertar, porém nada que afete o entendimento e o prazer da leitura. Sugiro por exemplo que no trecho; “casas velhas e abandonadas, e terrenos baldios.” Soaria melhor deixando assim, “casas velhas, abandonadas e terrenos baldios.” . Jp, no geral seu texto está ótimo, e o final deixa um gostinho de “quero mais”, siga em frente e continue nos contemplando com seu talento.
September 07, 2020, 00:15

  • Jp Santsil Jp Santsil
    Olá Eduardo, Grato! Corrigir e achei melhor assim: "casas velhas abandonadas e terrenos baldios" October 23, 2020, 12:20
~