O Diário virtual Follow einer Story

B
Bru Sill003


Dois grandes amigos vivenciam uma morte misteriosa, quando são escolhidos para comandar as pesquisas descobrem algo estranho.


Krimi Alles öffentlich.
0
329 ABRUFE
Im Fortschritt - Neues Kapitel Jeden Mittwoch
Lesezeit
AA Teilen

O tiro

07/9/2019


Novamente ele se encontra curvado sobre a mesa, escrevendo sobre sua incríveis histórias, de mistério, terror e assassinatos.

- Maxis!- grita uma voz masculina do lado de fora.

-Oque é?

- venha agora aqui!

-estou indo - Maxis em um tom de raiva levanta de sua cadeira, anda em direção ao Jardim.

- Eu já não te avisei?! - diz novamente a mesma voz.

- Oque?

- Eu disse hoje de manhã, "coloque ração para os gatos, se não vão passar fome", e por acaso vc fez isso?

- Não - Maxis fala essa palavra com um profundo arrependimento de ter esquecido suas tarefas.

- Olha Maxis, não é só por que a gente comessou a morar juntos, que vc vai se descuidar das coisas.

- Desculpe, da próxima eu lembro.

- É bom mesmo

- Ricardo, vamos ao café?

- Porque?

- Quero conversar com você, mas estou com fome também.

- ok...

Maxis e Ricardo vão juntos ao café, eles se sentão na mesa 04, e Ricardo começa a fazer os pedidos no balcão.

"Lembro-me como se fosse ontem, quando batia nas costas de Riacrdo, apenas de pirraça, bons tempos eram aqueles".

Pensa Maxis com sentimento de nostalgia:

- Aqui, seu chá de gengibre.

- Ei, lembra Ricardo?, De quando eu te batia?

- Não gosto muito de lembrar disso- Ricardo fechou o rosto.

- Desculpe... Qual a sua memória favorita daqueles tempos?

- Quando eu e você brincávamos de ser detetives.

- Hahaha era hilário mesmo!

- Quem diria que doze anos depois nós realmente estaríamos, resolvendo casos criminais.

- Sim, isso é incrível mesmo.

- Mas... não temos nenhum caso novo?

- Não, pelo visto os bandidos estão bem calmos, ultimamente.

- É, de certa forma isso até é bom.

Nesse exato momento a porta do café é praticamente quase arrombada, uma mulher em gritos de angústia e desespero diz que seu marido havia sido baleado, do nada na rua, Sim!, Do nada...

- Por favor!, me ajudem meu marido, por favor liguem para a âmbulancia.

O atendente do bar disca o número da âmbulancia.

- Por favor venham no café raings thel, o correu um acidente!.

A mulher cai em desespero chorando rios e rios de lágrimas, disse que seu marido era o razão do seu viver e mais outras coisas.

Multidões se formavam em volta da mulher, pessoas ajudando ela e outras perguntando,

- Maxis! Vamos para lá agora, temos que ver este homem, Lembra? Somos detetives

14. November 2019 01:20:18 0 Bericht Einbetten 0
Fortsetzung folgt… Neues Kapitel Jeden Mittwoch.

Über den Autor

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~