Always – Sasusaku Follow einer Story

izzyhatake Izzy Hatake

O que fazer quando sua existência se torna insuportavelmente ruim? Quando tudo aquilo que fazia sentido é distorcido e, se torna tão falso quanto sua aparentemente vida perfeita? Quando tudo que te resta é o sentimento de culpa? Como lidar com a culpa por ter ferido, magoado e traído a única que te amou de verdade e, que enxergou muito além das aparências? Uchiha Sasuke, um astro da música. Amado e admirado por milhões de pessoas ao redor do mundo, mas que caíra no abismo da depressão, e a cada respirar se afunda mais e mais no oceano da dor...A única certeza que ele carrega consigo é que nunca deixou de amá-la e continuará a amando sempre e mais um dia. Até seu último suspiro.


Fan-Fiction Anime/Manga Nur für über 18-Jährige.

#258 #drama #songfic #sasusaku #kakashi #sakura #sasuke #naruto
4
701 ABRUFE
Abgeschlossen
Lesezeit
AA Teilen

Without you, I give up

A claridade do dia irritava meus olhos, assim como a escuridão da noite me incomodava profundamente. O canto dos pássaros era algo irritantemente difícil de se ouvir nos últimos tempos e parecendo ridículo ou não, eu realmente já não tinha certeza do que encontraria caso tivesse a coragem, que sei que não tenho, para me olhar no espelho apenas uma vez mais.

Aos olhos dos outros isso pode parecer algum distúrbio de personalidade ou crise existencial, até quem sabe abstinência de alguma droga pesada. Se bem que a última opção não estaria totalmente incorreta para definir meu estado físico atual, porque o mental e o emocional eu seria capaz de dizer que nem mesmo Confúcio em toda sua sabedoria, explicaria a controvérsia e confusão em que se encontram atualmente.

A quanto tempo não sei o que é comer? Três dias? Uma semana? Talvez mais, talvez menos...

Provavelmente não chegara a tanto, caso contrário teria desmaiado por fraqueza. Não que esteja muito longe disso, minha cabeça está parecendo uma bomba relógio a segundos de explodir de tanta dor e confusão. Meus olhos desfocam e, enxergar algo a palmos do nariz se tornou uma tarefa mais que difícil nesse momento e, o que dizer da boca seca?! Miinha garganta está arranhando e, desconfio que se tentasse pronunciar alguma palavra certamente falharia miseravelmente. Eu nem saberia responder caso alguém me perguntasse qual é o meu nome e, já perdi a conta de quantas vezes tentei me levantar desse chão só nos últimos minutos.

Nem sequer o tempo me é perceptível mais a cada tentativa frustrada meu estômago dava voltas, e vinha essa estúpida vertigem e, lá estava eu de volta onde mereço estar! No chão, na sarjeta e no fundo do poço. As mãos trêmulas segurando a foto antiga, daquela que sem dúvidas foi a melhor fase da minha vida. Mesmo com todas as tragédias anteriores o casal em evidente "lua de mel" com a vida, compartilhava sorrisos sinceros, olhares apaixonados, abraços calorosos e certezas a respeito de tudo.

Ah.. as certezas, se alguém me dissesse que terminaríamos assim, eu provavelmente teria socado a cara do infeliz agourento o quanto pudesse. Nada nesse mundo era capaz de me separar dela, ou pelo menos era essa a minha convicção.

A menina que se tornou mulher em meus braços, aquela cujos sonhos eram compartilhados comigo e que abrira mão de trilhar seu destino traçado, para estar ao meu lado e lutar junto comigo. A mesma que estava lá para me apoiar quando eu estava mal, quando todo o esforço me parecia inútil, quando eu resolvera desistir por pensar que estava lutando uma guerra perdida. Quão injusto parece ser que exatamente Ela não estava ao meu lado quando tudo começou a dar certo? Era mesmo injusto não ter podido ver aquele sorriso tão lindo, radiante e alegre, com as bochechas ruborizadas por eu gritar que a amava com toda força do meu ser, assim como costumava fazer.

A cada conquista que obtive, era a ela que eu gostaria de dedicar, eram seus lábios macios e doces que eu gostaria de beijar, era com ela que eu gostaria de comemorar. Nada disso foi possível e, o único culpado fora o mesmo miserável que prometera a amar para sempre, estar ao seu lado... Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, todos os dias da vida dela e ser fiel...ser fiel! Tudo o que EU não fui e, tudo o que eu não fiz. E para que? Porque? Ou por quem...?!

Não valeu a pena. Era fato de que não valeria e, tudo de mais lindo e bom que construí ao seu lado, desmoronou como um castelo de areia na praia tomado pela onda.

A culpa é algo torturante que te persegue dia e noite, onde quer que esteja. Massacrando qualquer vestígio de felicidade que possa achar que tenha.

Nesse mundo do Showbusiness nada é mais do que Ilusão! Tudo que envolve fama, dinheiro, poder e influência é falso! É podre! E consome quem entra nesse meio pouco a pouco, até não restar mais sentimentos verdadeiros e bons. sugando os últimos resquícios de Felicidade e satisfação que um dia te pertenceram. Nada disso me enchia os olhos, nunca encheu. Achei que fosse uma "consequência" bônus de ter meu trabalho ou minha paixão reconhecida e compartilhada com o mundo. E era? Não! de certo que não.

Fama, sucesso e de certa forma “Poder” não me trouxeram nada de bom que todos acham que traz. Dinheiro?! Trouxe e muito...mas isso não é definitivamente definição de Felicidade. Antes, quando não o tinha eu me considerava o cara mais feliz do mundo e, não ansiara por ser milionário em momento algum na minha vida. Mas como sempre as coisas aconteceram rápido e eu nem me dei conta de quando foi que me perdi no meio disso tudo.

Talvez fosse quando a perdi... Provavelmente seja isso. Ela era meu parâmetro, quem me ajudava a enxergar as coisas da maneira mais simples e objetiva. Alguém que me ajudava a manter os pés no chão e não esquecer que o essencial da vida é quem somos e não o que temos.

Irônico que agora eu tenha tudo e, não seja nada. Ou talvez eu não tenha nada e seja tudo... Tudo aquilo que sempre desprezei e nunca quis ser. Uma farsa!

Onde será que ela está? O que estará fazendo? Será que me esqueceu? Será que ama outro, como um dia me amou?...Sorte ela terá, se conseguiu me apagar por completo de sua vida. Provavelmente assim deixara de sofrer por alguém que não mereceu todo aquele amor, toda aquela dedicação e carinho. Eu não a merecia antes e, hoje certamente que não.

Sem ter outra opção menos humilhante, fui rastejando até a cozinha atrás de algo para sanar essa dor aguda em meio estômago. A enorme casa, a qual não fora eu a escolher e nem sequer gostava de residir. Todo esse espaço inútil de cômodos vazios e frios, que só me fazem sentir-me solitário e desprezado por todos que se dizem ou diziam meu amigos. Essas constatações só me fizeram ter mais certeza da minha decisão e, se eu vier a me arrepender... Sem dúvidas será por não ter feito antes.

22. Oktober 2019 23:16:11 0 Bericht Einbetten 0
Lesen Sie das nächste Kapitel I've made mistakes, I just man

Kommentiere etwas

Post!
Bisher keine Kommentare. Sei der Erste, der etwas sagt!
~

Hast Du Spaß beim Lesen?

Hey! Es gibt noch 4 Übrige Kapitel dieser Story.
Um weiterzulesen, registriere dich bitte oder logge dich ein. Gratis!